p:onedirection

Larry V.S Jikook
  • - Larry and Jikook randomly bump into each other-
  • Harry: Who the fuck are you?
  • Jimin: Who the fuck ARE YOU?
  • Louis: My boi asked you FIRST.
  • Jungkook: My baby asked yah SECOND.
  • Harry: ENNOOUGHH. I'll ask again, WHO THE FUCK ARE YOU?
  • * Jungkook backhugs Jimin*
  • Jimin: WE are like you guys if this was the year of 2012...
  • Jungkook: but unlike you guys we're like... one million times better...
  • Jimin: and like.... are ACTUALLY real...So...
  • Larry: *Jungshook*
  • Harry: What The Bloody Hell -
  • Jimin: * Sipping fresh tea out of nowhere* No Tea, No Shade tho.

Imagine and a possible fanfic idea

Imagine: You get a life changing call one night from the police station saying that your sister, Lou and Lux’s father Tom was in a horrific car accident and that they need you at the station ASAP. When you run in you see Harry sitting and crying quietly, and that’s when you knew that they didn’t make it. You are about to go comfort him when a police officer call both your and Harry’s name into a private office. As you are sat down, you get introduced to Lou’s lawyer – “My sister has a daughter, Lux. Was she in the car with them?” You and Harry were both relieved when the lawyer said that she was in the hands of a minor, a baby sitter. “What’s gonna happen with Lux?” Harry asks, the lawyer looks a both you guys confused. “I’m sorry, did Lou not talk to you, both about her will?” You and Harry both looked confused again. “On Ms. Teasdale’s Will, it states that if anything were to happen with each parent in a horrific accident that Lux will be left with he care of you, both of you.” And that’s when the world started spinning.

What do you guys think? Should I write a fanfic or just continue writing parts on here?

IMAGINE HARRY STYLES


casuallymysticalanchor:Eii pode fazer um com o Harry q ele namora s/n, só q ela tem uma irmã gêmea e ele acaba indo pra cama com ela pensando q e a s/n (a irmã dela e loca por ele) amuh seus imagines ❤😙😙
Espero que gostem!Boa Leitura



Hoje eu e (S/N) estamos comemorando 1 ano de namoro e decidimos sair para o parque. Ela é gêmea e a irmã dele sempre teve um interesse em mim, sempre quando (S/N) não estava ela jogava charme em cima de mim. Cheguei na porta de sua casa e toquei a campainha, logo ela atende.

— Oi amor, porque você não está trocada? - pergunto e ela olha pra si mesma.

— É… eu decidi que é melhor a gente ficar aqui - ela sorri e me puxa

— Tudo bem, você que sabe - sorri e ela me beija com ferocidade e eu seguro sua cintura a puxando pra mim. Eu nunca a vi daquele jeito

— (S/N) calma, eu nunca te vi assim - paro e ela acorda do transe

— Eu estava esperando isso faz tanto tempo - ela diz

— A gente se beija todo dia - digo

— Quer dizer, estava com saudades de você - ela diz me beijando e me empurrando para o seu quarto

Ela me joga na cama e sobe em cima de mim, ela tira minha camisa e começa a abrir minha calça beijando meu pescoço e eu tiro sua regata logo depois abrindo seu sutiã e fico por cima dela alisando seu pescoço. (S/N) tira seu short junto com sua calcinha e logo após ela tira minha calça e minha cueca deixando meu pênis amostra, ela coloca tudo na boca e começa a me chupar, seguro em seus cabelos estimulando ela a continuar e fico por cima dela. Coloco a camisinha e sem avisar enfio com tudo em sua vagina fazendo ela gemer.

— Geme pra mim safada - seguro seu rosto e meto mais rápido

— Não para Harry, não para- ela diz e continuo….

Quando escuto a porta se abrir e vejo sua irmã nos olhando assustada e com o vestido que dei a ela.

— Harry? Meg? O que… O que está acontecendo aqui?

— Meg? - olha pra menina abaixo de mim e ela está rindo — não acredito que você chegou a esse ponto

— Eu não esperava que você Harry chegasse a esse ponto, com a minha irmã, no meu quarto, na porra da minha cama - ela começa a deixar suas lágrimas cair - Sai daqui, sai vocês dois daqui!

— Meu amor, me escuta… - me levanto indo até ela e ela recua

— Eu não quero escutar, eu já vi tudo que tinha que ver Harry - ela diz se afastando mais - agora ponha suas roupas e saia daqui agora

— (S/N) por favor me escuta.. A culpa é dela - digo mas ela não me ouve

— Você transou com a minha irmã, eu me entreguei a você, te dei minha virgindade e agora você vai e tira da minha irmã também

— O que?

— Eu já falei pra sair daqui!

— Tudo bem (S/N)… Eu vou - coloco minhas roupas e saio

[…]

(S/N) POV’S

- (S/N), me desculpa ele chegou me agarrando e não resisti

— Meg, saia daqui também! AGORA - digo e ela pega as suas roupas e sai

Depois que ela sai, pego os lençóis da minha cama e jogo no lixo, sento no chão e começo a chorar. Não queria ver Harry nunca mais.

2 meses depois

Harry continuava me mandando mensagem querendo falar comigo, e eu apenas ignorava, Meg me contou toda a história e eu acreditei que Harry tenha feito aquilo com ela.

Escuto a campainha e vou atender.

— Você vai me escutar - Harry entra ofegante

— Não quero ouvir nada

— Mais você vai, porque eu não saio daqui até você me escutar – ele coça os cabelos dando sinal de que estava nervoso.

— Então fale!

— Eu cheguei aqui na sua casa e eu achei que Meg era você, só que ela não me disse que não era você e foi me beijando me fazendo acreditar que era você - ele diz andando de um lado pro outro — você mais do que ninguém sabe que eu NUNCA TE TRAIRIA e ainda mais com a sua irmã - ele diz chegando perto de mim - Eu te amo meu amor

— Espera só um minuto Harry… - vou no quarto de Meg e pego ela pelos cabelos arrastando ela até a sala

— Vai Meg, fala pra sua irmã o que você fez - ela estava querendo chorar - fala Meg, antes que eu te force a falar - Harry olha pra ela furioso

— Sim, eu enganei o Harry só pra vocês terminar - ela diz limpando as lágrimas e começa a rir - e funcionou, eu dei a ele o que você demorou de dar, e agora Harry está pra sempre marcado em mim- ela ri e eu vou pra cima dela dando vários tapas na cara dela e batendo a cabeça dela no chão e logo sinto Harry me puxando.

— Sua vagabunda, espero que você pague pelo que você fez. - digo com Harry me segurando pela cintura e vejo ela se levantando com a mão no rosto.

— Vem Harry, que a partir de hoje eu não vou morar mais aqui - saio e Harry vem atrás de mim

— (S/N) - ele me para

— Eu quero te pedir desculpa por ter duvidado de você, me perdoa meu amor, eu te amo - o abraço e o beijo

— Eu te perdoo minha linda, agora vem! Vamos ir pra bem longe daqui, só nós dois - entro no seu carro e ele começa a dirigir, e eu não me importava para onde ele estava me levando, o importante é que eu estava com ele.


PLÁGIO É CRIME!

VOLTE NA ASK PARA DIZER O QUE ACHOU :)

Bully part 2

Part 1 

WARNING: This might be a sensitive topic for some people, please read at your own risk. 

Feed back always welcomed 

Harry covered your mouth as the tears ran down your cheek. Your chest moving up and down trying to calm yourself. Harrys hands clasped over your mouth, his heart was beating fast. You could feel it. His other can wrapped around your waist.
“Shh…” He said pulling you back into the library. He dragged you to a corner. You just witnessed your best friend shooting someone. Killing! someone. You were frozen. Would he hurt you? A million thoughts started to swarm your mind. Harry slowly placed you against the wall. His back facing the shelves of the library. Blocking you. He was protecting you. His hands placed on the side of your head, touching the cold stone walls. You looked at his chest. It was moving up and down, he was scared too.
“Harry-“ he covered your mouth once again. You heard the doors slam open. The foot steps of your best friend. You could hear how slowly he was walking.
“Styles…” He called out making Harry shiver. Your eyes widen as soon as you see him. Harry looked at you. He knew he was right behind him. He removed his hands from your mouth and slowly turned around.
“There you are.” You hid behind his tall frame. Your heart was ready to jump out of your chest.
“Jake.” You called out. You stepped  aside. Harry’s arm quickly blocked you from stepping any further.
“Y/N” he warned. You looked at Jake. His eyes soften as they met yours, his eyes were red, like he was crying or drunk maybe both, he wore all black, he wore the black hoodie that you gave him on his birthday. A gun strapped to his back, another hanging from his shoulder and a small one in his hand.
“What-“ You tried to step forward but Harry stood in front of you again.
“Its me you want” Harry said, Jake looked at him.
“You think I’d hurt my only friends?” Friends? with an S at the end? I looked up at Harry, his hands were shaking. Jake side, you could see the tears forming in his eyes. He paced back and forth.
“I had to see you Harry. before I ended things.” Jake said, He looked up making  Harry tense up again. He stepped forwards and Harry stepped back.
“Here” Jake said, it was a small black and sliver flash drive. Harry looked at Jake not knowing what to do.
“Please Harry.” He said. Harry slowly reached out his shaking hand and took it from him.
“It explains why I had to kill them.” He said stepping back.Your breath was taken away from you when You  heard his words.
“Them?” You asked.
“Chad and his friends.” He stepped back again.
“They cant hurt anyone else.” He said taking one last step. Tears running down his face. Your heart aced.
“Jake.”
“They hurt me for the last time.” He sobbed. You wanted to run and hug him. He was your only friend. You know what he did was wrong but he was in pain.
“Take care of her Harry.” Jake said, You watched.
“Harry.” He called out again. Harry stared at Jake.
“Please, He cried out.
“I promise.” Harry said closing his eyes. You looked backed at Jake, at this moment everything went slow motion. His hand went up, your heart beating fast. The gun landing on the temples of his head, Your eyes widen, your heart breaking, you felt your legs moving forwards and Harrys arms wrapping around your waist pulling you back. He pulled the trigger. You cried out in pain as your best friend laid in a pool of blood.

External image

One Shot Zayn Malik

  • Pedido - Faz um do Zayn em que a s/n era a amante dele (ele esta noivo da Gigi que ja nao o fazia feliz e se preocupava so com si mesmo). Dai ele acaba tudo com ela por saber que era errado e no dia do casamento a s/n entra de moletom gritando e quebrando o casamento e se declarando. (O casamento era o mais comentado consequentemente vira a maior notícia essa entrada dela). Dai ele nao fala nada e ela sai chorando. Ai ele pede desculpa pra Gigi e vai atrás dela. Bjs♡


Quando se tem o amor sussurrado no ouvido, tudo que não é real passa a ser. Você passa a acreditar que está diante da melhor pessoa do mundo e que ela vai fazer de tudo para ficar com você independente das circunstâncias. O amor é lindo, mas diversas vezes é usado de forma errada, é usado para enganar e isso acaba apagando e o tornando sem significado para algumas pessoas.

O casamento azeda depois de algum tempo? Eu não sei, mas espero que sim. Espero que fique tão sufocante e ruim que ele venha me procurar o mais rápido do que imagina, espero que ele olhe nos meus olhos e implore para que eu o aceite de volta. Tudo que eu vou fazer é ficar calada e ir embora depois de mostrar a ele meus dedos do meio.

Eu não acredito que caí no conto da amante, eles prometem o céu, o inferno, o infinito, mas o que fazem no final é apenas te foder de uma maneira diferente, de uma maneira que você não consegue mais levantar ou acreditar que alguém vai te levar a sério quando você amou uma pessoa e esperou que ela te amasse de volta, mas no fim apenas teve um coração despedaçado.

Tudo bem que não é certo ser a amante, a pessoa que destrói lares ou futuros lares, mas eu não era assim, eu nunca tracei isso como a meta da minha vida, apenas aconteceu. Ele chegou de uma forma tão sorrateira e inocente que quando eu descubri sobre ele ter uma noiva, eu estava envolvida demais para sair. Eu estava enterrada e acostumada demais com seus braços para abandoná-lo e encarar o frio.

Ele me disse que não estava feliz, que a pediu em noivado sob pressão dos pais dela, ele disse que não demoraria a deixá-la para oficializar nós dois… Ele disse que me amava e agora eu estou aqui, encostada a um muro velho enquanto pareço uma piscina furada por ele estar casando nesse mesmo momento.

Eu vivi meses de mentira… Parecia tão real, mas a neblina foi tirada dos meus olhos.

No fim eu era só a vagabunda que serviu para a diversão.


*

Flashback

*

— Então, o que vamos fazer hoje? — eu falei ao saltar na frente de Zayn e recebi um beijinho em meus lábios sorrindo grande pelo gesto.

— Vamos para outra cidade, ninguém nos conhece, então podemos agir como um casal. — ele me abraçou pela cintura me deixando contemplar o sorriso em seu rosto. É tão bom sentir que ele está feliz igual a mim.

— Seria um sonho andar com você por aí de mãos dadas, sair para comer algo em uma lanchonete ou apenas fazer um piquenique na praça? — enlacei meus braços em torno de seu pescoço pressionando meus lábios em seu rosto.

— Se é o seu sonho eu não sei, mas é o meu maior desejo… Eu te amo tanto, (seu nome). — ele olha nos meus olhos e eu apenas não consigo sorrir maior porque se conseguisse teria a boca igual a do coringa.

— Você não sabe o quanto significa para mim ouvir isso de você, Zayn… Eu te amo. Eu te amo. Eu te amo. Eu te amo. — falei com os olhos cheios de lágrimas enquanto distribuía selinhos por sua boca.

[…]

A cidade vizinha parecia bastante acolhedora, eu estava quase explodindo por dentro de felicidade por estar de mãos dadas com o Zayn e sorrindo para todos. Nenhuma pessoa que passava por nós nos conhecia e nem sabia a nossa situação, então em vez de olhos acusadores, eles nos lançavam sorrisos alegre e de admiração.

Zayn e eu decidimos ir a uma lanchonete comer alguma coisa, pretendemos ficar aqui na cidade até o anoitecer. Depois que entramos e nos sentamos em uma das mesas, uma senhora veio até nós pegar nosso pedido.

— Bom dia, casal. — ela sorriu — Já sabem o que vão pedir?

— Eu vou querer panquecas. — falei sorrindo principalmente pela forma que ela nos chamou.

— Posso sugerir uma novidade da casa? — a senhora perguntou e eu assenti — Como a semana que vem é dia dos namorados, estamos fazendo panquecas em forma de corações. Você quer uma assim? — eu olhei para Zayn como se perguntasse a sua opinião e ele assentiu.

— Eu adoraria, obrigada.

* * *


Esse foi o dia mais mágico vivi com Zayn, quando eu fechava os olhos para me lembrar dele, era como se tivesse sido um sonho. Foi o dia em que as coisas mais deram certo para nós, o dia que tudo havia ocorrido bem na minha vida.

Eu não imaginava que depois de viver o céu, eu viveria o inferno, eu estava tão alto que a queda foi quase mortal. Meu corpo estava dolorido e meu coração em frangalhos, ele havia sido colocado em um triturador e a pessoa que fez isso me fez acreditar que ele me amava.


*

Flashback

*

— Oi, meu amor! — sorri me atirando nos braços de Zayn para beijar seus lábios, mas ele me afastou. Me afastou como nunca havia feito antes.

— Eu preciso falar com você, eu não posso demorar. — ele parecia nervoso, ele se afastou, passou a mão sobre o cabelo e estalou todos os dedos. Ele estava se preparando para dizer algo importante, eu o conheço.

— Tudo bem… Se acalme e então fale. — eu continuei no mesmo lugar em que ele me deixou para não quebrar o espaço que ele criou entre nós.

— Não podemos ter mais nada, eu vou me casar e o que temos não pode continuar. — ele disse de forma apressada me deixando sem reação. Uma brincadeira estúpida sem sombra de dúvidas.

— Ok, Zayn… Saiba que você é péssimo com brincadeiras desse tipo. — ri baixo e me aproximei sendo afastada novamente.

— Eu não estou brincando, eu estou falando sério.

— Como assim está falando sério? — eu perguntei devagar e surpresa como se tivessem me falado para caminhar em um campo minado.

— Eu não consegui terminar com a Gigi… Eu sou um fraco, não consegui. — ele olhou para o chão enquanto dizia de forma baixa.

— Não brinca comigo, Zayn… Eu não vou te perdoar se isso for uma brincadeira. — levantei seu rosto e olhei em seus olhos que pareciam mortos.

— Eu queria tanto que fosse uma brincadeira… — eu afastei minha mão de seu queixo ao constatar que não era mesmo uma brincadeira.

— Por que você está fazendo isso? — sentir lágrimas se apossarem dos meus olhos — POR QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO COMIGO? — o empurrei e dei alguns socos em seu peitoral.

— Eu amo você, mas há algumas coisas que não são possíveis… — ele parou de falar quando eu o acertei com um tapa no rosto.

— NÃO FALA QUE ME AMA! VOCÊ NUNCA ME AMOU!

— Eu amei sim… Eu te a…. — o interrompi com outro tapa no mesmo lado de seu rosto.

— CALA A BOCA! CALA A BOCA, ZAYN!

Me virei de costas para ele enquanto puxava meus próprios cabelos me forçando a acreditar que não era verdade tudo isso, que é só um pesadelo e que eu vou acordar em breve. Em meio ao meu choro alto, pude ouvir Zayn fungar e me virei novamente em sua direção completamente furiosa.

— VOCÊ NÃO VAI CHORAR, ESTÁ ENTENDENDO?! — o segurei pela gola da camisa e tentei balança-lo — VOCÊ NÃO TEM ESSE DIREITO! FOI VOCÊ QUE ESCOLHEU ESSE FINAL, ENTÃO NÃO CHORE QUANDO SOU EU QUE TENHO UM CORAÇÃO PARTIDO!

Zayn assentiu devagar passando as costas da mão sobre o rosto molhado pelas lágrimas e novas desceram no local que ele havia acabado de enxugar. Eu o olhei por alguns segundos e logo o soltei correndo em direção ao meu quarto e bati a porta.

***


Esse foi um dos piores dias da minha vida, perdendo apenas para esse que foi escolhido para ser o dia do casamento do Zayn.

Me desencosto do muro que eu estava e começo a dar alguns passos pequenos para longe da igreja onde o homem que eu amo está se casando, a igreja a qual sela a minha infelicidade.

— (Seu nome)! — o grito por meu nome me fez parar instantaneamente.


*

Flashback

*

Zayn se casa hoje e muitas coisas estão passando por minha mente, eu tenho que escolher entre assassinato, sequestro e uma tentativa de fazer Zayn acordar para o erro que ele está cometendo ao se casar com a garota que ele não ama, a garota errada.

Eu sei todos os detalhes do casamento, a igreja, o horário e o lugar da festa, mas não sei ainda o que fazer. Eu não posso apenas invadir a igreja para dizer tudo o que eu quero, ou talvez eu possa. Zayn invadiu a minha vida, nada mais justo de eu retribuir o favor.

Pelo horário, não daria muito tempo de me arrumar, eu apenas peguei um conjunto moletom preto e me vestir, se esse casamento realmente acontecesse eu teria que estar de preto para declarar luto ao amor maldito que cagou com a minha vida.

[…]

Na porta da igreja as coisas pareciam mais difíceis do que eu pensava, eu não sei se tenho a coragem de quando eu decidir fazer essa loucura, esse casamento foi anunciado durante muito tempo na televisão aberta e vai ser transmitido em tempo real para milhões de pessoas. Os pais da noiva fazem questão de mostrar ao mundo sua influência.

Ok.

Eu não posso amarelar.

Nem que eu tenha que dar na cara do Zayn de novo e de novo e de novo…

Respira fundo e vamos a luta.

Empurrei as portas da igreja de forma apressada fazendo com que todos olhassem para mim, inclusive Zayn que arregalou os olhos. Flashes reluziam sobre mim e eu apenas caminhei pelo tapete vermelho até estar de frente para Zayn.

— Você não pode fazer isso, comigo… Não pode fazer isso com a gente. — olhei nos olhos dele para que ele pudesse ver o quanto aquilo me machucava e eu pude ver o quanto machucava ele também — Não jogue fora um amor de verdade por essa magrela, por medo, por status ou por qualquer coisa que eu não tenho conhecimento. Eu te amo e você disse que me ama várias vezes e eu prefiro acreditar que todas essas vezes não foram mentiras. Eu prefiro acreditar que você não me beijou e me amou com falsidade… Por que se foi mentira… Seria o fim para mim, Zayn.

Depois de eu terminar de dizer tudo que eu sentia nesse momento, Zayn não disse nada, os segundos foram se passando como se fossem uma eternidade e ele não me disse o que eu acreditava que diria. Minha fé no seu amor morreu nesse momento.

— Tudo bem… — tentei segurar o choro — Me desculpem por isso, eu acho que me enganei… Esse não é o homem que eu amo. — dei alguns passos para trás — Podem continuar.

Me virei e não hesitei em sair correndo para fora da igreja, eu me sentia humilhada, mas principalmente despedaçada de uma forma irreversível. Zayn nunca me amou, caso o contrário não teria se calado enquanto tudo que eu fazia era declarar o meu amor por ele.

***


— (Seu nome)! — o grito por meu nome me fez parar instantaneamente.

— Zayn? — respirei ofegante pela surpresa de vê-lo correr até mim.

— Eu estou aqui, meu amor. — ele parou a minha frente e sorriu — Eu te amo, me desculpe. — minha respiração estava a quase mil por hora ao ouvir o que ele disse, eu não podia acreditar, era uma alucinação.

— Eu já estava perdendo a fé em você… — passo a mão em meu rosto para me livrar das lágrimas.

— Nunca faça isso, eu estou aqui para ficar. Eu te amo. Eu te amo. Eu te amo.

Eu apenas pulei em seus braços enquanto ele me dava selinhos diversas vezes como eu lembro ter feito com ele em algum momento da nossa história. Nada poderia me fazer sorrir mais do que ter Zayn em meus braços e seus lábios sobre os meus, arrisco dizer que fomos feitos um para o outro, eu não imagino minha vida sem ele.




Nota da autora:

Hey, gente! 

Aqui é a Tay do One Di Dreams e eu e a Lanah trocamos imagines de presente de aniversário desse tumblr e do meu blog.

Eu não fui completamente fiel ao pedido, mas eu gostei bastante do resultado. Espero realmente que vocês tenham gostado tanto quanto eu. :)

Feliz aniversário a esse tumblr que há sete anos leva diversão e imaginação à vocês. ❤

instagram

Camila performing I Have Questions #Hot100Fest








#camilacabello #blackbear #camilizers #justinbieber #beliebers #haileesteinfeld #mostgirls #machinegunkelly #camilaontour #badthings #24kmagicworldtour #laurenjauregui #normanikordei #dinahjane #allybrooke #fifthharmony #harmonizers #shawnmendes #onedirection #camren #caminah #brunomars #harrystyles #liampayne #arianagrande #halsey #niallhoran #macmiller #dualipa @camila_cabello

Made with Instagram