opaleiro.tumblr.com

8

1978. Curitiba-PR. Comodoro 6cc, muito bonito. Esteve para vender há tempos no site da supimpa, de lá peguei as fotos e gravei. Olhando meus arquivos resolvi ver se achava o paradeiro do carro, apenas consegui localizar essas fotos dele rodando.

Destacando as rodas, a tampa de combustível do comodoro, o símbolo do comodoro, a riqueza e qualidade dos detalhes  e o meio teto de vinil que foi colocado posteriormente dando um senhor contraste com a cor do carro.

Não sei dizer que cor é essa, mas que ficou show, isso ficou.

7

Para comemorar o post #200: CHEVELLE.

Clássico americano da GM de 64 a 77. Qualquer semelhança ou lembrança do design com os demais da época não é mera coincidência.

Na sua maioria eram V8 que, com a crise do petróleo, começaram a perder mercado e potência para buscar caminhos mais rentáveis no mercado.

Tambem com a série SS, o muscle car tinha, além das listras e do emblema SS na grade do radiador, com potências de 315 a 360 cv de acordo com modelo/ano.

Destaque para os modelos de 72 em diante que se assemelham mais aos opalas com seu par de faróis (anteriores tinham dois, lembrando os impala).

OBS: fotos de diferentes sites da internet.

5

72. Alvorada-RS. 4cc - Especial “azul calcinha”. Anunciado no mercado livre.

Detalhe das rodas de arrancada modificadas e faróis de milha atrás da grade do radiador.

Cada vez mais raros, os opalas das séries abaixo dos 75 (68 a 70 e 71a 74) têm seu charme. Pena que esses achados via internet quase sempre estão longe, não vale a pena correr risco de comprar um veículo sem ver, conversar e sentir o clima realmente. Se vendo o carro e conversando com as pessoas você ainda pode ter surpresas ruins, recomendaria apenas a quem puder ir ver ou estiver lá.

O que diria eu com a oficina onde está meu carro, que mesmo estando perto (e longe) tenho tido as minhas desventuras com o cronograma e com alguns serviços.

10

Teresina-PI. Encontro de opaleiros 3(10/11/13). Visita ao encontro dos antigos na ponte estaiada. 

Com a compahia do ilustre colega Rafael e o seu opala 78 branco (que já apareceu antes e já merece uma sessão só dele) fomos passear com os carros neste domingo (10/11/13) e acabamos tendo a boa surpresa de encontrar os amantes do antigomobilismo na ponte, com outros 3 opalas por lá. 

O belíssimo 77 placa preta automático que já apareceu alguma vezes aqui (post 1 e post 2 que o Orlando contribuiu), um coupe 83 e o comodoro 92.

Dentre os outros, o maveco v8 do amigo Márcio. Lembro que acompanhei os trabalhos feitos nesse carro em diferentes momentos da sua restauração. 

Como há limitação na quantidade de fotos, essas vão servir.

4

SS 78 x SS 79 (resposta a pergunta)

Semelhanças algumas:

  • Opções de motorização;
  • Faixas e cores;
  • Rodas de ferro;
  • Retrovisores em concha e dos dois lados;
  • Painéis de instrumentos.

Diferenças no SS 79:

  • O revestimento dos bancos foi diferente;
  • Marcou o início do uso do freio de mão no assoalho, saindo do painel;
  • Tanque de combustível com 65 litros (até então eram 54 litros);
  • Console foi reformulado (não apenas para o freio de mão que foi para o assoalho).

Observações:

  • Paineis com conta-giros para todos os SS (os comodoro também);
  • Faróis de milha de série com os de neblina como opcionais;
  • SS4 (motores 2500 / 4cc / 151-S) tinham painel de instrumentos com conta-giros até 6000 rpm e velocimetro até 180 km/h;
  • SS6 (motores 4100 / 6cc / 250-S) tinha painel de instrumentos com conta-giros até 7000 rpm e velocimetro até 200 km/h;

Bem, essas são observações que lembro. Deve haver mais literatura na internet, ressaltando mais alguma informação.

Em caso de equivoco meu, informem por favor.

9
1978. Teresina-PI. A restauração do meu opala. Detalhe das fotos:
  • Acertando para por as novas rodas. Infelizmente 185/70;
  • Fixados retrovisores (pena arranhou o carro no processo);
  • Farol de milha redondo, no detalhe com o suporte que desenvolvi.

Loréu quase indo para casa.
Enfrentando os últimos ostáculos desses dias.

Detalhes: post 1, post 2, post 3, post 4 , post 5, post 6 , post 7, post 8 , post 9, post 10, post 11, post 12, post 13, post 14, post 15, post 16, post 17, post 18, post 19, post 20, post 21,  post 22 e post 23