onspired

Eu quis desistir,
me perdi em meio ao caos,
me encontrei num abismo que por onde eu olhava não via o azul do céu, era só tempestade e tristeza.
Me perdi.
Sufoquei-me em meio a fumaça e a chuva fria caia sobre mim. 
O vento batia sobre os meus cabelos e eu sentia o frio dominar o meu corpo. Não dava pra escapar, o meu coração batia forte mas não de amor, batia aceleradamente de desespero e eu não sabia o que fazer, queria gritar mas a voz não saia. Não sabia como me libertar, como me encontrar novamente e trazer paz para o coração. 
Foi então que me entreguei a tempestade e deixei a chuva cair sobre mim, levando com ela em meio a correnteza toda a tristeza e os caquinhos que haviam quebrados em mim.
— 

c-onspirancy 

-K.G

Logo eu que sempre fiz de tudo para ter você aqui, quis partir.
Tive de ir. 
Não foi fácil.
Mas era pior estar ali infeliz.
Eu a amava, por isso parti.
Não foi fácil ir, mas não podia ficar ali,
judiar de mim assim, ser covarde e ter medo de ir!
Chorar e chorar!
Implorar e implorar, por um amor que não era mais acolhedor.
Não, eu não podia continuar ali assim.
O mais corajoso pude ser, e sei que dei o melhor de mim e o meu melhor creio que foi partir.
—  c-onspirancy. 
Quantas vezes você deixou de acreditar que dessa vez poderia dar certo por causa de uma decepção anterior ?
Claro, a gente sempre tem medo de quebrar a cara de novo. Mas não da pra culpar pra sempre o novo amor, pela decepção do anterior. 
É preciso acreditar que o amor é maior que isso.
—  C-onspirancy
Naquela noite, naquele bar cheio de almas vazais, de sóbrio não tinha ninguém.
Todos se apoderavam do álcool para esquecer alguém.
Todos os corações partidos ali, se encontravam em overdose de amor, tentando esquecer a maldita paixão que partia seu coração.
—  c-onspirancy
Ela se foi.
Sem dó de mim, me deixou aqui.
Triste eu fiquei.
Chorei sem entender, sem saber também quis ir.
No instante em que a vi cruzar a esquina, me perdi. 
Meu coração parou. 
A respiração falhou. 
E, eu não quis acreditar.
Tanta coisa eu ainda tinha pra falar, tanto amor pra dar.
Não dava pra acreditar que tudo acabava ali assim.
Mas apesar de todo o caos, foi melhor assim.
Nunca fui de metades, ou era tudo, ou era nada.
Preferi o nada.
Chorei, sofri, e não foi em um piscar de olhos que me reergui, mas sei que hoje sou melhor e também sei que foi melhor assim.
Hoje já consigo sorrir, coração em paz, leve e entregue ao vento, pronto para se aventurar de novo, mas chega de quebrar a cara. Mas sei que se cair, também do chão não passa.
—  c-onspirancy de Karol Gomes.