olhos vermelho

Eu sempre digo o que ninguém confessa, mas eu chorei. Chorei porque eu senti. Eu sorri. Ninguém viu e eu fui feliz. Meus versos não combinam mais, vi no espelho meus olhos vermelhos. Ninguém quis saber da minha verdade, das minhas dores. Mas veja bem, tudo o que eu amei, eu perdi. Eu só quero sossego. Eu sou uma mulher de carência, isso não quer dizer que quero alguém me beijando ou dizendo que me ama. Só quero alguém pra me ouvir.
—  Máh Soares.
✨ Pedidos: Status p wpp: Frases Reggae ✌🍃

☀ Se a vida fosse bela, todo dia teria sol, todo mar teria onda, toda música seria reggae e toda fumaça faria a cabeça. 💭

☀ Pelas costas, eles tentam te eliminar.
Mas quem Jah abençoa, ninguém amaldiçoa. 💪✌

☀ Menina rastafári que gosta de um Bob Marley, cabelos dredados um estilo descolado. ✌☀

☀ Livre-se dessa disputa. 🎯

☀ Saudades do tempo, dos velhos momentos, dos anos passados que foram com o vento 🍃

☀ Aquela morena, de saia pequena com seus olhos grandes parece voar 🎤🌀

☀ Não importa a feira, é dia de doideira e não de trabalhar. 💪

☀ Escuto meu coração, pois a minha razão muitas vezes atrapalha o meu pensar. 💭❇

☀ Sem aviso a vida dá, sem aviso a vida tira. 🌠💨

☀ Aproveite com prazer enquanto o amor ainda brilha. 🌅🌌

☀ Aproveite um bem querer mesmo que for na despedida. 💨

☀ Sem pressa, bem calmo, direito. 🌀

☀ Perna doendo por causa do futebol, olho vermelho por causa do sol. 🍃

☀ Duas histórias que se cruzam sem intenção. 💏

☀ Combustível pra alma, minha inspiração.🌠

☀ E eu vou dizer pra ela, q ela é a luz que me traz paz. ✌💕


💝 Tema sugerido por: memoriiaas |❇| obg amor! 🌀

🔺🔻 REBLOG/LIKE se gostou, obrigada 💕

Não fica com medo do caos, não

Tu me encontrou já partida, com pedaços faltando e um buraco no peito.
Tu me encontrou com lágrimas de sangue, voz de choro e com cansaço da vida.
Tu me encontrou quando o amanhã já não fazia mais sentido, quando o mundo queria me consumir e eu batia na porta da morte.
Tu me encontrou jogada em um canto qualquer, quando a tristeza e os olhos vermelhos já eram normal.
Tu me encontrou devastada, baby.
Mas eu só me encontrei, quando te encontrei.

estamos juntos nessa

eu já quis desistir
eu já quis me ausentar [desse corpo, dessa vida]
eu já desanimei
eu já quis abrir mão de tudo
já me olhei no espelho e não me reconheci, esfreguei meu rosto com força só para encher as minhas mãos de lágrimas e ter mais um motivo para me odiar
olhos vermelhos, olheiras e a fraqueza estampada em minha testa, lembrando-me que eu não era o suficiente - e nem queria ser - esse era o meu estado [o meu estado por dentro era mil vezes pior]
eu já não soube para onde ir, já me escondi, me excluí
me tranquei em meu quarto e fechei as janelas
eu já perdi todas as razões para continuar
já ri de quando diziam “vai passar”
eu cheguei a ser apenas um eco do que um dia eu havia sido
eu era um pedido de socorro e um medo cruel de ser resgatada ao mesmo tempo
um tiro no escuro
mas hoje eu estou aqui, inteira, reconstruída, caquinho por caquinho
todas as minhas células foram renovadas, com o tempo e com a vontade de melhorar
aquela vontade que volta e meia acendia uma chama dentro de mim em meio a uma faísca e outra
a esperança renasceu
eu me levantei
e agora eu grito por mim e por você: tudo vai ficar bem
encontre no céu razões para acordar
encontre nas flores razões para viver
encontre no canto dos pássaros razões para se fortalecer
para começar a acreditar em você nunca é tarde

Status: 3030

Foda que ela é linda e sabe que eu não sei dizer não. 😏💟✌

Gostosa no ponto, ela é foda essa mina já virou pauta do bonde. 💘💃  

Ela é gata demais linda, ela obra divina, ela é tipo o pecado. 🔞💋👌  

Toda vez que ela passa o bonde fica tipo a milhão. 👊✌ 

Linda, se valoriza e tem critério. 👊💋   

Na rua ela é só certeza, por dentro ela é só mistério. ✌ 

Ela tem a manha, menina mulher. 👌

Nesse mundo de ilusões onde passamos nossos dias, não posso ser quem eu sou! 🎶

Pois sem amor, vejo que estou num mundo de ilusões…

Trancado no banheiro, já com os olhos vermelhos, tento esconder minha dor…  

Mas ela quer o sol, a lua, a madrugada. 🌊 ✌ 

Mina mais linda da festa regada a bebida. 👌

Ela é mulher com marra de menina. ✌

Daquelas que, para o trânsito, faz vagabundo tentar ser romântico. 💋🌟 

Bom dia, o sol brilha na minha janela hoje. 🌄 

Hoje é um bom dia pra esquecer o que me aflige, de todos os problemas são poucos que me atingem. ✌ ✌

Saber se o amor é puro e vai crescer, é tudo o que eu preciso…

Levo aprendizado dos momentos que eu falhei. 👊 

O que eu fiz só Deus sabe, que se foda os imbecis. 👊 

Se não vai somar, melhor nem colar. 👌 

Dê like se pegar!

O que significa quando digo 'sofro de ansiedade'

Para a maioria das pessoas com quem converso, quando conto que tenho transtorno de ansiedade, elas concordam balançando a cabeça e dizendo que vai ficar tudo bem.

Quando digo: “Desculpe, estou tendo um dia muito ruim por causa da ansiedade, podemos remarcar?”, elas sorriem e dizem que não há com o que se preocupar, é só eu sair da cama para ver que tudo está bem.

Quando não quero ir para o bar porque sei que o álcool só piora minhas tendências de ansiedade, ouço: “Você está bem. Vai ser divertido. Vamos relaxar!”

Enquanto isso, meu coração bate tão rápido que tenho medo de que as pessoas percebam. Mas ele não está acelerado. Minha cabeça não está fora do lugar. Não estou vesgo, como a visão embaralhada me faz crer. Meus joelhos não estão tremendo, não vou cair.

Meu rosto não está pálido e meus olhos não estão vermelhos. Não. Por fora, estou normal. Minhas roupas combinam. Estou acordado, vivo e respirando normalmente. Então não tem nada errado, certo?

Errado.

Esse é o negócio dos transtornos de ansiedade. Tudo parece bem. Nossas pernas não estão quebradas. Nossas línguas não foram arrancadas. Não estamos cortados, nem machucados. Porque a ansiedade não é um problema físico. Mas isso não quer dizer que seja menos debilitante.

A ansiedade é um transtorno complexo e não tem nada a ver com simplesmente sorrir e acenar com a cabeça. Você nos dizendo que está tudo bem não só não ajuda como magoa ainda mais, porque ninguém parece levar o problema a sério.

Eis algumas coisas que eu gostaria que você soubesse sobre a ansiedade.

Ela vem em ondas.

A ansiedade é um bicho estranho. Ela deixa eu me divertir por uns dias, e fico pensando: “Humm, finalmente ela finalmente me deixou em paz”. Aí, um tempo depois, acordo e não consigo me concentrar de jeito nenhum.

O monstro apareceu de novo e não tem nada que eu possa fazer. Acordei com ele sentado no meu peito, sorrindo como se estivesse lhe dando as boas-vindas.

Ela pode ser completamente paralisante.

Não sei se se aplica a todo mundo, mas sei que é uma parte muito importante do meu transtorno de ansiedade. Quando ela vem, fico congelado. Posso levantar e enfrentar o dia, mas meu cérebro não está presente.

Minha cabeça é refém de um “demônio” que mora dentro de mim. Só consigo pensar na minha incapacidade de pensar, respirar ou sentir. Parece que meu cérebro está literalmente paralisado, como se estivesse preso numa espécie de limbo, sem portas nem janelas nem saídas.

A pior parte? Estou completamente sozinho nesse lugar.

Ela pode acabar com relacionamentos.

Não só os românticos, mas relacionamentos de qualquer tipo. Amizades e relacionamentos podem ser destruídos por esse problema. Já passei por ambos os casos, e é a pior perda possível. Por quê? Porque não é por nossa culpa.

É um transtorno que, sem os cuidados apropriados, pode explodir com o tempo. No fim das contas, é um fardo muito pesado para ser carregado pelos outros. Se eles se aproximarem demais de você para sentir de perto os efeitos da sua ansiedade, elas podem romper os laços para preservar sua própria sanidade mental. E isso machuca demais.

Mas não posso culpar os outros, porque, se eu pudesse escolher, ficaria o mais longe possível da ansiedade.

Ela torna a confiança praticamente impossível.

Sei que soa terrível colocar a culpa da falta de confiança na ansiedade, mas, sendo sincero, não se trata de atribuir culpa, mas sim responsabilidade. A ansiedade te faz pensar no pior em todas as situações.

Se alguém não responde minhas mensagens de texto, é isso: não gostam mais de mim. Se não me mandam mensagens, é porque não pensam em mim. Alguém está ocupado? Esquece. Têm algo melhor para fazer. Parece ridículo, certo? Bem-vindo à vida com ansiedade.

Eu não quero isso.

Você realmente acha que, se tivesse escolha, teria optado por decepcionar as pessoas que amo porque não consigo lidar com a ideia de sair?

Acha que quero sentir tanto medo de sair da cama que assisto 13 horas seguidas de Grey’s Anatomy em vez de ir para o trabalho? Provavelmente não. Você escolheria isso? Duvido!

Então, quando você nos diz que estamos sendo dramáticos e só queremos chamar a atenção, pense bem no que está falando. Ninguém, repito, ninguém quer isso.

Todos os dias penso em ser diferente.

Não passa um dia sem que eu ouça uma voz na minha cabeça me dizendo como minha vida seria incrível se eu fosse diferente. Como, se eu não tivesse ansiedade, tudo estaria bem. Como eu poderia ser feliz de verdade e confiar que a felicidade não era uma piada ou uma brincadeira.

Não importa quantas vezes eu diga para mim mesmo que tudo está OK e que estou sendo ridículo, nada está simplesmente “bem”. Na verdade, até as menores coisas são um desastre.

Há tratamentos, e estou disposta a tentar todos eles.

Muita gente que é diagnosticada com ansiedade recebe a indicação de remédios para controlá-la. Na maioria das vezes, eles ajuda a me transformar numa pessoa um pouco mais funcional. Mas simplesmente tomar remédios costuma não ser suficiente.

Tentei ir à academia. As endorfinas ajudam muito. Muita gente faz ioga ou exercícios de respiração. Eles deveriam ajudar, mas ainda não tentei - estão na minha lista.

Faço muitas coisas que me deixam feliz. Para mim, escrever, cantar e colorir meus livros são atividades muito reconfortantes.

Além de todas essas coisas, descobri que a terapia é a melhor ferramenta e que ela vale cada centavo. Um terapeuta constantemente ao seu lado só para deixar você falar, sem te julgar ou culpar pelo seu problema, é uma experiência libertadora. Recomendo fortemente para quem tem dificuldades com a ansiedade.

Vou superá-la.

Mas vai levar tempo. Lutar contra a ansiedade pode ser uma batalha sem fim, com muitos tropeços e recaídas ao longo do percurso. Ainda estou no processo, e não é fácil. Nada fácil. É de longe a coisa mais difícil que tive de fazer na minha vida. E já passei por muita coisa.

Aprender a superar a ansiedade é a tarefa mais difícil que já me passaram. Mas esses pensamentos, aqueles que não são verdadeiramente meus, parecem veneno para minha alma. Nos dias em que saio vitorioso, parece que consigo enfrentar o mundo inteiro de frente. Quero que todos os dias sejam assim, e não vou parar até que isso aconteça.

O lance é o seguinte: a ansiedade pode ser um negócio pesado e assustador. Não é uma lesão visível, mas isso não a torna menos legítima. Precisamos de pessoas em nossas vidas que estejam dispostas a nos ajudar, nos apoiar e entender que precisamos muito dessa ajuda e desse apoio.

Não vou mudar minha opinião a seu respeito se você achar que não consegue lidar com o comprometimento que é fazer parte da minha vida, só peço que você não crie esperanças e depois me decepcione.

Então, quando digo que “tenho ansiedade”, é isso o que estou querendo dizer. Seja paciente comigo. Me apoie. Saiba que faço tudo pensando em como aquilo vai te afetar.

Estou lutando para ter controle sobre minha vida, entenda isso. Dou trabalho e sei disso. Não sou uma pessoa fácil de conviver, mas, se você deixar, estarei sempre à sua disposição. Jamais esquecerei como você ficou ao meu lado enquanto os outros debandaram.

Quando digo que “tenho ansiedade”, estou te avisando o que vem por aí e te agradecendo por me escolher mesmo assim.

Ester havia chegado no prédio irreconhecível. Totalmente desnorteada, sua expressão era de amargura. Não sei o que havia com ela, mas, vi que nem o elevador ela conseguiu chamar. Seus olhos vermelhos e inchados, parecia que tinha passado a noite chorando e ainda não tinha conseguido cessar seu pranto. Não sei onde ela passou a noite, mas não foi no seu apartamento. Caminhei até sua direção. De perto ela estava mais acabada. Cheguei próximo a ela e perguntei se estava bem. Não foi necessário muito esforço. Ester, foi escorregando suas costas na parede, sentou-se no chão, abraçou os joelhos e encolhida ela chorava. Um choro de sofrimento. Era árduo vê-la sendo refém de uma decepção. Ela, que da última vez havia desistido de um suicídio, estava novamente na beira do precipício. Perguntei se ela queria desabafar, ela não conseguia. Só chorava. Por fim, ela falou bem baixo, quase não consegui ouvir: -Porque só me usam e jogam fora? Você sabe me dizer porquê? Você faz isso com alguma mulher? Por favor, não faça. Isso dói tanto seu Luiz.- Fiquei atônito, prestando atenção em tudo. E foi uma lição pra mim. Quando eu estava no auge dos meus 23 anos, levei uma mulher pra cama, eu só queria um momento, mas ela queria eternidade. Na manhã seguinte, eu falei que não queria nada além daquilo. Ouvi ela chorar e dizer que se entregou a mim por inteiro, e que ela nunca tinha feito isso com homem nenhum. Fui o primeiro. Eu justificava e me achava novo para assumir qualquer relacionamento. Mas eu não passava de um moleque partidor de corações, que só queria usar alguém para satisfazer meus desejos. No momento em que vi Ester sofrer, eu lembrei que em algum lugar daquela cidade, aquela mulher deve ter sofrido da mesma forma por mim, chorado como Ester chorou. E puta que pariu, ver uma mulher chorar de decepção é do caralho. Dói demais em mim como homem. Porque aquela época vi ela chorar como um moleque e não me importei. Apenas disse a ela, que um dia ia passar. Fui um otário. Esse homem foi um otário com Ester. Mulher vai muito além de ir pra cama. Mulheres precisam de cuidado. Levei Ester até seu apartamento e cuidei dela. Cuidei desejando que; aquela mulher que fiz sofrer, também tenha achado um homem arrependido, para cuidar dos vestígios de decepções que deixei no seu coração. Cuidei desejando que ela estivesse feliz. E que estivesse me perdoado.
—  Relatos do porteiro arrependido de Ester. Uma solitária qualquer.
Status: Maconha

Smoke weed everyday. 

Se conselho fosse bom, se fumava.

Maconha só faz mal quando acaba!

Aquele cochilo pós beck é o melhor.

- Drama + Marijuana

A vida é linda através dos olhos vermelhos.

Mais um maluco admirador da tal erva cannabis sativa 🎶🍁

Pra meu alívio eu quero um beck..

Fumar um beck e ficar chapado é como resetar um péssimo dia.

Chapado a vida fica mais aceitável.

Gosto de gente que enche minha seda, não meu saco.

Tem dias que você só precisa fumar vários baseados pra ficar relax.

Fumo maconha sim mas calma meu camarada, eles um dia vão ver que a lei estava errada.

Anoiteceu, o beck acendeu…

Eu fumo a minha erva e não faço mal a ninguém! 🎵

50 tons de verde!

Satine andou trôpega até o banheiro, apoiou-se na pia. As mãos tremiam. Fitou sua imagem no espelho, os lábios esbranquiçados, olhos vermelhos. Tentou recordar o que deixou-a naquele estado. Infortunadamente não fora o resultado da uma noite na rua, tampouco uma discussão acalorada sobre pequenices da vida. Segurou-se o mais firme que pôde na pia. Um tremor. Ultimamente ela vinha sentido esses arrepios melancólicos. Não havia cura, o máximo que podia fazer era abraçar-se e aguardar até que tivesse fim. Pensou no quão triste e desamparado era o ato de se abraçar, não ter a quem recorrer em caso algum, todos desapareciam. Além do que, Satine concluiu, não há ninguém que eu queira chamar. Solidão só não é mais triste que essa agenda repleta de nomes que não ligaria numa emergência. Olhou-se, os braços e pernas sem força. Se viu escrevendo no vidro com um batom antigo: “Você as vezes não adoece de ser você?”, e sentiu os olhos arderem porque ninguém jamais responderá.

São momentos passageiros, desses que fingimos não ter enquanto sorrimos na mesa do bar. Satine dá um gole n’alguma bebida que ofereceram e sente o líquido descer rasgando. As pessoas sorriem entre si, o conhecido de um amigo pergunta sobre o trabalho, dessas perguntas que ela detesta. Ninguém em sã consciência quer falar disso na mesa do bar. A resposta é educada. Não importa o decorrer da noite, é a conclusão que sempre chega quando amanhece. Satine não sentiu vontade de detalhar sobre como ele fora divertido até o final da noite, fazendo pilhérias sobre acontecimentos cotidianos. Ela não quis explicar porque o convidou para entrar quando meia dúzia de conhecidos a deixaram na porta de casa. Talvez nem todas as coisas tenham explicação lógica, fora o que ela pensou quando viu um post-it com um número de telefone na caneca de café. As pessoas passam e fazemos questão de não notar. Deixamos entrarem, vezenquando até abrem nossa agenda e anotam o nome, tateiam a despensa procurando café, encostam na bancada da cozinha fazendo graça sobre as notícias do jornal. Mas ninguém ultrapassa todas as barreiras. Sequer é possível, Satine faz questão de levantar muros novos a cada um que cai. Ela tem pensado sobre essas coisas com frequência. Sua mão circula com a colher pelo café, o dia nesses momentos parece tão vazio. 

G.