obscuro

Sabían que cuando Einstein daba alguna conferencia en las numerosas universidades de USA, la pregunta recurrente que le hacían los estudiantes era: -¿Cree Ud. en Dios? Y él siempre respondía: -Creo en el Dios de Spinoza. El que no había leído a Spinoza se quedaba en las mismas… Espero que esta joyita de la historia, les sirva tanto como a mi. Saludos, Rodrigo. Baruch de Spinoza fue un filósofo Holandés considerado uno de los tres grandes racionalistas de la filosofía del siglo XVII, junto con el francés Descartes. Aquí algo de él.  Este es el Dios o Naturaleza de Spinoza: Dios hubiera dicho: "Deja ya de estar rezando y dándote golpes en el pecho! Lo que quiero que hagas es que salgas al mundo a disfrutar de tu vida. Quiero que goces, que cantes, que te diviertas y que disfrutes de todo lo que he hecho para ti. ¡Deja ya de ir a esos templos lúgubres, obscuros y fríos que tú mismo construiste y que dices que son mi casa. Mi casa está en las montañas, en los bosques, los ríos, los lagos, las playas. Ahí es en donde vivo y ahí expreso mi amor por ti. Deja ya de culparme de tu vida miserable; yo nunca te dije que había nada mal en ti o que eras un pecador, o que tu sexualidad fuera algo malo. El sexo es un regalo que te he dado y con el que puedes expresar tu amor, tu éxtasis, tu alegría. Así que no me culpes a mí por todo lo que te han hecho creer. Deja ya de estar leyendo supuestas escrituras sagradas que nada tienen que ver conmigo. Si no puedes leerme en un amanecer, en un paisaje, en la mirada de tus amigos, en los ojos de tu hijito... ¡No me encontrarás en ningún libro! Confía en mí y deja de pedirme. ¿Me vas a decir a mí como hacer mi trabajo? Deja de tenerme tanto miedo. Yo no te juzgo, ni te crítico, ni me enojo, ni me molesto, ni castigo. Yo soy puro amor. Deja de pedirme perdón, no hay nada que perdonar. Si yo te hice... yo te llené de pasiones, de limitaciones, de placeres, de sentimientos, de necesidades, de incoherencias... de libre albedrío ¿Cómo puedo culparte si respondes a algo que yo puse en ti? ¿Cómo puedo castigarte por ser como eres, si yo soy el que te hice? ¿Crees que podría yo crear un lugar para quemar a todos mis hijos que se porten mal, por el resto de la eternidad? ¿Qué clase de dios puede hacer eso? Olvídate de cualquier tipo de mandamientos, de cualquier tipo de leyes; esas son artimañas para manipularte, para controlarte, que sólo crean culpa en ti. Respeta a tus semejantes y no hagas lo que no quieras para ti. Lo único que te pido es que pongas atención en tu vida, que tu estado de alerta sea tu guía. Amado mío, esta vida no es una prueba, ni un escalón, ni un paso en el camino, ni un ensayo, ni un preludio hacia el paraíso. Esta vida es lo único que hay aquí y ahora y lo único que necesitas. Te he hecho absolutamente libre, no hay premios ni castigos, no hay pecados ni virtudes, nadie lleva un marcador, nadie lleva un registro. Eres absolutamente libre para crear en tu vida un cielo o un infierno. No te podría decir si hay algo después de esta vida, pero te puedo dar un consejo. Vive como si no lo hubiera. Como si esta fuera tu única oportunidad de disfrutar, de amar, de existir. Así, si no hay nada, pues habrás disfrutado de la oportunidad que te di. Y si lo hay, ten por seguro que no te voy a preguntar si te portaste bien o mal, te voy a preguntar ¿Te gustó?... ¿Te divertiste? ¿Qué fue lo que más disfrutaste? ¿Qué aprendiste?... Deja de creer en mí; creer es suponer, adivinar, imaginar. Yo no quiero que creas en mí, quiero que me sientas en ti. Quiero que me sientas en ti cuando besas a tu amada, cuando arropas a tu hijita, cuando acaricias a tu perro, cuando te bañas en el mar. Deja de alabarme, ¿Qué clase de Dios ególatra crees que soy? Me aburre que me alaben, me harta que me agradezcan. ¿Te sientes agradecido? Demuéstralo cuidando de ti, de tu salud, de tus relaciones, del mundo. ¿Te sientes mirado, sobrecogido?... ¡Expresa tu alegría! Esa es la forma de alabarme. Deja de complicarte las cosas y de repetir como perico lo que te han enseñado acerca de mí. Lo único seguro es que estás aquí, que estás vivo, que este mundo está lleno de maravillas. ¿Para qué necesitas más milagros? ¿Para qué tantas explicaciones? No me busques afuera, no me encontrarás. Búscame dentro... ahí estoy, latiendo en ti".
Harry Potter Spell Themed Asks


Accio :
If you could summon anything in the world right now what would it be?

Aguamenti: Do you like water?

Alohomora: Can you and have you, ever picked a lock?

Anapneo: Are you CPR certified?

Aparecium: On of a scale of Mr. Bean to 007 how much of a spy are you?

Avada Kedavra: If you could kill one single person, who would it be?

Avis: What’s your favorite kind of bird?

Brachiabindo: Have you ever been tied up before? What was the circumstance?

Capacious Extremis: If you could make one object bigger on the inside, what would the object be?

Cave Inimicum: You’ve got to fortify your room from zombies with only objects you have readily available. What do you use?

Colloportus: Have you ever locked yourself out of your own house before? If so, what did you do?

Confringo: Have you ever accidentally set fire to something?

Confundo : What confuses you most about the world?

Crucio: What’s the worst pain you’ve ever been in?

Deletrius: What’s the last thing that you did besides this?

Densaugeo: What’s the most extensive thing you’ve been to the dentist for?

Deprimo: Have you ever been knocked over by the wind before?

Descendo: What’s been a low point in your life?

Diffindo: When was the last time you ripped and article of clothing?

Engorgio: What’s the worst case of swelling you’ve ever experience?

Episkey: If you could heal anyone in the world right now, who would it be?

Expecto Patronum: What’s your happiest memory?

Expelliarmus: Have you ever had to disarm someone? If so, why?

Expulso: Have you ever made something explode? Explain how and why?

Ferula: Have you ever had to wear a brace? What happened?

Flagrate: If you could write one thing in the sky, what would it be?

Flipendo: Have you ever fallen down stairs before?

Fulgari: If you could be bond to one person, who would it be?

Furnunculus: How bad was your acne as a teenage?

Geminio: If you could have a single copy of something, anything, what would it be?

Glisseo: Water slide or playground slide?

Impedimenta: You can stop one person from coming near you, ever, like a permanent, unbreakable restraining order, who is it?

Imperio: You can have one person be your slave for a day without repercussion, who?

Impervius : In the middle of a storm would you rather have waterproof shoes, or a waterproof coat?

Incarcerous: Have you ever tied someone up?

Incendio: Do you like candles? If so, what’s your favorite smell?

Langlock: You can stop one person in the world from speaking. Who is it?

Legilimens: If you had the power to read minds for a day, would you use it?

Locomotor: You can chose one object to follow you around, what is it?

Lumos: Candle, Flashlight, Sunlight, Moonlight, or Bioluminescence? 

Meteolojinx Recanto: What’s your favorite type of weather?

Mobiliarbus: What’s your dream garden?

Molliare: Have you ever made a surprisingly soft landing when you were sure you’d break something? What happened?

Morsmordre: What would your signal in the sky be to mark your presence?

Muffliato: Have you ever eavesdropped on a conversation? What was it about?

Nox: Were you/are you, afraid of the dark?

Obliviate: What’s something you wish you could forget?

Obscuro: What’s a kink that you have? What about it excites you?

Oppugno: You’re about to be in a fight! The object directly to your left is what you have as a weapon! What is it and how would you use it?

Orchideous: What’s your favorite flower?

Pack: When’s the last time you did some packing?

Petrificus Totalus: Have you ever been/felt paralyzed?

Piertotum Locomotor: You can make one  object in your current room come to life, what is it?

Point Me: How easily do you get lost?

Portus: What object would you turn into a portkey and where would it take you?

Protego: You can protect one person from harm. Who?

Quietus: When was the last time you yelled at someone?

Reducio: What’s something you’d like to make bigger?

Reducto: You’ve got one chance to explode something without an consequences. What is it?

Rennervate: Have you ever passed out/fainted before? What happened?

Reparo: What’s one thing you’d like to fix?

Rictusempra: Where’s the most effective place to tickle you?

Riddikulus: What’s your greatest fear? Do you think you’ll be able to overcome it?

Scourgify: What’s something that you should clean up?

Sectumsempra: Have you ever hurt someone? What happened?

Serpensortia: Do you like snakes?

Silencio: How much “quiet time” on average, do you need in a day?

Sonorus: If you had a message you could say to the whole world. What would it be?

Specialis Revelio: If you could have a magical property, what would it be?

Stupefy: Do you think you’d be able to knock someone out?

Tarantallegra: What’s your favorite kind of dance?

Wingardium Leviosa: If you had the power of telekinesis, what would you do with it?

Eu sei que foi fácil me amar naquela mesa de bar, que meu jeito espontâneo, meio bêbado, com conversa bem levinha, conquista qualquer um. Cerveja gelada acaba me deixando mais simpática. Depois de uma semana você deveria ter percebido que não deveria ter me dado trela. Não sou tão boa de filosofar quando a bebida é um café amargo, mas parece que isso não te desencorajou. Você continuou ali, no mês seguinte me convidou pra um cineminha, algumas festas de amigos. Nossa agenda foi ficando extensa. Tudo seu incluía a mim, e eu não sabia se isso seria bom no futuro, mas no presente, no nosso agora, eu amei cada detalhe. Eu nem estava acostumada em ter alguém tão próximo, eu que sempre fui errada com um cara que só queria sempre mais, mais de mim. Foi então que eu fui me perdendo no meio de nós a cada saidinha barata, em cada sorrisinho maroto seu. E aquela vez que eu fiquei me perguntando o motivo de você ter me dado trela, descobri só hoje a resposta… Você me enxergou além, viu que em mim só precisava de uns cuidados para assim eu tomar jeito. E que jeito, ein? O seu jeito.  Fez surgir em mim uma vontade surreal de ser melhor, por mim e por você. Porque a verdade é que eu estava cansada daquela vida fria, e sem emoções. Não deixando ninguém permanecer por muito tempo e, expulsando de mim todo e qualquer sentimento que aparecesse. Era bom estar ali nos bares, ficando animadinha com os drinks que ganhava de um ou outro rapaz que, sinceramente, nunca queria nada além de uma noite de prazer. Mas no final, eu sempre ficava sozinha. Vendo as minhas amigas do ensino médio se casando, construindo suas famílias, e eu aqui, com meus relacionamentos que nunca passavam de duas semanas. Imaginar uma vida ao lado de alguém, compartilhando meus medos e desejos mais obscuros, era algo fora de cogitação. Até chegar você, me entregando todo o amor que jamais recebi de alguém. Com a paciência para entender meus jeitos e trejeitos, e falando baixinho no meu ouvido: “Ei, amor. Eu vim para ficar. Pode segurar a minha mão, que eu prometo não soltar”. Esta era a segurança que eu precisava. Você é a parte calma e fácil que eu procurava, para estabelecer um equilíbrio entre o meu complexo e caos internos. Agora, aqui estou eu, totalmente submissa ao seu amor. Você me fez e continua me fazendo sentir a mulher mais especial e única do mundo. Faz por mim o que ninguém jamais fez. O seu toque é o mais delicado que o meu corpo já sentiu. Amo o seu beijo, o seu olhar, o seu cheiro e os arrepios que a sua presença me causa. Adoro cada detalhe que te compõe. E adoro, ainda mais, todos os sentimentos bons que o seu amor despertou em mim. O seu nome está cravado em meu coração e tudo ao meu redor possui um pouquinho de você. Somos a sintonia perfeita um do outro, e agora, amor, somos um só.
—  Você fez minha pupila dilatar - Escrito por Paula, Amanda N., Fran e Ane em Julietário.
Ela sempre será inesquecível, não importa o que você faça, a maneira que você haja, as lembranças e sentimentos que você tente matar, ela estará ai, estará presente, desde o teu sorriso mais sincero até seu sentimento mais obscuro. Ela marcou você, de uma forma que nenhuma pessoa vai conseguir marcar, ela foi única. Sentimentos são algo que nunca vão ser controlados, louco quem acredita nisso. E você conheceu o mais incontrolável deles, o amor. Posso dizer que você experimentou da loucura a lucidez ao mesmo tempo, pois as pessoas que experimentam desse sentimento nunca saem ilesas, e você foi mais uma delas, mais uma vítima desse sentimento destruidor e reconfortador.
—  Simone Ribeiro.
Dois passos no escuro e estou envolta em meu próprio ser novamente, nada tem vida ou sentido, nada aqui me entende ou me representa. Eu juro que tentei encontrar meu sentido no mundo como havia prometido a você. Tentei conhecer novos oceanos, horizontes, terras e planetas, mas em nada obtive sucesso. Juro que tentei saber quem eu era, o que eu poderia fazer ou descobrir algo novo. Tentei ser mais tua do que minha porque minha, eu nunca fui mesmo. Colei cada pedacinho meu para você, mesmo sabendo que tudo o que eu fazia tinha que ser primeiramente pensando em mim. Tenho cem jeitos diferentes de estragar tudo na minha vida e contigo não seria diferente, eu sempre soube que iria sugar toda a vida de você e que seria maçante conviver com o meu lado obscuro e sozinho. Eu não sei lidar com sentimentos e pessoas, mas também não sei lidar com o dia de amanhã sem você. Nasci para ser sozinha, mas também para ser tua.
—  Anna Paula Varella.