o homem de aço

O homem disse que tinha de ir embora - antes queria me ensinar uma coisa muito importante:
- Você quer conhecer o segredo de ser um menino feliz para o resto da vida?
- Quero - respondi.
O segredo se resumia em três palavras, que ele pronunciou com intensidade, mãos nos meus ombros e olhos nos meus olhos:
- Pense nos outros.
—  O menino no espelho
Ela acorda, abre os olhos e fecha novamente. Ainda com os olhos fechados se espreguiça. Passado alguns segundos ela abre os olhos. Num movimento involuntário ela passa a mão sobre a cama me procurando, mas eu já levantei. Ela imediatamente olha pra porta, me vê e sorri. Eu prontamente sento na cama e lhe ofereço uma xícara de café. Ela se senta na cama, me dá um beijo em agradecimento e toma o café. De gole em gole, e soprando, pois o café ainda está quente. Fascinado, eu olho aquela cena e me pergunto como consegui viver tanto tempo sem ver aqueles olhinhos pequenos, ainda cheios de sono, olhando na minha direção. Isso acontece toda manhã, e eu nunca me canso. Eu a amo demais.
—  O primeiro amor de um homem.
O homem

Nunca vi criatura tão engraçada

num dia corria estressado, louco, desvairado 

para suas 12 horas diárias de trabalho. 

Chegava em casa tarde, 

quase não aproveitava a família.

No trabalho reclamava da família distante.

Em casa reclamava do trabalho exaustante.

Mas nunca era ele o culpado, ah não!

A culpa era dos outros que decidiam fazer de sua vida um infortúnio.

Outro dia, o mesmo homem atrasado corria para o seu trabalho, 

planejava, planejava, mas tudo dava errado 

Irritado, pobre coitado, vivia a trabalhar.

Nunca vi criatura tão engraçada!

cabelos grisalhos, cara acabada

face seca, perdida na imensidão.

Era só mais um? Questionava-se…

Sentia que não. 

Um dia parou para observar, 

Pobres homens, suas vidas tão amargas

vivem correndo, vivem numa rotina, vivem à se matar

o homem sentado não percebeu que ele fazia como os outros…

Mas ele era diferente, jamais se tornaria um deles. 

Noutro dia, corre o homem atrasado,

seu trabalho o espera…