nunca prometi

Na primeira dose, prometi nunca mais falar com você. Na segunda dose, meus olhos estavam afundados em lágrimas. Na terceira dose, pensei em te ligar. Na quarta dose, liguei e logo desliguei. Na quarta dose, eu só queria ter uma chance de olhar nos seus olhos pelo menos uma na vida, e te chamar de minha.
—  Os Devaneios de Adam Joseph-Fritz.
Ele me confunde, ele me deixa sem saber o que fazer, ele, ele, ele. Sempre ele. Eu sinto o que não deveria sentir, o que eu prometi nunca mais sentir e olha só o que eu estou fazendo, sentindo. Inúmeras vezes quis arrancar isso de mim mas, quando você tem o mínimo de esperança, bem no fundo você acredita que aquilo pode acontecer, que aquilo pode sim dar certo. É complicado quando parte dele, mesmo que pequena demonstra sentir o mesmo. E acredite, o pior de não ter certeza sobre como se sente em relação a algo, é ter que fugir do que está sentindo.
—  O Diário de Sofi. 

engoli poesia
uma garrafa inteira
e vomitei tristezas e arrependimentos
eu chorei baixinho a noite
pra ninguém ouvir
mas mesmo que gritasse
eu estava sozinha

eu me afoguei e caí
não tinha ninguém lá pra ver
ainda não tem

quando levantei
no dia seguinte
prometi não beber da poesia
me arrepender
afogar ou cair

mas agora
eu queria muito ter uma garrafa
pra me afogar mais uma vez

eu prometi não prometer
e mesmo assim o fiz
e prometi também não quebrar
ou esquecer promessas
mesmo assim
não consigo me lembrar das palavras que lançamos aos ventos há um ano

se nada nos pertence
eu preciso aceitar
e continuar
mas e você?
você lembra das promessas?
ainda chora quando perde o controle?
ainda sabe meu nome?

lembro que prometi nunca mais te escrever
mas cá estou
mais uma vez.

eu ainda lembro daquela quinta feira
eu nunca acreditei em eternidade até sentir a pessoa que você era e todas as coisas que vieram em anexo
eu nunca prometi pra ninguém que ficaria pra sempre
a minha maior declaração de amor foi ‘se você me deixar agora, todo o amor que eu senti por você vai ter sido imensamente maior do que o suficiente’ - e nem foi pra você que eu disse isso
eu nunca prometi pra ninguém que ficaria pra sempre
mas todas (e eu não mentiria sobre isso) as vezes em que você me disse que não me deixaria eu desejei silenciosamente que existisse nesse universo espaço e tempo o suficiente pra que esse tipo de promessa se tornasse realidade
eu nunca prometi pra ninguém que ficaria pra sempre
mas contigo eu teria ficado
e isso teria me destruído

Pedido: Faz um cm o Harry q o filho deles sente falta do pai q está sempre viajando por causa da carreira de cantor e o Harry promete pra ela q vai pra casa passar o fim de semana cm eles só q ele vai pra uma premiação de última hora o q causa uma briga e ela diz pra ele q a família deveria ser mai importante e o filho deles acha q o Harry nem gosta mais dele mas final feliz - Anônimo

Obrigada por ter feito o pedido.❤️

***

Imagine Harry Styles:

Henry estava o tempo todo perguntando por seu pai, Henry não parava nem quando eu o chamava para comer ou para assistir televisão, o garoto estava inquieto e algumas vezes chateado.

-Quando vamos ver o papai?
O garotinho de sete anos me encarou com suas esmeraldas brilhantes.

Já não víamos Harry á dois meses, ele estava sempre em shows, entrevistas, programas de TV e nunca tinha um tempinho para a família.

Eu sabia que quando Henry nascesse não teríamos tempo para nada, mas Harry me assegurou de que tudo daria certo, afinal, Henry não foi planejado mas eu nunca teria coragem de abortar, por mais difícil que fosse a situação.

Mas talvez Harry não tenha lembrado de sua promessa, já que o mesmo disse que seria um pai presente e estaria a todo momento me ajudando e cuidando de nosso bebê e de mim. Mas talvez quando se passam sete anos a memória da pessoa não deve ser mais a mesma, tirando a minha é claro, já que mesmo depois de sete anos nunca me esqueci que prometi a mim mesma que não importa o que poderia me acontecer, eu daria a minha vida pela minha família.

-Eu não sei filho, eu vou falar com ele.
Acariciei seu fios castanhos e o mesmo sorriu.

(…)

Peguei meu celular para ligar para Harry, após clicar em seu contato, esperei que o mesmo atendesse.

-Alô?

-Oi querida, que saudade.

-Não é o único, Henry está morrendo de saudades de você e perguntando a todo momento sobre você.

-Diga a ele que eu também estou com saudades e mande um abraço.

-Poderia vir você mesmo o abraçar não acha Harry? Não nos vemos a dois meses.

-Desculpe amor, sabe como estou ocupado, acabei de lançar meu álbum solo e estou esta semana no The Late Late com o James.

-Eu sei Harry, sem você por aqui tudo o que eu e Henry fazemos é acompanhar você nas suas entrevistas e programas de TV. Ele sente falta do pai.

-Eu sei, me desculpe, mas eu preciso realmente estar aqui, não posso simplesmente largar tudo e ir para casa. Desculpe.

-Não peça desculpas, você prometeu que estaria sempre com ele. Comigo.

-Amor…

-Eu sei que não foi fácil ter um filho com apenas dezessete anos, mas agora que tivemos temos que cuidar, não dá para você simplesmente largar sua família e ir viver pelo seu trabalho.

-Hey fica calma…eu te amo e amo o Henry. Vou tentar chegar ai esse final de semana. Me desculpe estar tão distante.

-Tudo bem Harry, vamos te esperar. Não nos decepcione.

-Prometo que não vou. Beijos.

-Beijos, te amo.

-Também te amo.

Desliguei a ligação e Henry já esperava que eu dissesse algo.

-Ele vai vir, no final de semana, vamos ter ele por um tempinho finalmente.
Sorri e o pequeno me abraçou.

-Ainda bem que ele não nos abandonou.

-Ele nunca faria isso.
Apertei-o mais ainda.

| Sábado |

Eu havia acordado e preparado o café, Henry já havia comido e tomado banho. Tudo estava pronto para a chegada de Harry, exceto por ele mesmo.

-Será que aconteceu alguma coisa?
Henry perguntou e eu o mandei uma mensagem.

“Onde está? Não se esqueça de nós. xX”

Harry não respondeu e nem sequer visualizou.

-Logo ele chega, não se preocupe querido.
Beijei o topo de sua cabeça.

(…)

Passado algumas horas, já estava de tarde, Henry estava jogando em seu notebook enquanto eu estava terminando alguns trabalhos da minha faculdade. Até que o garoto começa a me chamar desesperadamente.

-O que foi Henry?
Entrei preocupada no quarto encontro tudo em seu devido lugar. Olhei para o garoto e o mesmo apontou para a TV onde Harry aparecia falando algo sobre algum prêmio que ele estava concorrendo.

-Isso é de quando?
Perguntei tentando me lembrar de alguma premiação que Harry já havia ido com aquela roupa ou sequer concorrido a aquela categoria.

-É ao vivo! Papai não vai vir.
Henry falou ficando triste.

Olhei para a TV perplexa, ele havia prometido e mais uma vez não cumpriu com suas promessas.

Henry já chorava baixinho, e me corta o coração ver meu filho sofrer, ainda mais pela falta do pai.

-Não se preocupe, amanhã ele vai vir. Nem que eu tenha que o puxar pelos cabelos.
Fali vendo-o sorrir um pouco antes de voltar a chorar.

| Dia Seguinte |

Acordei com barulhos na cozinha e na sala, como já imaginava que era Harry, nem me dei o trabalho de levantar da cama. Escutei a porta do quarto abrir e Harry depositou um beijo em minha testa antes de se afastar e fazer algo que eu imaginei que fosse tirar a roupa e deitar na cama comigo.

-Agora acha sua família importante?
Perguntei ainda de olhos fechados. Harry não respondeu então os abri para o encarar.

-Me desculpe de verdade eu prometo que…

-Sem promessas Harry! Já basta as que você não cumpriu.
Me levantei exaltada.

-Amor por favor…

-Sem essa, sabe o quanto me cortou o coração ver Henry chorando? Você tem idéia?
Perguntei e vi que Harry estava cabisbaixo.

-O quão importante a nossa família é para você?

-Mais do a minha própria vida.

-Então por quê não deixou a porra de uma premiação para passar um tempo com ela?!
Harry suspirou e me puxou para deitar a cabeça em seu peito. A porta do quarto foi aberta e o pequeno garoto subiu na cama.

-Papai?
Henry olhou Harry e se deitou ao meu lado.

-Oi filho, desculpe não ter vindo ontem.
Harry falou com sua voz rouca. Ele queria chorar.

-Você não me ama mais?
Henry perguntou com seus olhinhos brilhando. Harry deixou escapar uma lágrima enquanto franzia as sobrancelhas.

-É claro que amo filho.

-Então por quê nunca mais veio me ver?
Henry deitou sua cabeça em minha barriga e Harry limpou suas lágrimas.

-Papai estava ocupado, vou dar mais atenção a vocês.
Harry sorriu e eu os observei.

Confesso que duvidei de Harry, mas uma semana depois ele veio avisar que havia adiado sua turnê para tirar férias com a família. então tudo acabou feliz, com um pai e marido mais presente.

***

Espero que tenha gostado.😘

Se possível, vá na ask e diga o que achou, é importante para mim e isso me motiva a continuar.❤😊

Não foi bem um frio na barriga quando você disse que o nosso fim tinha chegado. Foi como um tiro. Uma queda de um avião. Doeu, doeu muito e eu não vou mentir para você, não estou nada bem. Faz um bom tempo que você se foi e eu continuo aqui pensando em você todos os dias, lembrando de cada detalhe seu que fez com que eu o amasse tanto, passando memória por memória como se folhea uma revista. Eu prometi que nunca ia te esquecer e puta merda, maldito ego que não me deixa te deixar de lado.
—  Versos de Um Crime.
₪ STATUS EM INGLÊS ₪
  1. I am tired of this place, I hope people change. 🙀❎ (Estou cansado deste lugar, eu espero que as pessoas mudem.)
  2. I need time to replace, what I gave away. 🕔➡ (Preciso de tempo para substituir o que eu afastei.)
  3. Only fools fall for you, only fools. 💧💟 (Só os tolos se apaixonam por você, só os tolos.)
  4. I’m not giving up, I still want it all. ❎👊 (Não estou desistindo, eu ainda quero tudo.)
  5. I wanna hold hands with you. 👫💟 (Eu quero ficar de mãos dadas com você.)
  6. I’d love to hold you close, tonight and always. 💑💕 (Eu adoraria te abraçar, hoje e sempre.)
  7. In spite of the ache, I’ll rise up. 🙏👊 (Apesar da dor, Eu irei erguer-me.)
  8. All we need, all we need is hope. ☝✨ (Tudo o que precisamos, tudo o que precisamos é de esperança.)
  9. Some nerve you have to break up my lonely. 👨💟👩 (Alguma coragem você tem para quebrar minha solidão.)
  10. Cause I’ve had my heart broken before. 🔙💔 (Porque eu tive meu coração quebrado antes.)
  11. I promised I would never let me hurt anymore. 🔃❎ (Eu prometi que nunca deixaria me machucar de novo.)
  12. I wasn’t trying to melt this heart of iron. 💙🔥 (Eu não estava tentando derreter esse coração de ferro.)
  13. If you promise me you’ll catch me, then it’s okay. 💑💟 (Se você me prometer que vai ficar comigo, então está tudo bem.)
  14. Baby I know you need me, like I need you. 👫🔃 (Querido, eu sei que você precisa de mim, como eu preciso de você.)
  15. Do you swear you’ll stay forever? 💭💞 (Você jura que vai ficar para sempre?)
  16. It’s a little blurry how the whole thing started. 💭💢 (É um pouco confuso lembrar de como tudo começou.)
  17. You don’t mess with love, you mess with the truth. ❎💟 (Você não brinca com amor, brinca com a verdade.)
  18. I’m a little bit lost without you. ❎👦 (Estou um pouco perdido sem você.)
  19. If I didn’t hid it, would you still say you needed me? 💡💬 (Se eu não escondesse isso, você ainda iria dizer que precisava de mim?)
  • Se gostar/pegar dê like.
Sabe do que tenho mais medo? Do que vou encontrar no futuro. Do impacto que vou sentir, porque sei que lá você encontrará alguém que irá te fazer sentir tudo o que eu não fui capaz de proporcionar, que te prenderá com um sorriso e te acalmará com um beijo. E que irá mudar esse seu jeito rude de ser, como quem não se importa com nada - sendo que seu coração é mais derretido do que meu corpo todo quando você me toca. E então eu vou sentir uma pontada no peito, porque vou me ver na pessoa que você chamará de amor, e tudo vai dá uma reviravolta. Daí vou tentar seguir minha vida e vou ser obrigado a superar. Mas lembra que prometi nunca te abandonar? Pois é, eu detesto quebrar promessas.
—  Jadson Lemos.
Sinto muito. Droga, eu sinto muito. Sinto tanto. Sinto muito por não ser perfeita ao seus olhos. Sinto muito por minha voz rouca não te gradar de manhã. Sinto muito por não usar seu perfume favorito. Sinto muito por detestar ir em festas que você frequenta. Sinto muito por tocar violão de manhã quando você está de ressaca. Mas meu bem, eu nunca prometi ser um outro alguém.
—  Beatriz Nascimento
Imagine - Harry Styles

É gente, eu sumi. Não tenho lá muitos motivos para escrever aqui. Bom, aqui está a segunda parte do imagine meio escrito pela @maytrindex . Espero que gostem. 

Primeira parte 


Após me despedir do casal, subi para meu quarto checando os e-mails que ainda me aguardavam. Agora que nossa “convidada” não estava mais em nossa casa, eu tinha outros afazeres, mas nada que me prendesse muito; as tardes, eu ainda ia para minha cafeteria preferida e ficava lá até enjoar de ver as pessoas entrando e saindo dela.  

Harry levou uma semana e meia para dar sinal de vida; mais uma carta que tive relutância em abrir. Não queria saber sobre mais caprichos de sua nova amante, e pela demora de notícias, até desconfiava de um casamento ser anunciado na carta.  

- Que alguém me salve. – Murmurei antes de romper o selo.  

Abri o envelope para, de certa forma, me decepcionar. Harry chegaria em cinco dias. Mas eram apenas essas palavras escritas no papel timbrado. Meus dias de descanso estavam contados graças a próxima amante que ele traria. E a lista de desejos da próxima? Enviaria mais próximo da sua chegada? Para aproveitar meus últimos dias de descanso usei sua banheira e seu carro, aproveitando a descrição dos funcionários perante seus interrogatórios. Encontrei em seu armário um aromatizante novo de cerejas e me deliciei durante o banho.  

Estava apenas com uma camisola de cetim quando vi o carro do aeroporto estacionar na entrada da sua casa. Somente você desceu do carro; com poucas malas e uma carinha de sono.  

- Olá. – Você murmurou depois de dar um beijinho rápido em meu pescoço.  

- Oi, Harry. Venha, a mesa do café ainda está posta. – Depois de entrelaçar nossos dedos, nos dirigimos a cozinha. – Você ainda vai querer conversar, ou já me considera uma boa menina?  

- Não faça essa expressão, (S/N). Você não vale o café que está bebendo. – Você torceu os lábios ainda me encarando e eu fiquei sem reação. Realmente não sabia do que se tratava.  

- Você pode me explicar do que está falando? – Sua expressão virou irônica aos meus olhos.  

- Você ficava desfilando de roupinhas curtas e justas por essa casa deixando Genevive constrangida; foi por isso que ela foi embora, por sua falta de noção. Você não tem noção de como eu me sinto vendo você nessas roupinhas de dormir e saber que Genevive usava calças e meias.  

Foi ai que eu entendi o que se passava na sua mente. Você estava furioso por eu sempre ser melhor do que elas, as outras. Você jamais esqueceu meu corpo, não é mesmo? Cruzei minhas pernas por baixo da mesa e apoiei meu braço na mesa deixando minha cabeça apoiada nele.  

- Minhas roupas nunca incomodaram você.- Sorri cínica.  

- Não brinque com fogo. – Ele murmurou entre dentes. Me levantei para colocar minha xícara na pia; foram segundos para sentir seu corpo colar no meu.

- Você deve estar louco se pensa que vou deixar você tocar no meu corpo. – Tirei suas mãos de mim.  

- Você acha que eu não sei o quanto excitada você ficava ouvindo meus gemidos. – Ele soprou no meu ouvido.

Suas mãos desceram para meu quadril, inclinando meu corpo sobre a pia, e senti sua intimidade tocar a minha. Você gemeu com a pressão.  

Você me virou com brutalidade e seus lábios tomaram os meus; seguimos a cegas para o quarto misterioso e depois de girar a chave vermelha o quarto, que um dia foi nosso, inundou meus olhos. A roupa de cama que eu adorava usar, os mesmos abajures que eu fiz você comprar e o nosso porta retrato, de um dia no parque.  

Os beijos eram firmes e meus sussurros incontroláveis.  

Você me fez sua mais uma vez, com brutalidade, com vontade e todos os adendos a mais. Quando terminamos me vi perdida, envergonhada, mas satisfeita e saciada. Que saudade dos seus gemidos em meus ouvidos, ou dos seus cabelos pinicando minha pele. Seus cabelos com cheiro de camomila. Seus braços ao redor do meu corpo e toda névoa que o orgasmo me trouxe.  

Você suspirou ao meu lado. Eu despertei do curto momento que eu esperei algum romantismo vindo de você. Levantei da ampla cama  que dividimos um dia, e ponderei todas as opções que eu tinha na minha vida.  

Vesti apenas meu roupão de seda e recolhi do chão as poucas roupas que vestia antes de cometer esse ato de insanidade. Você me olhava com olhos curiosos, mas em nenhum momento pediu para eu ficar. Ao entrar no meu quarto, procurei minhas malas de viagem e peguei uma de tamanho médio. Não sabia ao certo para onde iria, então não fazia ideia de quanto tempo ficaria. Não esperaria você me dar férias, eu mesma faria isso por mim.  

Após um longo banho, vesti um jeans e um agasalho. Estava no corredor, fazendo o mínimo de barulho quando você me abordou e vermelho de raiva não quis me deixar sair. E eu não apenas sai, como também prometi nunca mais voltar.

Meu coração já foi quebrado umas três vezes, e nessas três vezes eu prometi nunca mais me entregar. Mas, provavelmente irei me apaixonar outra vez, e outra vez, até acerta. Até achar alguém que realmente me ame, até achar alguém que me abrace forte durante a noite, que cante junto comigo e que me tire pra dançar, que não reclame quando eu estiver ansiosa e que me acalme. Eu ainda tenho uma vida inteira pra viver, não me importo em ter meu coração quebrado mais algumas vezes, contanto que, eu ache alguém pra consertar-lo quando a dor se torna insuportável.
—  Beatriz Nascimento.

Eu nunca prometi que não te machucaria, mas me esforcei para que isso não acontecesse. Pensei antes de falar cada palavra para você, para depois, não te ver triste. Mas, você nunca foi assim comigo, pelo contrário, você era tão rude, falava tudo que vinha em sua cabeça, e não estava nem ai para o que eu estava sentindo. Na verdade, você até fingia se importar, perguntando se eu estava bem, e não se preocupando com a resposta, e eu, não passando de um ser humano tolo, sorria, achando que você se importava. Demorei tanto para perceber que você não sentia a mesma coisa que eu, também demorei para deixar de sentir tudo aquilo, mesmo sabendo como você era. E quando aqueles meus sentimentos se foram, eu só conseguia pensar em como pude estar perdidamente apaixonada por alguém que não valia nada. Mas, essa é uma pergunta que ninguém nunca vai conseguir responder, porque nunca escolhemos por quem nos apaixonar.

✖ STATUS EM INGLÊS ✖

I am tired of this place, I hope people change. 🙀❎ (Estou cansado deste lugar, eu espero que as pessoas mudem.)

I need time to replace, what I gave away. 🕔➡ (Preciso de tempo para substituir o que eu afastei.)

Only fools fall for you, only fools. 💧💟 (Só os tolos se apaixonam por você, só os tolos.)

I’m not giving up, I still want it all. ❎👊 (Não estou desistindo, eu ainda quero tudo.)

I wanna hold hands with you. 👫💟 (Eu quero ficar de mãos dadas com você.)
I’d love to hold you close, tonight and always. 💑💕 (Eu adoraria te abraçar, hoje e sempre.)

In spite of the ache, I’ll rise up. 🙏👊 (Apesar da dor, Eu irei erguer-me.)
All we need, all we need is hope. ☝✨ (Tudo o que precisamos, tudo o que precisamos é de esperança.)

Some nerve you have to break up my lonely. 👨💟👩 (Alguma coragem você tem para quebrar minha solidão.)
Cause I’ve had my heart broken before. 🔙💔 (Porque eu tive meu coração quebrado antes.)

I promised I would never let me hurt anymore. 🔃❎ (Eu prometi que nunca deixaria me machucar de novo.)

I wasn’t trying to melt this heart of iron. 💙🔥 (Eu não estava tentando derreter esse coração de ferro.)
If you promise me you’ll catch me,
then it’s okay. 💑💟 (Se você me prometer que vai ficar comigo, então está tudo bem.)

Baby I know you need me, like I need you. 👫🔃 (Querido, eu sei que você precisa de mim, como eu preciso de você.)

Do you swear you’ll stay forever? 💭💞 (Você jura que vai ficar para sempre?)

It’s a little blurry how the whole thing started. 💭💢 (É um pouco confuso lembrar de como tudo começou.)

You don’t mess with love, you mess with the truth. ❎💟 (Você não brinca com amor, brinca com a verdade.)

I’m a little bit lost without you. ❎👦 (Estou um pouco perdido sem você.)

If I didn’t hid it, would you still say you needed me? 💡💬 (Se eu não escondesse isso, você ainda iria dizer que precisava de mim?)