novo jogo

Foi quando meu terapeuta disse “as coisas só poderão continuar vivas enquanto houver sentido. O sentido é sentido” e apontou para o próprio coração. Eu entendi finalmente que você não passa de uma peça perdida de um quebra-cabeça da minha memória. Você não se encaixa nesse novo jogo, não há motivos e não há sentido para que você se faça presente no meu presente, pois está esquecido, desencaixado, literalmente fora de contexto.  Me lembro de você, não me arrependo de nós, mas sei onde você habita e é no passado.
—  Beatriz Pontes.
ola gatarsrsr

gatah voce nao eh (seu time de futebol) mas robo meu corassao

seu pai eh ogro????PQ VOCE TEM UM SHEREKAO

qyer ir la em casa ver meu novo jogo?????DE LENÇOIS

gosta de esterlas????eu vi um motel ali q tem 5………….srsrsr

QUE HOTEL LINDO…………..HOTEL RABO

quero te bejar mais q o numro de vezes q o aecio e cunha foram citados em esquemnas de corrupçao (((creditos ao twitter)))

vou virar politico e roba uns bejo seu

voce nao come comida come whiskas sache pois voce eh uma gata………..aiq horrivi

voce gosta do homem aranha???pq eu tia may desde q primera vez q te vi

tantas cadeiras e eu ainda quero sentar na sua cara………

tu é o J que faltava no meu KKKKKJJ

Sou mulher e sou livre

Sou mulher e eu posso. Sou mulher e eu faço. Sou mulher e corro atrás, luto, conquisto na raça. Sou mulher e não sei cozinhar, não sei costurar, não sou “prendada”. Sou mulher e falo palavrão, bebo, fumo, dirijo. Sou mulher e uso roupa curta e isso não me torna menos digna. Sou mulher e vou pra festa, me divirto e beijo que eu quiser. Sou mulher e sou inteligente, sou esperta, sou capaz. Sou mulher e não quero casar. Sou mulher e não quero ter filhos e isso não me torna menos mulher. Sou mulher e prefiro futebol à novela. Sou mulher e não pinto as unhas. Sou mulher e não entendo de maquiagem. Sou mulher e tenho cabelo curto. Sou mulher e fico com caras mais novos. Sou mulher e jogo futebol. Sou mulher e beijo homens. Sou mulher e beijo mulheres. Sou mulher e tenho a atitude de chama-lo pra sair. Sou mulher e gosto de sexo. Sou mulher e uso roupas largas. Sou mulher e tenho piercing, tatuagem e alargador. Sou mulher e não sou delicada. Sou mulher e não gosto de filme de romance. Sou mulher e não sento de perna cruzada. Sou mulher e não preciso ser magra. Sou mulher e não preciso querer um padrão de corpo que agrade os homens. Sou mulher e pago a conta. Sou mulher e sim, eu posso, e calo a boca de quem diga o contrário. Sou mulher e não há nada que eu não possa fazer por ser mulher. Sou mulher e tenho os mesmos direitos que você, homem.

Talvez o embalo da música ao fundo fosse responsável pelo turbilhão de sensações que inundam minha pele. Mas quando seus braços entrelaçam meu pescoço e um sorriso malicioso desenha-se em sua face, sei que é você a única capaz de tamanha façanha. O movimento de seus quadris dita as regras do jogo. Novo movimento. Nova posição. Meus lábios idolatram cada centímetro de seu corpo nu. Santo Deus. Quanta blasfêmia. Pouco me importa. Seus olhos vidrados de desejo se fecham, te beijo e corro a boca no teu pescoço, você geme baixinho, ofegante. Minha mão gélida deixa um rastro de arrepio sobre sua barriga. Quase que instantaneamente seus olhos procuram os meus. Lindos olhos castanhos, aliás, que a julgar pelo brilho tentam dizer algo que passou despercebido. Enquanto seu olhar permanece fixo ao meu é como se você desvendasse minha alma. O que me deixa um pouco sem jeito fazendo com que eu desvie o olhar. Você acha graça e me puxa para um abraço na tentativa de romper o curto espaço que separa nossos corpos. Com os seus lábios próximos ao meu ouvido você sussurra … sabe o que dizem né? Mãos frias, coração quente. Ao passo que desliza seus dedos nas minhas costas em busca das covinhas que tanto gosta. Sorrio. Você interpreta como uma confissão. De fato, estou de quatro por você. Metaforicamente entregue, rendida aos seus encantos. Você apressa-se para dizer que me ama. Finjo estar surpresa, como se não soubesse e te arranco um sorriso doce e ingênuo. Digo, finalmente, também te amo. Porque não sabemos fazer outra coisa que não amar uma a outra.

        - A. C Ramos 

Assim como as estações, as pessoas têm a habilidade de mudar. Não acontece com freqüência, mas quando acontece, é sempre para o bem. Algumas vezes leva o quebrado a se tornar inteiro de novo. Às vezes é preciso abrir as portas para novas pessoas e deixá-las entrar. Na maioria das vezes, é preciso apenas uma pessoa que tenha pavor de demonstrar o que sente para conseguir o que jamais achou possível. E algumas coisas nunca mudam. E que comece o novo jogo.
—  Gossip Girl

“Assim como as estações, as pessoas têm a habilidade de mudar. Não acontece com freqüência, mas quando acontece, é sempre para o bem. Algumas vezes leva o quebrado a se tornar inteiro de novo. Às vezes é preciso abrir as portas para novas pessoas e deixá-las entrar. Na maioria das vezes, é preciso apenas uma pessoa que tenha pavor de demonstrar o que sente para conseguir o que jamais achou possível. E algumas coisas nunca mudam. E que comece o novo jogo.”

(GOSSIP GIRL)

Seja a mulher da vida dele, a pessoa a quem ele é capaz de doar o sangue, o coração, a alma e a vida. Não saia sem se despedir, não feche a porta com raiva e indelicadeza, ele odeia isso. Logo pela manhã bem cedinho faça lhe um café e junto com ele, sentisse a mesa, será uma boa maneira de não se sentir sozinha, nem você e nem ele. Ligue e diga que o dia será lindo, porque a energia que você espalha é a que você recebe, a sua voz tem um dom que é só seu, ela o acalma. Logo pela noite, corra, faça de tudo pra chegar antes, e lhe faça um jantarzinho bem romântico, daquele jeito, só assim não irão cair na rotina de uma vida infeliz. Faça juras de amor, mas não as jogue ao vento, cumpra, seja verídica e logo verás a reciprocidade em cada ato, sorriso e atitude dele. Trace novas metas, faça novos jogos de sedução, invente novas posições e se transforme em cada uma, porque homem é o bicho e eles amam isso. Acorde sorrindo, passe a mão suavemente pelo rosto dele, e logo, logo que ele abrir os olhos sorria, é lindo acordar de bem com a vida, é muito bom acordar do lado de quem se gosta e melhor ainda é acordar com um sorriso sincero, de boca a orelha. Pisque os olhos levemente, mexa a franjinha suavemente, de encontro com o vento, vire o rosto suavemente. Dê gargalhadas altas e acredite que cada uma delas é pra valer, que elas brotam do fundo da alma, viva intensamente, desde as 6:00 das manhã quando vocês acordam, até o ultimo minuto antes de dormir, sempre ao sair para o trabalho leve o seu amor o coração e relembre todos os momentos que passaram juntos, cada minuto de todas as noites de amor, e ao chegar em casa o espere com um sorriso no rosto, cheirosa e pronta para mais uma noite de amor e quanto estiverem a ponto de dormir, não deixe de abraça-lo e dizer suavemente no seu ouvido…. Eu amo você hoje e sempre
—  Desopilar, em palavras com Florejus.
A primeira coisa que me chamou atenção em você foi a sua voz. O seu jeito doce de falar, que me passou uma tranquilidade que eu não sabia de onde vinha. Ainda não havia visto você. Estava sentada, com fones de ouvido, olhando para um computador e tentando entender como aquele jogo funcionava. Você estava bem atrás, dando as instruções para os leigos como um bom staff deve fazer. Era sua voz saindo no meu fone. Olhei para trás, e observei a segunda coisa que mais me chamou atenção em você: seu olhos. Azuis brilhantes, olhando bem na minha direção. Você caminhou até mim e ficou ao meu lado me ensinando alguns truques novos do jogo. Sua voz continuava soando no meu fone, e agora suas falas eram totalmente direcionadas a mim. A terceira coisa que me chamou atenção em você foi o seu sorriso, e logo depois a sua risada. Dentes perfeitamente alinhados e brancos como se tivessem saído de uma propaganda de creme dental. E sua risada logo me contagiou e deixou o jogo bem mais divertido. Nossa risada era distribuída para os outros fones das outras pessoas que jogavam com nós, mas era como se mais ninguém tivesse ali. Meu tempo de partida acabou, e você perguntou se eu não queria almoçar com você. Aceitei, e descobri a quinta coisa que me chamou atenção: você sabe conversar. Não percebemos o tempo voar e já haviam passado duas horas. Sinceramente estava com medo daquele silêncio mortal, não sou uma pessoa de muitos assuntos. Mas nossos assuntos combinavam. Nossos sorrisos combinavam. E acho que nossa vibe também combinou. Ao longo do dia descobri a sexta, sétima, e uma lista infinita de coisas que me chamaram atenção em você. Seu perfume, seu senso de humor, sua inteligencia. Sabe, eu não sei onde isso vai dar, mas queria que durasse. As borboletas no estômago, sabe? Queria que elas durassem.
—  Bruna Lourenço