no te compro

Willy celoso :3
  • Willy: Vegetta no hay nada para comer !!!
  • Vege: Y que quieres que haga chaval si te compro fruta y te la devoras
  • Willy: Capaz es porque no tengo otra cosa que devorar..... pierdes el tiempo jugando pudiéndolo pasarlo con tu novio ..... Deberías pensarlo
  • Vege: Ven aquí y deja de reclamarme señorcito celoso
E io provo a non pensarti
mi distraggo e faccio altro
raddoppio i caffè
alzo la musica
moltiplico le birre
leggo di più
e mi compro quel vestito
quello che piaceva a te
e mi compro quel libro
quello che non sei mai riuscita
a finire
e io ci provo a non pensarti
mi confondo con tutti gli altri
rido o almeno ci provo
ordino
cameriere mi porti
il solito
l'insolito
mi porti tutto
e io ci provo a non pensarti
ma è quasi primavera
il cielo chiaro
le nuvole bianche
i fiori
il sole
tornano le api
si ritirano le giacche
gli armadi e le serpi
cambiano pelle
iniziano gli aquiloni
iniziano i ghiaccioli
e
alcuni amori
nascono
e alcuni amori
fanculo.
—  Gio Evan
Dormiras en los brazos de el, mientras yo Escuchare nuestra canción, el te acariciará, mientras yo me saco las lagrimas, el te cuidara, mientras yo abrazare la Almohada imaginandote, el te besara, mientras yo me lavare la cara, el te hará el amor, mientras yo lea libros sin parar, el te hará saber que todo va a ir bien, mientras yo viajaré sin rumbó alguno, el te engañara, mientas yo escribo una nota, el te dejara, mientras yo compro un sobre rojo, tu lloras, yo lloro, me llamas, no existo, vas a mi casa, la puerta esta entre abierta, me buscas, encuentras un sobre rojo, el sobre rojo dice: te ame como a nadie y no puedo imaginarme una vida sin ti, lo siento mucho por todo, adios amor de mi vida. Corres hacía el baño, sangre por todos lados, lagrimas, grito, muerte.
conversación entre cáncer(M), sagitario (M) y virgo (M)

cáncer: chicas, creen que debería gastar mis ahorros en la saga de harry potter o en los juegos del hambre

sagitario: creo que deberías gastarlo en algo mas productivo

virgo: ¿Los juegos del hambre? creí que eras mas de Bajo la misma estrella y esas cosas cliché.

cáncer:y lo soy es solo que…no se…creo que puedo ser sádica.

sagitario: no me ignoren chicas

cáncer: Descuida gastare el dinero en libros, eso es productivo me hace viajar a otros mundos

virgo: risueña *Dice entre tosidos*

sagitario: yo me iría a fiestas…o a comprar ropa que sea hipster o a tener vida social que no acabe después de 300 paginas.

cáncer: bueno solo díganme que libro debo comprar.

virgo:te sugiero “como tener autoestima”, “aprende a ser independiente” oh y el camasutra

sagitario: ¿por que, te los compro tu mami después de la cita con el psiquiatra?

virgo: jaja pasada conchetumadre.

cáncer: comprare helado y veré una película entonces.

sagitario: voy a tu casa.

Virgo: yo llevo la película

Lección: si virgo utiliza el sarcasmo aveces es con cariño, si sagitario sugiere no llegaras a un acuerdo, y si cáncer les propone terminara bullineada la mayoría de las veces.

a-endpointing  asked:

Yo te compro todo el jugo con helado que quieres y siempre te lo llevare, ojalá te vaya bien en todas tus pruebas. Ese crush no vale la pena, mejor yo de crush <3

Igual no necesité que mi crush comprara, porque nos compraron todo el jugo con helado. 

Gracias y no gracias xD  

One Shot ~ Niall Horan

- Olha que fofo! - Minha filha praticamente gritou ao ver um cão através da cabine de vidro. - Eu quero!

- Não é assim, Megan. - Respondi tentando puxá-la para longe do local de adoção de cães.

- Eu quero mamãe, eu preciso. Muito.

- Ah, é? E pra quê você precisa de um cachorro? - Cruzei os braços.

- Pra fazer carinho, pra dar banho e dar comida.

- Eu te compro uma boneca. - Falei tornando a fazer pressão em seu braço

- Não! - Chacoalhou-se tentando se soltar.

- Cachorro faz cocô, faz xixi, bagunça a casa toda, rasga os sapatos, espalha papel pela casa, come o que não deve, tem pulgas, espalham pelos… Nossa, uma infinidade de coisas! Não quero e pronto.

- O que houve? - Niall perguntou ao se aproximar repleto de sacolas das nossas compras no shopping.

- Eu quero aquele cachorrinho, papai. Mas a mamãe não quer. - Fez careta. - Podemos ter um? - Niall me olhou cogitando a possibilidade, mas ao ver minha expressão logo se pronunciou.

- Melhor não, filha. - Abaixou-se para ficar da sua altura. - Podemos comprar uma boneca? - Sorriu torto.

- Não, a mamãe disse a mesma coisa. Por que vocês acham que os cachorros são como as bonecas? - Questionou. Megan era uma menina de 4 anos muito esperta.

- Porque… Cuidamos? - Niall tentava convencê-la.

- Mas a boneca não se mexe, não late, não abana o rabinho. Ela nem tem rabinho, papai! - Segurou o rosto do pai. - Por favor.

- (s/n), resolve aqui. - Ele disse ainda olhando os olhos azuis pidões da garotinha. Ele se derretia facilmente por ela.

- Megan, é melhor irmos. Depois falamos sobre isso, ouviu bem?

- Mas mãe…

- Ouviu bem?

- Sim. - Soltou-se de Niall recusando ir no colo dele, apenas pegou em sua mão e caminhou olhando para trás. Niall fazia a mesma ação e aquilo me comoveu. Ele também queria?

(…)

Chegamos em casa e Megan logo correu para o seu quarto e ficou trancada lá com suas bonecas até a hora do jantar. Minha filha e meu marido assistiram alguns desenhos antes de Niall colocá-la para dormir.

- Papai, eu não estou me sentindo bem. - Ouvi-a falar enquanto me acomodava melhor atrás da porta.

- O que houve? É dor de barriga? Dor de cabeça? - Ele perguntou rapidamente.

- Não, papai. Eu estou triste. Aquele cachorrinho precisa de mim. - Falou e pude notar a manha em seu tom de voz. Niall suspirou.

- Eu sei, entendo que você gostou, mas…

- Mas a mamãe não deixa.

- Eu prometo falar com ela, sim? - Eu não via, mas podia jurar que ele estava acariciando os cabelos castanhos da filha.

- Sério?

- Sim.

- Promete mesmo?

- Prometo.

- De mindinho? - Ela parecia surpresa. Eu ri com a pergunta, Niall havia ensinado a Megan que quando uma promessa é feita ela deve ser firmada com um aperto de mindinho.

- De mindinho. Aperta aqui. - Ouvi a gargalhada dos dois depois. - O papai queria muito trazer esse cachorrinho hoje pra você, até porque eu gostei muito dele, já tinha o visto antes e…

- Você já tinha visto ele? - Interrompeu o pai.

- Sim e planejava trazê-lo, mas diante da reação da sua mãe hoje eu… Eu fiquei de mãos atadas, mas prometo falar com ela e tentar fazer com que adotemos ele.

- Eu te amo, papai.

- Eu também, minha pequena princesa. - Um estalo de beijo foi ouvido por mim e eu rapidamente entrei no quarto. Logo Niall me fez companhia no lugar.

- Olá. - Falei encarando minhas mãos.

- Oi.

- Eu aceito.

- O quê?

- Quero o cachorro aqui.

- Sério?

- Vocês são importantes pra mim e se essa pequena bola de pelos vai fazer vocês felizes eu aceito, por mim tudo ótimo. - Levantei o olhar para ver o grande sorriso do meu marido.

- Você é incrível. - Subiu na cama e me puxou para um abraço apertado. - Não vai se arrepender.

- Eu espero, Horan. - Suspirei ao receber um beijo no pescoço.

- Obrigado.

- Não me agradeça com palavras, sabe o que eu prefiro. - Falei sugestiva e após rir ele finalmente fez o que eu esperava há semanas.

(…)

- Mamãe, o que é isso no seu pescoço? - Megan subiu no banquinho da mesa e tocou meu pescoço. Senti a dor instantaneamente. Niall ria alto.

- Nada.

- Mas está roxo e é feio. - Fez careta.

- Megan, vai para a escola.

- Quem fez isso, mamãe?

- Fui eu. - Niall respondeu me fazendo olhá-lo com cara feia. - Mas não se preocupe, sua mãe gostou.

- Gostou? - Riu. - Não entendo vocês. - Mordeu mais uma vez o sanduíche.

- E não é pra entender. Vai para a escola! Niall para de falar besteiras e vai levar sua filha. - Falei nervosa.

- Calma. - Meu marido beijou minha bochecha e em seguida a minha boca.

- Andem! - Bati palmas pra incentivar os dois molengas e bati na bunda de Megan em seguida. - Tenha um bom dia, querida. - Recebi um beijo na bochecha da minha filha e um beijo no ar de Niall.

Passei o dia arrumando a casa e preparando tudo para a chegada do mais novo membro da família. Niall iria levar a Megan no colégio, depois passar no estúdio e voltaria para casa antes do horário de buscar a Megan para que pudéssemos adotar o cãozinho.

- Vamos? - Falou da porta principal com a cabeça para dentro de casa.

- Vamos. - Peguei a casinha de passeio que eu havia comprado na mesma tarde e saí de casa recebendo um beijo de Niall.

- Você não tem ideia do quanto ela ficará feliz.

- Eu tenho ideia sim. - Sorri.

- Parabéns senhores, espero que esse cão seja bem cuidado e muito feliz com sua família. - Um funcionário disse após nos entregar os “documentos” do cachorro.

- Obrigada.

- Ele será feliz sim. - Niall disse beijando a cabeça do cachorro e fazendo uma espécie de cócegas nele. O cachorro tentava lamber seu rosto.

Saímos do shopping com o pequeno Hambo feliz em nossa frente com a coleira flexível que Niall havia comprado numa loja ao lado. Partimos direto para a escola de Megan e não demorou muito para vermos a menininha de cabelos castanhos e olhos azuis correr com sua mochila rosa até o carro. Eu abri a porta pra ela enquanto Niall sorria cúmplice.

- Cuidado pra não machucar o seu amigo. - Falei ao vê-la pular no banco do carro ainda não notando o Hambo, mas isso durou pouco tempo.

- Que ami… - Parou de falar ao receber uma lambida do pequeno cão no braço.

- Não acredito, mamãe! - Gritou estérica ao ver o cãozinho. - Ele é muito lindo! - Olhava para o animal como se fosse a coisa mais importante do mundo e aquele brilho no olhar de minha filha foi o suficiente para mim. - Eu amo vocês. Muito. Os três!

Jess

5 AÑOS JAIDEFINICHON ESPECIAL! (2:16:13-2:17:28)
  • E: (saca una tarjeta) Quedas libre de la cárcel gratis, puedes vender...
  • N: Te la compro!
  • J: (risas) No se la vendai
  • E: Noooo, tai weón
  • N: (pegándole) Te la compro!
  • E: No me peguiii, culiao
  • N: Te la compro!
  • J: Y con esa carta se salvan del copete
  • N: (le pega fuerte [llegó a sonar xD]) Te la comproo!
  • J: Uuuh me dolió...
  • E: Oooh oh... No me pegui fuerte, weón
  • N: Ahora si te compran esa carta...
  • (Jaime repite en el fondo)
  • J: No le pegui
  • N: ...el Edgar se toma la weá po
  • J: No le pegui
  • N: Cierto?
  • E: Nooo po
  • J: No le pegui
  • N: Y por qué no?
  • B: Si él se va a la cárcel po
  • N: Si po!
  • E: No me pegui fuerte po
  • N: La cárcel queda pa vo po, Edgar
  • E: Toma!
  • N: Te lo tomai tú o no?
  • E: Ah? (el Jaime empieza a negociar en el fondo)
  • N: Te la tomai tú
  • E: (voz de guagua) No...
  • N: Por qué no?
  • E: No, porque no... voy a witrear
  • N: (risa) Va a witrear...
  • E: PERO NO ME PEGI, MARICÓN!
  • (Hablan de negocios entre planchas y zapatos)
  • E: Oh...
  • N: Qué pasó?
  • E: Me dolió, culiao
  • N: Perdón
  • E: Aaahh y mira la frente cómo me la dejaste, weón
  • N: Le voy a hacer unos cariñitos...
  • E: Me botaste cuatro pelos, weón!
  • N: (risas) Le voy a hacer unos cariñitos, venga pa'ca mi amor, venga pa'ca mi amor, mi vida, ya
  • E: Nooo...
  • N: Sshhh...
  • E: Noooo
  • N: En dónde quiere que le haga cariño? En, en el-.
  • E: Aaahhhhh
  • N: En el cuello
  • E: (entre risas) No! El cuello no
  • N: En-en la frente, ya, ya ahí ta
  • E: En la nuca!
  • N: En la nuca, ya
  • E: (risas)
  • N: Ya, shh, ya
  • E: Aaaahhhh
  • (El ednico siempre me ha gustado, pero es que ayyy, me encantan como pareja <3 Jainico por siempre en mi corazón, pero el ednico es como un deseo prohibido <333)

unragazzopresoingiro  asked:

E pensa che sono anche limitato da i 250 post giornalieri, altrimenti sarebbe la fine per voi.. Roba che ti iniziano ad arrivare tipo per posta, sotto la porta, e da dentro il camino. (Se non hai il camino, te ne compro uno appositamente.)

Ho il camino, tranqui hahah

anonymous asked:

Tengo un fetiche con las bailarinas de danza árabe... ¿Te animarías a hacer un video bailando con un vestuario así y luego dejándote coger durísimo? Si quieres te compro el vestuario. Y si me dejas hacértelo, mejor jeje.

Puede ser