nem sofro

eu poderia simplesmente colocar os pingos nos is da minha vida e esquecer tudo que conspirou ao meu não favor e colocar um band-id nas feridas que cresceram em mim e aceitar que um dia, por mais distante que esteja esse dia, minhas feridas se tornarão cicatrizes imperceptíveis.

mas não.
eu não vou.
porque o ser humano é injusto consigo mesmo e essa é sim a minha desculpa pra ainda me sentir inconformada com tudo. tudo. desde que você foi embora. e eu não tô ligando pra quem me diz que eu devo esquecer isso e mudar a minha percepção de ver as coisas, eu não tô nem aí. a falta que eu sinto de você gira em torno de mim e não tô nem aí se eu sofro demais por isso, se choro demais, se pareço ser triste demais. se só sei viver lembrando do passado.

não é pena de mim mesma.

é cansaço de fingir.

é a estupidez do meu ser batendo forte no peito e falando, não, gritando com meu coração “esses murros aqui não chegam nem perto da dor que sua saudade me causa”. você tem mesmo que estar bem onde você está porque é um sacrifício viver sem você. e não só pra mim, juro. cê sabe. nem adianta rondar as hipóteses de que tudo acontece por alguma razão, é verdade, mas (uma pena esse mas existir em qualquer lugar) dói.
eu vou parar.
vou parar de ser injusta com você e parar de te culpar pela dor que sinto.

s,
meu amor por você é tão grande que supera essa saudade
que supera a vontade de pular de uma sacada,
esse amor me diz que é bobagem
sei que tu diria isso.

é por você,
mas a culpa não é sua.

v.

•Legendas:Variadas•

Sorriso doce que faz apaixonar.💘

Intensa demais para aceitar ser amada pela metade. 🌻

Ela gosta de ser protegida, mas não gosta de ser mandada.⚓

Sou complexa, sou mistura. Me perco, me procuro e me acho. 🌴

A curva mais bonita em uma mulher , sem duvidas é o sorriso. 🌷

Ela é de sorriso fácil, marrenta sem destino… ☀

Mas agora ela é livre pra rir do que é ruim, e chorar só se for de feliz.🌀💙

Ela é doce como limão, calma como furacão. 🌀

Ela é feita de estrela e veio ao mundo só pra brilhar.✨

Marrenta, poderosa, não desce do salto, mulher orgulhosa, nariz empinado, coração quebrado e não admite que tem algo errado. 🌺⚓

Malandra, treinada, sabendo de tudo e fingindo que sabe de nada. 🔫🌺

Ela é do reggae, paz, tá sussa na onda da vibe, ela só quer calmaria e espalhar amor por aí.🌾

Tornou-se pedra, a menina que um dia foi flor. 🌹

Ela é como a lua, que mesmo rodeada por milhões de estrelas, é a que mais chama atenção. 🌙

Tudo tem seu tempo. E nada é por acaso.🌀⚓

Ela nunca sabe ser o silêncio e sempre acaba sendo o barulho que incomoda. 👽🍃

Mas hoje meu bem, o esquema é outro: Não me apego, nem sofro.🔫🎈

Ela é gata demais, essa morena é treta rapaz.🌹

Ela acordou pra vida, cansou de ser trouxa, agora ela pisa.👊


Ela é tipo o pecado, a tentação, a carma e a sina. 💀🌹

Ela é impossível, que menina danada, admirada onde chega. 🌷⚓


Se gostar/pegar dê like ou reblog.

Status: Ex-namorados.

Se for pra dar valor, dê valor agora, porque o coração não acumula bônus. 👌🏻😘

Tá com saudade? Então volta pro passado, foi lá que eu te quis! 😜🙌🏻

Teu medo te cerca, te pega e te joga pra longe de mim… 😏👌🏻

Até o dólar se valorizando e você aí atrás de ex. 😂🙈

E nós perdemos, a unica coisa que dissemos que nunca poderíamos viver sem. 😔💔

Ex namorados continuarem amigos não é feio, feio é sair falando mal de alguém que já te fez feliz. 💖😏

Fazer o que? Amores vem e vão. O que nos resta é compreender. 😔👍🏻

Me da paz ou me deixe em paz. 🌝👍🏻

Mas hoje meu bem, o esquema é outro: Não me apego, nem sofro. 😜😹

Eu só queria entender seus pensamentos, o que realmente tá rolando e o que te faz fugir de mim. 😔💔

Falando em saudade, de novo eu acordei pensando em você. 😔💏

Sei que me ama, só não sei porque não estamos juntos! 🙁👀

Pare de correr atrás, pare de se importar, seja indisponível, desapegue! Pessoas gostam do que não tem. 😝🙌🏻

Meu corpo sente falta de você. 😪💔

Moça, não deixe a frieza dos outros te congelar. 🌝👌🏻

Se gostar ou pegar dê LIKE/REBLOG no post.

Não me indigno, porque a indignação é para os fortes; não me resigno, porque a resignação é para os nobres; não me calo, porque o silêncio é para os grandes. E eu não sou forte, nem nobre, nem grande. Sofro e sonho. Queixo-me porque sou fraco e, porque sou artista, entretenho-me a tecer musicais as minhas queixas e a arranjar meus sonhos conforme me parece melhor a minha ideia de os achar belos. Só lamento o não ser criança, para que pudesse crer nos meus sonhos. Eu não sou pessimista, sou triste.
—  Fernando Pessoa.
Desapego

De amor eu tenho receio. 💕❌💨

Não me ame de janeiro a janeiro. 😌✌🍃

Se liga, nasci pra ser livre. 👏💭🍃

Quero money, amor minha mãe me dá. 💸💁💋

Se ficar nos meus pés vou acabar pisando. 😉👌👏

Sai fora cupido, sai fora. 🎯💨🍃

Tu não deu valor, então a fila andou. 😌💁💭

Mas hoje meu bem, o esquema é outro: Não me apego, nem sofro. 💋👌💭

Meu desapego agora, é meu sossego. 👏✌💭

Em caso de dor, desapego por favor. 👌💨🍃

Me fazia bem, mas vivo melhor sem. 😉👏💭

Se for para ser apegada, que seja ao desapego. 😘✌🍃

Desapego não se trata de desistir. Desapego é aceitar o fato de que você merece coisa melhor. 😌👏🍃

Já tava mais do que na hora de eu me desapegar de você, né? 😉✌👏

eu sofro de amor mas eu nem o sinto. sofro por não o sentir e sentir tanta coisa que não o é. eu pulo numa piscina imaginária toda vez que ouço a palavra ‘”amor”. eu corro junto aos meus colapsos existenciais esperando que eles me levem ao beco da sanidade, mas eles falham assim como todos os meus caminhos que me atordoam quando vou até eles sem saber o que fazer. ouço o tilintar de copos e garrafas, e sinto todas as línguas sobre meu corpo banhado de vinho. acordo e desacordo com outras cores e cheiros, me jogo num buraco cavado pelo meu não arrependimento e me sufoco saciando meus apetites junta a outras almas e não almas, junta outras tantas porções distintas de matéria.


“Eu te amo” é uma frase simples, comum de ouvir. Mas será que as pessoas sabem o verdadeiro significado dessa afirmação? Posso dizer que, depois de tanto tempo dizendo isso, só hoje entendo o peso e o valor dessas três palavrinhas. A passagem bíblica de 1 Coríntios 13.4-7 define detalhadamente o amor: “o amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal. Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. Precisamos entender que, quando dizemos “eu te amo”, estamos dizendo “eu sofro, mas eu te faço o bem”, “eu não tenho inveja de você”, “eu não te trato sem pensar”, “eu não tenho atitudes precipitadas”, “eu penso antes de falar para não te magoar”, “eu não te desprezo”, “eu renuncio meus interesses”, “eu não me irrito com você”, “eu não suspeito o mal”, “eu não faço injustiça nem minto”, “eu sofro com você”, “eu creio que tudo dará certo”, “eu creio na sua capacidade”, “eu espero”, “eu suporto tudo”. Agora, a questão é: o amor que tantas pessoas dizem que sentem tudo sofre, tudo crê, tudo espera, e tudo suporta? Esse tipo de amor, descrito em 1 Coríntios 13, é natural do ser humano? Não mesmo. O amor humano é corruptível, pode se transformar em ódio da noite para o dia.o amor verdeiro ....é o agape...tudo suporta.....é o verdadeiro amor;;;;;;;;
External image
bios supernatural

credito essasfaslokas e like e eh so isso mesmo valeu

alguns escolheram vida social eu escolhi supernatural

vamos fazer uma matematica se eu somar o tempo que eu perdi vendo supernatural da pra fazer muitas coisas do tipo ter vida social talvez

odeio serie flop que vicia coisa do satan lixo bosta tipo supernatural quem eh que asiste mesmo issokjjjjjjjjjkkkkkkj 

supernatural ver tradução projeto satanico

nunca pensei que seria tão otaria virei fã de supernatural

se você pesquisar no google as principais causas de morte feels supernatural tá em quase todas

não é pq eu nao tenho vida social nem pq eu sofro em frente ao computador do surto e tenho ataques que sou fã de supernatural kkkkkkjjk pensando bem eh isso mesmo

Nem imagina que ainda sofro com ausência, ainda sinto falta dos seus abraços, as vezes sinto até seu perfume, meu coração ainda aperta quando ouço o seu nome. Mas não tenho coragem de falar dos meus sentimentos para você. Já me deixou uma vez, e doeu muito te ver ir embora, e não quero vivenciar isso de novo. Prefiro ficar aqui com a saudade, até um dia conseguir te esquecer.
—  Sabrina
Bipolar

Se for doce fico amarga e em dia de sol me sinto encharcada. Tá tudo de cabeça para baixo e eu nem ligo, mas choro, sofro e imploro para que a vida se organize. Oh baby, que loucura mais sensata. 

Amo, não amo, odeio e amo novamente.

T.

Peço perdão, pelos meus versos incompletos e pelas minhas linhas preenchidas com silêncios. é que meu copo d’água entornou. eu vazei por todos os cantos e já não me resta nem uma gota. sofro de uma saudade sem socorro e não há quem me salve da falta que sinto de mim. o pedaço forte e inquebrável do que eu era, enegreceu. meu jardim foi devastado e o que existia de destemido em mim, se foi junto com teus olhos negros e hipnóticos, que costumavam fazer-me esquecer de todo meu orgulho. o infinito azul têm estado cada vez mais distante de mim. o inverno têm chegado mais cedo aqui -tanto fora, quanto dentro- e eu não tenho onde me abrigar, não tenho um canto pra me esconder de mim e do vazio que ecoa pela casa escura. tua ausência me maltrata mais em cada dia que passa, deserto e lento. você foi refúgio pro meu peito cansado de amar errado e agora não encontro nenhum cais pra me ancorar. nada que me faça descansar do quanto é exaustivo te amar sozinha. nenhum sorriso de canto de boca que me faça esquecer um pouquinho do quanto eu amo teus trejeitos. os dias são compridos e as horas intermináveis. em que parte desse roteiro será que você retorna? parece que percorri mil vidas esperando pelo teu regresso. eu não caibo nas controvérsias de estar sempre a te esperar, mas cansei de brigar com o tempo.

espero tua chegada atordoada de saudades, B.

Capítulo 12

Junior: Fala Clarita! E a Van?
Clara: Ainda ta dormindo.
Junior: O louco!
Clara: Por falar nisso, vou pedir algo e levar pra ela comer.
Junior: Já pegou as suas coisas?
Clara: Ainda não, acabei esquecendo.
Junior: Deixa que depois eu levo, quero falar com a Van.
Clara: Ta bom então, beijo pra vocês.
Junior: Vê se saem um pouco do quarto né? 
Clara: Vai dormir Junior. – Ele riu.

Clara pediu algo pra elas comerem e voltou pro quarto, Van ainda estava dormindo. Ela deitou ao seu lado, e voltou a fazer carinho.

Clara: Psiu, acorda. – Sussurrou. Van foi abrindo os olhos, abriu um sorriso e se espreguiçou.
Vanessa: Bom dia.
Clara: Boa tarde. – Sorriu.
Vanessa: Boa tarde? Como assim?
Clara: Já são 15h30 min. 
Vanessa: Nossa, eu acho que dormi demais.
Clara: Você ainda acha? – Sorriu novamente – Ta com fome?
Vanessa: Demais. Já almoçou? – Van levou sua mão até a bochecha de Clara e acariciou.
Clara: Não, só fui no restaurante pedir algo pra nós, daqui a pouco eles trazem.
Vanessa: Ah que bom, vou aproveitar e tomar um banho.

Clara: Vai que eu ajeito aqui. – Ela fez um bico e ficou esperando por um beijo de Beta.
Vanessa: O que?
Clara: Eu quero um beijo ué.
Vanessa: Ta doida? Acabei de acordar.
Clara: E daí?
Vanessa: Não, o hálito.
Clara: Ah deixa de ser boba, dá um beijo. – Fez bico de novo.
Vanessa: Não Clarinha.
Clara: Se você não me der um beijo eu roubo ele de você!
Vanessa: Ui medo. – Debochou.
Clara: Ta pagando pra ver?
Vanessa: Pára, é sério. – Ela começou a engatinhar na cama pra ir ao banheiro.

Clara puxou Van pela mão a derrubando na cama, logo começou a enxe-lá de cosquinha. Van se contorcia sobre a cama de tanto rir e em um momento de distração, Clara roubou um selinho dela.

Clara: Eu disse. – Rindo.
Vanessa: Ah você é uma boba cara.

Clara: Ta bom, agora vai tomar teu banho que a boba vai arrumar as coisas pro almoço.
Vanessa: Não quer tomar banho por mim? Preguiça demais.
Clara: Por você não, mas se for com você…- Sorriu de um jeito bem malicioso.
Vanessa: Adorei a idéia, vamos então. – Assim que Van levantou a campainha tocou.
Clara: Deve ser o almoço, fica pra depois. – Roubou mais um selinho.

Enquanto Vanessa tomava seu banho, Clara atendeu a porta e arrumou a mesa. Alguns minutos depois tudo já estava pronto.

Vanessa: Hum, que cheirinho gostoso.
Clara: Senta que eu sirvo você.

Narrando novamente como Vanessa

Enquanto Clara me servia, eu ficava observando ela. Como é linda, toda delicada
Clara: Prontinho.
Vanessa: Obrigada. Macarrão? Meu prato favorito.
Clara: Pela carinha que fez eu percebi. – Sorriu enquanto Van provava o macarrão.
Vanessa: Hum, ta muito bom. Prova. – Ela pegou um pouco de macarrão no garfo e levou até a boca de Clara.
Clara: Nossa…- Degustou o macarrão – …uma delicia mesmo. Deu mais fome ainda. – Sorriu.
Vanessa: Aproveita que ta quente. Vamos pra piscina depois?
Clara: Vamos, mas Junior vem aqui antes, ele quer falar com você.
Vanessa: Vem bomba. – Clara sorriu.

Almoçamos e logo eu me joguei no sofá, estava um calor horrível.

Vanessa: Vai sair?
Clara: Vou ao quarto da Paula pegar minhas coisas, se eu depender do Junior to lascada. – Sorri.
Vanessa: Vai demorar?
Clara: Não, vou aproveitar e mandar Junior vir falar com você, pra aproveita que estou fora. – Clara se aproximou de mim.
Vanessa: Ah muito segredo que eu tenho com o Junior.
Clara: Ah você entendeu mocinha. – Roubou um selinho de mim.
Vanessa: Só umzinho? – Fiz cara dengosa.
Clara: Oun que eu me derreto toda. – Sorriu e eu sorri junto.
Vanessa: Vê se não demora mesmo.
Clara: Pode deixar, se cuida. 

Logo Clara saiu me deixando sozinha. Alguns poucos minutos depois, entra Junior sem bater na porta.

Junior: To entrando, se tiver sem roupa não se preocupe.
Vanessa: Palhaço! – Ele riu.
Junior: Vim trazer as coisas da Clarinha, onde coloco?
Vanessa: Deixa aí mesmo. Não faz muito que ela foi no quarto de vocês, não encontrou com ela?

Junior: Ela ta la com a Paula. – Se jogou no sofá ao lado. – E aí, como foi a noite?
Vanessa: Especial.
Junior: Ih ta toda apaixonadinha. – Debochou. 
Vanessa: Não começa. – Toquei uma almofada nele.
Junior: Vão sair hoje a noite?
Vanessa: Acho que não, to querendo aproveitar ela mais um pouco e em público fica difícil. E você e a Paula?
Junior: A gente vai la na boate de novo, a boate hetero ta fechada.
Vanessa: Ui gostou do ambiente? – Debochei.
Junior: Ta, não começa. 
Vanessa: Hum, ele gostou. – Debochei novamente.
Junior: Quer saber? Fui! – Junior se levantou e andou em direção a porta.
Vanessa: Não fica brava amiga! – Ele se virou pra mim.
Junior: Tifu gatinha! – Caí na gargalhada ao ver ele irritado.

No quarto de Paula (..)

Junior: Voltei, parem de falar do que estão falando.
Paula: Não liga Clarinha, acho que ele bateu a cabeça hoje. – Clara sorriu.
Clara: E a Van?
Junior: Tua namoradinha ta de muito bom humor que nem eu agüentei.
Paula: Vocês estão namorando?
Clara: Claro que não, é viagem desse guri. – Ao ouvir a palavra ‘guri’, Paula começou a rir.
Paula: Nem falo nada.
Clara: Eu vou indo antes que os dois comecem.
Junior: Comecem a que?
Clara: Nada! Beijo pra vocês.
Paula: Beijo Love!

Clara resolveu sair dali antes que ambos começassem a pressioná-la em relação à Vanessa. Aquela última conversa com Paula no restaurante, havia deixado Clara um pouco pensativa. Antes de entrar no quarto, Clara ouviu Vanessa rindo sem parar. Será que tem alguém com ela? Aos poucos Clara foi abrindo a porta e viu Vanessa em frente a televisão morrendo de rir.

Clara: Nossa, é tão engraçado assim?
Vanesa: Bah, demais. – Ainda rindo.
Clara: Ta assistindo o que?
Vanessa: O Chaves, vem ver comigo.
Clara: Chaves?? – Clara começou a rir.
Vanessa: É, por que?
Clara: Ainda existe Chaves?
Vanessa: DVD poxa.
Clara: A Vanzinha gosta de chaves, que coisa mais cut. – Debochou.
Vanessa: Sou viciada em chaves e você me deixe ok?
Clara: Ta bom viciada. Vamos pra piscina?
Vanessa: Agora?
Clara: É, ta muito quente.
Vanessa: Vamos, deixa só eu por um biquíni. Tira o DVD pra mim?
Clara: Tiro sim. – Vanessa se levantou e deu um selinho em Clara.
Vanessa: Já volto.


Narrando novamente como Vanessa

A tarde estava super abafada, aos poucos subiam umas nuvens no céu, provavelmente mais tarde iria chover, nada melhor que um bom banho de piscina pra refrescar. Troquei de roupa rapidinho, voltei junto de Clara e logo fomos pra piscina encontrar Junior e Paula.

Junior: Que desperdiço. – Ele olhou pra nós duas dos pés a cabeça.
Paula: Alguém ta querendo apanhar hoje. – Clara e eu rimos.
Clara: Ta merecendo mesmo. - Nos sentamos nas espreguiçadeiras ao lado deles. 

Ficamos conversando um pouco, depois demos um mergulho e voltamos a conversar.

Paula: Que sede. Vou pegar algo pra beber, alguém quer?
Vanessa: Eu quero uma limonada.
Junior: E eu uma cerveja.
Paula: Eu só tenho duas mãos.
Clara: Eu vou com você.
Junior: Nada de olhar pro lado vocês duas.
Vanessa: Apoiado. – Elas riram e logo saíram.
Junior: Ae Van, ta curtindo a Clara então?
Vanessa: To, impossível não curtir.
Junior: Tão firmes?
Vanessa: Depende do que é esse firme teu.
Junior: Ué, se vai continuar.
Vanessa: Como assim?
Junior: Ah qual é Van, se vai ser só um ficar ou algo sério.
Vanessa: Não sei.
Junior: Como não, cara? É ainda aquele lance do teu ex?
Vanessa: Não tem nada vê com meu ex ok? É passado bem passado.
Junior: Calma.
Vanessa: Você esqueceu que a Clara é noiva?
Junior: E dae? Fica com ela enquanto o corno ta em outra cidade.
Vanessa: Ta maluco?
Junior: Ta apaixonada por ela?

Junior: Se você não ta apaixonada por ela, não tem nada demais ficar com ela mesmo ela sendo noiva de outro cara. Serão beijos, noites quentes, sexo, loucuras e não sentimentos. To errado? – Ou Junior estava bêbado ou ele estava falando isso pra me testar.
Vanessa: Não.
Junior: Então, seja sócia do Fabian. – Debochou. Junior até poderia ter razão, não tem nada demais eu ficar com uma guria mesmo ela sendo noiva de outro, afinal o corno vai ser ele, eu não tenho nada a perder, quanta mentira! 
Vanessa: Pode ser, mas e a Leticia e a Fernanda?
Junior: Dispensem elas. 
Vanessa: Acha tão fácil?
Junior: Elas são lindas, mas sou mais você e a Clarinha.
Vanessa: Tem razão, eu não tenho nada a perder, muito pelo contrário. Fico com ela sem compromisso sério, do tipo namoro, assim não me envolvo sentimentalmente e nem sofro futuramente.
Junior: Exatamente, nem todo mundo tem essa chance de ter uma e poder ter outras também.
Vanessa: Gostei, hoje falo com a Clara sobre isso e vejo se ela aceita ficar comigo enquanto o corninho ta longe. – Junior riu.
Paula: Qual a graça? – Clara e Paula chegaram do nada.
Vanessa: O Ju que já ta bêbado. 
Junior: Eu? – Ainda rindo.
Clara: Van, passa bronzeador em mim? – Clara se deitou de costas na espreguiçadeira. Eu ouvi direito?
Vanessa: Passo. – Quase que a voz não sai ao ver ela naquela posição.

Peguei o bronzeador dela, coloquei um pouco em minhas mãos e logo comecei a espalhar pelas costas de Clara. Não tinha como tocar ela e não sentir meu corpo dar sinais, com certeza ela sabia disso, porque às vezes erguia seu bumbum ou mexia seu quadril, estava fazendo pra me provocar, certo que sim. Resolvi dar o troco. Subi com a palma das minhas mãos até próximo a sua nuca e logo desci, porem desci passando a ponta das minhas unhas, bem lentamente. O corpo dela estava inquieto e de vez em quando eu percebia ela gemendo. Eu queria mais, deslizei minhas mãos pra lateral do corpo dela e subi até próximo aos seus seios, pelo lado do corpo, adentrei a ponta dos meus dedos na parte de cima do biquíni, cuidando pra ninguém ver, e toquei seus biquinhos. Clara de imediato se sentou.

Clara: Ficou doida? – Comecei a rir. Adorava fazer essas coisas quando não podia só pra ver ela assim, toda assustada.
Vanessa: Eu só tava passando bronzeador como você me pediu. – Olha a cara de pau.
Clara: Isso pra mim tem outro nome.
Vanessa: Ah é? – Olhei para seus seios e sorri maliciosa – Qual nome?
Clara: Você ta me atentando. E não me olha assim. – Continuei sorrindo.
Vanessa: Por que não posso te olhar assim?
Clara: Porque o pessoal nota a malicia em teus olhos.
Vanessa: Culpa tua! 
Clara: Minha?
Vanessa: É. – Aproximei meus lábios do ouvido dela – Pensei que ia dizer que estava excitada como eu. – Notei que ela ofegou.

Clara: Não fala assim. – Sussurrou.
Vanessa: Por que? – Levei uma mão até seu braço e o acariciei, deu pra sentir ela arrepiada.
Clara: Ta me dando vontade de você. – Ela não devia ter falado isso. u.u’
Vanessa: Vamos pro banheiro. – Ela me olhou.
Clara: O que? Mais uma loucura? To fora. 
Vanessa: Ta mesmo?
Clara: Sim!
Vanessa: Ok, eu vou ao banheiro e te espero lá. Se você não aparecer em um minuto, sei que não irá e vou matar a vontade que eu to sozinha. Mas se quiser me ajudar, espera eu virar depois do balcão e vai atrás de mim. – Levantei e saí andando.
Clara: Van, espera…Van, volta aqui. Van! – Deixei ela falando sozinha mesmo.