nem lembrava

Adoro a simplicidade das coisas, gosto quando tudo se encaixa, de forma que não fizemos nenhum esforço fora do comum. Gosto mesmo de quando a gente vê pela janela do ônibus um casal apaixonado se despedindo depois de um dia incrível, quando a gente põe a mão no bolso e acha aqueles 5 reais que nem lembrava mais, gosto quando a gente chega em casa e tira o sapato depois de um dia todo exaustivo, gosto quando a gente vê o sorriso no rosto de quem amamos, e tem aquela sensação de dever cumprido.
—  Natália S.

Talvez imperfeita, talvez errada, talvez cheia de defeitos, mas e as qualidades? Ah não, não devo ter. Talvez seja só insegurança, mas esse conjunto de coisas me impedem de realizar o meu maior sonho: olhar nos Seus olhos.
O que em mim poderia chamar a Sua atenção a ponto de querer me ter para Você? Acho que nada. Tanta gente já olhou nos Seus olhos, que diferença faria se eu olhasse?
Além de todos os erros, ainda carrego esse saco de dúvidas. Deixar tudo isso para trás? Como? Tantos anos com o mesmo fardo, não sei nem se consigo caminhar sem ele.
Um momento de silêncio entre uma lágrima e outra, ouço Você me chamando pelo nome. Me atrevo a levantar a cabeça, quando me dei conta, os fardos já estavam no chão; os erros eu nem lembrava mais quais eram e a insegurança? Ah, eu nunca estive tão segura como estou agora, olhando nos Seus olhos.

- Pietra Borges

eu gosto do seu jeito de fumar e da forma que você sopra a fumaça sempre pro lado oposto que eu estou. também gosto do seu sotaque quando você canta alguma música que eu já nem lembrava mais que existia, gosto de estar ao seu lado, as coisas se encaixam.

pedro 00008b

Ironicamente,
o sorriso não saia do meu rosto. Estava rodeada de pessoas, gritava, contava piadas sem graça (minha maior habilidade), falava, dançava… Estava lá mas ao mesmo tempo aquela não era eu. Meu mundo não era aquele. Estava bêbada pela quarta vez na semana e ainda nem tinha chegado na quarta-feira. Meus dias eram resumidos em trocar o dia pela noite, passando a noite em algum bar com pessoas que eu nem conhecia. Eu não lembrava de nada no outro dia, quer dizer, eu lembrava que começava a chorar: reclamando da vida merda que eu tinha, dos amores tristes que vivi, dos amigos que eu larguei antes que me largassem. Nunca sabia como eu tinha parado em casa. Ou como acordava sem roupa em uma cama de alguém que nunca tinha visto. Eu estava a mercê dessa vida de esquecimento. Quando eu tentava viver, a única coisa que me restava era chorar, pois a pessoa que me tornei não era a pessoa que eu pretendia ser, nem aqui, nem nunca.
Mas chegou a noite, e a única coisa que faria sentido era sair, beber com desconhecidos, rir, falar, gritar, contar piadas sem graça, dançar. Arrumei meu melhor sorriso no meu rosto cheio de maquiagem (disfarçando as olheiras) e já estava a procura de um novo bar para passar a noite.
—  O sorriso falso da garota deprimida. 
Vou começar com uma pergunta boba: será que dá pra gente voltar no tempo? Ultimamente fico mal à toa, ta sobrando apego, faltando entendimento. Me desculpa se eu não entendi, tá demorando pra ficha cair. Você com esse cabelo preto, sorriso sem jeito, foi chegando perto, chegou perto demais. Três ou quatro dias tava tudo tão perfeito, dos meus problemas eu já nem me lembrava mais, só queria você, só pensava em você. Mas ainda tem coisas pra me arrepender e eu vou dizer: Me arrependi de não ter te abraçado outra vez, não ter te beijado uma última vez, não ter te olhado outra vez, ficar acordado até depois das seis, só pra ver o sol nascer, sonhar os sonhos mais loucos com você, e eu vou dizer… Quem sabe ainda é tempo, pode ser a qualquer hora. Me chama em pensamento, cê sabe eu vou agora.
—  Jorge e Mateus
O que eu mais gosto de presenciar na vida, talvez, sejam os reencontros. A beleza da morte da saudade sendo esmagada dentro do abraço daquele que encontra, finalmente, a outra metade do seu coração. A profundidade do olhar daquele que observa com cuidado cada detalhe do outro, esquecendo a última memória que insistia em lembrar-se enquanto estava longe. A espontaneidade do sorriso no rosto ao medir cada centímetro do outro com com as mãos. O fechar das pálpebras enquanto inspira todo o odor do amor… A saudade agora tem o cheiro de um suor sutil coberto pelo perfume doce e não mais o da foto guardada. O outro tem pele e ela é lisa, como você nem se lembrava mais, não existe mais o amassado da foto ao tateá-lo. O outro agora tem detalhes que ainda não existiam no último encontro e nem na foto guardada. Vocês se tornaram outras pessoas, mas o amor não deixou o tempo passar internamente. O cabelo maior, o rosto mais envelhecido e o corpo mais gordo não muda aquilo que os fizeram sentir como se fosse a primeira vez. Na verdade, como se fosse um retorno. Acho que o reencontro ainda é melhor que o primeiro encontro, pois há um sentimento a ser honrado: a saudade. A gente só sabe que alguém foi importante e que valeu a pena estar ao lado dela, quando nosso coração aperta e diz pra onde quer voltar e onde quer estar pra sempre.
—  Beatriz Pontes.
A verdade, é que você nunca quis saber de mim, veio com seu jeito meigo, seu jeito como quem não queria nada, mexeu comigo, despertou algo em mim que eu já nem lembrava, e foi embora, se afastou, nem se despediu. Que deselegante da sua parte não?
—  Karollainy

O celular tocou, era uma mensagem. O conteúdo era pequeno, dizia apenas “saudades”. Olhei o remetente e sorri de canto, mas não pelo motivo que você está pensando. Meu coração, quase parado lá dentro, sorriu comigo e disse: Que engraçado, eu nem lembrava mais de você..! 🌸⚓

Você com esse cabelo preto, sorriso sem jeito… Foi chegando perto, chegou perto demais. Três ou quatro dias tava tudo tão perfeito, dos meus problemas eu já nem me lembrava mais. Só queria você, só pensava em você. Mas ainda tem coisas pra me arrepender e eu vou dizer. Me arrependi de não ter te abraçado outra vez, não ter te beijado uma última vez, não ter te olhado outra vez…
—  Jorge & Mateus.

eu ando tão cansada de nadar, m. nunca me ensinaram certo, e eu nunca soube. eu sempre afundava cedo demais, quando poderia só boiar um pouco
não sei o que deu
a vontade de segurar a respiração como quem não faz idéia onde tá pisando mas pisa mesmo assim
não dá pra rir disso
não é igual piso encerado que a gente passa por descuido e fica marca do pé
minha mãe ficava tão brava por isso
e no fim do dia a gente já nem lembrava
hoje não mais. é irônico porque eu cresci e me encolhi
eu não levo mais aqueles tapinhas na mão por puxar todas as plantas da minha tia que fingia estar puta só pra ver se eu criava jeito e não estragava os xodós que ela tanto cuidava
e porra, como sinto falta dessas coisinhas
de como eu parecia livre sem medo da vida
dos tombos. da sociedade que mais nos cala do que ouve. eu preciso te dizer tantas coisas sobre mim, m.
que não cabe num fim de semana. não cabe nas horas que não estamos correndo das facas. do vento
e talvez nem caiba em você. mas eu deixo a porta aberta
eu ignoro o medo de ser roubada pra me fazer tua refém.

Não acredito que realmente to lendo um livro, faz tanto tempo que eu nem lembrava mais se ainda sabia ler, e na verdade é por isso mesmo que eu to precisando de um cigarro agora, será que pode fumar aqui?

É difícil admitir. Eu menti, te machuquei. Eu disse que ficaria e fui. Prometi cuidar de você e nem sei onde você está agora. Talvez isso faça um mal bem maior em mim que em você, é o que eu espero. Talvez eu seja apenas uma lembrança triste e inerte que já não vem a tona. Espero mesmo, que eu não passe pelos teus olhos de dentro quando estiver chovendo ou quando for madrugada e tudo ficar mais triste, como ficou hoje. No meio das minhas bagunças, estava você que eu nem lembrava mais, fotografias, versos e minhas promessas ao vento. Estava aquele desenho bonitinho de nos dois. Não fiz nada por mal, eu acreditei em nós, eu queria ter conseguido e juro quero o seu bem onde quer que você esteja. Que esse seja meu último juramento. Acho que não sou muito boa com promessas.
—  Joice Santana
Você com esse cabelo preto, sorriso sem jeito foi chegando perto chegou perto demais. Três ou quatro dias tava tudo tão perfeito. Dos meus problemas eu já nem me lembrava mais, só queria você, só pensava em você. Mas ainda tem coisas pra me arrepender. E eu vou dizer. Me arrependi de não ter te abraçado outra vez, não ter te beijado uma última vez, não ter te olhado outra vez, ficar acordado até depois das seis. Só pra ver o sol nascer. Sonhar os sonhos mais loucos com você
—  Jorge e Mateus
você diz coisas que não fazem sentido
é confuso
mas no fundo eu gosto
porque esse é o teu jeito de ser
não lembro quando
nem onde
eu me apaixonei por você
seu cabelo e seus labios passaram a me chamar mais a atenção
pensava em você o tempo todo
e esquecia meus problemas junto a ti
beijava-te e nem lembrava do que eu era
mas tudo se foi
se acabou
sozinho estou
e ontem lhe disseram “ele chorou”
sofri
na depressão fiquei
me sentia um rei
hoje me sinto um nada
com a vida acabada
se te tivesse de volta seria bom
ao ter de novo seu cheiro no meu moletom
e de novo a paz
que é um sentimento mais que bom
perfeito
mas que é passageiro
mas a vida também é passageira
e eu não me importaria
de passar o resto dela sentido paz
ao teu lado
meu bem
meu amor
minha dor
—  André Araujo
por não te esquecer, eu ainda te escrevo.

     Eu conheci ele num bar. Parece comum, mas eu não bebo. Nem ele. Conheci ele num bar por acaso enquanto saia e ele esbarrou em mim quando foi pedir informação. Não, não foi amor a primeira vista. Eu nem sabia seu nome. Depois de uma semana ou duas, eu já nem me lembrava dele, mas então nos esbarramos de novo num parque aqui da cidade. Trocamos sorrisos com um ar de desculpas, e nos esquecemos mais uma vez. 
     Eis que vou numa festa e lá está ele, num cantinho com um copo vermelho na mão. De repente ele já está do meu lado e nós começamos a conversar. Eu precisava ir embora, mas era bom falar com ele. Trocamos contato. Daí pra frente, conversávamos todo dia sobre qualquer coisa, desde política até batata frita. Ficamos assim por muito tempo e tivemos alguma coisa a mais.
     Ele me mostrou tanta coisa nova que em um texto só não caberia tudo. Foi com ele que a minha vida mudou, foi com ele que eu aprendi a amar mais fundo. Com ele eu quis mais, eu soube mais. Se sou o que sou hoje, é por causa dele. Mas como tudo que é bom dura pouco, nós não duramos.
     Quando acabou, eu me lembro bem, doeu tanto que eu nem sabia se aquilo era real. Mas passou. Agora, depois de muito tempo, sinto que alguma coisa ainda falta, não sei bem o que é, mas tenho certeza que ele, com aquele ar de “dono da razão”, saberia.

anonymous asked:

Assim, eu tenho a voz horrível e sempre sofri bullying com ela, meus pais nunca ligaram muito, apenas fingiam se importar. Já pensei diversas vezes em me matar, até anteontem eu nem lembrava mais o que era sofrer bullying até sair c meus primos e eles ficarem me zoando.. tem tratamento mas é caro, já tentei arrumar emprego mas não passei justamente por conta da minha voz.. o que faria no meu lugar? Já chorei tanto.. sei que não compensa chorar por isso, mas é muito doloroso... 😔

É bom chorar, o choro é a limpeza da alma então não impeça isso mas nunca chore na frente de ninguém, nunca mostre fraqueza na frente de ngm poque eles podem usar isso contra você. Mana, você não pode nem deve se sentir assim por causa de pessoas idiotas e infantis… Se afaste dessas pessoas que faz você sentir se sentir assim e se você é assim se aceite e se ame muito e mostre isso pra todo mundo e futuramente você poderá fazer esse tratamento, mas por enquanto não se abale, seja forte, se ame, mostre isso para todos e NUNCA MAIS NUNCA pense em fazer algo ruim contra você, não dê esse “gostinho” pra quem te zoa, você é maravilhosa basta enxergar isso em você ♥