necessitado

Namorado de verdade é aquele que olha nos teus olhos e te respeita como mulher, que te acha linda, mas que te respeita como mulher, porque sabe que tu és um coração que muito mais necessitado de ser abraçado, de ser tocado, é um coração que merece ser amado. E o amor vem antes do toque. Quem disse que beijar na boca é declaração de amor? Pode ser até UMA das demonstrações, mas eu tenho certeza que seu coração se sente muito mais amado no momento em que você é olhado(a) de um jeito certo do que beijado(a) de qualquer jeito.
—  Pe. Fábio de Melo
Leiam esse post, é importante!!!

Então galerinha, hoje terminei de assistir 13RW e confesso que a história inteira me surpreendeu. Os motivos, as pessoas, os acontecimentos… Tudo. Nunca perdi ninguém por conta disso, mas eu imagino como pode ser doloroso perder alguém ou passar por problemas e não ter alguém com quem contar, alguém pra desabafar. Diante disso, resolvi fazer esse post com o intuito de ajudar pessoas que estejam passando por problemas. Não que estejam necessariamente pensando em suicídio, mas que estejam passando por complicações na vida e que precisem realmente de alguém pra ajudar ou que precisem só de alguém pra ouvi-las.
Se você não passa por problemas e não se sente necessitado de ajuda, somente rebloguem a postagem para que chegue em outras pessoas. Não precisa me seguir ou me enviar ask. Somente reblogar esse post e me chamar no chat.
Acredito que é muito fácil diversas pessoas assistirem a série por modismo, comentarem sobre e não fazerem nada pra mudar ou ajudar alguém.

Conto com a ajuda de vocês para reblogarem esse post sempre que aparecer na dash e, pra quem precisa de ajuda, estarei aqui a qualquer hora.

                             Obrigada a quem leu tudo ♡

Dicas de como ser uma boa pessoa

♡ Seja verdadeiro
♡ Cumprimente as pessoas
♡ Seja gentil
♡ Nunca deixe de falar eu te amo se esse sentimento for verdadeiro
♡ Não alimente nada que não for recíproco
♡ Abraços são confortantes, não economize na distribuição deles
♡ Sorria para as pessoas
♡ Ame os animais
♡ Curta suas companhias, elas não serão para a sua vida toda
♡ Ame e respeite seus pais, eles dão a vida por você
♡ Não deseje o mal
♡ Não inveje
♡ Diga o quanto as pessoas são bonitas (por dentro e por fora)
♡ Não economize nos elogios
♡ Aconselhe as pessoas
♡ Converse e ouça os mais velhos
♡ Ame as pessoas independente da sua aparência, cor ou crença
♡ Ajude os necessitados
♡ Brinque com uma criança
♡ Seja sincero. Mas lembre-se que sinceridade e arrogância são coisas diferentes. Não as confunda.

Pedido: Faz um imagine hot cm o Styles q eles estao a um tempo sem se ver pq os dois são cantores e quando se encontram matam toda saudade e desejo q sentiam, no outro dia ela é vista cm marcas no pescoço e sai em todo site de fofoca - Anônimo

Obrigada por ter feito o pedido.❤

***

Imagine Harry Styles:

Já fazem três meses que não a vejo, é tão difícil ficar três meses longe da pessoa que você ama. E o pior, S/n vive me provocando, nem que seja pela ligação do telefone onde ela solta alguns murmúrios baixos ou geme o meu nome, quando ela vai sair e me manda uma foto com a roupa que vai usar no dia -nunca esquecendo de colocar algo bem provocante e fazer poses-, quando estamos nos falando por facetime, webcam ou chamada de vídeo e ela me provoca me fazendo ficar com uma puta de uma ereção. Mas quando nos encontrarmos, eu não vou deixar barato.

(…)

Após mandar uma mensagem avisando que eu já estava a esperando na parte de desembarque, vi minha garota correndo na minha direção e pulando em mim me fazendo a segurar pela cintura e a levantar do chão.

-Harry…amor…que saudade!
S/n falava afobada enquanto distribuía beijos por todo o meu rosto e enfim chegando na minha boca. Quando ela parou e começou a me encarar como se pedisse permissão, eu me perdi em seus olhos e só acordei quando senti o leve gosto de menta na minha boca. Seus lábios se chocando contra os meus, me causando arrepios. Seu beijo me fazia esquecer de tudo, até mesmo as duas horas de avião, as quatro horas que fiquei sem dormir, a minha mala que eu havia esquecido no hotel e tive que voltar para a pegar, tudo, ela me mantém calmo.

-Acho que precisamos ir comer logo, minha barriga já está roncando.
S/n falou assim que separou nossos lábios recebendo um resmungo de minha parte pela falta de contato.

-Ok. Vou pedir para o motorista deixar nossas malas no hotel e daí nós vamos comer em algum restaurante aqui perto.
Falei e ela assentiu. Entrelaçamos nossas mãos e caminhamos para a parte de fora do aeroporto onde meu motorista nos esperava.

(…)

S/n resolveu que queria comer em uma lanchonete simples, e então pedimos ambos um sanduíche.

-E então…como foi sua apresentação ontem? Quero dizer, eu vi pela TV mas ainda sim quero saber como foi para você.
Sorriu amigável logo dando um gole em sua bebida.

-Foi normal, eu amei me apresentar e não me senti tão nervoso quanto nas outras.
Respondi simples e entrelacei nossos dedos por cima da mesa.

S/n sorriu e deixou um beijinho na minha mão.

Nosso pratos chegaram e nós começamos a conversar sobre como foram nossas vidas nesses últimos três meses, até que me veio uma ótima idéia.

-Eh…meu Deus você estava tão gostoso naquela roupa!
S/n falou se referindo a roupa que eu usei na entrevista para a Quotidien. Sorri maliciosamente. Agora que eu iria me vingar, por todas as sua provocações.

-Sabe que eu senti sua falta…queria que estivesse lá para tirar minha roupa depois da entrevista.
Falei na maior cara de pau e a mesma corou.

-Estamos em uma lanchonete.
S/n sussurrou para mim e eu ri.

-Eu sei amor. Mas eu ainda nem mencionei nossa vida sexual, aliás, poderíamos dar uma rapidinha ali no banheiro, não acha?
Falei e vi o casal da mesa ao lado nos olhar estranho, lancei um sorriso amigável aos mesmos e logo eles voltaram a comer.

-O que deu em você?
S/n falou entre dentes e eu só tive vontade de rir.

-Nada, sabe como eu também fico gostoso?
Sussurrei e S/n negou com a cabeça. Me aproximei mais da mesma.

-Quando fazemos amor, lento e apaixonado e eu sei o quanto você gosta quando eu sussurro o quanto você é perfeita para mim.
Sorri quando vi o que minhas palavras lhe causaram, sua respiração estava ofegante e podia sentir suas pernas trêmulas enquanto seu olhar não se desviava do meu, nem por um segundo.

-Har-…
S/n engasgou com suas próprias palavras e eu sorri ainda mais.

-Não precisa falar nada, poupe sua voz para quando você for gritar o meu nome.
Falei e plantei um longo beijo em sua bochecha, logo deixando outro em seu pescoço e tive que me segurar para não atacar ela ali mesmo.

-A conta, por favor!
Chamei o garçom.

(…)

S/n e eu entramos em casa aos tropeços, a todo momento eu a beijava, no pescoço, mordia sua mandíbula, fazia uma trilha até seu decote. E ela não parava de soltar suspiros pesados. isso com certeza deixaria marcas.

-Vamos para o quarto logo?
Perguntou afobada e eu ri.

-Calma amor, pra que pressa?
Perguntei sorrindo safado e ela chiou.

-Eu sei que quer isso tanto quanto eu!
Sorriu provocadora e me empurrou para as escadas. Peguei-a no colo fazendo-a entrelaçar suas pernas em minha cintura, subimos as escadas não desgrudando nossos lábios por um segundo sequer, abri a porta e entrei no quarto a colocando na cama.

Meus lábios viajam de seu pescoço para sua mandíbula e minhas mãos frias estão queimando a pele da parte de trás de sua coxa. Me levanto por um momento para tirar minha camiseta e encontrar seus olhos cheios de luxúria me encarando, descendo por meu peitoral e a mesma morde seu lábio inferior. Me deito novamente por cima da mesma e pressionei meu dedo indicador em sua calcinha que estava amostra por seu vestido.

-Tão molhada e tão pronta para mim.
Sussurrei a provocando ainda mais enquanto massageava seu clitóris.

-Anda logo…Harry…
Resmungou enquanto se contorcia. Peguei na barra de seu vestido e o puxei para cima, S/n levantou seus braços para que o mesmo passasse por sua cabeça e antes que eu pudesse fazer qualquer coisa ela atacou meus lábios novamente. Joguei seu vestido para qualquer canto do quarto, quando senti sua mão indo direto para o zíper da minha calça, separei nossos lábios por um breve momento.

-Acho que não temos mais camisinhas.
Fiz uma careta desapontada. Eu havia me esquecido de comprar. Droga Harry!

Quando iria sair de cima da mesma ela me puxou.

-Vamos sem.

-Tem certeza?
Perguntei preocupado.

-Eu preciso te sentir.
Clamou e eu não pude mais me segurar. Desafivelei  o cinto e tirei minha calça junto de minha cueca jogando pelo quarto. Separei suas pernas e a penetrei devagar, a ouvindo gemer baixinho.

-Você é tão boa para mim.
Sussurrei em seu ouvido e a mesma fechou os olhos quando a estoquei pela primeira vez. É tão diferente senti-la desse jeito, sempre usamos camisinha e nunca tentamos algo do tipo. Mas é um diferente bom, tão, tão bom.

Estocava lento, mas aumentando o ritmo aos poucos, S/n gemia cada vez mais alto e eu me sentia nos céus quando sentia sua intimidade quente e molhada em volta de meu membro.

Estamos tão necessitados que bastou mais algumas estocadas para que a mesma viesse, deixando meu membro mais lubrificado o fazendo entrar e sair com ainda mais facilidade.

-Eu te amo.
Sussurrei antes de vir também, dentro dela.

Cai cansado, suado e ofegante ao seu lado. A envolvi em meus braços e dormimos de conchinha.

l Dia Seguinte l

Acordei feliz, sabia que a mulher que eu amo estava mais perto e sorri ao lembrar da noite passada. Fui ao banheiro tomar um banho, quando terminei liguei meu notebook.

S/n provavelmente foi a uma pequena reunião que ela tinha marcada para hoje, mas logo volta.

Abri em minhas redes sociais e vi uma notícia sobre minha namorada.

“Futura Sra.Styles, foi vista hoje andando pelas ruas de Londres com marcas de chupões pelo pescoço e mandíbula, a mulher também estava com uma aparência feliz e animada, parece que teve uma noite boa com seu namorado.”

Ri ao ler a notícia, “feliz e animada” parece que acordamos em sincronia, pena que S/n não é muito boa com maquiagens e muito menos em disfarçar. Agora todos sabem quem é que a deixa “feliz”.

***

Espero que tenha gostado.😘

Se possível, vá na ask e diga o que achou, é importante para mim e isso me motiva a continuar.❤😊

Eu prefiro sofrer por amor
Do que deixar de amar.
O amor é muito do belo
E nele tem sua linda função
Dar entendimento ao desentendido
E tira o cego do chão
Estendendo a mão ao iludido Necessitado de um empurrão
Pôs até mesmo um poeta
Com seu coração sofredor
Com sua sã consciência
Tem total insistência
Na certeza do amor.
Eu prefiro sofrer por amor
Do que deixar de amar.
O amor é uma completa teoria
Pôs até mesmo a poesia
Dar ao coração endurecido
A prática de se expressar.
Eu prefiro sofrer por amor
Do que deixar de amar.
O amor em si é sofrido
Amargurado com o destino
Mas nunca desiste de lutar!.
—  Viageiro
Oh, meu Deus! Olhai por nós, pecadores, necessitados da Tua presença. Tens misericórdia de nossas vidas, pois sem Ti não somos nada! Que o Senhor Pai, nos sustente com o Teus infinito amor, e nos preencha com a sua infinita graça.
—  Nêssa

Pedido: Queria Um Que (S/n) e Liam São Separados e Tenha Um Filho de (3 ou 4 anos) E Ela Começa se envolver com outro Cara e o Liam Morre De Ciúmes aí eles Discutem. E acabam se Reconciliando Na discussão. Parte Hot – rayanes

*Aqui nesse link http://hot-1d-imagine.tumblr.com/pedidos vocês podem ver quais e a ordem que em os imagines vão ser postados, se o seu não estiver na lista é porque infelizmente não chegou, vou estar sempre atualizando a lista*

***

Imagine Hot do Liam:

Eu estava arrumando meu pequeno Luke para quando Liam chegar. Sou mãe de um menininho de 3 anos, ele é um amor, tive ele quando era casada com Liam, mas aconteceu problemas no nosso relacionamento e nos separamos, mas por incrível que pareça eu ainda amo ele. Tenho que deixar esses sentimentos de lado, foi como se meu coração se despedaçasse em cacos quando Liam chegou com os papeis do divorcio.

Mas hoje em dia por mais que eu ainda o ame, eu estou começando a me envolver com outro homem, o Jace, eu sinto atração por ele, não tanto quanto eu sentia pelo Liam, mas mesmo assim eu estou começando a gostar do Jace.

Termino de arrumar o Luke e começo a me vestir, irei sair com o Jace hoje para um jantar, o nosso terceiro encontro, e irei deixar o meu filho com o pai dele.

Coloco um vestido colado preto que vai até a metade de minhas coxas e que tem um decote não muito exagerado, mas deixa meus seios um pouco amostra dando um charme sensual, sem ser vulgar. Meus cabelos longos ficam soltos em cachos nas pontas e eu passo uma maquiagem e o meu batom vermelho que eu usava apenas para o Liam, agora que eu não sou mais casada com ele tenho que mostrar que superei e estou em outra.

Liam acha que eu não sei que ele tem suas ficantes, claro que ele tem, afinal ele nunca foi um homem santo. Mas saber que depois de duas semanas depois do nosso divorcio ele já estava saindo com outra mulher me fez ficar puta da vida, ele passou a imagem de que queria se divorciar apenas para pegar outras mulheres. Bom, no meu caso eu fiquei uns bons 10 meses sem ter contato mais intimo com algum homem, e Liam parecia gostar disso sempre que me via quando ele vinha para ver Luke. Agora as coisas mudaram, eu tenho o Jace e espero finalmente sair da seca essa noite.

Escuto a campainha tocando lá embaixo e passo rapidamente meu perfume favorito e pego Luke no colo, desço as escadas e vou até a porta da casa.

Quando eu abro a porta vejo Liam parado, ele está bonito como sempre, mas eu tento ignorar o efeito que ele tem em mim e coloco Luke em pé.

- Papa – Meu filho diz e abraça as pernas do pai, Liam sorri e o pega no braço.

- Que bom que chegou, estou quase atrasada para o meu compromisso – Digo me virando para pegar minha bolsa. Liam me encara de cima a baixo e seu olhar para no meu decote.

- Aonde você vai? – Ele pergunta sério e eu dou de ombros.

- Vou sair com um… amigo – Respondo enquanto retoco rapidamente o meu batom na frente do espelho da sala.

- Amigo? – Liam pergunta com a voz rouca em um tom baixo, que me faz arrepiar.

- Sim, algum problema? – Pergunto e ele fica calado – Ótimo, achei que tivesse, agora, um beijo no meu bebê – Deposito um beijo no meu filho – Ele já tomou banho, não precisa se preocupar com isso, tem os desenhos favoritos dele ali perto da TV e a comida dele está dentro do forno, boa sorte, eu volto… bom, eu ligo se eu não for passar a noite em casa, Tchau – Falo e percebo os olhos do Liam escurecerem de raiva, não entendo o porque disso, então eu saio de casa e vou para o meu  encontro.

***

Jace e eu estávamos indo para minha casa, espero que Liam tenha levado Luke para casa dele, assim eu posso curtir um ótimo sexo com o Jace.

Abro a porta da minha casa e assim que ponho o pé dentro do local, Jace me prensa na parede e começa a me beijar com força, eu retribuo e empurro a porta que se fecha com força fazendo barulho.

Jace me pega no colo e eu envolvo a cintura dele com minhas pernas, ele passa as mãos na minhas coxas e sobem para a minha bunda onde dá um aperto.

- Porra, você é muito gostosa – Ele diz e me coloca em cima da mesa de jantar, ele abre minhas pernas e me toca em cima da calcinha. Solto um gemido necessitado.

- Jace, por favor – Gemo manhosa e ele abre um sorriso malicioso.

- O que você quer? – Ele pergunta afastando a minha calcinha para o lado e penetrando um dedo em mim, solto um gemido alto.

- Quero que solte ela agora mesmo, porra – Escuto uma voz extremamente raivosa e rouca vindo de trás do Jace. Era o Liam. Cacete.

Jace se afasta rapidamente e eu me ajeito em cima da mesa.

- Quem é você? – Jace pergunta e Liam me encara com raiva, mas quando olha para o homem que estava me tocando a uns segundos atrás eu vejo que o olhar dele se tornar mortal.

- Ninguém, ele é apenas um amigo, desculpa Jace, pensei que Liam estava na casa dele, podemos continuar isso em outro momento? – Pergunto e Jace me encara e dá um sorriso compreensivo e me dá um selinho.

- Estarei esperando ansiosamente para esse momento – Ele diz e vai embora.

- Mas que porra, Liam – Digo cruzando os braços.

- Você não devia fazer isso – Liam diz e eu dou uma gargalhada.

- Ah, então você pode sair comendo todo mundo mas eu não posso transar com mais ninguém? Se toca, Liam, você não é mais casado comigo, não te devo fidelidade e nem satisfação com quem eu transo ou não, obrigada por cuidar do Luke, agora pode ir embora – Digo abrindo a porta. Liam sorri e passa a mão no cabelo.

- Você acha que vai ficar por isso mesmo? Eu pego você quase transando com um cara na nossa casa e pronto, vou ficar de boa com isso? – Liam diz e eu ergo as sobrancelhas.

- Nossa casa? Essa casa deixou de ser sua no momento em que você trouxe a papelada do divorcio, essa casa é minha e do meu filho, você não mora mais aqui, portanto não tem direito nenhum de falar “nossa casa”– Falo e Liam me encara e vejo o arrependimento em seu olhar.

- (S/n), olhe, me desculpe – Liam diz – Mas ver você com outro homem é difícil para mim, fomos casados por quatro anos é difícil eu ainda não ter essa possessividade por você – Ele diz e eu balanço a cabeça negativamente.

- Liam eu sei que depois que se separou de mim, duas semanas depois você já estava com outra, foi difícil para mim também, eu sei que você não é santo, mas pensei que não fosse curtir sua vida de solteiro tão cedo, agora eu estou fazendo o mesmo, eu demorei a cair na real e agora eu estou “curtindo” esse momento, quero ter uma pessoa na minha vida, quero ter um homem na qual irá envelhecer do meu lado, eu planejava ter isso com você, mas você foi fraco e desistiu na primeira dificuldade que tivemos, então não venha dizer que é difícil, porque você desistiu assim que as coisas começaram a ficar difíceis – Falo apontando o dedo para ele, sinto lágrimas escorrerem pelo meu rosto, finalmente eu estou desabafando e jogando tudo o que eu tenho guardado por esse tempo.

- (S/n), me… desculpe – Liam diz me abraçando com força.

- Você não sabe nem da metade do que aconteceu, ser uma mulher divorciada é horrível, eu sofri com os olhares de tantas pessoas que me julgavam, sofri com os olhares de alguns parentes seus, eles falavam que eu não tinha sido uma esposa suficiente para você, eu fiquei tão mal por meses e você nunca notou isso – Falo chorando mais forte e me separando dos braços dele.

- (S/n) eu não sabia – Liam diz e eu vejo o olhar triste dele.

- Claro que não sabe, você é homem, não sente o peso de ser divorciado, tanto que já foi se envolver com outras – Digo – Agora saia, faça o que você faz de melhor e fuja quando as coisas se tornam difíceis – Falo enxugando as lágrimas e quando eu percebo eu estou prensada na parede e Liam está muito perto de mim.

- Dessa vez eu não irei fugir – Liam responde com a voz rouca e me beija furiosamente, eu fico sem reação por alguns segundos e quando eu me situo, meus braços envolvem o pescoço dele – Eu nunca quis fazer você sofrer, mas eu sofri também, eu ainda te amo, e fui um covarde por ter desistido de nós – Liam diz e volta a me beijar. Ele sobe o meu vestido e o retira me deixando apenas de calcinha.

Liam me coloca em pé e me puxa pela cintura e sinto os lábios macios e quentes dele colar em minha boca. O beijo começa com suavidade dessa vez eu encosto a ponta da língua no lábio inferior de Liam e depois sugo a língua dele que o faz dar um rosnado e ele aprofunda o beijo agora sendo mais selvagem e cheio de desejo e saudade. Entrelaço os dedos nos cabelos lisos e macios de Liam e ele me pega no colo e me prensa na parede com mais força, eu enlaço as pernas na cintura dele.

- Senti tanto a sua falta, (S/n), tanta – Liam diz interrompendo o beijo e rumando com selinho para o meu pescoço, solto um gemido ao sentir Liam plantar um chupão na região. Ele desce mais os beijos e para com a boca em cima de um dos meus mamilos, eu o encaro com um sorriso.

- O que você quer Liam? – Pergunto.

- Ah (S/n), eu quero você inteira – Ele diz.

- Só por essa noite, o que você mais quer fazer agora? – Pergunto passando a língua pelo lábio inferior e Liam observa aquele movimento e sinto o membro dele ficar mais duro do que já está.

- Eu quero chupar esses seus seios e ver se consigo fazer você gozar apenas com isso, depois quero meter em você com força e matar todas as saudades que eu tive de você por todo esse tempo que eu fiquei sem ter você pra mim, eu quero acariciar, chupar e mordiscar seu corpo inteiro, quero deixar minha marca nele, porque você é minha e não deixarei nenhum outro homem tocar em você. Eu irei fazer você hoje gritar meu nome, baby – Ele diz e eu solto um gemido de olhos fechados com todas as palavras que Liam acabou de dizer, estou tão molhada.

- Ah Liam, você pode fazer isso, apenas por essa noite – Digo e ele cai de boca em seu seio direito e massageia o seio esquerdo com sua mão grande. Ele morde o meu mamilo e o puxa entre os dentes me fazendo arfar e arquear as costas – Oh Liam – Sussurro e gemo ao mesmo tempo. Ele passa para o outro seio e continua com as mesmas caricias e mordidas.

Sinto meu sexo se contrair e logo o orgasmo me toma com tudo e grito o nome de Liam em alto e bom som. Continuo tremula e Liam para de me prensar na parede e caminha comigo até o meu quarto e chegando lá ele me coloca deitada na minha cama.

- Luke está aqui, não podemos fazer barulho – Digo e Liam sorri malicioso.

- O deixei na casa da minha mãe, agora você pode gritar até ficar rouca – Ele responde, Liam me observa estirada na cama e eu para provocar fico passando as mãos pelos meus seios e com um rosnado ele retira a blusa branca e o sapato e por fim a calça junto com a boxer de uma vez só. Eu encaro o membro groso e duro de Liam. Percebo o liquido de pré-gozo saindo pela cabecinha do membro dele e eu umedeço os lábios e continuo a encarar o meu objeto de prazer.

- Vem aqui, vem – Digo sorrindo maliciosa e abrindo as pernas. Liam acaricia o seu membro. Ele fica de joelhos na cama de frente para mim, e continua a se acariciar com a mão. Ele para e me puxa pelos tornozelos e retira a minha calcinha e se levanta da cama me fazendo franzir o cenho em confusão.

- Coloque os braços pra cima de sua cabeça – Liam manda com a voz rouca e eu meio hesitante faço.

Ele amara os meus pulsos com a minha própria calcinha e logo depois os prende na cama. Eu estou presa na cama e isso me faz ficar excitada e meio receosa, o que ele vai fazer?

- Agora, meu amor, irei… dar prazer a você como nenhum outro homem irá conseguir dar – Liam diz voltando pra cima da cama e me puxando pro meio da cama, fazendo os meus braços ficarem esticados. Ele me faz abrir as pernas e ele vê a minha intimidade brilhando com minha excitação. Ele passa a língua nos lábios e não dá nem tempo para eu raciocinar o que ele vai fazer e no segundo seguinte Liam já está me chupando como se eu fosse a fruta mais suculenta do mundo para ele. Arfo e solto gemidos com força, joga a cabeça pra trás e gemo alto quando Liam suga com mais força meu clitóris.

- OH LIAM – Grito quando ele penetra minha entrada molhada com a língua e depois ele começa com o vai e vem. Sinto minhas pernas tremerem e meu corpo ficar tenso – Liam, eu… – Começo a dizer e Liam dá um chupão no meu clitóris e eu me desfaço com um grito e com as pernas bambas. Respiro com força.

Liam retira sua cabeça de entre as minhas pernas e me encara com um o olhar mais intenso que eu já recebi na vida. A boca dele está molhada pelo o meu gozo e eu fico excitada novamente com essa visão.

Ele se encaixa entre as minhas pernas e passa a cabeça de seu pau entre a minha entrada sedenta.

- Tem uma camisinha na gaveta ao lado – Digo e solto um gemido quando ele circula meu clitóris com o seu membro duro.

- Eu quero sentir você por completa – Liam diz, como eu tomo anticoncepcionais eu deixo para lá.

Ele dá um beijo carinhoso no meu pescoço e outro na minha bochecha e assim ele começa uma trilha de beijos. Sinto o membro de Liam fazer pressão em minha entrada e ele entra com tudo em minha intimidade totalmente molhada.

Nós dois gememos alto.

- Oh (S/n), senti tanta falta de me enterrar em você, de sentir seu corpo contra o meu, porra, eu senti tanta falta – Liam diz com os dentes cerrados e começando os movimentos rápidos e fortes. Gememos em sincronia e Liam morde o meu ombro com um pouco de força.

- Liam me desamarre – Peço gemendo e ele faz o que eu pedi. Rapidamente eu cravo as unhas nas costas de Liam e ele urra de prazer.

Ele continua o movimento de vai e vem.

Me surpreendo com o movimento em seguida dele, Liam se vira e me faz ficar em cima dele.

- Cavalgue em mim, minha gostosa – Ele diz e eu retiro ele de dentro de mim, Liam me encara confuso – (S/n)… – Não dou nem tempo dele falar alguma coisa e desço em cima do pau dele com força o fazendo entra totalmente em mim e chegar mais fundo, Liam grita de prazer me deixando feliz em dar prazer a ele. Começo com os movimentos e ele segura a minha cintura para me ajudar. Começo quicar em cima dele. Ele fica grunhindo e eu fico gemendo enquanto passo minhas mãos pelo tórax definido de Liam.

Sinto minha intimidade se apertar e Liam percebe que estou quase lá e ele volta a antiga posição, ficando por cima de mim. Eu enrosco as minhas pernas na cintura de Liam e ele começa a me penetrar com força.

- Goze pra mim, (S/n), goze pra mim, meu amor – Ele manda e o meu corpo atende.

- Oh Liam, eu… eu te amo – Digo gozando magnificamente no membro de Liam, que assim que sente a minha intimidade o apertar, ele se derrama todo dentro de mim. Ele grunhi alto quando atinge o ápice.

- (S/n), eu também te amo, sempre te amei, me desculpe por ter sido um fraco, por ter desistido de nós, me perdoe por favor, me dê mais uma chance que eu prometo que não irei lhe decepcionar – Liam diz com a voz rouca, eu me viro para ficar totalmente de frente para ele.

- Eu te perdôo, mas não será tão fácil assim – Digo e Liam sorri malicioso.

- E se eu te fizer gozar por todo esse tempo que eu deixei você, o que me diz? – Ele diz sorrindo e eu dou uma risada alta.

- Posso pensar no seu caso – Repondo e Liam volta a me beijar e ficar por cima de mim.

Espero que tenham gostado, se sim, deixem uma ask me contando

*Os favoritos são importantes, então se gostou deixa seu fav lindo aí ;D

A necessidade faz com que as pessoas corram atrás dos seus sonhos. Faz com que os seus objetivos sejam alcançados mais rapidamente, então quando alguém te dizer que está necessitado, não sinta pena dessa pessoa, mas saiba que de alguma maneira ela está correndo atrás das suas vontades. A necessidade cria asas, mas não são todos que aprendem a voar, alguns decolam, mas não são todos que conseguem sair do chão.
—  Anderson Babinski.

Pedido: eles são casados mas o Liam fez um voto de castidade por um tempo (1 ano ou menos) e isso enlouquece os dois - Anônimo

Obrigada por ter feito o pedido.❤

***

Imagine Liam Payne:

Liam sempre foi católico, desde pequeno a mãe dele o levou para a igreja, o batizou e continuou levando-o. Hoje Liam não frequenta muito, mas de uns tempos pra cá ele anda lendo alguns livros sobre castidade.

-Amor!
Escutei a voz de Liam me chamando. Larguei a faca e os tomates que estava picando e limpei minhas mãos em um pano antes de ir até a sala, onde Liam se encontrava.

-Que foi?
Perguntei me sentando ao seu lado. Liam tinha seus óculos de leitura apoiado no seu nariz e seus olhos compenetrados no livro em suas mãos. Por um momento, Liam olhou para mim e logo largou o livro sobre a mesinha de centro.

-Eu estava pensando e…acho que preciso fazer um voto de castidade.
Liam falou sério retirando seus óculos e os colocando por cima do livro.

-Como assim?
Franzi o cenho e Liam entrelaçou seus próprios dedos se ajeitando no sofá.

-Eu queria fazer um voto de castidade por nós, sabe, para…eu não sei explicar.
Gesticulou enquanto falava.

-Liam…me explica direito, por favor?
O olhei confusa. Liam pegou seu livro e abriu na primeira página.

-Leia esse primeiro parágrafo.
Falou mostrando. Peguei o livro de suas mãos e comecei a ler em voz alta.

-Para a igreja católica, a castidade antes do casamento é uma forma de conhecer o parceiro. A Igreja aceita que o desejo pelo prazer sexual faz parte da natureza humana, mas que a felicidade e o prazer não são sinônimos. O prazer poderia transformar o parceiro sexual em um meio, em um ato egoísta, enquanto o verdadeiro conhecimento do parceiro (amor) poderia estar sendo camuflado.
Li e olhei para Liam.

-Eu andei pensando e…nós fazemos muito sexo, é como se nosso relacionamento fosse só isso, puro prazer carnal. Por isso quero fazer um voto de castidade, se nos amamos muito vamos conseguir passar um ano sem transar.
Falou sincero e eu fechei o livro pensando um pouco.

-Você tem certeza disso? Você não consegue nem me ver com uma roupa um pouco mais justa ou curta que já fica excitado.
Liam me olhou culpado.

-Mas eu vou mudar, eu não quero que nosso casamento seja só isso, nós dois transando loucamente.
Comentou.

-Mas nosso namoro foi quase isso, nós dois transando loucamente.
Retruquei.

-Eu sei, por isso vamos mudar. A partir de agora, sem sexo por um ano.
Falou decidido e eu respirei fundo. Vamos sofrer muito durante um ano.

| Primeira Semana |

Está tudo indo relativamente bem, Liam e eu estamos levando isso bem a sério, apesar de às vezes eu tenho que evitar algumas coisas como por exemplo quando estamos no banheiro e eu estou na pia e ele tomando banho, então ele sai do box e precisa passar atrás de mim somente de toalha e todo molhado, bem quando vou cuspir na pia e minha bunda se empina para trás. Fica difícil. Ou quando estamos nos beijando e sem querer eu me empolgou, puxando de leve seus cabelos, dedilhando seus músculos ou sugando seu lábio. Ok, Liam e eu estamos subindo pelas paredes.

-Amor, acho que podemos chamar alguns amigos para passar um dia na piscina, o que acha? Está um dia ensolarado.
Liam sugeriu e eu arregalei os olhos.

Piscina + Liam é igual a Liam + molhado - menos roupas e + sexy que é igual a minha sanidade indo para as cucuias. Não sou boa em matemática, mas dessa conta eu tenho certeza.

-S/n?
Liam me chamou assim que percebeu que eu não o respondia.

-Tudo bem, pode chamar.
Sorri fraco e ele assentiu me dando um selinho. Não consegui resistir aos olhinhos castanhos.

(…)

Todos estavam felizes e conversando, alguns na piscina e outros tomando sol. Todos com seus biquínis, sungas ou maiôs. Liam havia ido se trocar enquanto eu ainda faço minha quinta oração para não perder a cabeça hoje.

-S/n! Fiquei sabendo que você e o Liam estão fazendo greve de sexo.
Adam, amigo de Liam se aproximou.

-Não é greve de sexo, Liam quis fazer um voto de castidade.
O corrigi e ele levantou as sobrancelhas.

-Duvido que vocês durem mais de um mês. Liam quando fica muito tempo sem transar parece um cachorrinho no cio.
Falou e eu franzi o cenho.

-Com todo o respeito é claro, mas foi o que ele me disse quando vocês ficaram quatro semanas longe, ele estava realmente maluco.
Falou e eu suspirei exausta, realmente vai ser difícil para nós.

-Mas não se preocupe, se Liam quis isso é porque é muito importante para ele, assim como você.
Falou em forma de consolo e eu o dei um sorriso fraco antes de me afastar para pegar mais bebidas.

-S/n? Pode passar protetor em mim?
Escutei Liam e me virei para trás encontrando o mesmo com uma sunga pequena e vermelha e mesmo que o mesmo não estivesse excitado, ele é grande o bastante para notar na sunga.

-Não acha que uma bermuda ficaria melhor?
Perguntei tentando não transparecer que aquilo estava me enlouquecendo.

-Eu também não estou confortável com esse seu biquíni minúsculo.
Respondeu e eu olhei para mim mesma.

-Você sabe que eu só tenho esse e não iria ficar de roupa na piscina, temos que continuar agindo normalmente.
Expliquei e ele sorriu ladino.

-Por isso eu não coloquei minha bermuda, acha que vou sofrer sozinho?
Perguntou em tom malvado e eu o olhei perplexa.

-Você armou isso?
Perguntei apontando em seu rosto.

Liam apenas riu e saiu da cozinha com sua toalha. Maldito!

| Quatro semanas depois |

Faltam apenas quatro dias para esse mês acabar, já vão fazer um mês que estamos nessa, nem um pouco fortes mas firmes. Estamos tentando ao máximo nos controlar, mas fica difícil quando seu noivo é Liam Payne, o cara mais gostoso de todos, na minha opinião é claro.
Liam hoje estava de calça de moletom e sem camisa. Jogando um jogo comigo provavelmente, mas desta vez ele não vai sair ganhando.

Coloquei a camisola mais fina e transparente que encontrei. Me olhei no espelho e dava claramente para ver meu corpo nu debaixo do fino tecido. Sorri malvada e joguei meu cabelo para o lado.

-Que filme vamos ver?
Perguntei me deitando no colo de Liam por cima de uma almofada.

Liam iria responder sem me olhar, mas assim que pôs seus olhos em mim paralisou.

-Do-r-y?
Perguntou e eu sorri.

-O que disse amor?
Provoquei e ele respirou fundo desviando o olhar.

-Dory.
Disse tentando parecer calmo e controlado.

O filme começou e Liam bebia água de minuto em minuto, claramente ansioso. Em um desses ataques que ele deu para pegar água, colocou sem querer seu cotovelo no meu seio esquerdo, em cima do mamilo e eu quase gritei. Um mísero contato e eu já estou assim?

-Porra. Desculpa.
Liam exclamou e eu notei que sua sanidade já tinha se esvaído, ele estava no seu máximo.

-Por que não fazemos algo de casal? Tipo um jogo ou simplesmente jogar conversa fora.
Sugeri e ele franziu o cenho sem direcionar o olhar para mim.

-Já estamos fazendo algo de casal.
Respondeu e eu suspirei.

-Eu quis dizer algo interativo, como conversar ou jogar…você sabe, algo juntos. Não só ficar olhando para a tela da TV.
Liam pensou por um momento e negou com a cabeça.

-Então você quer ficar encarando essa TV fingindo que está assistindo? Porque eu sei bem que não está. Você que quis fazer esse voto, pode pelo menos seguir o que planejamos? Não é para se separar totalmente, apenas sexualmente, nos manter mais ligados afetivamente. Porra Liam! Pode ao menos olhar nos meus olhos?
Perguntei irritada pelo mesmo não me olhar nem por um segundo.

Liam respirou falhamente e me olhou.

-Desculpa, mas eu fiquei muito mais sensível a provocações durante esses tempos pra cá, e essa camisola já me deixou duro.
Respondeu em tom baixo, quase suplicante.

-Vai se aliviar?
Perguntei claramente como quem diz “Eu vou ficar puta se você sair daqui para se masturbar!” mas com uma feição plena.

-N-não. Eu prometi e vou continuar, não vai ser justo com você, não vai ser justo com nós se eu fizer isso. Vou pensar em algo broxante.
Falou e eu suspirei aliviada, sorrindo.

| Primeiro dia do ano seguinte ás 00:00 |

-Finalmente!
Liam gritou e já pulou em cima de mim me agarrando.

Estamos na festa de ano novo na casa dos seus pais, toda a família reunida e Liam me agarrando na frente de todos, enquanto alguns fingiam que não ligavam e apenas continuam dando “Feliz ano novo!” para os outros.

-Liam…sua família.
O lembrei e ele colocou suas mãos na minha cintura me olhando com desejo.

-Eu preciso de você. Vamos para o quarto para eu te dar seu presente logo.
Falou me puxando.

-Não se dá presente no ano novo.
Comentei e ele sorriu safado.

-Você é uma exceção. A noite vai ser longa.
Sorriu piscando e me jogou na cama fechando a porta do quarto.

O ano foi difícil, extremamente difícil, mas conseguimos. Liam e eu nos casamos daqui algumas semanas e nosso voto de castidade deu certo, apesar de quase termos um deslize em uma festa quando bebemos demais, conseguimos e ficamos muito felizes por isso. Mas depois de tanto tempo sem qualquer tipo de contato sexual, Liam e eu ficamos ainda mais sensíveis e necessitados, o que nos fez ter vários orgasmos durante a noite de ano novo. Um ótimo começo.

***

Acabei lembrando do “I’ts 2017. Be nice. Be good.” do Harry.

Espero que tenha gostado.😘

Se possível, vá na ask e diga o que achou, é importante para mim e me motiva a continuar.😊❤

One Shot Zayn Malik

  • Pedido -  Oi Yasmim. Tudo bem? Faz um imagine q o Zayn faz greve de sexo por um tempão pq ela so pensava nisso e ele queria q o relacionamento deles fosse mais do q so sexo?
  • Oi, aqui é a Tay. Espero que não se importe por eu ter feito seu pedido  
  • 1s dedicado à @lovemrssmalik pelo segundo lugar no game ♡


Entro em casa depois de um dia estressante e cheio na gravadora e tudo que eu preciso agora é de um bom descanso. Ultimamente meus dias estão se revezando entre compor, gravar algumas músicas que já estão prontas e ignorar as tentativas de (seu nome) de fazer com que eu volte atrás com a minha palavra.

Vou explicar essa última parte…

Certo dia eu me peguei pensando e necessitado de uma coisa que nunca achei que precisaria quando eu estivesse namorando. O carinho se tornou escasso e eu só me dei conta quando estava precisando realmente e então decretei greve de sexo.

O que sexo tem a ver com carinho e tudo mais? Simples, eu só tinha carinho quando estava fazendo sexo, se (seu nome) estivesse fazendo um carinho em mim e eu dissesse que estava muito cansado, ela apenas bufava e parava o que estava fazendo.

Algumas pessoas pensam que um homem demonstrar sentimentos ou necessitar de uma coisa mais sentimental é ser gay, mas eu não penso assim, antes de qualquer coisa eu sou um ser humano e tenho minhas necessidades.

A minha relação com minha namorada estava vazia, só era preenchida sobre a cama durante o sexo, mas fora isso era como se fossemos duas pessoas vivendo juntos e que gostam de fazer sexo para passar o tempo. Não foi isso que eu queria quando a pedi em namoro. Eu desejava ter beijos, sorrisos e abraços a todo o momento sem ter um motivo específico para isso porque eu a amo e só quero sentir que ela está perto e que me ama também.  

Caminho pela sala depois de deixar meus sapatos ao lado da porta de entrada e me direciono em direção a escada subindo-a enquanto deslizo minha mão pelo corrimão. A casa está silenciosa e acredito que (seu nome) ainda não tenha chegado, entro no quarto e começo tirar as minhas roupas jogando-as no cesto assim que entro no banheiro.

Suspiro ao ter a água gelada escorrendo em meio aos meus fios de cabelo, rosto, corpo e me permito relaxar deixando meus ombros caírem livres da tensão. Curto cada minuto debaixo da água me sentindo agora menos cansado que antes, me viro de costas para pegar o sabonete e sinto mãos deslizarem pelo meu abdômen me fazendo perceber que (seu nome) entrou sorrateiramente no box do banheiro.

— Acabei de chegar, amor… — ela sussurrou colando seus seios em minhas costas enquanto desliza as mãos por todo meu abdômen lentamente.

— Percebi… Como foi seu dia? — tento sair de seus braços, mas ela me impede.

— Legal, mas ele vai melhorar agora.

As mãos de (seu nome) tomaram o caminho em direção ao meu membro e eu apenas me desvencilhei de seus braços rapidamente fugindo de sua provocação. Eu não poderia me deixar ser excitado por ela para colocar a perder a semana e meia sem sexo e a tentativa de fazer esse relacionamento durar.

— Achei que havia sido bem claro que estava falando sério nas duzentas vezes que você tentou me fazer desistir. — (seu nome) bufou e revirou os olhos.

— Você ainda está com essa merda na cabeça? — ela se encostou na parede me encarando com tédio enquanto eu comecei a tomar meu banho sem me dar o trabalho de olhá-la nua e ser tentado novamente.

— Não é merda… Só estou em busca de um relacionamento melhor para nós dois.

— Já temos o relacionamento perfeito.

— Se perfeito para você quer dizer ter a vida sexual mais ativa que pessoas que trabalham oferecendo prazer… Sim, temos o relacionamento perfeito. — debochei.

— Está me chamando de prostituta?

— Você é inteligente o suficiente para saber que não.

Ficamos em silêncio por alguns minutos enquanto eu terminava de tomar meu banho tranquilamente tendo os olhos de (seu nome) me analisando enquanto mantinha sua cara pensativa que consiste em um biquinho fofo. Desliguei o chuveiro e me estiquei para pegar a minha toalha, a colocando em volta da minha cintura e sai do box indo até o espelho começando a secar meu cabelo com outra toalha.

— Quando você vai parar de agir como uma menininha romântica? — a voz de (seu nome) cortou o silêncio e eu respirei fundo para não me irritar.

— Quando você vai parar de agir como um caminhoneiro viciado em sexo? — perguntei no mesmo tom. Caminhoneiro não tem nada a ver com isso, eu apenas retruquei o menininha.

— Eu estou falando sério, Malik. Eu preciso de um homem! — ela se irritou e eu virei para olhá-la.

— E eu preciso de uma mulher que me dê mais que prazer. Se eu quisesse apenas sexo procuraria profissionais e não uma namorada.

— Está me dizendo que estou agindo igual uma prostituta? É isso que está querendo dizer? — seu rosto transmitia toda sua irritação e eu respirei fundo mais uma vez.

— Até que eu enxergue nossa relação como um namoro de verdade, nada vai me fazer mudar de ideia em relação a nossa situação sexual.

Eu dei as costas saindo do banheiro para que a discussão não se estendesse até o ponto de um de nós dizer que acabou. Eu a amo e não quero ter que ficar sem ela, esse é um dos motivos que estou tentando nos transformar em duas pessoas que namoram ao invés de sermos duas pessoas que apenas transam.

[…]

— Agora eu te entendo e te devo desculpas…

(Seu nome) disse enquanto acariciava meu cabelo brincando com alguns fios, estamos assistimos um romance e eu tenho minha cabeça em seu colo sorrindo cada vez que ela me pede desculpas quando, sem querer, puxa alguns fios.

— Sobre o que exatamente você se refere? — perguntei ainda com meus olhos focados na televisão.

— Sobre como nosso namoro girava em torno do sexo… Eu parecia uma ninfomaníaca querendo ser fodida a todo momento e em todos os lugares. — ela riu baixo sem jeito.

— Não era exatamente assim… Você só gostava de sexo, mas agora você também gosta de carinho. — seguro uma de suas mãos a levando até meus lábios deixando um beijinho.

— Eu não sabia o que estava perdendo… Ficar com você em momentos como esse onde nos acariciamos de forma amorosa é tão prazeroso quanto estar fazendo sexo. Me sinto tão amada agora. — ela sorriu e eu me sentei para olhá-la e sorri também.

— Você já era amada antes.

— Sim, mas agora eu percebo a intensidade do seu amor por mim e consigo mostrar a intensidade do meu por você. Bem, pelo menos eu acho que consigo. — ela riu me fazendo rir também.

— Claro que consegue. Eu te amo e sei que você me ama também.

Coloco minhas mãos em seu rosto e selo nossos lábios antes de iniciar um beijo lento e cheio de amor. Agora eu tenho certeza que o nosso relacionamento vai durar bastante e ser bem proveitoso tendo a dose certas de cada coisa.




Espero que estejam gostando dessa semana 

- Tay

Não estou dizendo isso por me sentir abandonado, pois aprendi a estar satisfeito com o que tenho. Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que é preciso. Aprendi o segredo de me sentir contente em todo lugar e em qualquer situação, quer esteja alimentado ou com fome, quer tenha muito ou tenha pouco. Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação.
—  (‭Filipenses‬ ‭4‬:‭11-13‬)
Planos

Reader x Yoongi

Quantidade de palavras: 4015

Gênero: Fofo, +18

Originally posted by allforbts

//

“Você tem certeza de quer ir pra essa festa?” Talvez aquela fosse a vigésima vez que você fazia aquela pergunta em menos de dez minutos, mas você não conseguia evitar, talvez o Yoongi de cinco minutos atrás não fosse o mesmo Yoongi de agora e ele tivesse mudado de opinião loucamente como ele normalmente fazia quando se tratava sobre sair para lugares cheios de gente. Era por isso que você não conseguia parar de perguntar, porque com certeza tinha algo errado rolando ali.

“Sim, S/N.” Ele respondeu sem te olhar, o corpo esguio em frente ao espelho inteiriço, as mãos ocupadas em colocar a jaqueta de couro cheia de detalhes estranhos no lugar, ele parecia realmente estar sério sobre aquilo.

Keep reading

Namorado de verdade é aquele que olha nos teus olhos e te respeita como mulher, que te acha linda, mas que te respeita como mulher, porque sabe que tu és um coração que muito mais necessitado de ser abraçado, de ser tocado, é um coração que merece ser amado. E o amor vem antes do toque. Quem disse que beijar na boca é declaração de amor? Pode ser até UMA das demonstrações, mas eu tenho certeza que seu coração se sente muito mais amado no momento em que você é olhado(a) de um jeito certo do que beijado(a) de qualquer jeito.
—  Padre Fábio de Melo
Quando eu era criança, costumava todas as noites sentar na cama para conversar com Deus. Eu contava a Ele como havia sido meu dia e o que eu estava pretendendo  fazer no dia seguinte. Eu explicava a Ele tudo nos mínimos detalhes com medo de que ele não me entendesse e esses dias foi como se eu tivesse voltado no tempo. Abri a janela e olhei para o céu mas dessa vez as palavras saiam com dificuldade e as  lagrimas tomavam conta, porém mesmo que as palavras não saíssem eu sabia que Ele estava entendendo tudo o que se passava dentro de mim, e em meio à tantas lagrimas eu ouvi suavemente “Os aflitos e necessitados buscam águas, e não há, e a sua língua se seca de sede; eu o SENHOR os ouvirei, eu, o Deus de Israel não os desampararei. - Isaías 41:17 " E então novamente me vi deitada no colo de meu Pai, assim como acontecia anos atras e por fim em paz eu adormeci.
—  A Filha do Rei  (Sabioamor)

7Trigo

Iemanjá, derramai vossos poderosos fluídos sobre todos nós. Que vossa misericórdia continue a se estender sobre todos os reinos.

Que os fracos sejam protegidos pelos vossos braços e que os humildes sejam enaltecidos pelo ruído do mar. Que os movimentos das ondas transmitam muita paz e amor.

Que os orgulhosos percam a arrogância e sintam como é bom ser bom, porque a maldade só nos torna pequenos perante o vosso reino, Senhora.

Que os doentes recebam de vós, minha Santa Rainha, a cura para todos os males, através das emanações e de vossas vibrações e que nós sejamos purificados em vossas sagradas águas.

Que a força do vosso reino seja para nós um escudo contra as más influências dos seres inferiores, pois ainda somos crianças no reino em que vivemos e mal o conhecemos.

Que o vosso sagrado manto agasalhe todos os necessitados e traga o vosso calor de Santa Mãe, que vós sois.

Senhora, tende piedade de tantos que, como eu, vos invocamos neste momento sublime. Atendei-nos em nossos pedidos.

Senhora Rainha do Mar e para tanto deixamos nossas suplicas.

Saravá Iemanjá
Odociaba