naturebas

Surpresas do destino

Capítulo 13 :

 – Você sabe quem estará presente para a cerimônia dando um ‘Boa sorteee!?’- Laura levantou as mãos pro alto ironizando empolgação.

– Desembucha logo que eu não tenho o dia inteiro para fofoquinhas Laura! – Lua disse impaciente.

– Oh gosh! Que desenformada! A própria Alessandra Ambrósio!

– O que? Como eu não soube disto?

– Pois é você tem vivido no mundinho da lua honey! Ela se diz a própria natureba e frequentadora da feira, onde estará lançando até uma revistinha com dicas para saladas com os produtos orgânicos de lá! – Laura disse debochando.

– Aquela ali come um boi inteiro! Quem ela pensa que é? Dando uma de ‘ a comedora de produtos orgânicos’! – Disse Lua fazendo aspas nos dedos e caindo na gargalhada junto a Laura.

Um minuto de risadas foi o que durou a fofoquinha, e Lua logo pigarreou fazendo Laura calar a risada.

– Volte ao trabalho Laura. – Disse Lua séria segurando um riso.

~~-~~~~

O dia se encerrou e Lua foi para casa cansada e estressada como sempre, e após um banho e um jantar delicioso preparado por Marie, Lua pegou um livro no escritório e foi pro se quarto.

Mas estava tão cansada que após a terceira pagina já estava dormindo.

~~-~~~~

O dia começou como sempre com Marie entrando em seu quarto para abrir as janelas, mas neste dia o céu estava nublado e não havia sol no céu de NY, mas não chovia, e foi preciso Marie ligar o som tocando ‘ She’ de Elvis Costello’ para Lua acordar, a musica era uma de suas prediletas, e era uma exigência de Lua nunca ser acordada com toques ou gritos.

A musica tocava suave pelo quarto enquanto Lua sentava-se em sua cama ainda de olhos fechados e se espreguiçava, tinha tido uma noite de sono insuficiente, como daquelas que acordamos como se acabássemos de ter dormido, mesmo tendo dormido por horas.

Mas Lua sabia que isso era resultado do cansaço e estresse da semana.

Era manhã de sexta e tinha festa a noite, e muito trabalho durante o dia. Lua foi até seu closet como sempre e trocou sua camisola por um short de elástico e regata, calçando tênis para sua caminhada na esteira. Saiu do closet pronta e seguiu para o banheiro para fazer higiene bucal.

Lua estava caminhando em sua esteira de frente a tela plana com paisagens do central parque passando a sua frente, simulando sua caminhada, e após uma hora ela terminou.

Uma ducha rápida ela estava de cabelos lavados e secava os cabelos enrolada num roupão, quando seu celular começou a tocar. – Droga! Hoje começou cedo! – Lua resmungou largando o secador, seu cabelo só estava bem seco por cima, ainda úmido por baixo, mas deixou-os assim e fez um rabo de cavalo bem feito e fixou com fixador de cabelo.

Passou pela sua cama pegando o celular e retornou a ligação, era Laura. – Diga Laura! – Lua disse assim que ela atendeu ainda no primeiro toque, enquanto olhava o que vestir já dentro de seu enorme closet.

– E o que você disse a eles? – Ela dizia com o celular preso entre o ouvido e ombro enquanto segurava um cabide com um vestido a sua frente, logo trocando por outro.

– Entendo! Uhum… mas eu já disse que elas não prestam para o trabalho! – Até que Lua decidiu-se por um vestido branco com listas nas laterais pretas e um decote de renda preta da grife Yves Saint Laurent, e para acompanhar bolsa e sapatos brancos Fendi. Ah! Os óculos escolhidos pro dia também era um Fendi.

– Tá ok, chegou ai em menos de meia hora, selecione todas e deixem na sala de prova me esperando!

Lua concluiu a ligação e se vestiu rápido se maquiando saiu de casa, e na portaria o Mercedes Guardian estava lá como sempre!

Mas ela estranhou não encontrar seu porteiro para lhe abrir a porta, no lugar dele estava o motorista Phil.

– Bom dia senhorita Blanco. – Ele disse sem vontade, ele odiava profundamente sua patroa.

– Bom dia Georges! – Lua respondeu por pura educação.

Phil tremeu por dentro de tanta raiva, ao ouvi-la chamá-lo de Georges mais uma vez.

~~~-~~~~