na torcida

Mesmo antes de nascer, já tinha alguém torcendo por você.
Tinha gente que torcia para você ser menino. Outros torciam para você ser menina. Torciam para você puxar a beleza da mãe, o bom humor do pai. Estavam torcendo para você nascer perfeito. Daí continuaram torcendo. Torceram pelo seu primeiro sorriso, pela primeira palavra, pelo primeiro passo. O seu primeiro dia de escola foi a maior torcida. E o primeiro gol, então? E de tanto torcerem por você, você aprendeu a torcer. Começou a torcer para ganhar muitos presentes e flagrar Papai Noel. Torcia o nariz para o quiabo e a escarola. Mas torcia por hambúrguer e refrigerante. Começou a torcer até para um time. Provavelmente, nesse dia, você descobriu que tem gente que torce diferente de você. Seus pais torciam para você comer de boca fechada, tomar banho, escovar os dentes, estudar inglês e piano. Eles só estavam torcendo para você ser uma pessoa bacana. Seus amigos torciam para você usar brinco, cabular aula, falar palavrão. Eles também estavam torcendo para você ser bacana. Nessas horas, você só torcia para não ter nascido. E por não saber pelo que você torcia, torcia torcido. Torceu para seus irmãos se ferrarem, torceu para o mundo explodir. E quando os hormônios começaram a torcer, torceu pelo primeiro beijo, pelo primeiro amasso. Depois começou a torcer pela sua liberdade. Torcia para viajar com a turma, ficar até tarde na rua. Sua mãe só torcia para você chegar vivo em casa. Passou a torcer o nariz para as roupas da sua irmã, para as idéias dos professores e para qualquer opinião dos seus pais. Todo mundo queria era torcer o seu pescoço. Foi quando até você começou a torcer pelo seu futuro. Torceu para ser médico, músico, advogado. Na dúvida, torceu para ser físico nuclear ou jogador de futebol. Seus pais torciam para passar logo essa fase. No dia do vestibular, uma grande torcida se formou. Pais, avós, vizinhos, namoradas e todos os santos torceram por você. Na faculdade, então, era torcida pra todo lado. Para a direita, esquerda, contra a corrupção, a fome na Albânia e o preço da coxinha na cantina. E, de torcida em torcida, um dia teve um torcicolo de tanto olhar para ela. Primeiro, torceu para ela não ter outro. Torceu para ela não te achar muito baixo, muito alto, muito gordo, muito magro. Descobriu que ela torcia igual a você. E de repente vocês estavam torcendo para não acordar desse sonho. Torceram para ganhar a geladeira, o microondas e a grana para a viagem de lua-de-mel. E daí pra frente você entendeu que a vida é uma grande torcida. Porque, mesmo antes do seu filho nascer, já tinha muita gente torcendo por ele. Mesmo com toda essa torcida, pode ser que você ainda não tenha conquistado algumas coisas. Mas muita gente ainda torce por você. Se procurar bem você acaba encontrando. Não a explicação duvidosa do mundo, mas a poesia inexplicável da vida. Eu torço por você.
—  Carlos Drummond de Andrade

“O pior em esperar nem é, de fato, o tempo que as coisas levam para acontecer. O mais difícil em toda essa ânsia é saber se, realmente, tudo vai sair como o esperado. Se as nossas expectativas serão minimamente atendidas ou surpreendentemente superadas. É a angustia que aprisiona o peito e nos deixa na eterna dúvida do – e se toda essa espera for em vão, para onde é que eu levo os meus desejos não realizados? Para debaixo de qual tapete varro as minhas frustrações? Com que cara sigo a minha vida em diante?

Confesso que ultimamente tenho sentido uma urgência absurda em realizar tudo aquilo que planejei. E, me valendo da confissão anterior, quero dizer também que sinto como se a minha felicidade estivesse prestes a chegar, ou que eu estivesse prestes a alcançá-la, mas entre nós ainda existissem obstáculos. Preciso saltar alguns muros, destrancar certas portas ou arrombar duas ou três janelas, na fútil torcida para que toda essa minha ansiedade me leve mais rápido para tudo aquilo que quero.

É extremamente cansativo acordar dia após dia com um nó na garganta feito de vontades que se entrelaçam. Sonho muito, não consigo negar, também não há a menor necessidade para fazer tal coisa. Sou aquele tipo de gente que deposita toda a sua fé e esperança no futuro. No que ainda está por vir. Tudo com o objetivo de tornar do agora um lugar habitável. Tudo para me sentir confortável com o presente que, ao contrário de todos os meus esforços, não se esforça nem um pouquinho para me caber. Vive de me empurrar para longe da minha zona de conforto.

Só queria é acordar amanhã cedo, como faço todos os dias, e ter a certeza absoluta de que a minha hora chegou. Que os dias de cão acabaram, como diz uma das minhas músicas favoritas. Que, dali em diante, eu teria tempo, gás e garra suficientes para só fazer aquilo que me faz feliz. Dedicar a minha existência ao que tomei como propósito, não a essa vida que me obriga a ter lapsos de felicidade e uma rotina engessada, porém necessária para pagar as contas ao fim de cada mês.

O pior em esperar é lidar com a ansiedade para ser feliz. É esse desejo absurdo e urgente de dar à vida, ao espelho e ao mundo todos os sorrisos que andei ensaiando todas as noites, antes de dormir. Mas uma hora eu sei que será possível. Me recuso a acreditar que não. Digo isso, por sinal, com mais um dos meus sorrisos ensaiados engatilhados na boca. Vamos lá, vida… Supere as minhas expectativas!” (Matheus Rocha)

anonymous asked:

trai ela mt, transando c várias gurias, dizendo pra todo mundo q eu tava solteiro, tirando a aliança e colocando no bolso... errei mt cara e não sei mais oq fazer

imagina se não fosse sua amada. deixa ela viver a vida dela. tô aqui na torcida pra que ela não encontre outro babaca que nem você. amém.

Meu primeiro anal amante

Caio Marcelo

Antes mesmo das férias começar recebo um pedido de minha patroa para passa meu serviço ha uma colega que iria me substituir nas ferias, por sinal era a carol uma colega amante.
No primeiro dia repassei todo o serviço que havia ensinado e depois do expediente ficamos conversando sobre novidades que tínhamos. Ela esta no inicio de um namoro, por sinal o primeiro. Fez comparações entre as “as pegadas” minha e do namorado, riamos de tudo. Já no terceiro dia terminamos todo o serviço mais cedo e dispensamos os funcionários, chequei ate dispensa la também, ai veio o grito:
– Tá me dispensando porque tem encontro ?
Na verdade até tinha, com uma que já venho saindo a mais tempo. Fiz um comentário:
– ficar aqui com você tá muito sofrido, preciso me descarregar.
Ela em um tom leve e bem suave me diz:
– Descarrega em mim.
Trocamos loucamente um beijo demorado e despimos um ao outro. Ela beijava os meus peitos e mordendo os bicos do peito me deixando tão excitado que meu pau batia no seus peitos. Me empurrando para a cadeira montou de frente sentando em cima passando na sua fendinha num vai e vem, pegou seus peitos colocava em minha boca ora um ora outro. Ela gozou deixando seu corpo sobre o meu. Dizendo que seria seu segundo homem, que poderíamos fazer de tudo, menos perder a sua virgindade. Sentei a na mesa e com os pés na cadeira coloquei a minha língua na sua buceta e ela num vai e vem goza e gozou molhando toda a cadeira.


Virei a de costa e de pé apoiada sobre a mesa, aquele cuzinho virado para mim e brincava com a língua, abria a sua bundinha para enfiar o máximo, meu dedo brincava no seu grelinho. Deixei um pouco de saliva e colocando meu dedo naquele cuzinho, ela gemia de dor e tesão, ajoelhei no chão e chupava aquela bucetinha e meu dedo num vai e vem, gozou e deu para sentir aquele cuzinho apertando meu dedo.

Sentei na cadeira e fiquei sonhando com o meu pau dentro daquele cuzinho, puxei seu corpo com ela apoiada no encosto da cadeira e coloquei a entrada do seu cuzinho. Ela rebolava com o meu pau na entradinha do seu cu, deixei que ela mesmo tentasse colocar , desistia toda vez que sentia dor, deixava que seu corpo descer mais, os seu braço já tremia e gozando não aguentou o seu peso e entrou metade do meu pau de uma vez, ela tentou fugir, segurei pela cintura e pedi que relaxasse, foi deixando seu corpo descer ate sentir tudo dentro.

Jogou seu corpo para traz de encontro com o meu, falava que ainda doía. Massageava seu grelinho e colocava meu dedo ate sentir seu hímen. Ela foi relaxando e começando a rebolar no meu colo, sentindo a cabeça do meu pau relando no seu reto, sentido que iria gozar, puxei a com força ainda mais para baixo e explodimos num gozo junto, a cada vez que pau pulsava ela gritava.
Ela debruçou sobre a mesa e gemeu gostoso sentindo o meu pau sair, tive a visão de ver aquele cuzinho se fechando.

Ela ficou viciada em me dar o cuzinho, tenho comprado lubrificantes e guardo na gaveta da minha mesa. Fico na torcida dela se casar, perder a virgindade da bucetinha. Porque no cuzinho já tirei.

Te amei, quando você já não acreditava muito nisso. Te cuidei, como ninguém cuidou. Te entendi, quando nem você mesmo se entendia e todos falavam que estava perdendo meu tempo, lá estava eu para te ouvir e resolvermos juntos. Te perdoei, até quando já não devia mais. Eu acreditei que você era capaz, quando falavam que não, e você desanimava, lá estava eu na torcida fazendo o possível para você também acreditar que sim. Te confiei meus sonhos, meus medos e meu amor como nunca confiei a alguém. Eu reparei e guardei cada um dos teus pequenos gestos que para mim eram os mais importantes. Eu queria te proteger e defender de tudo e todos. Eu te cuidava de longe quando não estávamos juntos. Eu olhava sempre o seu melhor lado e você nem imagina quão bonito você era na minha visão. Se você se visse pelo meus olhos também se apaixonaria pelo seu próprio sorriso. Você me tinha como ninguém teve. Você tinha a mim, todo o meu amor e um pouco mais, mas, não foi suficiente.
—  Memories

hashtaghypomnemata

hey!! como está indo? meu planejamento esta bem estagnado com tantos trabalhos da faculdade para terminar :(


Eu tô bem e você? Ahh, poxa :( fim de semestre é foda, sei como é isso. Vou ficar aqui na torcida para você conseguir finalizar isso e ai vamos todas arrasar juntas no Camp <3 

Você entrou com qual história?

Você já parou pra pensar que, naquele dia, a luz só voltou, porque Deus queria ver sua felicidade quando você assistisse o último episódio da sua série favorita? Que o cavalo só passou na rua naquele momento, porque Ele queria ver o brilho nos olhos do seu filho ao vê-lo passar? Já pensou que na hora da prova, Deus tava ali na torcida pra você lembrar de tudo só pra ver a alegria transbordar em você quando você soubesse da tua nota. Meu caro, Deus sempre está. Veja a enormidade de Deus até nas pequenas coisas.
—  Recov3r.

♥ ‘゚         Ambrosia se largou em sua cama, respirando fundo enquanto usava os próprios pés para se livrar dos sapatos. Finalmente estava em casa com a amiga e poderiam conversar livremente sem nenhum bisbilhoteiro tentando prestar atenção na líder de torcida e na nadadora to time feminino. Elas não eram exatamente as pessoas mais populares do colégio, aquele cargo estava ainda ocupado pela cúpula de Amely, mesmo com a sua morte. Apesar de todas as coisas estarem abaladas, hierarquia continuava a mesma e elas estavam um pouco abaixo das rainhas da escola;. Não que a morena se importasse, gostava da certa anonimidade que a falta de status causava. A menina abriu a caixa de pizza que tinha comprado para levar para a casa com a amiga e agora estava entre as duas na cama dele e pegou um pedaço, mordendo. Se o treinador soubesse que estava comendo aquilo , teria um enorme sermão sobre a vida saudável de um atleta, mas não importava. - Meus pais vão ter hoje a noite no casal, vão provavelmente voltar de noite ou de madrugada. Temos bastante coisa pra falar. - ela brincou, gostava de conversar com a amiga e assim tem livre comentários - Quer falar mal do Philip ou de como a escola tá pirada com a morte da Amely?

@pinkliquorlipsjuliet

Eu não esperava que a gente fosse um casal perfeito ou talvez sim, não sei. Eu só queria ter alguém com quem contar, alguém que eu pudesse falar do meu dia a dia e depois ir pra cama fazer um amor. Eu só queria realizar meus planos e ficar na torcida para que você realizasse os seus. Eu só queria alguém pra dá colo, mas também pra receber. Você sabe que sou o tipo que se amansa com carinho. Eu só queria alguém pra brigar e logo em seguida ter uma reconciliação só pelo simples fato de que o amor era tão grande que não poderíamos ficar nem um segundo sem falar um com o outro ou dormir em camas separadas. Eu queria alguém pra dividir minha cama, meus planos e minha vida. Só não esperava que você desistisse tão rápido.
—  Entre reticências, sem ponto final.

É HOJE!! Chegou o grande dia nação!!! Todos na torcida e mandando boas vibrações para o nosso GRANDE MEDINA!!!! Todos estão orgulhosos por ter chegado aonde chegou e independente do resultado a sua nação, o seu povo, já te considera um CAMPEÃO por representar e levar o Brasil tão longe!!! Biel, temos orgulho de você!!! Seja o que DEUS quiser e que Ele te abençoe hoje!!! Estamos com você e traga o prêmio para casa!!!#VaiMedina #GoMedina

Vocês não sabem como é difícil olhar para trás e ver as pessoas que você gosta definhando numa dor que você já foi íntimo. É absurdamente horrível. Fico dividido entre seguir em frente ou voltar e me arriscar a me afundar novamente nessa areia movediça viciante. Queria ter uma formula mágica para sumir com a solidão humana, juntar corações partidos, diminuir distâncias, matar saudades, fazer todos se sentirem bem e completos. Eu sei bem como é se sentir completamente vazio e sem rumo, sei como é chorar à noite por falta de um afago ou de uma palavra de conforto, sei que é duro ter que dormir sem ouvir alguém dizer que se preocupa com você e que estará ali para quando precisarmos. Eu sei que palavras só não bastam e que atitudes são mais que necessárias. Mas essa luta é deles, eles precisam levantar a cabeça e aguentar mais um pouco, suas existências valem o esforço, merecem essa luta. E eu? Estarei sempre na torcida.
—  Jadson Lemos. 
O inimigo é o povo que na correria prefere nem pensar. Sim, teve copa do mundo e ficamos na torcida, esmolamos pedindo o que nascemos para herdar. Na correria, com a pá na mão cavando a própria sepultura - é a assinatura do bandido que nos quer sem cultura.
—  Transtorno Poético.

Mordeu o lábio inferior ao encarar a bola a alguns passos de si, podia ouvir os gritos da torcida ao seu redor e ele sentia-se extremamente pressionado, pois, se fizesse aquele gol, o time da escola seria campeão, então tudo estava nas mãos de James. O menino respirou fundo, fitando o goleiro que parecia bem preparado por alguns instantes antes de finalmente avançar para a bola após ouvir o apito do juiz, chutando a mesma e observando quase de dedos cruzados enquanto a bola voava em direção ao gol, uma onda de gritos tomando conta do local quando a bola atingiu o canto superior direito da rede, e James mal podia acreditar, somente percebendo o que fizera quando seus companheiros de time vieram praticamente pular em cima do garoto, o parabenizando e sorrindo como malucos, o que fez James fazer a mesma coisa, pois era bastante contagiante. Porém, assim que o time dispersou um pouco, o menino olhou em volta, de repente muito desorientado, procurando pelo rosto familiar de Antony na torcida, sem muito sucesso.

2

A cada jogo que passa, a sensação de que o C.R.Vasco da Gama não merece a torcida que possui é maior. Digo isso pelos últimos anos, e principalmente nessa série B pelo que mostrou até agora. O time ganha um jogo e a torcida já se enche de esperança, lota o estádio e… decepção. Hoje, apesar da vitória do Vasco de 1x0 sobre o Paraná, a torcida saiu muito insatisfeita. E por quê ? A torcida não vê grandes perspectivas de melhora porque enxerga que o técnico Adilson Batista é fraco, e tem razão. A batata dele já está mais do que assada com a torcida. Um time que possui um meio de campo lento e um Douglas sobrecarregado, um time que faz a maioria de seus gols de bola parada e pouco cria precisa ligar o sinal vermelho. É preciso mudar, é preciso mais… Isso se refletirá nas eleições dia 06 de agosto, este foi o último jogo antes das eleições no Vasco. O caldeirão ferveu dentro do estádio nesta tarde de sábado, com a torcida apoiando um time morno que se não é o goleiro, poderia ter sofrido alguns gols do poderoso Paraná que amarga a 17º colocação da série B e também com a torcida no intervalo e final do jogo dividida entre os candidatos, e também dividida entre os que apoiam o cartola Eurico Miranda e os que não o querem ver nem pintado de ouro, o que gerou brigas, a tensão é grande em São Januário. Esperamos para o bem do Vasco da Gama que o candidato eleito não traga mais divisão na torcida, pois quem perde é o Vasco. Porém, isso parece inevitável, só nos resta aguardar as cenas dos próximos capítulos. Talvez tudo será superado com o amor incondicional dessa torcida, porque é o maior patrimônio do clube. O que seria do Vasco se a torcida o abandonasse, se com eles já está difícil ? 

Eu tenho certeza do jeito que gosto de você.
E isso aconteceu quando eu pensei na sua ausência.
No meio tempo entre entender se o que eu sentia por você era só uma atração ou uma vontade de dividir meus dias, eu imaginei como seria a minha vida sem a sua. Me forcei viver com o vazio da sua presença e a saudade da sua risada. E não foi bom.

Eu te valorizo hoje para não ter que te lamentar amanhã.

Eu não quero sentir o sabor da saudade por algo que eu deixei escapar.
E isso quer dizer que eu não quero me ver sofrendo depois só porque eu não fiz o bastante para te deixar ficar. Por isso eu quero ser uma pessoa diferente.

Sendo tão incompleto, um pouco mais por dia você me faz mais completo.
É quando me vem o som da sua risada numa hora qualquer do dia e eu me pego rindo feito bobo é que penso: eu quero ouvir muito mais! Eu quero mais momentos como esse!
É na sua torcida para que a minha vida dê certo, seu incentivo para eu continuar lutando e também pelo seu puxão de orelha, é por essas e outras tantas coisas, juro, por coisas como essas que eu quero ter você sempre por perto comigo.

Lembro dos nossos bons momentos planejando outros melhores. É um sentimento crescente, um mantra pessoa sobre a vontade de continuar vivendo bons dias. Quanto mais coisas boas eu pensar para nós dois, mais longe ficaremos das ruins.

Por isso não quero te perder para depois valorizar você.
Eu já sei do bem que me faz, de cada uma das coisas. Me cabe saber reconhecer isso e agradecer todos os dias pelo privilégio de ter alguém ao meu lado para me ajudar. E isso é muito mais que amor! Não é sobre alguém pra amar, não é sobre alguém pra transar! É sobre alguém te falar na cara que você está errado, é sobre alguém estender a mão para segurar a bronca com você, é sobre alguém preferir o “vamos” do que o “vai”.

O amor é só uma embalagem bonita do presente que é a vida.
Amor sozinho não é tudo. Responder “eu também” depois de um “eu te amo” não significa tanto. Aliás, repetir “eu te amo” incansavalmente também não garante nem comprova amor nenhum. O amor é o todo dentro do tudo que se pode ter com alguém.

Só quero continuar com os nossos dias. Quero continuar riscando nossos planos e traçando novos. Quero mais cinemas e descidas lentas nas escadas rolantes. Quero prolongar os nossos bons momentos, e tudo para isso para não te valorizar só depois de te perder.
Quero esbarrar na sua mão mais vezes quando for pegar pipoca no pote durante o filme.

—  Vida a Dois - EOH.