na possibilidade

A lua estava tão linda ontem e lembrei que éramos dois bobos admiradores pela lua. Aliás, ainda somos, porém, separados. Conversei com ela na possibilidade de tentar achar alguma resposta sobre como você estaria ou se ainda lembraria de mim quando olhava para o céu. A brisa úmida e gelada que pairava sobre meu corpo me fez ter uma saudade do teu corpo colado ao meu. Tem dias que eu converso com as estrelas, outras, com a lua e a única coisa que eu peço é para cuidar de você, assim como eu fazia e faço todos os dias.
—  K. Shibahara.
É aquela sua mania de perguntar sempre se eu já me alimentei que eu noto seus cuidados. É quando você reclama comigo porque eu comi besteira, que eu percebo o quanto você se importa comigo. É com aquele jeito manso de falar comigo e me desejar uma boa noite de sono, que eu consigo ver que sua vontade era de estar ao meu lado e me fazer ter uma boa noite de sono. É com seu sacrifício e sua determinação em arranjar um pequeno tempinho pra me ver, que eu percebo o quanto você quer estar comigo, o quanto você gosta de mim só por conseguir me encaixar na sua rotina agitada. É no seu abraço que eu encontro a segurança que sempre procurei nos braços de alguém. É no seu olhar que consigo enxergar que o que você sente por mim é sincero e verdadeiro, porque de longe dá pra enxergar o brilho que ele faz questão de reluzir toda vez que você está perto de mim. São com os seus áudios que são enviados todas as noites que eu percebo o quanto você faz questão de demonstrar que gosta de mim, porque eu sei bem que você sendo reservado do jeito que é, é sempre o mais discreto e calado o possível. Mas comigo, você consegue ser a pessoa mais tagarela que existe… São justamente nos seus pequenos e mais singelos gestos que eu consigo acreditar que o que mais você quer é me fazer feliz. E é graças à toda segurança que você me passa que eu não sinto medo, e nem consigo cogitar na possibilidade de que tudo possa dar errado. Pois eu sei, que tanto eu quanto você queremos muito que tudo acabe bem. Então faremos o possível pra fazer dar certo, não importa o que aconteça. Existe a certeza de que enfrentaremos qualquer tipo de dificuldades juntos.
—  Because my heart is yours, and nothing will change that.
Não importa onde esteja, com quem esteja, sempre pedirei a Deus o seu bem. As vezes eu tenho medo. Não medo de você, medo de mim. Tenho medo de te assustar, de não ser o que deseja, tenho medo de te fazer infeliz, de te fazer chorar e sofrer. Penso também que não sou bom o bastante que meus defeitos são horríveis e que você devia correr de mim o mais rápido possível. Mas só de pensar na possibilidade de te perder me sinto vazio, impotente, sozinho. Vem viver intensamente comigo. Não se concentre tanto nas minhas variações de humor, apenas insista em mim. Se eu calar, me encha de palavras, me faça querer dizer outra e outra vez sobre você, sobre nós e todo esse amor. Se eu chorar, não me faça muitas perguntas, não precisa nem secar minhas lágrimas. Só me diz que você continuará comigo pra tudo, que tenho teu colo e teu carinho. E ainda que te doa me ver assim, me envolva nos teus braços e diga que eu posso chorar, mas que você não sairá dali enquanto eu não sorrir. Porque é isso que nos importa, não é? O sorriso um do outro. Não é? A felicidade um do outro, não é ? O amor um pelo outro.
— 

UMA CARTA PARA O MEU AMOR ETERNO

Matt Oliveira.

Você mentiu!
Mentiu quando disse que eu era a sua menina. Mentiu quando disse que teu sorriso era o melhor e mais sincero quando comigo. Mentiu, quando disse que teu coração seria meu, não importando onde, quando ou com quem estivesse. Você mentiu, e foi na maior cara dura. Você mentiu quando disse que eu fazia de você uma pessoa melhor. Mentiu quando falou que só comigo se sentia bem e feliz. Você mentiu e no momento eu não sei nem no que acreditar. Chego a pensar que o amor que disse sentir por mim, era/é uma mentira. Você mentiu, quando disse que eu era a sua morena. Mentiu quando disse que eu seria sua escolha. Você mentiu dizendo que eu era a parte boa do mundo. Mentiu quando me ligou na madrugada só pra dizer que pensava em mim, duvido! Deveria estar apenas com uma insônia qualquer e sabendo que eu estaria disponível, me ligou. Você mentiu, quando pensamos em ter uma família, ou quando dizia querer fazer alguma coisa comigo. Na realidade, tudo que saiu da sua boca, referente a mim, foi mentira. Céus, você mentiu e eu cai de cara, coração e corpo nessa mentira. E as músicas, tantas elas que nós trocamos, será que significaram isso tudo mesmo? Será que foi só eu, apenas eu que senti isso tudo. Será que só eu, só eu que acreditei no “nós”? Mas é tão óbvio, como poderia ter acreditado, sendo que você mentiu até nisso. 
Espera, talvez você tenha me amado, mas é claro, pô, é claro que tu me amou. Me amou naqueles momentos que só eu estava ali pra você. Me amou quando tu se sentia aquele ser podre e desprezível. Me amou nas suas noites de insônia, afinal, que pessoa viraria a noite pra ficar com você? Me amou quando eu dava razão em tudo pra você. É óbvio que me amaria se eu te enchia de palavras, atitudes que comprovaram meu amor por você. Você me amou nos seus momentos ruins, porque agora, tá tudo bem, não está? Não há razões, motivos ou circunstâncias que te façam lembrar disso, desse amor. Eu amei você nos meus momentos bons e agora, quem vai me amar nos meus momentos ruins? Sendo que você já está amando outro alguém? Contar com você? Com suas falsas promessas e falsas declarações, não há possibilidades nas quais eu olhe pra você e veja alguma atitude da tua parte que tenha sido sincera. É decepcionante sim e novamente sim, você foi a pior e maior decepção da minha vida. O que esperar de alguém como você? Está certo, sou demais pra você que é tão de menos e na moral? Quem saiu perdendo nisso tudo foi você e quanto a mim? Bom, já não sou mais sua, estou por aí com um outro alguém bem melhor do que você. Pasme, encontrei alguém melhor, pois é.
—  Não sou de matar amores, mas o meu por você.. eu acabei de enterrar. Escriturias.
Lembra? Prometemos nunca nos separar, que nossas mãos estariam entrelaçadas e que os nossos nós não se desmanchariam, mas no fim, tudo não passou de uma ilusão, uma linda e simples ilusão. É difícil aceitar e principalmente acreditar nessa tua inesperável partida, eu morri todos os dias esperando por você e ainda aguardo a tua chegada. Pode até parecer loucura – e é! Mas a noite, quando fecho meus olhos para dormir é você quem eu vejo e sinto estar mais próximo de ti, mesmo estando bastante distante. Depois que você saiu por aquela porta a minha vida nunca mais foi a mesma. Tenho tentado seguir, mas sem você tem sido difícil, não lembrar cada momento juntos, e eu ainda tento entender os motivos porque partiu, não fui suficiente para ti, para nós? O que te fez partir sem ao menos um adeus, um pequeno bilhete, sem um aviso se quer. Você nem sequer olhou para trás, apenas seguiu. Não sei o teu número, em que casa mora, se mudou de cidade ou país. Não tenho mais notícias suas. Escrevo para que a minha dor amenize e para que a ferida que você causou ou eu mesmo causei cicatrize aos poucos. Tudo está ficando tão complicado, que as vezes penso em desistir e deixar tudo para trás, mas diferente de ti acredito ainda no nosso amor. Meu peito ainda dói, arde de saudade, mas ainda tenho esperança que você volte, e que de alguma forma certa ou torta a gente se entenda. A saudade é forte e desistir não é o caminho certo, acredito na possibilidade da nossa volta e faço das palavras de Clarice as minhas: “Mesmo num amor de linhas tortas como o nosso, o fim parecer um erro.”
—  Marcia Cristina em parceria de Fillipe Damasceno 
Eu queria não colocar tanta expectativa nas coisas, nas pessoas, nos meus sonhos e planos. Mas, sou afoita demais, quando vejo já estou sofrendo por ter colocado expectativa em algo impossível. Eu gostaria de conseguir, não mergulhar tão fundo em pessoas rasas. Mas, quando percebo, estou com a cabeça cheia de sequelas e frustrações, porque geralmente o tombo é grande demais. Eu queria de verdade, que as coisas começassem a dar certo pra mim. Queria não ter decepcionado aquela pessoa, porque eu não gostava dela, como deveria. Queria ter o controle de todos os meus sentimentos e poder mudar de canal quando visse que estava exagerando demais. Eu queria tanta coisa. Inclusive, que alguém me fizesse acreditar verdadeiramente no amor. Eu queria conhecer um homem, e, perceber no final do encontro que ele não é tão babaca quanto os outros que conheci. Mas, quando percebo, a espécie de babacas é infinita. Eu gostaria de conhecer alguém, que me fizesse acreditar novamente na possibilidade de ver tudo colorido de novo. Porque, ultimamente, minha visão só tem enxergado preto e branco.
—  Anelise Cristine.
Talvez eu até goste de você ainda. Talvez eu até sinta sua falta e, quem sabe eu até sonhe contigo algumas noites, ou todas. Pode ser também que eu durma e acorde pensando em nós, ou que eu chore abraçada àquela nossa foto. Pode ser que, por hipótese eu até tenha pensado na possibilidade de ir atrás de você, de te mandar uma mensagem, mas aí tudo vem à tona e me convenço que o melhor para nós dois é seguirmos separados.
— 

Sarah C.

No campo afetivo, deixei muitas pessoas irem. Nunca gostei nem de pensar na possibilidade de ser o peso ou atraso na vida de alguém. Nunca quis ser algo que as impedissem de irem e fizessem o que quisessem. Não sei mais falar dos meus sentimentos, então pra muita gente é como se eles nem existissem. Mas a verdade é que depois de tantas derrapadas, me tornei uma obcecada por reciprocidade. Se fulano não fala: não falo. Se beltrano não faz: não faço. Só tomo uma atitude até onde sei que os meus sentimentos coincidem com os de alguém. Já carreguei dois fardos, que é amar por dois, por muito tempo. Hoje tenho preguiça de carregar até o meu.
—  Esgotada.
O meu medo de aproximação das outras pessoas é equivalente ao quanto já ouvi delas que meu melhor não é o suficiente; ao quanto já confiei tanto e no fim quebrei a cara por promessas vazias. Há quem houvera restado, permanecido e adquirido lugar no meu coração, e por mais feliz que eu fique por isto, minha insegurança ainda assim é imensa, pois sempre que eu sinto que alguém está entrando nele é como se fosse uma bomba relógio que explode todas as vezes em que penso na possibilidade dessa pessoa não ter chegado para habitar, mas para hospedar-se. Certo que algumas partidas são necessárias, mas não há conforto quando o vazio da falta de alguém que era tão especial não pode mais ser preenchido. A incerteza do tamanho que possa ser nossas dores é sempre devastadora, e por mais impossível que seja não machucar-se nessa vida, é sempre um pedaço meu que se vai com alguém, ou que permanece comigo, mas que nunca deixa de estar marcado em mim as velhas lembranças, o que de qualquer forma, normalmente, não evita que me venham aparecer algumas lágrimas antes de dormir.
—  O Diário de Willem Adkins.
Relacionamentos não são complicados, nós que complicamos tudo com tantas paranóias. Não sei o motivo de acreditarmos que se alguém nos trata mal, é porque essa pessoa tem sentimentos ocultos por nós. Tudo bem… Existem raríssimas ocasiões que realmente é assim que acontece, mas nas outras possibilidades; quem nos trata mal é justamente alguém que não tem nenhum afeto por nós. Mas insistimos nessa mania besta de sempre preferir a ilusão, do que encarar a realidade que se encontra evidente e bem à nossa frente… Idealizar um relacionamento com alguém que gostamos é bom, mas às vezes essa idealização nos leva à um sofrimento totalmente desnecessário.
—  Suelen Bastos.

em um universo paralelo existe uma versão sua e uma minha
completamente diferentes
nessa realidade eu sou extrovertida e te conquisto com minhas piadas em momentos inoportunos e você é tímido e me conquista com o olhar de quem já está dizendo tudo que sente sem nem mesmo abrir a boca

você acha que em universos paralelos nós estamos deitados conversando sobre assuntos diferentes mas nos amando com a mesma intensidade? uma amiga me ensinou a despertar o desespero e a falta de ar nas pessoas ao escrever sem usar vírgulas e eu te escrevo sem ponto sem vírgula marcando meu descompasso ao pensar em ti
se você pudesse mudar algo nesse novo universo, o que seria? eu te faria presente e escolheria ter o dom de desenhar para que quando você adormecesse à tardinha e o sol te iluminasse de forma pura eu te gravasse em uma folha de papel
eu desenharia a paz guardada em cada poro aberto seu e depositaria todo meu amor em obras de arte que descrevem a maior obra de arte que eu já toquei: você

amar é acreditar naquilo que não se vê
assim como a fé
e eu tenho fé em outros universos e na possibilidade de encontrar você mais bonito a cada dia nesse universo em que vivemos porque a sua calma me desenha me pinta me escreve me mata e me ressuscita todos os dias

em cada realidade existente
eu me apaixonaria
não porque eu acredito em almas gêmeas mas porque eu acredito que te encontraria mesmo que eu fosse de vênus e você de plutão porque nesse mundo eu inventaria um transporte capaz de me levar até você

eu te encontraria mesmo que eu fosse de vênus e você de plutão

Esperar. É tão difícil esperar, pois para isso eu preciso confiar confiar, entregar todos os meus sentimentos, todos os meus caminhos. Mas eu sei que em sua palavra diz “Nenhum dos que esperam em ti ficará decepcionado; decepcionados ficarão aqueles que, sem motivo, agem traiçoeiramente - Sl 25:3 (NVI)”. Sei como é não esperar em ti, e ficar pensado nas possibilidades que não se concretizaram, porque eu não soube esperar, e acabei me decepcionando, eu não confiei, eu não esperei em ti. Perdão. Eu sinto muito, pois eu sei que tudo o que eu preciso está em ti. Não somente confiar e esperar o seu tempo quando as coisas estão difíceis, preciso confiar quando as coisas também estão tranquila. Esperar para não me decepcionar, não chorar, e guarda meu coração em ti e não sofrer, esperar em ti para não me decepcionar. É isso que eu quero, não sofrer, e não fica decepcionada. Esperar em ti é o único jeito de não ficar decepcionada.
— 

하나 나오미. Hana Naomi

Inspirado em Salmos 25:3 (NVI)

Muita gente não entende o motivo da nossa volta. Não entendem o por quê de tentarmos de novo aquele relacionamento que fraquejou, não aceitam a segunda chance que damos a quem falhou com a gente. Julgam-nos por aceitarmos de volta quem já foi o motivo do nosso choro mais triste. Não, eles não entendem nada. Não entendem que quando pensamos na possibilidade de reatar, focamos nos momentos bons, no que sentimos falta e na fé de melhora que temos. Eles não enxergam que em alguns casos, voltar pra um relacionamento, por mais caótico, confuso e bagunçado que seja, é estar voltando pra si mesmo.
—  Esgotada.
Mas é claro que eu iria rir, mas que diabos, eu estava ali me declarando e você não dizia nada, não fazia nada, nem um “Cala a boca, isso não vai dar certo seu idiota”. Eu não sou o tipo de pessoa que se abre para qualquer um e quando decido dizer o que estou sentindo você não fala nada? É isso mesmo? Mas que diabos. Fui dormir ouvindo aquela música, mais uma para coleção que me lembra você. É claro que eu não iria chorar, então resolvi rir, comecei a rir na escuridão, fechava os olhos e em cada estrofe da música via flash de você. Eu queria morrer, não era possível, você não me disse nada, que droga. Planejei tudo em minha mente, desde um fora, ate um emocionante “Sim, eu também sinto isso”, mas não para um nada. Porra, o que eu faço com esse nada? Continuo tentando ou paro? O engraçado é que você também me dava sinais que queria, mas cara, que droga, não é só comigo isso, afinal, você é doce com todos. Eu queria te chacoalhar e gritar “Pela mor de Deus, me diga alguma coisa”, mas eu só conseguia rir, era engraçado, muito engraçado, porque pensando bem, era a sua cara não dizer nada, como eu não pensei na possibilidade que tem mais haver com você? Acabei pegando no sono, acordei com a música tocando no meu celular, desliguei o celular, olhei pra cima e me perguntei “Nada?”, virei pro outro lado e eu mesmo me respondi “Nada!”. Então que seja nada.
—  João Paulo Ferreira.
De novo a insegurança, de novo o medo de perder. E quando me vejo assim, insegura, torno as coisas mais complicadas. Perceber que não sou suficiente atrai sentimentos negativos sobre mim mesma. O que me torna menos atraente, confesso. Mas as vezes, eu até gosto desse medo, desse frio na barriga que dá quando penso na possibilidade de te perder. Mas ao mesmo tempo, prefiro a certeza de que vou te ter para sempre. E que a minha insegurança vai ser passageira, e você estará aqui, do meu ladinho, mostrando para mim que esse mundo é todo nosso e junto iremos bem longe. Gosto de pensar que se minha auto-estima não é suficiente, você me diz o quanto sou linda e tudo se ilumina. Se tenho medo de te perder, você me diz que estará para sempre comigo. Não são apenas a palavras, as ações também são incluídas. Em um abraço, em um beijo numa crise de choro, em um sorriso confortante, em flores e chocolates sem necessidade nenhuma. Gosto de pensar que você realmente se importa e quer estar comigo, assim como eu quero estar com você. E é isso que me importa, mesmo com toda essa insegurança que as vezes me atormenta, o que me trás felicidade é lembrar que ela passará e sei que você continuará comigo.
—  Escrito por Nathane, Jasmyne, Ana Letícia e  Grazi  em Julietário.

você também pensa no que nós teríamos sido? no que teríamos nos tornado? juntos. você já pensou nisso?

seu vazio me sugou. você parecia tão bonito 

eu te deixei entrar

e eu parei pra pensar nas milhões de possibilidades de caminhos que nós poderíamos ter tomado

te deixar nunca foi um deles e, mesmo assim, aqui estou eu

aprendendo a continuar sozinha

eu estava conversando com a carol sobre o fim de relacionamentos que nem começaram de verdade e eu não pude parar de pensar em você. as pessoas são passageiras, eu sei, mas você tinha escolha. porque você não quis ficar mais um pouco? contei pra carol que me sentia patética por ainda pensar em você e eu chorei enquanto tomava banho porque eu tentei te lavar pra fora de mim e eu quis que o que restou de você em mim escorresse pelo ralo 

você não saiu

você nunca sai

e essa falta tem fim? 

eu ainda penso em tudo que poderíamos ter sido e o que quase fomos

quase

nós quase nos amamos

você quase ficou

nunca foi o suficiente