n0rmalizada

De todos os olhares, o teu é o mais profundo. De todos os abraços, o teu é o mais seguro. De todos os beijos, o teu é o que me faz sonhar. De todos é só você quem importa e eu estaria satisfeita se tivesse todos os dias ao meu lado ao acordar. É você garoto! Não há mais nenhum que me faça suspirar, endoidecer de amor. É você, sempre será você, o motivo das lágrimas… e dos sorrisos. Do ciúmes mais bobo, da raiva, da dor, da alegria, é você quem eu quero ao meu lado todos os dias.
—  Até o último dia da minha vida. - (n0rmalizada)
Ei, garoto, vou escrever pra você e prometo que será a última vez.
E você foi o meu amor mais sincero, o mais verdadeiro, é, foi.
Você veio de fininho e conseguiu me desvendar, me fazer apaixonar até pelos seus piores defeitos. E eu me apaixonei até mesmo pelo teu olhar, pelas tuas manias, pelo teu toque, pelo teu beijo. Não sei se eu fui fácil demais mas na hora eu não pensei nisso, só queria você e mais nada, tempo contigo e tudo contigo. Talvez eu não devesse me arriscar tanto como o fiz. Talvez eu deveria ter evitado te amar tanto mas como eu ia conseguir? Você me provocava, você me fazia te amar mais e mais só de me mandar um “bom dia meu amor”. E foi passando 1 mês, 2 meses, 3 meses, 4 meses… e o que eu sentia por você foi só crescendo. Eu não tinha mais formas para demonstrar, palavras pra descrever nem nada, eu queria só você, estar com você, nos seus braços. Tudo parecia tão mais fácil ou bonito quando eu andava de mãos dadas contigo, meio que parecia que eu estava segura, sabe? É isso, você foi meu porto seguro, mesmo sendo mais novo. Você dizia ter medo de me perder, dizia que quem amava mais era você, dizia tanto, meu amor… Mas e hoje? Porquê você está tão longe mesmo que esteja tão perto dos meus pensamentos? Porquê a gente se separou? Porquê você se foi? Eu pensei que não fôssemos desistir um do outro. Lembra das nossas promessas? Lembra da nossa música? É, eu lembro. Eu lembro do primeiro beijo, da primeira promessa, da primeira troca de olhares, até mesmo do primeiro “eu te amo e não vou desistir de você.” Nunca fui boa nisso de esquecer, deixar pra lá, deixar de me importar ou esquecer. Nunca fui fria, sempre tive sentimentos em excesso e pra variar, com você não foi diferente, te amei além da conta. E eu vou lembrar de você todo dia 16 que era o nosso aniversário de namoro. E eu vou ouvir a nossa música e lembrar de quando você disse que tudo o que você queria me dizer está nela. E eu vou lembrar de quando você disse estar com medo de me perder pra minha melhor amiga. Eu sei que eu não vou esquecer e talvez eu nem queira. Foi tão sincero, tão verdadeiro. Eu admito que fui exagerada, coloquei muita expectativa, muito amor, muito ciúmes, muita insegurança mas eu te prometo que eu sempre tentei ser melhor ou te dar o meu melhor. Procurei ser a sua garota, assim como você foi o meu garoto. E eu vou chorar todas as vezes que eu lembrar de nós e te ver com outra, vou chorar quando bater a saudade e quem sabe, depois de 1, 2 ou até mesmo 3 anos, eu te ligo porque a saudada bateu? Quem sabe eu supero assim como você fez, quem sabe eu te esqueço, me desapego. Enquanto eu não sei, enquanto ninguém sabe, eu escrevo, escrevo tudo o que passamos, tudo o que eu sinto falta, tudo o que você representou pra mim. Você é o errado e sim, eu sempre curti o diferente, o errado. Você é um babaca mas que dama não curte um vagabundo, né? Você é o que eu sempre quis e ainda quero mas eu não sei o porquê disso tudo aqui dentro mas eu só queria ter uma certeza, se eu ainda sou única, se você ainda olha nossa foto e ri, se você ouve a nossa música e sente falta. Se você ainda é aquele garoto apaixonado que me mostrou ser naquela noite que eu tava deitada contigo vendo as estrelas.
—  Stemler.
- Ei Zé…
- Olá pequena. Qual o motivo de não estar sorrindo, dessa vez?
- Ah Zé, não ta dando mais sabe? Só to guardando decepção e mais decepção…
- Ei, Pequena!
- Oi Zé.
- Princesa não merece moleque!
—  Stemler - (n0rmalizada)
Sim… uma mensagem de boa noite faz toda a diferença, um beijo na testa antes de se despedir causa um sorrisinho tímido e bobo, entrelaçar as mãos enquanto elas estavam soltas e balançando demonstra segurança, sim, coisas pequenas me conquistam. Uma declaração, por mais simples e pequena que seja, onde quer que seja, muda o dia de uma garota. Falar dela para os seus amigos, e ela saber que você foi chamado de gay por estar apaixonado, sim, faz uma garota ficar feliz. Você deixar de responder aquela amiguinha que ela morre de ciúmes para respondê-la, sim, é uma demonstração de amor. Falar pra sua mãe dela e logo após dizer “sua sogra te mandou cuidar de mim” faz a garota se imaginar importante. […] Garotas gostam de coisas simples, pequenas, verdadeiras, singelas, doces. Tanta fofura enjoa, mas olhar nos olhos, e eles brilharem, nenhuma palavra jamais vai ser capaz de expressar esse sentimento. Você vê a paixão nos olhos de quem ama, de quem também te ama.
—  Vem cá me beijar? - (n0rmalizada)
Eu só queria te dizer que você foi a melhor coisa que me aconteceu. Você me ensinou a querer só alguém e mais nada, a querer até mesmo o jeito errado dela. Você me fez ver que amar faz bem, que sentir o cheiro da pessoa do nada é paixão e que estar com ela e não querer mais nada é só porque você a ama realmente. Você me fez crer que é possível acreditar de novo que um garoto não é como todos os outros babacas, mesmo que quando chegou ao fim você tenha sido. Você me ensinou a te desejar, te querer, te procurar, te precisar. Teu cheiro, teu corpo, teu olhar, tuas manias, teus defeitos, sua forma de dizer, você. Você foi o meu erro mais surpreendente. Você me fez olhar pro céu e lembrar da nossa noite vendo as estrelas. Você me fez ouvir músicas e me fez ter mais noção sobre suas letras ao ver que eu estava perdidamente apaixonada. Você me fez ter saudade de você mesmo tendo te visto a menos de 30 minutos. Você sempre foi a pessoa que eu mais tive dificuldade de me despedir e você sabe disso. Você sempre foi o mais sincero, verdadeiro, romântico nas melhores horas. Você sempre foi perfeito, você sempre foi errado o suficiente para me completar. E você sabe que eu me apaixonei pelo teu jeito e você sabe que eu ainda sou apaixonada por você mesmo com todos os meus defeitos e você também sabe que eu te quero bem. Então eu te agradeço, te agradeço por ter me feito suspirar, tremer, chorar, rir, por ter me feito me apaixonar por isso tudo aí.
—  Ei amor, obrigada? (n0rmalizada)

Sempre fui do tipo risonha demais e forte demais. Do tipo que levanta à todos e faz de tudo para fazer os outros sorrirem, e por dentro está mais acabada do que all star no final do ano. Sempre guardei minhas lágrimas durante o máximo de tempo. Sempre escondi uma expressão triste. Sempre guardei meus pulsos por debaixo de uma blusa de manga cumprida. Sempre procurei deixar que os outros percebessem que eu era a mais feliz e realizada das pessoas. Poucos haviam de saber que não era bem assim. Poucos sabiam que eu descontava toda a minha angústia em uma lâmina, poucos sabiam do meu choro às 00h00 no meu travesseiro. Poucos sabiam da minha infelicidade que há muito tempo estava muito bem guardada. Talvez por eu sempre aparentar-me bem, nunca se deram ao trabalho de procurar saber se eu poderia estar bem ou mal de verdade. Por debaixo de um sorriso é capaz de ter muito mais do que cem cicatrizes. Não me arrependo de fazer de tudo pelo sorriso dos outros, muito menos por aparentar bem para o outro ficar bem, só que… eu estava precisando de alguém visse que eu realmente não estava bem. (n0rmalizada)

Não to pedindo o mais bonito, mais fofo, mais seguro, mais perfeito, até porque, o jeito torto é a tua perfeição, garoto. To te pedindo beijos lentos, abraços apertados e demorados, beijo na testa, aperto de mão e gargalhadas sinceras.
—  To pedindo você aqui do meu lado agora. - (n0rmalizada)
Hoje tava deitada vendo o pôr-do-sol e como de costume ouvindo músicas no aleatório quando começou a nossa música. Não sei porque eu ainda a tenho no meu celular, vai ver é só pra lembrar de você. Eu a ouvi tantas vezes, admito que bateu saudade de quando éramos aquele tipo de casal que muitos dos nossos amigos gostariam de ser. Nunca curti muita melosidade e você sabe perfeitamente disso, sempre com seu jeitinho me conquistava tão fácil, sabia exatamente como ser fofo e nas horas certas, aquele tipo único, pra mim. Nossa rotina era sempre juntos apesar de alguns dias não passar tanto tempo juntos o quanto queríamos. Férias foram complicadas tendo que passar sem você mesmo que conversávamos o dia inteiro. Toda noite batia aquela saudade do teu abraço ou do teu beijo e acabava havendo aquelas declarações fofinhas de apaixonados. Você sempre soube lidar comigo de uma forma que nem eu entendia já que eu sempre fui tão errada e complicada. Você me fazia rir da forma mais verdadeira que eu poderia imaginar. Você aturava minhas crises de ciúmes e era tão perfeito quando eu te dava as costas morrendo de ciúmes e você simplesmente me abraçava, me virava, mexia no meu cabelo, dizia algo fofo e me beijava. Eu não acreditava em amor, não acreditava que eu poderia conseguir amar alguém todos os dias, mais e mais mas você me fez acreditar nisso. Nós fazíamos planos, aqueles típicos de adolescentes que pensam em fugir, se casar, ter um cachorro chamado Mike e 4 filhos. Os melhores dias eram aqueles que ficávamos atoa, apenas rindo, se beijando ou sei lá, sendo nós mesmos. Eu sempre fui melhor que você no futebol, afinal que garota ama assistir futebol e discordar com o namorado sobre o gol do seu próprio time não ser tão bonito? Você me abraçava e dizia não querer me soltar, a gente se beijava e não queria parar, sentíamos falta um do outro mesmo de 4 horas juntos, dizíamos que era diferente dessa vez independente do nosso passado e dos outros amores que tivemos. Eu sempre fui insegura, amor. Foram tantas histórias, tantas brigas, tantas risadas, tantos beijos, tantos tapas, tantos xingamentos. Você era tudo o que eu sempre precisei e desejei e mesmo que depois de tanto tempo, desejo-lhe o melhor, a melhor garota, os sorrisos mais sinceros, você sabe que eu sempre amei o teu sorriso, não sabe?
—  É amor, foi amor. Stemler - (n0rmalizada)

Só de pensar que poderia há de dar certo que algo atrapalha, complica e dificulta. Só de conseguir abrir um sorriso de verdade novamente, alguém ou algo faz com que tudo vá por água à baixo, novamente. Por quê? Porque essa necessidade insana de atrapalhar tudo nas horas mais inoportunas? Já estava criando alguns rascunhos para nós, alguma coisa que facilite tudo. Já estava criando expectativa e apego, mas ainda bem que instantes antes de me apaixonar por completo, me apeguei sim à realidade e percebi a grande burrada que estava prestes à realizar. Já posso voltar à minha sã consciência e acabar com esse romantismo que começou a me habitar. Posso voltar à frieza e à grosseria que antes me preservava muito bem. Posso trazer de volta o dragão do castelo, que não irá libertar meus sentimentos, tão cedo. (n0rmalizada)