mundo-melhor

“Por que existe preconceito no mundo? Por que tem gente passando fome? Por que existem pessoas que não sabem amar? Por que existe tanta guerra, tanta violência, tanta morte, tanta injustiça? Não seria bem melhor se fosse excesso de amor, se fosse excesso de alegria, se fosse excesso de amizade, se fosse excesso de ajuda e compaixão? Será que não está na hora dessa história mudar? Será que você está fazendo sua parte? Será que eu estou fazendo minha parte? Será que não é preciso tentarmos sermos seres humanos melhores para tudo melhorar, para termos um mundo mais feliz?

(Luiza Corrêa Cunha)

Se o mundo inteiro pudesse
O dia, a hora que fosse
Se um avisasse o outro
Parece, mas não é pouco
Se cada um conseguisse
Ouvir o que o outro disse
Ao menos por um segundo
Pensar melhor para o mundo
Querer o bem do planeta
Deixar de ser picareta
Talvez o amanhã nasceria
Com o Sol e com alegria
Se um dia o mundo inteiro
Não fosse mais estrangeiro.
—  Tati Tavares.

Na manhã desta quinta-feira dia 7 de abril de 2011, no colégio Tasso da Silveira no Rio de Janeiro, 12 crianças tiveram suas vidas interrompidas de forma brutal. 12 famílias perderam seus anjos e razões para seguir em frente. 11 crianças continuam internadas, quatro em estado grave. É difícil compreender e encontrar as palavras certas para descrever o sentimento que se forma dentro de alguém que apenas presencia isso de forma distante. Então, pensem nas famílias, parentes, amigos. Nos pequenos que presenciaram tal atrocidade. Para quem é mãe, a dor pode ser sentida de modo ainda mais angustiante, mesmo de forma tão distante, ela está presente. É hora de fazermos o pouco que está ao nosso alcance. É o momento de nos unirmos e orarmos. Orarmos por essas crianças, inocentes, apenas crianças que perderam suas vidas tão cedo. Orarmos por essas crianças, que se encontram internadas, que lutam por suas vidas. Orarmos por essas famílias, para que elas encontrem sua lucidez, em toda esta loucura, encontrem forças, para a superação. Orarmos, por um mundo melhor. CHEGA de violência. Oremos por PAZ. Oremos por todas as mentes perturbadas, e que Deus possa iluminá-las. Oremos o quanto pudermos, vamos fazer o que está aqui bem ao nosso alcance. Basta ter fé.

“Me corta o coração em saber que podem ter pequenos anjinhos passando frio e fome, me corta o coração em saber que existem seres humanos sem um lar, que existem pessoas que reclamam e estão preocupadas com coisas tão banais, enquanto estes se contentam com tão pouco. Quando que tudo isso irá acabar? Quando chegará o dia em que os sonhos tão pequenos serão nossa realidade? Em que estes sonhos farão nosso mundo, um mundo melhor?”

(Luiza Corrêa Cunha)