mini4

Mini-Fic: Alvo Severo e Anne

Alvo estava esparramado no sofá do Salão Comunal da Grifinória, de olhos fechados. Tivera um dia cheio!Já tinha feito o dever e agora só queria descansar em frente à lareira quentinha.

-Com licença,você é Alvo Severo?- disse a voz de uma menina.

Alvo instantaneamente abriu os olhos. Na sua frente, estava uma garota alta e muito bonita.Ela tinha cabelos castanhos e ondulados, que desciam por seus ombros como uma cachoeira de chocolate. Alvo adorava chocolate.

-Sim…Sou eu. E você é?- disse ele, se sentando no sofá.

-Meu nome é Anne!Sou colega de quarto da Rose e ela pediu para te dizer que quer conversar com você amanhã, sobre o Scorpius!

Alvo estranhou aquilo. Porque a própria Rose não tinha vindo dar o recado?

-Ahn…Ok!É…Em que ano você está?É que eu nunca te vi por aqui!- disse ele.

-Estou no terceiro ano!- disse ela.

Aquilo explicava tudo. Alvo já estava no quarto ano.

-Bem, é um prazer te conhecer Anne!

Ela riu.

-Prazer te conhecer também!

Alvo gostou do som de sua risada.Era delicada, sinuosa e aguda.Ele nunca tinha gostado de uma risada antes…Estranho.

Bem, ele não havia gostado só de sua risada. Os olhos de Anne eram de um castanho bem escuro e pareciam penetrar na pessoa, como se ela pudesse enxergar suas almas.Ela tinha um sorriso torto muito bonito e…Ela era linda. Realmente linda.

Os dois conversaram por mais um tempo. Alvo estava se sentindo tão bem. Poderia passar horas conversando com Anne que nunca cansaria.

Depois que a garota foi embora, ele percebeu.Rose não tinha ido até ele porque queria que ele conhecesse Anne.Rose sabia que eles iam se “entender”,

Bem, Rose estava certo. Alvo Severo estava apaixonado.

(Fanfic pedida por : imhalfblood-bitch)

[…] - Linda, e eu queria te dizer que…

Demi narrando on

- Que…? - (seu nome) disse, estava com os olhos brilhando querendo que eu falasse logo

- Eu queria te dizer que… - não, eu não vou falar - que sua voz é incrível e estou torcendo pra você ganhar esse programa - dei um sorriso falso

- Ah - deu pra ver pela cara dela que ela se desapontou um pouco mas continuava irradiante - sério?? muito obrigada

Ela veio e me abraçou, quase quebrou meus ossos, mas eu gostei, retribuí.

- Ai desculpa, quase te esmaguei - ela disse meio desajeitada

- Sem problemas haha - olhei pro relógio - é, LA e britney já foram embora essas horas, só o simon deve estar lá

- Tudo bem - ela sorriu

Demi narrando of

Você narrando on

Não era aquilo que era queria me dizer mas não queria forçar a barra.

Fomos para uma sala com sofás brancos, 2 televisores e no meio uma mesa com muitas latinhas de pepsi, simon estava lá olhando para a tv enquanto tomava refrigerante e quando ele me viu entrar com demi parou com o que estava fazendo.

- Olha olha quem está aqui - simon se levantou indo me dar um abraço

- Simon, a (seu nome) me passou uma boa impressão e eu queria conhecê-la mais, chamei ela pra vir aqui, tem algum problema?

- Claro que não - simon separou o abraço - senta aí, como você ta?

- To bem - sorri e olhei para demi que continuava em pé

- Vai ficar aí demetria? - simon disse - ta apaixonada pela (seu nome) que não para de olhar pra ela? - ele riu com tom de gozação e ela continuou séria e olhou para mim, estranho…

- Senta aqui - eu disse e apontei pro meu lado no sofá

- Demi ta viajando desde que você se apresentou - simon tomou mais um gole da pepsi - pega - ele me entregou uma e depois uma pra demi

- Demi? - disse olhando pra ela

Ela não falou nada, colocou a pepsi na mesa e olhou pra mim

- Oi? - ela sorriu e eu comecei a rir

- Acho que você poderia prestar mais atenção no que a gente fala, só acho, pirralha - simon riu

- Velho - demi fuzilou simon com o olhar

Eu comecei a rir, demi e simon riram da minha risada e logo parei aos poucos.

- Então (seu nome) sinto lhe informar mas vou te deixar sozinha com a Demi, deu minha hora, vou pra casa - ele deu um beijo no meu rosto e um apertão no nariz da demi como se ela fosse uma criança - Demi, juízo

- Vaza - Demi disse e eu ri, ele saiu da sala e só ficamos eu e ela, de vez em quando passava algum maquiador ou alguém que trabalhava por lá - então (seu nome), ta na minha hora, tenho que voltar pro meu apto - fiz uma carinha triste, eu estava gostando de ficar com ela

- Ah, ok então 

- Quer uma carona? Só falar onde você mora que eu te levo, ou, se quiser… - ela abriu um sorriso enorme - pode ir lá no meu apto, ainda não ta de noite, a gente pudia fazer alguma coisa, que tal? - os olhinhos dela brilhavam 

- É - quase engasguei - é claro que eu quero, espera, me belisca, é um sonho né?

- Bobinha - ela alisou minha coxa - vamos? - ela se levantou e estendeu a mão, eu peguei e ela me levou até lá fora, mas antes ela teve que falar com muita gente de lá pra depois sair.

Estávamos no estacionamento pois ela veio com o próprio carro nessa audição. Ela abriu o carro e abriu a porta pra mim entrar, ta bom, isso foi muito fofo. Ela entrou no carro, afivelamos o sinto.

- Liga o rádio princesa? - estremeci toda, minha ídola me chamando de princesa? só pode ser um sonho - que sorriso lindo - Demi disse olhando pra mim, ela ligou o carro e saímos do estacionamento

Liguei o rádio e estava tocando She Will Be Loved do Maroon 5.

- Eu amo essa música - eu disse

- Eu também - ela sorriu e começou a batucar no volante no ritmo da música. - I drove for miles and miles and wound up at your door… - ela cantou na maior animação

- I’ve had you so many times but somehow I want more… - continuei e ela sorriu

- I don’t mind spending everyday, out on your corner in the pouring rain, look for the girl with the broken smile, ask her if she wants to stay awhile and she will be loved.. - cantamos em coro - olha, pudíamos fazer um dueto - Demi disse

- Eu? Voce? Ta brincando

- Porque?

- Cara vou estragar a música - comecei a rir

- Ai claro que não, bobinha - sorrimos e continuamos a cantar até chegar no apto dela

Demi desligou o carro após ter estacionado, tirou o cinto e ficou olhando pra mim, eu tirei o cinto e fiquei a olhando também.

Fomos nos aproximando, cada vez mais perto, ela colocou a mão no meu rosto e foi se aproximando mais, até que…

continua…