minhavidasemteusorriso

Eu sempre quis entender porque todo mundo fala de amor. Claramente, uns falam bem, e outros mau. Normalmente falam bem aqueles que amam alguém e são correspondidos, que estão juntos, e tudo está aquele mar de rosas. Pena que tudo acaba […]. Pessoas novas amam, e acham o amor uma coisa boa, porque… Bem, eu não sei o por quê. Mas enfim, quando a gente é criança, ou adolescente, sempre amamos alguém, dai fazemos todos aqueles planos, aquelas expectativas, e a pessoa nos decepciona. Seja lá como for, elas nos decepcionam. Pessoas nos decepcionam. Mas parece que todo mundo sabe disso, mas não leva a serio. Então… Ai somos decepcionados, e pensamos que é o fim do mundo. Até que… “Nossa, você já reparou nele? Ele tem um sorriso encantador né?” E ai, pronto. Um passe de magica, e lá estamos nós amando de novo. E olhamos pra trás, lembramos das coisas e pensamos: “Como eu era idiota!” e o incrível é que nós sempre sabemos como essa história acaba. Nós acabamos machucados. Todo mundo se machuca. Não tem como fugir disso, sinceramente, não é porque uma pessoa te decepcionou, que você nunca mais vai ser feliz. Na real, basta aparecer um par de olhos. Desses que brilham, e mostram a alma. Eu amo olhos… Acho que são a parte do corpo mais bonito de alguém. E o pior, é que vivemos em uma sociedade tão hipócrita, que elas não acreditam que você olha os olhos de alguém. Até mesmo porque, os meninos vão olhar rosto e corpo, e as meninas aquele cara malhado. Logicamente, não vou dizer que “aquele cara malhado” é feio. Ele até que é bem gatinho. Mas ai eu me pergunto “Se eu fosse cega, o que seria a perfeição?”. Com certeza não seria olhos azuis, pele clara, cabelo loiro, até mesmo porque eu não viria isso. Eu prefiro aquela pessoa que está com você. Aquela pessoa que você acha perfeita. Aquela pessoa que você ama. Que você ama por completo. A pessoa na qual te entende. Te ajuda. Te apoia. Te deixa com a cabeça nas nuvens. Mas sempre com o pé nó chão. Eu sempre vou preferir, aquela pessoa tímida. Aquela que ninguém olha. Mas que é a mais incrível do mundo. Eu sempre vou preferir você. E mais uma coisa, eu não quero um final feliz… Eu não quero um final.
—  Bragança.