minha sereia

4

Okay… so… this happened!
Couple days ago I reached another thousand and I decided to do another follow forever, since I unfollowed a bunch of people and followed a bunch of new blogs too.
First of all I just wanna thanks Father Styles for being such a gift for all of us this year. Second, I just want to say thank you so much to all my mutuals for being so kind and adorable with me 100% of the time, for supporting me and ignore all the shit posts I do! 
And a massive thank you to all my AMAZING, BEAUTIFUL, ICONIC followers for being so incredible all the time, for following me when would be easier to hit the unfollow button. I love you all very much a lot.

I tried to do this in the best way possible, and a lot of people who I love changed urls and now I don’t know who are who. And I’m a mess so… 

Keep reading

Preferences #318- Ele posta uma foto do filho de vocês na praia + legenda

Harry:

“Enquanto a mamãe está a trabalho fora do país, nós tiramos nossas férias de garotos hahaha”

Liam:

“Minha pequena sereia”

Louis:

“Minha joia mais rara do mundo”

Niall:

“Aquela foto para matar todos de fofura hahaha”

Zayn:

“Hoje o dia é só nosso”

Imagine Harry Styles

Anônimo disse:

Olá. Você pode fazer que Harry casa com a SN e quando eles estão casados ele descobre que ela é uma sereia e eles ficam juntos depois de 3 anos de casados eles tem uma filha metade humana e metade sereia. Obrigada flor 😊

E aí xuxu, espero mesmo que tenha ficado do teu agrado, foi um dos pedidos mais difíceis de fazer e por isso ficou pequenininho, mas obrigada pelo pedido mesmo, me conta o que achou na ask depois. Boa leitura.

Harry P.O.V

Hoje decidimos ir a uma das praias fechadas do Brasil, S/N como a típica garota brasileira foi correndo entrar no mar, estávamos Darcy minha filha, S/N e eu.

As gotas de água pulavam a cada momento em que S/N batia seus pés na areia branca. Mas de repente ela sumiu, desapareceu dentre as ondas no mar, Darcy era uma pequena menina, não sabia nadar e foi correndo de um jeito desajeitado à procura da mãe.

- Darcy! Cuidado querida. – Gritei e ela parou.

- Olha papai, olha. – Ela me disse batendo uma espécie de calda.

Foi algo repentino e assustador para mim. Corri até minha filha que já estava acompanhada de S/N, nosso casamento de 3 anos e ela não havia me contado sobre isso. Que tipo de mulher ela seria?

- O que está acontecendo aqui? – Pergunto.

- Harry, meu amor eu só virei uma sereia. – Ela ri.

- Você está bem? O que aconteceu? – Me desespero.

- Olha papai, olha. – Darcy diz batendo a pequena calda. – É legal, muito legal.

- S/N, porque você não me contou sobre isso? – Ela se aproxima.

- Harry, meu amor, eu não sabia, descobri quando cai dentro da água, se quiser ir, eu vou entender. Pode ser difícil para você.

- Eu jamais vou deixa vocês, onde forem eu estarei junto. – Pego Darcy no colo e sinto suas perninhas. – Parece que alguém aqui é só metade. – Faço cocegas em sua barriga e ela ri.

- Pala papai, pala! – Ela diz falando a palavra para errado, a deixando ainda mais fofa.

- Vamos pra casa. Já deu de surpresas por hoje. – Ela se levanta e suas pernas reaparecem.

- Eu sempre fui encantado por você. Qual é amor, usou suas táticas comigo. Poxa, isso é injusto. – Ela ri e bate no meu ombro.

Pegamos nossos pertences na praia ao anoitecer, por mais estranho que isso tenha sido elas são minha família, são minhas sereias.

3

Nota :
Acho que como ficou muito curto eu faça uma parte dois pra esse, depende de vocês :3

Sinais :

(C/C) - cor da cauda
(C/O) - cor dos olhos
(H/C) - cor do cabelo (hair color)

Ponto de vista de S/N :

Eu estava saindo do meu trabalho, mas já estava sentindo minha pele querendo descascar.
Bem, minha mãe era uma sereia, mas meu pai é humano, acabei nascendo com um pouco dos dois, sempre ia visita-lá no fundo do mar nas férias.
Quando cheguei em casa fui logo para minha piscina, entrei e já apareceu minha cauda (C/C), meus olhos (C/O) ficaram brilhantes e meus cabelos (H/C) ficaram com mechas coloridas. Acabei esquecendo dos meus compromissos, incluindo a visita que meu melhor amigo iria me fazer.
Após algumas horas que eu estava nadando no fundo, escutei passos abafados, quando olhei para cima eu vi ele, Choi Seunghyun, de olhos arregalados, então senti o medo subindo em mim, enquanto voltava para a superfície.
Nós nos conhecemos quando éramos pequenos, eu havia me mudado de Malibu para a Coréia do Sul, não era muito extrovertida e ele foi uns dos primeiros a se apresentar. Logo ficamos muito próximos, tão próximos que não sei se ele sente o mesmo que eu.
Eu nunca contei para ninguém sobre esse segredo e queria nunca ter que contar.
— Oi… — falo já na superfície — Eu posso explicar…
— Eu aceito uma explicação…
— Bem… Eu nasci de uma junção, humano com sereia, minha mãe n podia cuidar de mim… Então foi meu pai, com 16 anos eu já comecei a sentir mudanças. Cabelo ficando longo mais rápido, olhos as vezes ficando brilhantes, respiração em baixo d'água e depois veio a cauda — a levanto e então ele a toca devagar, sinto minhas bochechas queimarem — Tudo isso com 16…
— Então, você é híbrida ?
— Sim… Você não vê nenhum problema nisso?
— Não — ele incrivelmente sorri e eu também, aliviada — Vai ser legal ter como te zoar
Rio e jogo ele pra dentro da água, ele então me puxa enquanto sobe pra superfície, volto e então me agarra pela cintura, coro.
— Esperei tanto pra fazer isso — puxa e me beija.

Ao seu lado, enquanto nos resguardamos das tormentas que não constituem o nosso âmbito de paixão, respeito e plenitude, um crepúsculo abre-se no meu peito, e os seus carinhos, minha sereia, sobrevoam próximos ao meu coração. O meu riso molha-se de alegria quando suas mãos fazem poesia na minha pele. Elas conduzem-me aos oásis velados de sua nuca, onde os meus lábios sequiosos afundam-se em uma enorme fonte de amor.
—  Nietzsche Cywisnki
Minha cabeça doía , meu coração ardia pedindo socorro sentia as lágrimas formigando nos olhos a ponto de derrubá-las , ninguém podia ver minha solidão , a minha dor . Aquelas palavras deram muros em meu estômago, eu queria simplesmente sair correndo pelo corredor a fora com minha mochila e ir para bem longe daquelas pessoas , ir pra casa e enfim acabar me em lágrimas lotadas de dor . Estava arrasada e não tinha ninguém para me defender ou se quer me abraçar , eu estava sozinha nessa batalha , meu coração sangrava porém as lágrimas eram o sangue
- Eu preciso de ajuda ! - gritava meu coração e eu cada vez mais perdida em minha solidão
—  Uma sereia em solidão