mim's art

The Last Night With A Friend

This was my submission to the 2017 Fallen London Fan Art Contest. The theme was Fin De Siecle, or Art Noveau. I chose to imitate the style of Aubrey Beardsley.

I’m really proud of this piece. I wish I had more time to try and clean up the lines a bit, but oh well.

ITS THAT TIME AGAIN

I’m posting bout my commissions again, 

This time around tho its just a $5 deal. 

Examples of my art that I price around $5 is below

Reblogs and getting word around is very much appreciated. 

All transactions will be done thru my pay-pal which i will provide once I’ve accepted your commission. payment is 100% upfront and refunds are on a case by case basis. (I’m willing to work with you, if you are willing to work with me. )

Examples:

Any questions or concerns please don’t hesitate to contact me.

I don’t know, I read my friend’s fan fiction of Jack Frost being trapped in a snow glob, and it inspired me to make this. And then it fell and now a few pieces are cracked, but I don’t care it’s still my stained glass piece. It was honestly so hard to get used to at first with my phobia of having glass shards in my hands. Almost passed out on first day and still survived!… Yeah probably should’ve had lunch that day… and gloves…

livre

nós corremos pelas ruas escuras bradando nossas rimas, que o mundo inteiro escute o que temos a dizer. recitamos poesias em todos o cantos, em ruas grandes e pequenas. pessoas nos olham, rostos indignados, chateados, bravos, orgulhosos, felizes, temerosos. pessoas. o mundo está de cabeça pra baixo e eu sei que é um privilégio que nós possamos falar sobre isso no meio da rua. nós temos o privilégio da liberdade. nossos cabelos voam como pássaros enquanto nossos rostos são iluminados pela luz alaranjada das ruas e nossas vozes ecoam ritmadas pelas paredes. há vozes lutando contra as nossas, vozes provenientes de janelas, de portões, de carros e de pedestres e de dentro de cada um de nós. só nós sabemos a batalha interna que se trava enquanto fazemos o que fazemos, enquanto somos livres. é audacioso o que fazemos, chamamos nós mesmos de heróis anônimos. a inspiração de hoje é hélio oiticica, o artista. seja marginal seja herói, a voz de um de nós ecoa no cenário confuso que é a cidade. em sua obra, hélio homenageava um bandido conhecido na época. “foi um momento ético” ele explicou. me pergunto se o nosso movimento –não tão ousado– é  ético como o de hélio. sei que nós estamos contra algo, contra ideais, mas não é na corrida que lutamos, é na palavra. é na poesia. é na liberdade. usamos a palavra como punhos, nos defendendo e nos protegendo. ela é nossa arma, pois é a melhor coisa que temos.  nós corremos e nós lutamos e nós gritamos porque podemos, porque estamos bêbados de liberdade. e afetamos. estamos afetando nesse exato momento, eu sei. correndo como loucos, como bêbados, como livres. nós somos os marginais das palavras. os que se auto intitulam heróis. os livres. nós somos os que permanecem. e tudo bem se quando a manhã chegar ninguém se lembrar de nossas rimas, nós deixamos nossos rastros. nós semeamos nossa ousadia. seja marginal!seja herói! dois brados retumbantes. não aceite, viva à margem, salve. salve quem puder e salve-se se puder. me salve. corra e lute e fale e grite e rime e se rebele! se revele! seja livre. use sua voz e seus olhos e todo o seu corpo. use sua arma, sua palavra. use sua liberdade. tome o seu privilégio e use-o e use-o e use-o até estar escasso. e se reinvente. e tenha gratidão, mas nunca aceitação. e venha. a voz que me domina não deve ser nenhuma voz além da minha. são muitas vozes e eu sinto que somos ouvidos em todas as esquinas da cidade. palavras livres, fortes, ritmadas, conectadas. somos todos conectados. somos Um feito de muitos e somos vozes na multidão e recitamos a liberdade. há orgulho nos olhos da cada um aqui. somos sim heróis. e nossas vozes são e serão ouvidas e nós faremos o que fazemos, nós libertaremos quem vier e quem quiser e a nós mesmos. e contaremos a todos em forma de arte, seremos livres e seremos marginais e seremos heróis. somos.