Se eu pudesse voltar atrás, voltaria. Mudaria tudo, tomaria outras decisões, erraria menos, deixaria ir embora quem não fez questão de me ter e não insistiria fazendo burrada para manter-me por perto. O medo de perder alguém ou alguma coisa é um empurrãozinho para atos impulsivos e eu me arrependo de cada escolha mal feita que fiz. Se eu pudesse voltar atrás, voltaria.
—  sou de outono