meus-favoritos

Você é aquele gostinho bom, sem motivo ou razão, que eu carrego comigo por onde eu for. E, olha, anota aí: teu abraço é meu lar favorito, teu sorriso é a paz que me invade sem querer e teus trejeitos são os mais lindos que eu já pude ver.
—  Yalen Raquel. 
Sei que você acha que fui embora porque eu não te amava, mas você está errada. Eu sempre te amei, desde o momento em que coloquei os olhos em você […] Passei tanto tempo acreditando que tinha recebido o que merecia quando as pessoas me deixavam que não parei para pensar que recebi o que merecia quando te encontrei. Não consegui ver que, se eu parasse de ser um grande idiota inseguro por cinco minutos, daí talvez… só talvez… eu conseguisse ficar com você.
Quero ficar com você.
Você precisa de mim tanto quanto eu preciso de você. Estamos ambos vazios um sem o outro. E levei muito tempo para perceber isso.
—  Meu Romeu.
Mãe,

você é a mais bonita definição de lar, lugar seguro e afins. lembra o quanto eu chorei quando me tiraram de dentro de você? ah mãe, a previsão da minha saída já tinha sido cuidadosamente calculada, mas ali era meu lugar favorito até então.

Os meus hobbies favoritos perderam a graça, a dificuldade de levantar pela manhã aumenta a cada dia, as dores no peito, o ganho de peso, as loucuras que crio na minha cabeça me tem feito ter pesadelos, algumas vezes parece que estou em segundo plano, não consigo compreender com clareza o que acontece, os esquecimentos vão desde a luz ligada até se já fui para a faculdade, se é de dia ou de noite e tudo é assim uma correria, dentro de mim, enquanto aqui fora é tudo monotonia. Minha respiração falha, o ar falta, então vem bruscamente, o que há de errado? O que aconteceu? Nada aconteceu, e isso está me matando.
—  A.

saturno mora no teu olhar.

saturno sempre foi meu planeta favorito e olhar o céu sempre foi uma das coisas que mais me transmitiam paz, passava horas olhando cada estrela e imaginando o quão imenso e bonito seria se perder em meio a todo caos e beleza. quando te vi chegar eu já sabia, foi como olhar o céu numa noite estrelada, é tanto a se ver, tanto a se admirar que você não sabe ao certo para onde olhar. quando você chegou com teu sorriso de canto eu já sabia que você carregava no peito e na alma o universo todo, o caos morava em ti e do caos surgiam as estrelas, planetas e galáxias mais brilhantes. foi só você chegar que logo quis me perder no vasto universo do teu ser, eu logo passei a enxergar os mais belos planetas no teu olhar. 

E você foi aquele cálculo extenso e bem complicado que a resolução deu zero. Você foi aquele dia lindo de sol que se transformou em tempestade de vento e trovoadas. Você foi aquele texto gigantesco que começou bem e terminou totalmente sem sentido. Foi aquela adaptação para o cinema do meu livro favorito que fugiu desgraçadamente da história original. Foi aquela prova que eu sair esperançoso da sala, mas tive negativa. Foi o meu amor mais bonito. Isso, foi. Não é mais.
—  Teoria de Sr. Pierre.