meus textos 6

cheguei a uma conclusão sobre namorar… Namoro, e algo que não existe mais, o amor morreu nas pessoas, não falo isso só porque estou triste porque meu relacionamento de 1 ano e 6 meses acabou, falo isso porque eu amo de verdade uma pessoa, que teve e tem um grande significado em minha vida,  mais as pessoas tem facilidade de “deixar de amar” a outra pessoa. Um dia vocês planos, sonhos, vontades, saudades, desejos um com o outro. No outro Dia a pessoa quer ir embora, e não faz qualquer tipo de esforço para Ficar. Vou fazer igual minha amiga Kira falou “Vou namorar e casar de uma vez” porque essa fase de namoro e pura ilusão, é tipo um sonho, que você fica imaginando e provavelmente não vai acontecer nada daquilo.
—  pu-tao
Que a minha oração suba como incenso a Ti,
E o levantar das minhas mãos como sacrifício
Oh, Senhor Jesus, coloque os seus olhos sobre mim,
Pois eu sei que há misericórdia no Teu olhar
—  Hillsong United
Tô colocando as palavras pra fora porque não tenho coragem de dizer isso tudo na sua cara. Eu não sei como consigo amar uma pessoa tão hipócrita, nojenta e idiota quanto você. Enquanto eu lutei pra que pelo menos tentássemos dar certo, você me chutou, fez questão de que eu fosse embora. Pensou em você o tempo inteiro, escolheu não querer provar nem um pouco do amor que eu tinha para te oferecer. Já que é assim, eu vou embora. Não só por você, mas principalmente por mim mesma. Porque eu não mereço ser humilhada, não mereço fazer papel de babaca. Você me perdeu. Se talvez eu voltar, eu voltarei, mas não traga muitas expectativas de que eu farei isso. Eu cansei de sofrer, cansei de chorar, cansei de procurar, cansei. Agora, eu somente correrei atrás daquelas pessoas que realmente buscaram me fazer feliz. Totalmente ao contrário de você. Te chamo de hipócrita, nojento, idiota, burro, tonteado, mas infelizmente ainda tenho amor. Por você. Mas saiba que todo o sentimento que existe dentro de mim agora, um dia se tornará sentimento de raiva, então eu deixarei de ter amor. Corra atrás de mim enquanto eu ainda te amo, porque já procurei esquecer você.
—  Thaís Barreto.