meus gaby

Quero colo, mas não vou fugir de casa, como diz Legião Urbana, apesar da minha vontade seja de fugir para os teus braços e por ali mesmo fazer morada. Como seria bom estar deitada com você olhando as estrelas, você mexendo no meu cabelo e a outra mão brincando com a minha, só naquele silêncio que acolhe a alma sabe?
—  Gabi Figueiredo
imagine com harry styles - parte 2

Parte 1.

           - O que? – perguntei enquanto me vestia. – Você o mandou subir? Qual seu problema, hein?

           - Calma! – ele gritou me assustando. – Ele não sabe que você está aqui. Eu vou descer e o receber, escuto o que ele tem pra me dizer e o mando embora.

           - Tudo bem. – respirei fundo.

- Eu não irei o deixar descobrir, confie em mim.

           - E eu confio. – olhei em seus olhos verdes. – E muito.

           - (S/a).. Você ama o Drew? – a campainha tocou. Harry respirou fundo e levantou-se indo para a sala sem esquecer-se de fechar a porta do quarto, me deixando ali sozinha com meus pensamentos.

           Eu amo o Drew? A verdade é que eu não sei. Isso parece tão errado, não faço ideia de quando parei de ama-lo como uma esposa tem que amar o marido, talvez quando Harry Styles entrou em minha vida a virando de cabeça para baixo.

           Lembro-me até hoje de quando vi Harry pela primeira vez, não foi como nos filmes, não foi algo romântico, pelo contrário, foi em um bar. Eu e Drew tínhamos acabado de brigar e então eu saí para beber. Conversamos e dormimos juntos, no dia seguinte fui à empresa de Drew e vi Harry com ele. Melhores amigos.

           - Ele já foi. – assustei-me com a voz rouca de Harry preenchendo o quarto. – Ele só queria me entregar uns documentos para a próxima reunião.

           - Ok então. – fui em direção à porta.

           - Aonde você vai?

           - Eu não estou mais no clima, Harry. Desculpe-me. – ele veio até mim.

           - (S/n), eu sei que você está confusa, mas quero que saiba que o que eu sinto por você é muito mais do que desejo. – fechei meus olhos e senti os delicados lábios de Harry encostando-se aos meus. Ele fez menção de aprofundar o beijo, mas eu afastei.

           - Eu te amo. – ele abriu os olhos encontrando os meus. Tão perto. – Mas ele é meu marido.

           Olhava para a grande porta de entrada da casa que eu divido com Drew, algo dentro de mim gritava para acabar logo com isso, mas em consideração à todos os anos ao lado de meu marido, eu não o queria magoar. Respirei fundo e abri a porta encontrando Drew sentado no sofá.

           - Chegou cedo. – disse enquanto trancava a porta. Silêncio. Virei-me para olhar melhor meu marido e ele continuava ali, na mesma posição. – Aconteceu algo? – disse já sentada ao lado dele.

           - Quanto tempo? – ele me olhou.

           - O que? – respirei fundo tentando afastar o medo que estava me consumindo rapidamente. – Do que está falando, Drew?

           - Ah. – ele levantou e eu rapidamente fiz o mesmo. – Você realmente achou que eu não ia descobrir? – fechei meus olhos com força para evitar as lágrimas, não era para ser assim. Abri-os quando ouvi a risada debochada dele e a primeira coisa que vi foi que não sou só eu que estou chorando.

           - Drew… – ele me interrompeu.

           - Você realmente achou que eu não ia descobrir que você está transando com meu melhor amigo? – ele se aproximou de mim ficando cara a cara. – Eu vi sua bolsa no sofá dele, (S/n). Eu te segui. Você é uma vadia. – ele gritava na minha cara, eu só sabia chorar. – Você acabou com nosso casamento, a minha vontade é de… – ele levantou a mão direita em menção de me bater. Não me afastei, todo meu medo fugiu e então a raiva me consumiu.

           - Me bate. – cheguei mais perto se isso era possível. – Você acabou com nosso casamento, Drew, quando decidiu dormir com sua secretária. Eu só fiz o que sempre quis. Eu só não me arrependo de ter aceitado casar contigo porque assim conheci Harry. – joguei minha aliança nele.

           Toquei a campainha do apartamento de Harry, eu queria gritar de felicidade, sempre aturei calada as traições de Drew, mas hoje finalmente pude dizer tudo que eu queria.          

           - Ei, o que aconteceu? – Harry perguntou me deixando entrar com minhas malas.

           - Preciso de um lugar até encontrar um apartamento. – sorrimos um para o outro. Harry segurava minha cintura.

           - Não precisa mais. Pode ficar aqui o tempo que você quiser.

           - Eu estou solteira, amor. Não sabia que ia me sentir tão bem assim. – ri e fui acompanhada por ele.

           - Sinto muito te informar, (S/a), mas você não está mais solteira.

           - Oh, não? – o beijei.          

           - Não, agora é minha namorada. – sussurrou em meu ouvido, voltando logo a beijar meu pescoço.

Gabi.

Cap. 36

 **Caetano**

  Voltei pra casa depois de falar com a Manu e não imaginava que ela fosse reagir daquela maneira por um segundo cheguei a pensar que ela não sentia nada por mim mas quando ela disse que só seriamos amigos depois que ela esquecesse o que sentia por mim eu até me arrependi, encarei o Artur que estava no balcão com a minha mãe e subi as escadas.

  - Ta tudo bem? - Perguntou Artur entrando no meu quarto.

  - Espero que você esteja feliz Artur. - Disse jogando a aliança nele.

  - Qual é Caetano você acha mesmo que eu queria que vocês terminassem? - Perguntou.

  - A você não queria tem certeza? Tem certeza que você não trouxe a Cecilia aqui só porque foi coincidência? Tem certeza que você não vai lá oferecer seu ombro amigo pra Manoela? Olha Artur você ganhou por sua causa eu terminei com ela, por sua causa e por causa da Cecilia vocês dois deviam ficar juntos sério. - Disse.

  - Se você gostasse realmente da Manu como diz gostar não tinha feito o que você fez, não tinha saído com a Cecilia não tinha trago ela pra cá ontem e muito menos tinha terminado com a Manu, tinha explicado tudo pra ela não tinha ido lá e terminado com ela. - Disse ele.

  - Não ela terminou comigo e… - Fui interrompido quando a Gabi entrou no quarto.

  - Foi a mamãe não foi? - Perguntou ela.

  - Foi Gabi mas por culpa do Artur, ele não podia seguir a vida dele? - Perguntei.

  - Calma Caetano a Manu logo vai esquecer você mas agora se você acha que não vai esquecer ela deveria ter impedido ela de terminar com você. - Disse Gabi. - Mas o problema é que ela tava muito brava já que ontem ela viu você chegando todo arrumado com a Cecilia.  

  - Poutz por isso ela tava brava comigo, Gabi eu juro que não fiz nada eu sai pra jogar bola mas ai ela ligou chorando falando que a mãe estava brigando com o pai e ela não estava aguentando e na verdade ela queria o Artur mas ele não atendia as ligações dela então ela pediu uma carona pra vir aqui falar com ele, só que pelo estado dela quando cheguei lá levei ela pra dar uma volta e ela me beijou só que eu não deixei passar disso mas o Artur viu e o Lucas também por sorte o Carlos não viu, então quando a gente chegou em casa a nossa mãe estava aqui e me chamou pra conversar falou que o Artur contou pra ela que me viu beijando a Cecilia e eu não ia machucar a Manoela e era pra terminar com ela se eu não tinha certeza dos meus sentimentos eu não podia prender ela sendo que o meu irmão também gosta dela você entende Gabi. - Disse.

   - Caetano olha sou sua irmã mas não entendo porque você tinha que ir ajudar ela pelo amor de Deus ela ficou o que uns três anos sem dar as caras e agora que aparece ela quer exatamente vocês dois pra conversar e desabafar os problemas da vida dela ah me poupe Caetano e você banca o bom samaritano olha … - Gabi parou de falar e pegou o celular.

  - Algum problema? - Perguntou Artur.

  - Não, vou sair. - Disse ela.

   …

   **Manoela**

   Não demorou pra Gabi chegar em casa com uma cara da nada boa e fomos numa loja de moveis.

   - Me conta o que houve? - Perguntei.

   - Tem certeza? - Perguntou ela.

   - Sim. - Respondi.

   - Ele disse que a Cecilia beijou ele e por isso ele foi terminar com você ele ta confuso. - Disse Gabi.

   - Entendi. - Disse.

   - Bom vamos escolher sua cama mocinha. - Disse ela.  

   - Sim, meu pai me deu o cartão dele e a senha claro. - Disse rindo.

   Entramos numa loja que eu não recordo o nome e ficamos meia hora deitando nas camas até uma vendedora vir nos atender, escolhi a cama e a cabeceira e a loja falou que entregaria dentro de sete dias, Gabi me levou no shopping para podermos comprar roupas de cama pra minha cama nova, embora nem tivesse chego ela estava mais ansiosa que eu e depois paramos pra comer um lanche.

  …

   - Voltamos dona Lucia trouxe ela sã e salva. - Disse Gabi.

   - Nos não roubamos nenhuma loja mãe eu juro. - Disse rindo.

   Lucia gargalhou pelo fato da Gabi estar com a mão cheia de sacolas e subimos pro meu quarto.

   - Olha eu vou em casa mas se precisar pode me chamar ta bom. - Disse ela.

   - Ta bom eu vou ficar bem é sério. - Disse rindo.  

   Ela me deu um beijo na testa e saiu, sentei na minha cama e fui ver os comentário da nossa foto de ontem e aproveitei pra colocar solteira no status do facebook coisa que nunca teve, Lorena e Renata vieram na hora me chamar no whats.

   "Lolo: Como assim solteira?

     Nata: Se ta solteira a gente precisa sair.  

     Lolo: Concordo.  

     Eu: Esse final de semana não gente mas no próximo com certeza.“

    …

Oi… (deve ter me visto stalkeando o blog
inteiro pwp) eu já te conhecia antes (mas
nem sabia que era br XD) e eu pensei: bem,
eu vou checar o blog inteiro como eu
sempre faço pra evitar confusão se for
mandar ask :v (adivinha, tentei por uma
tarde e n consegui e desisti pwp) aí eu
deixei de lado e continuei minha vidinha
na escola ewe e ficava sempre: “como eu
queria tentar entender as histórias que
ela faz em” então eu te via aparecendo em
outros blogs com a sua arte maravilhosa
ewe e meus “amigos” (¬3¬ vlw Gaby) falando
como você era gente boa, fiquei com mais
vontade de te conhecer (principalmente
porque eu vi o post da Delilah e eu fiquei
CARAI eu quero mandar ask mas eu n sei
nada sobre ninguém pwp) e por causa que
você criou o Moonlight também ewe Bem,
você criou Brazil sans tmb que eu tava
vendo no blog da Trashy senpai aí tipo:
NÃO, n vou mais esperar, vo stalkear o
resto de uma vez (falhei ewp) e continuei
minha vida miseravi, aí apareceu a Cici
reblogando tuas coisas e tals, e fui dar
uma passada e A GOIABA TAVA GANHANDO XDD
votei na goiaba ewe aí saiu o Gogo, e é
claro que ele saiu bonito ewe “meu deus
nunca vi uma goiaba mais seduzenti” XDD eu
acho que ainda tenho um monte de coisa pra
stalkear (porque eu pulei umas coisas pra
ganhar tempo) entããão, Você é incrível,
desenha muito bem, e cria uns personagens
muito fodas ;333 (desculpa se eu gastei
teu tempo com ese texto que provavelmente
não vai dar pra ask pwp)

submited by @biacrazy67


Cara. Eu não perdi tempo nenhum lendo isso. Eu AMEI ler isso! Eu fico feliz que você goste do meu blog ( e me stalkeia ehehe ). Cara. Se tu tiver qualquer duvida ou quiser saber mais sobre minhas histórias, é só perguntar! Pode ser qualquer coisa. Eu vo responder ( qualquer coisa mesmo. Tipo. O Ice gosta de arroz? Coisas desse nível ) ….. ( btw a resposta é sim. Ele gosta XD )

Obrigada por todos os elogios. Eu tive uma prova do caralho hoje com 90 questões. Tô acabada, cansada, estressada. Aí eu chego em casa e vejo isso. Fiquei animada aqui! Valeu Bia!