meu pequenos

Hoje eu só queria aliviar um pouco dessa culpa que me pesa os ombros. Não adianta, não importa o que a gente faça, sempre vai ter uma coisa incomodando, uma pedrinha dentro do sapato que machuca sem parar o dedinho da ponta. Eu não consigo, entende? Simplesmente eu não entendo o porquê disso tudo. Podia ter acontecido com tanta gente, de tantas formas, mas foi acontecer com você. Logo com você. Eu, sinceramente, não entendo. Já senti raiva, tristeza, mais raiva e uma indignação. Depois passei a sentir culpa. Sei que devia fazer alguma coisa, mas não consigo. Por favor, me perdoa, mas eu não consigo te ver assim. Sei que é egoísmo da minha parte, mas aceito que não sou uma pessoa evoluída pra conseguir aceitar bem as coisas. Ninguém entende a ligação que a gente sempre teve. Era tão bonito, tão puro, tão intenso, tão natural. É isso mesmo, natural. Sem forçar sorriso, sem forçar abraço, sem forçar beijo, sem forçar um amor só pra ficar interessante. Era simples, era beijo estalado, era abraço apertado, era olho no olho, era piada, era segredo, era bobagem, era conselho, era magia, era pureza. Nunca mais a minha vida foi a mesma. Na verdade, nunca mais eu fui a mesma. Nem você. Nós mudamos. E isso me dói. Me dói tanto, mas tanto que o meu coração encolhe, fica pequeno, bem pequeno e eu não sei o que fazer com ele. Eu entendia tudo quando você sorria aquele sorriso que eu nunca mais vi. Meu Deus, como sinto falta de antigamente. Como sinto falta daquele tempo onde as coisas eram mais fáceis. Onde eu achava que tudo era eterno. Inclusive as pessoas. Eu não quero ter pena de você. Não quero sentir tristeza por você. Não quero sentir uma revolta dentro do peito. Não quero mais procurar respostas. Não quero pensar em você e sentir uma lágrima quente descer pela bochecha. Não quero mais sentir saudade da sua voz. Mas eu sinto tudo isso. E isso me dói, me dói, me dói e eu poderia ficar falando me dói, me dói, me dói até o fim da vida. Você sabe que te amo? Sabe mesmo? Por favor, diz que sim. Eu sei que você de alguma forma sente todas as boas vibrações que mando todos os dias. Eu penso em você sempre. Te mando beijo, te mando abraço, te mando carinho, te mando o meu melhor. Mas eu não sei lidar com isso, me perdoa.
—  Clarissa Corrêa.
Você é incrível, e eu sou feliz por ter você. Poque é isso que você faz.. Você afasta todas as coisas ruins e as substitui por novas.
—  Meu pequeno infinito.
Queria que soubesse que por fora sou só isso, não tenho nada atraente, ou que você olha e diz que adora. Talvez goste do meu nariz ridiculamente pequeno, ou os meus olhos recheados de olheiras pelas noites que não consegui controlar os meus pensamentos, mas é só isso. Não tenho dúvidas de que há outras pessoas mais bonitas e menos problemáticas do que eu, e que se sair agora mesmo vai encontrar alguém. Entretanto, antes que saia por essa porta, preciso te dizer um segredo: eu sei amar. Difícil de acreditar vendo essa casca dura e mal cuidada, não é? Talvez eu ame de um jeito meio torto, mas ainda amo. E também sei dizer tchau em vários idiomas.
—  Os porquês de Amélia Roswell.
Dificilmente gosto de responder à perguntas, não gosto de falar sobre minhas ações, defeitos ou qualidades. Eu poderia até falar da minha personalidade, do que gosto ou não, sobre o que me agrada ou sobre o que detesto, mas para falar a verdade eu não quero, meu pequeno mundo pertence somente a mim e aos poucos que conseguiram quebrar a barreira que construí a minha volta. Não tenho interesse algum em agradar a todos, sou o que sou, e quem gosta de verdade, permanece! Sempre desconfiei de pessoas que gostam de passar uma imagem de boazinha ou solícitas demais. Pois não adianta querer expor qualidades, pois quem nos define são as pessoas e cada uma tem um conceito  e uma visão diferente sobre nós e nunca vamos ser suficiente para suprir as expectativas das pessoas que passam pela nossa vida. Com o tempo e amadurecimento, todos nós passamos por mudanças. Quem nunca mudou de opinião sobre algo com o tempo e passou a ver certas coisas de um ângulo diferente? Somos apenas seres humanos, com conjunto imenso de coisas boas e também cometemos falhas com frequência, pois ninguém é perfeito. A pior coisa é se auto-rotular e nós podemos ser o que nós quisermos. E eu? mudarei meus caminhos sempre que julgar necessário, não importa o resultado final, seguirei sempre o meu sentir. Afinal, somos seres mutáveis.
—  Giulia S.
Status variados ❣️

Você disse some e eu somei. Eu disse some e você sumiu. Tudo na vida é só uma questão de interpretação. 💭

Tenho lá minhas fases… 🌙

Você é o meu pequeno infinito. 💙

Ela é aquele vazio cheio de tudo. ✨💕

Não há tortura pior do que ser vítima das suas próprias dúvidas. 💭😕

O amor ficou só que você se foi. 💔

O tempo é rei, a vida é uma lição. 💫

Depois? Depois o café esfria, a prioridade muda. ☕👌

Toda agitação do meu corpo se acalma com o seu toque. ❣️💞

To te deixando pra la, sabe? Também preciso de mim. 👊

Fica. Não suportaria dizer adeus mais uma vez. 😦

Eu quebrei meu coração em pedaços só para remendar o teu. 💭

Ela é assim: sorri pra todo mundo, mas carrega um tormento profundo. 💭

O céu esta lindo a lua também, hoje só deixo entrar aquilo que me faz bem. 🌙  💕

Floresça sua alma e não deixe que ninguém seja capaz de fazer suas flores morrerem.🌸

Com você ou sem você a vida continua. 

Se não for transbordar, não me enche. 🌊

Você sempre é a calmaria no centro do caos. ❤

Éramos conectados como bateria e carregador. É uma pena ter faltado energia 🔱

Meu pior defeito, é criar expectativas demais 😔🍃

Que sorte a minha encontrar você. 💕

Estar em paz é o melhor presente que você pode se dar. 🌸

Por mais difícil que seja, nunca deixe de acreditar em dias melhores. 🌈

Tudo tem seu tempo. E nada é por acaso. ⏳💭 

Para dias ruins: paciência. ⌛

Quem não sabe o que quer, perde o que tem. 💥

Mesmo que eu disfarce. Eu sinto tudo demais. 🌙

Hoje sonhei com você, fiquei tão feliz, uma calmaria tomou conta do meu ser, mas então percebi no meio da minha risada que era só mais um sonho. Acordei com uma amargura tão grande no meu coração que a única coisa que conseguia fazer era chorar, mas não aqueles choros que se manifestam em lágrimas. Foi um choro interno, da alma, o coração estava taquicárdico, dolorido. Foi como se cada célula do meu corpo implorasse por você, isso realmente me destruiu.
—  Notas sobre ele; 
Juliana Morais.

eu escrevo sobre vazios, e sobre o que eles causam em mim
sobre não estar conectada a alguém, mas querer estar
eu escrevo sobre o que está em mim
sobre o que me rasga ao meio
e o que me faz querer estar viva.
escrevo sobre como as pessoas afetam meu mundo pequeno
sobre seus laços líquidos.
sobre a solidão.
eu escrevo, porque preciso.

RECOMENDO

Quando reforcei os laços e renunciei a dor,  nesse rotalizar da vida recriarei o amor me tornando um fumante de almas, pois, a vida aniquilou meus sonhos, desbotando as cores que um dia já me foram vivas, então vamos verborizar os versos que ficaram sem sentindo, para que um dia com ou sem pressa tudo vire p-o-e-s-i-a. Quando tudo parecer perdido ecoares o amor, e eu cuido de você em um céu noturno, interato no meu pequeno ato de saqueador, continuando a minha mania de entender a poetologia do amor. E então como um pássaro selvagem, habiteis no seu coração virando um aprendiz de poeta com todos os sentimentos expressados e tentando em vão me tornar um escritor de poesia, mas nada fui além de um escridor, pela dor que o seu amor em poesia me causou. Eu realmente não sei descrever os gritos que ecoavam no meu peito, sentimentos capturados de um poeta vazio, e mesmo que você clamaste meu nome foi em vão, pois tudo se vaporizou, enquanto eu, como um grande recontador, recontava a dor da nossa linda história de amor. Então hoje, me pego pensando em você, e então, a saudade apertou de uma forma estranha, porque cultivastes meu coração e se fez florescer 1997 vezes. E em todas as vezes que o fez o seu medo foi o nosso maior reprovador, você que sempre tão ameigada, tão dada, tão querida e tão amada, estremeceu ao medo de apenas um poeta do gueto que apenas te escrevia em poesia reversa, tentando ser o reconciliador do nosso amor. Nosso amor foi algo tão colisivo, não romantizado e totalmente (des)coordenado, e foi assim o amor dominando o meu coração, um sentimento que alguns apenas suportam, e outros apenas desistem, e então reconfiguraste o meu peito com palavras reescritas, em um sentimento incontido e dessa forma legimitei o nosso amor.

Tu é aquela força que me faltava. É aquela coragem para completar os 100%. É a adrenalina que me anima. É a sensação que me faz sentir novamente. Você é aquela música favorita que coloco como toque do meu celular. É como aquele meu moletom que eu vivo usando, porque é nele que eu me sinto confortável e quente. Você é o ar que entra em meus pulmões e faz eu respirar pra vida. É aquele por do sol no qual eu sinto vontade de chorar só por ser grata em estar aqui. É aquela pessoa que eu passaria o recreio todo ao lado, dividindo meus lanches. É aquela coberta que me esquenta nesses dias de frio. Você é tudo e mais um pouco.
—  Meu pequeno infinito.