maxeisenhardt

Max Eisenhardt foi levado para Auschwitz após testemunhar o assassinato brutal de sua família nas mãos dos nazistas. Em Auschwitz, Max fazia parte do Sonderkommando, o esquadrão de judeus que era encarregado de ajudar a operar as câmaras de gás e os fornos usados para matar os prisioneiros. No campo de concentração Max se apaixonou por uma jovem cigana chamada Magda. Após salvá-la de ser executada, Max e Magda fugiram de Auschwitz quando o campo foi atacado pelos Aliados. Durante alguns anos Max e Magda viveram numa vila nas montanhas, onde se casaram e tiveram uma filha, Anya. Então Max Eisenhardt procurou ajuda de um falsificador, para conseguir uma identidade nova. Georg Odekirk lhe deu a identidade de um cigano morto, Erik Lehnsherr, para que ele pudesse viver com mais facilidade entre o povo de Anya. Não satisfeito com a vida pacata na vila, Erik se mudou com a família para a cidade soviética de Vinnitsa. Foi lá que ele descobriu os seus poderes mutantes, quando ele atirou um pé-de-cabra em seu chefe, que o estava enganando com seu pagamento. Quando Erik estava voltando para a pousada onde a sua mulher e filha estavam, ele percebeu que a pousada estava incediada. O seu chefe havia chamado a KGB, e mesmo tentando usar os seus recém-descobertos poderes, Erik foi espancado pelos agentes e foi forçado a ver a sua filha morrer no fogo. Enfim ele conseguiu revidar, e matou os agentes, a multidão que assistia e uma porção da cidade. Ao ver a violência de seu marido e ainda chocada com a morte da filha, Magda foge. Algum tempo depois Magda dá a luz a gêmeos, sem Erik saber, e desaparece deixando as crianças aos cuidados de Bova, na montanha de Wundagore.

Um tempo depois, já sob o nome de Erik Magnus, ele foi trabalhar em um hospital psiquiátrico em Israel, para ajudar vítimas do Holocausto. Foi lá que ele conheceu Charles Xavier. Quando os dois saíram para resgatar uma amiga mútua das garras do Barão von Strucker, ambos descobriram os poderes um do outro, Magnus rouba o ouro do Barão e foge, dando-se conta que seu ponto de vista e o de Xavier são incompatíveis. Anos depois Magnus se torna Magneto, e tenta conquistar a raça humana, para prevenir a opressão e destruição dos mutantes, autodenominando-se salvador da raça mutante. Nesse momento Magneto já está enlouquecido pelas horríveis experiências que sofreu e pelo abuso de seus imensos poderes.