matando aos poucos

Desta vez, eu botei tudo a perder. Magoei você e estraguei o que havia de mais bonito na minha vida. Eu queria poder arrancar meu coração do peito, a dor com a qual eu sou obrigado a conviver está me matando aos poucos.
—  Cristian.
Te acostumei muito mal, mas agora vou desacostumar. Porque meu medo de te perder, virou meu objetivo, então nada me prende. E se ir te matando aos poucos levar um pedaço de mim, que leve. Porque a dor de você na minha vida me afeta inteira e eu não aguento mais.
—  Tati B.
Gostar não é tão simples quanto pensa...

“A melhor parte de gostar de alguém é quando você para” sempre ouvi essa frase na zoeira, mas é mais pura realidade. Gostar de alguém tem seus pontos positivos, te faz sentir que você é sim, capaz de um quem sabe chegar amar alguém. Porem como tudo, tem seu lado ruim. Suas inseguranças diárias com algo que não é seu, suas ilusões e expectativas em vão. É um caminho para corajoso, tem que ter muita vontade de embarcar numa viagem dessa. É como se você fosse um soldado, estivesse indo para guerra. Mas na guerra, o máximo que você pode ganhar é a morte. Já nessa, o máximo que você chega ganhar é a dor da desilusão, que vai te matando aos poucos ate você nota que você é maior do que qualquer sentimento bobo que possa reinar dentro de ti.

Quando o telefone tocar, e enfim for seu número que aparecer no visor do meu telefone. Quando for sua voz do outro lado dá linha, me chamando de sua, e dizendo que tudo não passou de um pesadelo. Aí, só aí, eu terei então a minha paz de volta. Enquanto você não vem, meu peito só chora. Só sofri. Você é a minha paz. É o meu amor. E não ter qualquer vestígio teu, está me matando aos poucos. Vem amor. Nem que seja pra arrancar meu peito fora. Porque sem ti aqui, ele não tem qualquer motivo pra bater. Vem amor. Meus olhos inchados estão cansados de sangrar. _ C.

Meu querido amor,

Não vejo uma maneira melhor de começar essa carta. A não ser dizendo que te amo. O amo por tudo o que fomos e por tudo o que não fomos. Mas essa carta infelizmente não é pra dizer sobre o meu amor. E sim uma despedida. Não posso mais continuar com isso, entende? Isso está me matando aos poucos. Você é o remédio e ao mesmo tempo o veneno pra minha alma. Se dependesse de mim, tudo seria tão diferente, mas infelizmente não é de mim que se depende. Quero destacar todos os dias que eu fiquei me importei. Lembra quando você ficava triste com vontade de sumir do mundo? Eu estava lá pra te acalmar e fazer com que visse a luz, que nada estava perdido. Mas e quando eu estive triste? Onde você estava? Ou melhor, por que não percebeu? Eu precisava apenas de um abraço, mas você não estava lá por mim. Fui dormir quase todos esses dias as cinco da manha, chorando e me torturando, me perguntando o porquê disso tudo. Enquanto não era comigo que você estava. Perguntei-me por que não era o suficiente para despertar o seu melhor sentimento. Mas então percebi que o problema não era comigo, meu amor, sim com você. Vejo nos seus olhos que não é feliz, mas se recusa a mudar. Eu te amo, mas não posso fazer mais nada. Fiz mais do que poderia, mas do que posso aguentar. Tudo isso foi por você. Mas o que você fez por mim? Eu aguento você nos seus piores dias, o que você aguenta por mim? Tenho uma parcela de culpa, não deveria ter entrado nessa historia, muito menos ter me apaixonado. Mas quem é forte o suficiente para brigar com o amor? Eu não. De qualquer forma eu agradeço, por ter sido meu melhor beijo. Minha melhor risada. Meu melhor coração disparado. Meu melhor sorriso de pura alegria. Agradeço por ser o meu melhor momento a dois. Mas não aguento mais. Essa é uma carta de despedida, nesse momento não sou eu quem escreve sim meu coração. Que está completamente esmagado e você não vê, não liga. Só não deixe ser tarde demais, para que perceba o quanto me ama. Pode ser tarde demais. Estou me despedindo, mas nossas conversas serão gravadas em minha memória. Nossas mensagens ficarão no meu celular. Seus áudios todos salvos. As fotos ainda ficaram comigo. Os beijos e todas as noites serão gravados todos em minha memória e meu coração. Só não duvide nem por um segundo o quando eu te amo. Pode ser certo ou errado, sempre será um sentimento que estar vivo em meu coração.  Mesmo que você não se lembre, todas as noites assim que fechar os meus olhos irei ouvir você dizer ”minha flor” “minha baixinha”. Eu o amo, mas preciso me convencer que preciso seguir em frente.

Com amor, aquela que estava disposta em te fazer feliz.

—  Cartas para um certo alguém.

OIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII TE AMO!!!! JESUS TAMBEM

mesmo esquema de sempre nenem troca o @ pelo nome do seu idolo ou user!!!!! e tb miga da um like pra fortalece o tumblr aki


gente fui no medico to com uma doença grave ela vai matando aos poucos e se chama @

eu iludida achava que ser fazinha nao ia me trazer consequencias ruins pra vida trouxe e tem nome e sobrenome eu digo p vc @

toda noite ajoelho em minha cama e rezo pra que deus diminua a dor que sinto no meu peito ao ver uma foto do @

cheguei no pistao floor festinha de fandom perguntaram meu crush falei @ eles foram embora n sei porque


jesus i have one question why you created @? only for make a mess in my life right? right.

idk what i have to do cause sometimes i hate @ sometimes i love how someones can live like this?

i’m so sorry but i love @

don’t ask me if i love you bc you know that my one and first love is @

@ is better than pizza

@ is the best then shut up

@ makes me so happy at the same time makes me sad i’m confused

@ makes me feel like I was in heaven i love this shit with all my heart

when I look at the eyes of @ I feel in paradise someone help me

@ doesn’t know how much i love her and it breaks my heart

all my life and all my story is about @

you don’t like @? you can hear my FFFFFFFUCK YOUUU??????

the hell is waiting for me thank you for that, @, h8 u


living for @ ✌

♡ always in my heart @ ♡

i love @ more than i love food 。◕‿◕。

✩ @ is my angel ✩

« @ is my drug »

✧ the only thing i need is @ ✧

✳ i don’t love you, i love @ ✳

♡ @ is my heaven ♡

✿ jesus loves you, @ no ✿

☾my heart belongs to @ xoxoxo☽

Imagine com Harry Styles
  • Pedido
  • Poderia fazer um do Harry em que eles namorada durante um ano ai eles terminam e depois de alguns meses o Harry se declara para ela e eles voltam

  - Cuidado com os degraus! - Harry me guiava. Eu não enxergava nada, estava com os olhos fechados pois meu namorado havia preparado uma surpresa para mim, para nós.

  Podia sentir o cheiro das flores e das velas aromáticas se misturando com o cheiro de Harry, uma das mais belas combinações. Apertava a mão dele com força, a curiosidade estava me matando aos poucos mas eu cumpriria o que prometi à ele não abrindo meus olhos enquanto ele não permitisse.

  - Abra os olhos. - ele sussurrou em meu ouvido me causando arrepios e deixando meu coração acelerado. Só ele consegue causar isso em mim.

  Abri lentamente os meus olhos e senti eles marejarem assim que terminaram de correr pelo local. Estávamos no terraço de um restaurante, uma mesa no meio das pétalas de rosas que estavam jogadas pelo chão e velas por todo o local. Ele me abraçou por trás descansando sua cabeça em meu ombro.

  - Você lembrou. - sorri enquanto lágrimas deslizavam livremente pelo meu rosto.

  - Nunca esqueceria onde demos nosso primeiro beijo. - ele me virou para ele.

  Eu não sabia o que dizer, apenas o abracei com toda à minha força. Olhei para a enorme lua, que era testemunha do nosso amor e sorri enquanto agradecia mentalmente por ter encontrado alguém como Harry.

  - Feliz um ano de namoro. - ele me disse e eu o beijei compartilhando todo o amor que eu sinto por ele.


  - Volta aqui, eu não terminei de falar com você! - ouvia seus gritos e eu só sabia implorar mentalmente para que esse pesadelo acabasse. Enquanto eu andava tentando sair daquele lugar, senti a mão dele segurar meu braço com força me virando para ele me forçando à olha-lo.

  - Me solta. - às lágrimas em meus olhos fez isso soar como um pedido.

  - Me explique o que é isso! - com a outra mão dele ele segurava uma das dezenas revistas que me tinham na capa abraçando outro cara, elas diziam que eu estava traindo meu namorado e ele acreditou nisso.

  - Eu já disse! - gritei. - Ele é meu amigo de infância, Styles!

  - É ele, não é? Sua vadia! - ele gritava. Sentia meu coração se despedaçar aos poucos.

  - Ele é gay! - gritei o mais alto que pude. Ele continuava apertando o meu braço. Fechei meus olhos tentando acreditar que aquilo não se passava de um pesadelo, mas os abri assim que ouvi a risada debochada de Harry.

  - Você acha mesmo que eu vou acreditar nessa desculpinha esfarrapada? - ele me soltou e começou a passar a mão em seus cabelos o jogando para trás com força. Seu rosto estava vermelho de ódio e seus olhos carregavam raiva e sarcasmo. Nada daquilo me assustava mais, eu já estava acostumada a suas crises de ciúmes.

  - Se você prefere acreditar na mídia eu não posso fazer nada. - disse simplesmente. Eu não poderia força-lo a acreditar em mim.

  - Eu te dei tudo e você me trai… Eu devia ter escutado meus amigos quando eles me disseram o quão vadia você é! - ele dizia mais para ele mesmo do que para mim. Não havia deixado nenhuma lágrima escapar de meus olhos desde o começo da briga… até agora.

  - Quer saber? Eu cansei. - não conseguia acreditar no que eu estava dizendo, mesmo eu sabendo que era o melhor à se fazer.

  - Saia da minha casa. - ele apontou para a porta.

  - Adeus, Harry.


  Já se passou quatro meses desde que eu e Styles terminamos, no começo eu não queria aceitar, passava noites e mais noites acordada tentando acreditar no que havia acontecido, mas no segundo mês eu já estava um pouco melhor, havia começado a sair e todas noites eu era vista saindo de alguma boate diferente sendo carregada, pelo menos eu havia começado a sair de casa. Só quando o terceiro mês chegou que eu havia conseguido me acostumar com a ausência dele e havia voltado a trabalhar. E mesmo depois desse tempo todo eu ainda conseguia amar ele, mas com o tempo eu consegui colocar em minha cabeça de que acabou.

  - (S/n) (S/s)? - olhei para o homem que eu nunca vi na minha vida. Todas às minhas amigas do trabalho olhavam para mim e para o homem.

  - Sou eu. - disse e o homem veio até mim. - Posso lhe ajudar em algo?

  - Pediram para lhe entregar. - e só então eu percebi um enorme buquê de rosas vermelhas na sua mão. Ele me entregou o buquê e logo saiu do meu local de trabalho deixando todos para trás com olhares curiosos.

  Sentei-me na minha cadeira que ficava de frente para a minha mesa e comecei a observar o buquê. Ele é lindo. Procurava algum cartão no buquê para saber quem havia mandado mas não tinha nada.

  - Está namorando e não nos contou, (S/a)? - Emily perguntou. Todas às minhas amigas já estavam em volta da minha mesa.

  - Eu não estou. - elas me olharam confusas.

  - E quem mandou? - April perguntou curiosa.

  - Eu não sei. - se elas estavam confusas, eu estava ainda mais.

  - Não tem bilhete?

  - Não, e eu não faço ideia de quem mandou. - falei sincera.

  - Você acha que foi o Harry? - Emily perguntou. Só de ouvir o nome dele meu coração quis sair pela minha boca mas me controlei.

  - Ele não tem motivos para me mandar. Não acho que foi ele.

  - (S/a) tem um admirador secreto. - elas começaram a me zoar. Revirei meus olhos e depois logo comecei a rir junto com elas. Quem quer tivesse mandado às flores conseguiu deixar meu dia melhor.


  - Obrigada pela carona, garotas! - agradeci enquanto saía do carro de Emily.

  - Você tem certeza de que não quer ir conosco? - Sophia perguntou. Elas estavam indo para uma boate, já era sexta feira mas eu não estava no clima.

  - Tenho, tudo que eu quero agora é tomar um banho de banheira e depois dormir! - elas fizeram careta.

  - Velha! - April me zoou. Nos despedimos e eu esperei o carro delas sumir para que eu pudesse ir até a minha porta. Peguei a chave em minha bolsa e quando eu ia coloca-la na porta para abri-la, me deparei com a porta encostada.

  Engoli em seco e já estava com o celular na minha mão para que qualquer coisa, eu ligasse para a emergência. Tomei coragem para entrar em casa antes de ligar para a polícia. Estava tudo escuro e quando eu acendi a luz, iluminando toda a sala, me deparei com a sala toda cheia de flores. Havia todo o tipo de flores por todo o canto causando um cheiro delicioso.

  - O que? - falei baixo.

  - Oi. - ouvi uma voz rouca atrás de mim. Me virei rapidamente encontrando Styles com as mãos no bolso demonstrando nervosismo.

  - Harry. - sussurrei. Não podia acreditar no que eu via. Ele havia feito isso tudo para mim?

  - Gostou? - ele perguntou depois de um tempo em silêncio.

  - Sim, mas por que isso? - perguntei confusa.

  - Porque eu te amo, (S/n). - engoli em seco.

  - Mas.. - ele me interrompeu.

  - Eu sei que errei feio não acreditando em você, mas eu estava louco só de pensar em outro homem tocando em você como eu tocava. Só de pensar em você com outro alguém me enlouquece. Ter você longe de mim mas ao mesmo tempo tão perto está me matando aos poucos, (S/a).

  - Você que quis assim, Harry. - ignorei a enorme vontade de chorar.

  - Eu sei e me arrependo amargamente por isso. Por favor, volta para mim. Eu prometo nunca mais desconfiar de você, baby. Minha vida não tem sentido sem você. - ele colou nossas testas.

  - Styles… - sussurrei. Sua boca estava a centímetros longe da minha.

  - Volte a ser minha, (S/a).

  - Eu nunca deixei de ser sua.

Gabi

Enganei a mim mesma

há exatos três meses eu saí daquela casa e disse a mim mesma que tudo iria mudar; eu iria mudar. e não mudou, nada mudou. a angústia, a tristeza, o cansaço, o medo, a insegurança, estão todos aqui, no mesmo lugar, só que agora mais violentos, mais intensos, me corroendo por dentro e me matando aos poucos. todos esses dias fingindo estar bem, fingindo estar interessada no que os outros têm a dizer, fingindo, sempre fingindo. a quem eu estou tentando enganar? 

” Estou cansada de ouvir ”o tempo cura tudo” não, ele não cura tudo; ele faz com que aprendemos a conviver com a dor de ter perdido alguém no passado, de ter sido esquecido por alguém muito especial. Ele não faz nada, ele apenas passa, sem obrigação nenhuma de fazer a minha dor sumir ou fazer as malditas e indesejáveis lembranças desaparecerem. Estou cansada de ver os dias passarem diante de mim e eu ficar parada sem fazer nada, sem animo para virar a pagina. Esquecer o passado? Eu não consigo e pronto. Não me venha com aqueles ditados populares como ” se ficar de braços cruzados nada irá mudar”, “a vida continua” o que eu mais tenho é força de vontade para esquecer tudo, se pudesse apagaria o meu passado, encontraria um antídoto para o amor e para a saudade. Ah, doce saudade que sempre está comigo, que esta me matando aos poucos. Não estou sendo dramática quando digo ”a saudade está me matando” ela está me matando mesmo, está corroendo-me lentamente, como uma bebida alcoólica que você toma apenas alguns goles e depois já são garrafas, começa lentamente afetando você e depois você já está dependente (…) Pronto. Estou dependente de uma droga; chamada ”passado“; acho que estarei depende dele até o meu ultimo suspiro. Enquanto ele passa eu sou consumida por lembranças, dores, raiva, tristeza e felicidade; uma mistura indesejada de sentimentos. Sentimentos que bagunçam minha mente e me desligam do mundo. Sou uma viciada, consumida, e serei esquecida conforme o tempo passa, e enquanto não sou esquecida totalmente continuo tentando achar uma saída do labirinto que há dentro de mim. “   — Paris 1968

É como se eu fosse meu próprio assassino, me matando aos poucos, observando cada detalhe de mim mesma, para não deixar pistas de uma dor que eu nunca demonstrei sentir
—  Kamila Cavee
Meu caso de amor...

Eu não sei oque tá acontecendo comigo, eu não to me reconhecendo, eu nunca fui assim, de me entregar, de ficar dependente. Eu não sei oque eu to sentindo, é uma confusão de sentimento, é dificil de explicar, eu to sentindo uma dor incomparavel com qualquer outra dor. É um presentimento ruim, é um vazio enorme, sem explição. Um medo absurdo, uma insegurança que eu nunca senti igual e isso tá me apavorando. Eu não to conseguindo colocar em palavras oque eu sinto e porra isso nunca aconteceu, oque tá acontecendo comigo? É a primeira vez que eu sinto uma dor tão forte assim, meu coração tá partindo e eu consigo ouvir o barulho dele se quebrar e a dor é insuportavel. É como se algo estivesse me matando aos poucos, tirando de mim todos os meus sonhos e esperanças, eu to me sentindo fraca, como se tudo estivesse perdido, como se eu estivesse perdida e de certa forma eu estou. Quando terminamos, você disse que estava gostando de uma pessoa e por mais que aquilo tivesse me destruido, eu aceitei afinal não se pode controlar os sentimentos, não se pode fazer ninguem gostar de você, o unico problema é que eu fui e sou completamente apaixonada por você e eu juro, eu tentei deixar pra lá e fingir que nossa separação não estava me afetando mas é como se eu estivesse mentindo pra mim mesma, eu até tendo me destrair, rir, conversar mas quando a noite cai, a saudade chega, começo a sentir falta, releio as conversas, escutos audios antigos, tudo pra amenizar a falta que eu sinto, as vezes funciona mas na maioria das vezes é inutil pq eu sinto mais falta ainda. Eu tenho chorado igual uma garota fragil toda madrugada, não vai trazer de volta, mas uma hora a gente cansa de guardar tudo pra si mesmo e chora pra tentar aliviar, o chato é que eu sempre consegui esconder meus sentimentos, falava que tava bem e todo mundo acreditava, mas eu acho que eu estou perdendo esse dom porque até quem não me conhece consegue perceber que eu estou caindo aos pedaços cada dia mais quando eu falo “eu estou bem” e eu sinto que eu vou cair ainda mais do que eu já cai. Eu fiz do seu amor minha força, minha proteção, meu motivo pra sorrir quando o mundo desabar mas agora tudo está desabando, o chão se abrindo e eu não tenho mais o seu amor pra me proteger, pra me dar forças e me fazer sorrir em meio a tanto problemas, a unica coisa que eu tenho é uma voz na minha cabeça dizendo “você perdeu a melhor coisa que você já teve, perdeu e não pode fazer absolutamente nada pra mudar isso.” Entende, como eu sou inutil? Quando enfim, eu tive tudo que eu precisei, eu não fui o suficiente. Minha vontade é de dizer que eu te amo, que eu preciso de você, eu quero explicar que eu me entreguei por inteiro a você e que se eu não for sua, não quero ser de mais ninguém. Eu nunca amei alguem como eu te amo, o seu amor é diferente, é especial, é unico. Ele é como um rio calmo e profundo, e eu me encantei pela beleza dele e mergulhei em cada gota, me apaixonei tão facil, mas acho que qualquer um se apaixonaria se a conhece. Linda, teimosa, sincera, não sabe receber um elogio porque é timida, as bochechas ficam rosadas e você nunca sabe oque falar. Eu amo cada detalhe, desdo olho castanho até a pinta perto da boca que você diz que odeia. Porra, você é linda e a sua beleza é completa porque você é linda por dentro e por fora, seu jeito, suas manias, seus defeitos, tudo é perfeito. Como vou explicar pro meu coração que eu te perdi? que eu perdi o seu amor? Me diz, por favor, eu sou dependente do seu sorriso, da sua voz e de tudo e vai continuar sendo assim, eu sei que vai. Eu queria entender, porque eu ainda não entendi porque o amor foi embora? porque acabou? foi culpa minha? Eu sei, eu não tinha muita coisa a oferecer mas tudo oque eu tinha era seu, ainda é, porque por mais que seja em vão, já que você tá gostando de outra pessoa, eu ainda tenho esperança sabe? Sei lá, vai que um dia você perceba que meu sentimento por você é puro e sincero e que é só seu? Nunca se sabe, a esperança não é a ultima que morre? Nós sempre colocamos o despertador pra tocar no dia seguinte sendo que nós nem temos certeza de que iremos acordar vivos no dia seguinte, isso se chama esperança. Oque mais doi é que eu sei que eu e você poderiamos dar certo, pela primeira vez eu senti que ia dar certo. Era tudo preto e branco, você apareceu toda colorida, nós se misturamos e você me mostrou o resto das cores que eu não conhecia, ai você foi embora, as cores desapareceram e eu novamente voltei a ser preto e branco. Foram 7 meses, todos os meus problemas sumiram, eu esqueci de tudo, fui realmente feliz, foram os melhores 7 meses da minha vida, a unica coisa ruim foi o fim pq você só me trouxe coisas boas e me ensinou a amar da forma mais linda possivel, é egoismo da minha parte querer tudo de volta? Eu te amo, quero que você seja feliz, que encontre uma pessoa que te complete como você me completou. Eu juro que eu tentei te fazer feliz mas eu sou desastrada, tomara que você encontre alguem melhor do que eu, que a ame, respeite, não a machuque, não faça nada de mal porque você é uma das poucas pessoas que merecem morrer de alegria e felicidade. Eu to mal com tudo isso, como já disse é uma dor incomparavel com qualquer outra dor mas isso vai passar, se não passar, eu me acustumo, mas pra você eu realmente desejo tudo de melhor. Eu te amo muito e nós queria de volta, mas no fundo eu acho que você sabe que se um dia você escolher voltar, eu vou largar tudo só pra escolher ficar com você e nunca mais deixar acabar.