mas bonito

Eu tinha um coração tão ingênuo, tão bonito. Mas agora tá tudo tão vazio, não tenho mais vontade de pedir, ou dar carinho. Não tenho vontade nem de conhecer alguém.
—  Tati Bernardi.
O amor tem as suas particularidades, mas não é mais bonito ou mais feio, mais gordo ou mais magro, mais careca ou cabeludo. Ele simplesmente é ele.
—  Clarissa Corrêa.
peço desculpa aos textos bonitos, mas eu preciso falar da realidade

eu não consigo encontrar dentro de mim coisas boas. meu corpo é só a casca de um ser oco que vive de esperanças, mas deixa a vida em si escorrer entre os dedos.

[eu não sei viver]

Lo más bonito de la belleza humana, es que alguien a primera vista no te llame demasiado la atención, y que al conocerla, escucharla, olerla, tocarla, te parezca la más bella del mundo…
Día uno sin ti.

15-01-17
1:15am

No logro dormir así q decidí escribirte, se q tal vez nunca leerás esto, pero es bueno desahogarse. Me levante con una crisis a las 6am, vaya, me sorprende como puedes hacer q me levante temprano. Entre a bañarme tratando de parar la crisis, pero es increíble como pega de fuerte que algo tan bonito acabe, (Por q si, para mi eres lo mas bonito q paso en mi vida).

Pensé q podía fingir que estaba bien, por q cuando Evelyn me vio sentada en las escaleras, ni siquiera noto q había llorado. Igual no pensé mal, por que logre evadir a mi tía cuando me pregunto ‘¿Por que tiene esa cara, le duele algo?’

Hoy me di cuenta q nadie me nota, nadie puede ver q estoy ahí… Lo se, por q cuando desaparezco, nadie se da cuenta. Es como si a todos les diera igual y ahora, también a ti, fui muy ilusa en pensar q llamarías, fui muy estúpida al estar viendo el teléfono todo el día simplemente esperando un mensaje q nunca llego. Fui débil, de nuevo, como siempre lo soy, porqué termine hablandote solo para asegurarme de q habías estado bien. Saque una escusa muy tonta, porqué se q no tiene ningún sentido q nos veamos ese 20, porqué no creo q podamos “Terminar bien” como dijiste.

No se que sea correcto justo ahora, quiero salir corriendo a el chat y decirte todo lo q se me ocurra, pero ¿De q serviría? ¿De que serviría si ya no crees en mis palabras? ¿De que serviría si ya no te importo? ¿De que serviría si ya no me amas?

No puedo rogar que me ames de nuevo, por q seria egoísta y ni siquiera estoy segura de que podrías lograrlo otra vez. Ahora me conoces, ahora sabes lo mala persona q soy porqué te lo demostré y ahora es cuando te vas… Te lo dije al principio, siempre supe q era mala para cualquiera, q solo dañaba a los demás y quise evitarte todo este lío, porque ahora mira, ganaste, lograste enamorarme, lograste romper todas mis barreras, eres una genio, pero te vas, te vas y yo seguiré aquí, sintiendo todo esto.

Estuve viendo algunas de tus fotos, esas, las q te tomabas para sacarme sonrisas… Ahora duelen, duelen tanto como un golpe en la cara. Duele ver esa delicada sonrisa en tus labios q ya no podre besar y q de ella no podre ser la causa. Duelen tus hermosos rulos porqué ya ni siquiera tendré la oportunidad de jugar con ellos una vez mas. Duele tu hermosura que no podre reclamar como mía, me dueles.

Y es q este es el precio del amor, puede hacerte feliz, PERO… Puede destruirte el doble.

Machuca sentir algo tão bonito, mas ver isso se perder por falta de cuidado. Aquilo que não é recíproco dói, é verdade, e o que cai na falta de cuidados também. O sentimento se alimenta de detalhes, morre pela falta deles também. O que é de verdade não acaba? Acaba. Alguém que é verdadeiro precisa se escolher, precisa seguir, precisa não se perder, achar um ponto de segurança. O amor por mais nobre que seja, sempre vai procurar algo em troca. Que essa troca seja feita de pureza.
—  Nina Benavídez
Quando eu pintei você em mim.


Lembre-se sempre que você é arte, desde a primeira vez que te vi, eu vi arte. Você tem riscos ao qual se tornam pontos que eu posso ligar e tornar uma bela arte, você é a tela mais bonita para as minha pinturas. Os teus olhos possuem uma cor que nem misturando o azul do céu com o amarelo dos girassois, seria tão bonito quanto os teus oceanos, nem o verde da natureza e o vermelho das minhas veias, o preto com branco, seria tão bonito, mas nada seria bom o bastante para ser comparado com a tua arte.

espaço lunatico.

escuta aí baixinho:
um dia eu volto.

se o mundo queima às 6h de uma segunda-feira
e eu sinto a tua falta
mas respiro fundo
porque eu preciso me encontrar
e contigo eu só sabia esquecer de mim.

se Plutão não é mais considerado planeta
e eu sou que nem Plutão
sendo anulada em você.

se parecia tão pesado pertencer
e eu só sei fugir
como os refugiados da Síria.

se a Síria não tem paz e nem eu
 e o mundo engole a gente e depois cospe
e nesse engole-cospe
a gente se desprendeu.

se ir ao céu contigo foi bonito
mas desacelerar e voltar
também tinha de ser.

se eu não acredito em outras vidas
mas nem que seja em uma delas
eu sei que eu volto.

se azul é a cor que eu mais gosto
e eu te expliquei que é porque remete algo grande
e que eu sou feita de tons de azul
quando talvez o azul que trago em mim
seja o blue bird do Bukowski.

se tu me falou que a vida é muito longa pra dar adeus
e que um dia a gente se reencontra
e eu quis tanto acreditar que sim.

se o cometa Halley demora
mas sempre volta
e eu te digo que eu volto também.

se o mundo é cheio de rotas de fugas
e numa delas eu caio em você.

se eu gostar da queda
e ficar até ter que ir outra vez
como o Halley.

se eu te canto Rubel
e tu repete pra mim que
we’ll float around and hang out on
clouds then we’ll come down

e eu rio porque sei que isso pode ser um ciclo vicioso.

se aqui não chove
e naquele vilarejo do noroeste da Índia
o céu não para de chorar
e talvez as lágrimas que eu não derramei
estejam perdidas por lá.

se a gente ainda não foi à Itália
e não bebemos vinho numa gôndola.

se em outra dimensão eu não precisei ir
mas ainda assim em outra tu nem chegou
então eu prefiro essa.

se eu sinto que não acabamos por aqui
porque há ligações que quebram o esquecimento contínuo.

se assim como na minha música favorita
tô encontrando em minha vida um canto só pra você.

se eu procuro por paz
mas tudo que eu quero é me armar e ir à guerra com você.

se a nossa colisão foi forte e assustadora
e eu te digo que esse tempo longe pode ser só o nosso big bang
formando algo bonito pra nós.

se i do keep a date with you
um dia eu volto
só não sei quando
mas eu volto.

Eu estive pensando muito sobre uma coisa que me disseram a um tempo atrás “quando algo acaba, temos a chance de construir algo melhor e mais bonito, mas quando tentamos consertar uma coisa que sabemos la no fundo que não tem mais como, só impedimos a chance de construir algo realmente grandioso” então é isso, eu estou desistindo não por não gostar mais de você, mas simplesmente pra não perdermos a chance de construir algo realmente grandioso.
—  Meus sentimentos de amor por você continuam os mesmos.