marcelo fradim

Não sou poeta nem escritor
Sou apenas um sonhador…
Não sou perfeccionista, nem quero ser
Sou apenas agradecido por te conhecer.

Eu sou assim, metade grande e a outra metade? Crescendo! 
Sou contrário a certas regras impostas onde fortes são os que não se curvam.
Sou flexível. Irremediavelmente pronto a ceder, mas sou teimoso, me conserto, remendo, emendo, colo, costuro… Sou criativo! 
Sou a Metade de Oswaldo Montenegro, o mistério de Da Vinci, sou os livros que quero ler, as músicas que quero aprender, a saudade que sinto do meu amor quando passamos algumas horas sem se ver, sou a agilidade de perceber, o dinheiro poupado quando pouco e o desperdiçado quando muito, a ansiedade que me mata e a paciência que me ajuda a me adaptar. 
Sou o tudo bem, tudo certo, tudo tranqüilo. Sou descolado e conservador. Sou as saudades infindáveis das broncas do meu avô, as canções da minha avó, o cheiro mais gostoso do colo da minha Mãe, e os interrogatórios do meu pai, a amizade com meus irmãos, as brincadeiras com meus filhos, o amor da minha esposa… as plantas que vejo crescer e as aves do meu amanhecer. 
Sou simplesmente assim, metade infância e outra metade velhice.

Beijos para quem for de beijo, abraços pra quem for de abraços e beijos com abraços pra quem for dos dois!