mais se ver isso

T,

Eu tenho guardado o meu mais sincero sorriso ao ver a tua chegada.
Tudo isso se você chegar.
Se você ficar, eu te cuido direitinho.
faço até um versinho.
Canto mansinho pra acalentar teu desânimo, até adormecer.
Tudo isso se você ficar.

Beatriz.

Em certos momentos a gente só quer esquecer e fingir por três segundos da sua vida que tudo àquilo não aconteceu mesmo. Então a gente tenta se afastar, nós fazemos até novas amizades e começamos a sair mais, mesmo não querendo fazer isso. Só para ver se todas aquelas pessoas e todas aquelas festas, conseguem tampar o buraco que àquela certa pessoa fez no nosso coração. E tentamos colocar outros “amores” por cima daquele buraco que a cada dia vai ficando maior, mesmo com a gente tentando fazer ele diminuir. Todos os dias parecem nunca ter fim quando a gente não vê o sorriso daquela pessoa, não é? Todos os dias parece que a gente fica procurando por ela com parte de nós dizendo: “Não, esquece, por favor” e a outra parte dizendo “Vamos ver àquele sorriso só mais uma vez, não vai matar”. Só que àquele sorriso mata, né? Sempre matou e sempre vai ser assim. Só que tem certos dias que a gente não quer que àquilo mude e a gente só quer se perde naqueles olhos e morrer olhando para tudo àquilo. Apenas olhando para àquela pessoa. Apenas olhando para ele.
—  zoidiks
Imagine com Louis Tomlinsom

Este imagine é um dos que eu traduzi e fiz algumas mudanças. Mas a partir do Louis’ pov é totalmente de minha autoria. Espero que vocês gostem! Até mais. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

– POR QUE RAIOS VOCÊ SEMPRE MEXE NAS MINHAS COISAS? – Louis gritava próximo do meu rosto, mas eu revirava os olhos.

– NÃO É OBVIO? EU NÃO CONFIO MAIS EM VOCÊ, PORRA. VOCÊ JÁ ME TRAIU DUAS VEZES E AGORA EU OLHO ESSA MERDA E VEJO QUE ESTÁ ACONTECENDO A TERCEIRA. – Grito de volta, enquanto seu celular estava na minha mão.

– Bem, se você não fosse uma puta tão carente e irritante, talvez eu não sentia a necessidade de te trair. – Ele respondeu frio. Sacudi minha cabeça, lágrimas cobriam a minha visão

– VAI SE FODER, SE EU SOU UMA PUTA TÃO CARENTE E IRRITANTE, TALVEZ DEVÊSSEMOS TER O MALDITO DIVÓRCIO. – Gritei jogando seu telefone no chão. – GARANTO QUE QUALQUER MERDA SERIA MELHOR DO QUE VIVER COM VOCÊ. – Ele rapidamente ergueu a mão para, possivelmente me dar uma bofetada, cruzei os braços. – Me bata, atreva-se. Mas saiba que se você fizer isso, certifique-se de nunca mais irá ver sua filha. – Disse e Louis abaixou sua guarda, sentou-se no sofá apoiando a cabeça em suas mãos, começando um choro.

Suspirei triste e subi as escadas, entrando no nosso quarto - que era apenas meu nos últimos meses - puxei duas malas que ficavam em um canto do guarda-roupa e comecei a enfiar minhas roupas lá.

– Isto é o que você sempre faz, sempre foge de seus problemas. Você é patética. – Gritou na porta do quarto, apenas revirei os olhos e terminei de fazer minhas malas.

Passei por ele, empurrando o mesmo, deixando minhas malas no início das escadas e fui para o quarto da minha filha e comecei a arrumar as coisas dela. Quando terminei peguei suas malinhas e coloquei junto com as minhas. Peguei minha filha, que ainda dormia com cuidado e sai do quarto dela.

Louis observava tudo em silêncio. E quando eu estava na porta, segurando minha filha com uma mão e tentando segurar as malas com a outra, Louis desceu rapidamente gritando.

– Você não pode tira-la de mim, eu não vou tolerar isso. – Gritou como se fosse uma criança.

– Tentarei enviar os papeis do divórcio essa semana. – Respondi e sai pela porta.

E finalmente depois de anos, eu estou livre, livre desse amor tão doloroso.

Louis’ Pov.

Seis meses se passaram desde que a S/n foi embora, confesso que nas primeiras semanas eu estava bem, bebia, fumava e levava várias garotas para minha casa. E quando os papeis do divórcio chegou, minha ficha caiu, é sempre aquela história que; só dá valor quando perde.

Minha história com ela, desde o início sempre foi complicada. Ela era filha de um empresário milionário e eu era apenas um garoto pobre, nos encontramos em uma festa da sua amiga e foi aí que ela se apaixonou por mim e como eu não sou bobo nem nada, aproveitei. Saímos várias vezes, ela sempre me levava para lugares incríveis, que eu nunca poderia ir. Ela sempre foi carinhosa e delicada comigo e eu totalmente ao contrário, sempre a tratei mal na frente de todos, mas ela como sempre apenas abaixava a cabeça e me perdoava. Depois de dois meses apenas ficando, eu estava cego de tanta luxuria e a pedi em namoro, fomos para o apartamento dela, transamos e ela engravidou. Lembro que fique muito nervoso e quase bati nela, quando o pai dela soube, me obrigou a pedir ela em casamento e trabalhar junto com ele.

Anos se passaram e eu continuei esse homem, sempre a maltratava e brigava com por tudo, minha filha era a única pessoa que eu realmente amava, me partia o coração a vendo chorar por tudo o que eu fazia com a sua mãe, mas mesmo assim eu não parava.

E agora eu estou aqui, o pai dela descobriu tudo o que aconteceu e me demitiu, e agora eu estou sem emprego, sem minha mulher e minha filha comigo, sozinho em uma casa enorme e várias dívidas.

Estacionei meu carro em frente de sua nova casa, hoje é o meu dia de ficar com a Amélia. Desci do carro andando até a porta, soltei um longo suspiro e apertei a campainha.

– Bom tarde, o que… – S/n abriu a porta sorrindo, mas logo seu sorriso desmanchou-se ao me ver parado em frente de sua casa. – Ah, oi Louis.

– Am…Oi… Eu vim.. Pegar a Amélia. – Pela primeira vez eu estava completamente nervoso e tímido na frente dela, quem atende uma pessoa apenas de short e a parte de cima do biquíni?

– Ela está no jardim. Pode entrar. – Se afastou da porta e então eu entrei. – Me acompanhe.

Ela saiu na minha frente e comecei acompanha-la, não pude deixar de notar seu corpo, ela está mais gostosa, digo, estava mais com um corpo de mulher, usava um short jeans que deixava sua bunda empinada e durinha marcada. Eu estava tão fissurado, como eu deixei essa mulher ir embora? Ouvi a gargalhada de milha filha e notei que já estávamos no jardim.

Amélia estava na piscina com um homem alto, moreno, e algumas tatuagens à mostra. Ele a levantava no ar, fazendo barulho de avião, Amélia gargalhava como nunca fez comigo, droga.

– Filha? Seu pai chegou. – S/n atraiu atenção dos dois, fazendo o homem virar e olhar para nós.

– Zayn? – Perguntei assustado. – Meu melhor amigo. – Sorri irônico. – Está comendo a minha mulher?

Em instantes Zayn saiu da piscina junto com Amélia, caminhou até nós, com a mesma no colo e parou ao lado de S/n

– Eu não estou comendo a sua ex mulher, Louis. – Sorriu convencido. – Eu estou namorado a sua ex mulher.  – Passou o braço livre por volta da cintura da minha mulher, a trazendo mais perto dele.

– Você é um filho da puta. – Comecei a falar mais alto. – Vocês dois…

– Sua filha está presente, Louis. Não comece. – Zayn me interrompeu.

– CALA BOCA, TRAIRA DO CARALHO. – Gritei fazendo Amélia se assustar, escondendo seu rosto no pescoço dele. – Você me largou para ficar com esse lixo? – Perguntei para S/n apontando para o Zayn.

– Não Louis, eu te larguei porque você é você, entende? Se veio aqui para ofende-lo, eu peço que vá embora. – Apontou para a porta. – Você já fez muita merda.

– Não acredito que você fez isso comigo, Zayn. Porra, foi por isso que se afastou? ELA ERA MINHA ESPOSA. – Gritei a última parte.

– Eu não acredito que VOCÊ fez isso comigo, você sabe que eu sempre fui apaixonado por ela, EU te apresentei ela, mas mesmo você ficou com ela sem pensar duas vezes. Você teve a sua chance e a desperdiçou. – Zayn disse calmo. – Eu estou com ela agora Louis, eu estou a amando como você deveria ter feito.

– Vai embora, por favor. – Sn pediu.

– Não, me desculpa… Eu vim pegar a Amélia. – Suspirei baixo.

– Não mamãe, eu quero ficar com você e o papai Zayn. – Amélia grudou-se mais no homem me fazendo ficar nervoso.

– Estão obrigando minha filha a chamar esse desgraçado de pai? - Perguntei bravo, fechando a mão em punho.

– Não Louis, muito pelo ao contrário, ela o chama de pai por livre e espontânea vontade. – S/n bufou, já perdendo a paciência. – Agora por favor, vai embora.

– Mas a minha filha… Eu… – Sn me interrompeu.

– Eu não posso obriga-la a ir com você. Por favor, outro dia você vem busca-la. – Soltou-se de Zayn. – Vamos, por favor. – Entrou dentro da casa, me fazendo acompanha-la.

– S/n… Nós podemos tentar, podemos ficar juntos novamente. – Falei baixo, quando paramos na porta de entrada.

S/n olhou para mim e em seguida olhou para o fundo, Zayn ainda segurava Amélia no colo, os dois olhando para nós. Então ela sorriu, virou-se para mim e disse:

– Minha família está completa agora, Louis. – Abriu a porta e eu saí daquela casa. – Até mais. – Disse breve e fechou a porta, me deixando lá, sozinho.

Eu perdi minha família.

One Shot Harry Styles

Parte I | (Parte II / Final)


— Harry, eu acho que essa é a décima quinta mensagem que eu deixo só essa semana… Se você não quer mais me ver, tenha a decência de dizer isso na minha cara e não ficar me evitando como uma criança imatura. É só isso que eu quero de você, me encontre para podermos conversar, você sabe onde fica a minha casa.

(Seu nome) suspirou depois de encerrar a chamada e guardou seu celular na bolsa, do outro lado do corredor ela pôde ver Jeffrey sorrindo vitorioso como se já deste a audiência que teriam em alguns minutos como ganha. Era inacreditável o quanto ele é prepotente e mesquinho, ela revirou os olhos e deu-lhe as costas. Passados alguns poucos minutos, (seu nome) sentiu alguém lhe cutucar o ombro e quando virou a cabeça para ter a visão da pessoa, se arrependeu de não ter apenas ignorado. Reunindo toda a calma em seu interior, ela se virou para saber o que ele queria.

— Eu vim lhe desejar sorte. — Jeff sorriu ladino e (seu nome) sabia que tinha algo a mais naquele gesto.

— Se eu não soubesse o pouco que sei sobre você até acreditaria, então diga logo o que você quer realmente.

— Você é até esperta, eu realmente vim para outra coisa. Quero saber se você teve tempo de ler o jornal essa manhã. — ele balançou o jornal enrolado em sua frente.

— Não vejo no que isso pode me interessar… Amanhã talvez ele me interesse, terá alguma nota falando da minha vitória de hoje. — o homem riu.

— Você é tão autoconfiante na sua profissão que me pergunto se você é tão segura assim no seu relacionamento. — Jeffrey encenou um semblante pensativo.

— Isso não te diz respeito!

— Acho que isso diz respeito a todas as pessoas que sabe sobre você e Harry, e a todas que gostam de ler o jornal pela manhã. — ele a entregou o jornal aberto em uma página específica.

— O quê… — (seu nome) interrompeu a própria pergunta ao ler a manchete que dizia que Harry havia comparecido ao aniversário de uma amiga, que pelas fotos dos dois se beijando não era apenas uma amiga — Você não vai conseguir o que está tentando.

(Seu nome) devolveu o jornal a Jeffrey tentando não deixar perceptível o que estava sentindo naquele momento. Se Harry resolveu a trocar, azar o dele, mesmo estando magoada, ela não deixaria aquele homem baixo cantar vitória sobre ela.

— O que eu pretendo? — Jeff perguntou da forma mais cínica que conseguiu.

— Você quer me desestabilizar para tentar alguma vantagem, mas isso não vai acontecer. Eu levo muito a sério o meu trabalho e você não conseguir me fazer perder o foco com uma baixaria como essa. — ela conteve o máximo que pôde o seu tom de voz.

— Como você pensa mal de mim… — ele colocou a mão sobre o peito fingindo estar ofendido — Eu aqui, querendo evitar que você seja enganada e é assim que me trata.

— Não preciso de “boas" ações que venham de você, o que conseguiu com isso foi despertar ainda mais a minha vontade de detonar você a favor da minha cliente. — (seu nome) se virou voltando a ficar ao lado de sua cliente que observava os dois um pouco afastada.

[…]

(Seu nome) estava no sofá de sua casa, já era noite e ela assistia no noticiário falarem sobre a venda da empresa de Jeffrey e sobre o novo comprador. No minuto seguinte que ela conseguiu fazer com que o juiz decidisse a venda, o comprador que já havia entrado em contato com ela assinou os papéis que já estavam preparados. Jeffrey já saiu do tribunal como ex proprietário da empresa.

Ela estava satisfeita com mais uma vitória, a repercussão que gerou na imprensa será muito boa para sua carreira, mas ela não estava feliz, Harry não havia retornado nenhuma de suas ligações, nem para tentar explicar o que saiu no jornal.

Seus pensamentos foram interrompidos pelo barulho da campainha, talvez fosse o porteiro para dizer que ela esqueceu mais uma vez o vidro de trás do carro aberto, mas ao abrir a porta ela se surpreendeu ao ver Harry ali parado.

— Desculpe! — ele avançou sobre ela a abraçando fortemente sem dar chance de escape — Foi tudo um plano sujo, eu não tive culpa.

— Você pode me soltar? — (seu nome) tentou empurrar o corpo grande para longe do seu — Não é assim que vamos conseguir ter uma conversa. — Harry finalmente se afastou a deixando fechar a porta e eles se encaminharam para a sala.

— Por que durante toda essa semana você não me retornou as ligações? — (seu nome) perguntou se sentando a um sofá de distância do namorado.

— Jeffrey pegou o meu celular e depois me mandou para outro país… Você sabe que eu sou péssimo em decorar números, ele não queria que eu falasse com você porque me recusei a ajudá-lo a conseguir que você aconcelhasse a Glenne a desistir de tentar ganhar a parte dela e…

— Ei! — ela interrompeu falatório exagerado — Ele queria te usar para interferir no caso?

— Sim, mas eu me recusei e ele não gostou nada disso. — Harry explicou mais devagar agora.

— Foi bom você ter recusado, eu terminaria tudo com você se percebesse que estava usando nosso namoro para conseguir influência sobre o meu trabalho. — ela disse e logo se lembrou do jornal — E sobre a festa que você aproveitou para se divertir e me trai? O que tem a dizer?

— Aquilo foi mais uma armação, eu descobrir depois, Jeffrey mandou que me fizessem beber bastante e pagou a garota para me beijar e outra pessoa para tirar a foto. A matéria no jornal foi obra dele também. — Harry se levantou indo se sentar ao lado da namorada — Não deixa ele conseguir terminar o que temos… Nós nos curtimos tanto, estávamos tão bem antes que ele soubesse que você era a grande ameaça para o patrimônio dele.

— Você está errado, a ameaça para o patrimônio dele foi o orgulho gigante que ele tem e o ego ferido por ter que assinar o divórcio que a mulher pediu. Garanto que se ele que tivesse decidido separar, não iria ter esse escarcéu todo.

— Sim, mas agora vamos pensar em nós dois, deixe eles para lá. — Harry pegou as mãos dela — Eu não quero ter que me separar de você, não quero mesmo.

— Não vamos nos separar, Jeffrey deixou claro que estava jogando sujo para me desestabilizar. — ela passou a língua entre os lábios — Eu só não quero vê-lo na minha frente nunca mais.

— Estamos juntos, essa é a melhor coisa nessa última semana.

Os dois não puderam deixar de sorrir por estarem finalmente juntos depois de uma semana tão conturbada como aquela que passaram separados. Eles agora só queriam ficar juntos e esquecer toda a tensão e as tentativas de apagar o brilho deles, no final, eles ainda estão juntos.



Espero que tenham gostado… ❤

Fiquem a vontade para falar comigo na ask sempre que quiserem 😘

- Tay

Eu sempre fui 100%, nunca houve meio termo, estado morno, nunca houve dúvidas quanto à minha participação numa relação. O problema é que as pessoas tem mania de quebrar pessoas que se entregam por completo, parece um hobbie grotesco e imbecil: ‘ela se entrega totalmente, vou ali conquistar e destruir seu coração pra ela aprender a nao se entregar assim a mais ninguém’. Você consegue ver como é cruel? Caramba, isso não é um desabafo, é um aviso. Eu não suporto mais ver isso acontecer com tantas pessoas incríveis, elas acreditam, se entregam e se frustram e poxa… No fim elas sao as culpadas. Isso aconteceu comigo, mas eu não me rendi, incrivelmente eu ainda acredito no amor, contrariando todas as expectativas, eu aprendi a me bastar e acredite, isso foi a melhor coisa. Mas tem-se que falar sobre para que todos entendam que nao sao donos de ninguém e se você se acha no direito de entrar na vida de alguem, fazê-la se entregar e ir embora, para mim, você não passa de um babaca.
—  Relatos da Dor.
quando olhamos para o céu, estamos olhando para o passado

a maioria das estrelas que vemos já morreu e a luz continua vagando pelo universo até chegar aqui, com séculos de delay.

amor não correspondido é isso: ver luz onde não há mais que se ver. e esperar algum proveito disso. 

Tentar te esquecer ou te esperar? Tentar te esquecer foi a melhor decisão que ele tomou! Te esperar podia causar tristeza pra vida dele porque as pessoas nos decepcionam muito rápido. Ele resolveu deixar de lado o amor que sentia, decidiu ir pra longe para esquecer,ou pelo menos, tentar. Pode ser que ele não tenha muito sucesso com isso. Pode ser que ele passe a vida toda se perguntando como seria se te esperasse, Será que vocês estariam felizes? Vocês jamais saberão isso. Mas enfim, foi o que ele decidiu e agora deve ta por ai tentando não lembrar do seu rosto, por mais que ao dormir o último pensamento seja você. Ele deve ta marcando de sair com os amigos pra se distrair, indo em vários lugares e seguindo perfis de várias pessoas pra ver se consegue conhecer alguém, por mais que saiba que isso de certa forma estar lhe machucando. É… ele ta tentando te esquecer.
—  Ellen Souza
  • E mais uma vez ela mente
  • namorado: O que houve bb?
  • ela: nada amor, por que ?
  • namorado: A sua carinha mudou do nada
  • ela: não é nada amor
  • namorado: Ok amor mas eu sei que tem alguma coisa errada com você
  • ela: não tem amor não se preocupe
  • Ela entra em casa e o sorrio da lugar a lagrimas quando ela entra no quarto olha meus braços, suas pernas, sua barriga e chora mais, então sua amiga de sempre aparece
  • lamina: oi
  • ela: oi
  • lamina: posso aliviar a sua dor se quiser
  • ela: eu não posso mais fazer isso
  • lamina: ninguém percebeu
  • ela: mas ele percebeu
  • lamina: ele não vai perceber se você continuar sorrindo
  • ela: ok
  • Então ela se corta mais uma vez, dessa vez o corte é profundo ela fica aliviada e depois mais triste do que estava antes, seu celular toca é ele ela limpa as lagrimas pega o celular e atende:
  • ela: Oi amor
  • namorado: Amor você ta bem ? abre a porta eu esqueci de te entregar uma coisa
  • ela: amanha você entrega amor
  • namorado: não posso amor, abre a porta por favor
  • ela limpa as lagrimas coloca seu casado e vai abrir a porta
  • namorado: amor o que houve ?
  • ela: nada por que ?
  • namorado: seu braço ta sangrando
  • Ela então começa a chora se joga nos braços dele e ele entende tudo com apenas um abraço dela.
  • namorado: Amor eu to aqui e não vou te deixa, eu não acredito que você se cortou de novo, eu não vou briga com você mas não quero ver mais você se corta, por favor amor pare com isso, hoje vou fica aqui dormi com você cuidar de você
Chansoo x Chanbaek?

Chansoo…muitos veem isso como um Otp romantico. Nós vemos isso mais como um BROtp. E de um tipo bem inofensivo, ou não…

Esse ano tem surgido bastante interação entre o nosso orelhudo mor e o baixinho violento (hihihi). Eles estão até usando anéis de “casal”. Não que esse “casal” ai signifique que eles tem algum relacionamento amoroso ( usamos a palavra casal porque é assim que é denominado acessórios iguais, principalmente na Coreia, couple rings), podemos definir esse anel como um anel da “amizade” também, ok? Para quem ainda duvida deles usarem aqui a prova:

External image

Ok, interpretem como quiser, mas nós achamos que isso é inteiramente amigável. E vamos mostrar como Chansoo é diferente de Chanbaek.

Para começar TODA essa proximidade ter começado justo em meio a todo esse momento BaekYEON é no mínimo suspeito. Até porque é claro e muuuuuito claro como o Baek fica afetado com essas interações.Mas ainda assim a amizade entre duas pessoas surge quando se menos espera, e sim eles podem ter se tornado grandes amigos, e isso é otimo.

Primeiro, vamos ver a diferença entre esses dois Otps de forma bem resumida.

Chansoo/Baekyeol

External image

External image

External image

Conseguiram captar a diferença de…sentimentos envolvidos nesses dois momentos. Se ainda não é o suficiente, vamos então ver… o toque de mãos entre eles( high five).

External image

External image

Essa ultima foto não parece, mas sim…foi SÓ um simples high five se tornou um momento meigo e romântico.

AMIGO X INTERESSE AMOROSO

———————————————————————–

Enfim…Não estamos dizendo que essa amizade está sendo totalmente usada para abalar o Baek com ciúmes, mas estamos afirmando que é muito visível o quanto isso tudo está deixando o nosso Bacon tristinho.

Provas?…

Para começar, esses dias isso aqui está acontecendo muito:

External image

Baek sempre observando e dando “rabo de olho” no Chanyeol. Sempre secretamente. Enquanto ele está sozinho ou com qualquer outro membro. E também quando Chansoo está acontecendo.

External image

Não sei o exato significado disso mas Baekhyun passou de leve a mão pelo nariz quase que escondendo um pouco seu rosto/expressão.

External image

Aqui ele parece olhar em direção ao Chanyeol mas virar logo que ver as mãos do Channie indo em encontro ao Soo.

External image

External image

External image

Lábios sorridentes e logo em seguida lábios pressionados que indicam ciúmes…aiai

———————————————————————–

Não é de hoje que o Baek não parece gostar do Channie interagindo com outro e o deixando de lado.

External image

External image

External image

External image

Só não venham me dizer que a expressão do Bacon ta feliz ai…………Nos poupe!

———————————————————————–

Tem acontecido vários momentos Baekyeol surtantes mas ainda assim de forma mais reservada. Como esse momento aqui. Que mais uma vez nos mostra como o Baek ainda parece ter sentimentos muito fortes pelo Chanyeol. Isso não é expressado porque ele montou nas costas do Channie num show passado(como muitas shippers pensam), mas porque em momentos singelos como esse, ele fica confuso e perturbado com apenas um simples toque. E isso só se pode ver se você olhar mais minuciosamente, é isso que torna tudo mais real. As coisas mais reais acontecem nos bastidores, acontecem no profundo dos corações deles, onde nunca vamos poder chegar a ver,mas também podem acontecer no meio de uma dança no palco, onde você nunca acha que vai acontecer nada. 

Observem…

External image

******* Não estamos desmerecendo Chansoo nem suas shippers, nós apenas estamos mostrando nossa visão sobre a situação, aceita quem quiser rebloga quem quiser. Mas por favor não venham com comentários haters como próprias Baekyeol shippers vieram quando dissemos que ultimamente algo está diferente com nosso OTP, sejam maduras(os) o suficiente para enfrentarem e aceitarem os fatos reais. Nós torcemos pelo casal e acreditamos piamente nele, mas não vamos mostrar fatos duvidosos só para convencer a todos de que o amor e os relacionamentos vão sempre 100% a mil maravilhas. Obrigada!

Olá, meu nome é Passado. Pode dizer que sente minha falta, que gostaria de voltar e me viver de novo, pode gritar que me odeia e que se arrepende amargamente de tudo. A culpa não é minha. O problema não é meu. Sou como um álbum mas eu guardo apenas memorias, sorrisos, lagrimas, abraços, beijos, palavras, sentimentos… Ah, eu guardo muita coisa, guardo até a morte que muitas vezes você esquece, então, “fica no passado”. Você gostaria de me reviver? De me mudar? De viver eternamente em mim? Isso é tão triste, é triste porque é impossível e porque daqui a três horas o que você está fazendo vai vir pra mim, é assim e você precisa aceitar. Aceite. Você nunca mais vai ver aquela pessoa que se foi, talvez isso seja bom mas talvez você ainda sinta a dor. Sabe aquele dia que você passou junto com ele? Vocês davam as mãos como se fossem viver sempre juntos, bom, ficou aqui comigo. Ficou no passado. Muita gente está aqui, é confuso, é complicado, é triste e as vezes é engraçado. Mas minha querida, entenda isso: você pode se lembrar, pode ver fotos, ouvir áudios guardados e até sentir um cheiro que te lembre mas nunca mais você irá viver aquilo novamente. Siga em frente, pare de se alimentar de mim, eu jamais irei te dar algo.
—  Passado é passado.
Ei, garçom, pode me dá um minuto de atenção? Chega aí. Segura esse copo de uísque, hoje não quero beber sozinho. É o seguinte, você deve ouvir em média umas 20 histórias de amor diariamente contadas por bêbados desconsolados, mas olha só, te garanto que comigo vai ser um pouco diferente. No meu caso, é um desamor. E como sempre, eu que estraguei tudo. Como todos os outros bêbados, eu perdi a garota que amo. Não vou passar horas aqui enchendo teu saco falando o quão incrível ela é, ou o quanto o sorriso dela é lindo. Pisei feio na bola com ela, mas acho que fiz o certo: “Cheguei na casa dela por volta das 23:00 – Tarde, eu sei –, esperei uns 2 ou 3 minutos após ter batido na porta até a ver pela janela indo em direção a porta com uma camisola amarela. Antes mesmo que ela pudesse chegar até a porta, eu simplesmente deixei a seguinte carta: “Chega de lamentações! Não vou mais te implorar por perdão. Entre nós dois não há nenhuma criança para não perceber que nunca daremos certo. Então é isso, nada vai ser como antes, ponto final. Chegamos ao nosso fim. Você já não me ama mais. Teus lábios já preferem outros aos meus. Não há mais nada que eu possa fazer, te perdi, dá pra acreditar? Foi tudo em vão, ou melhor, por água abaixo! Não vamos nos beijar na chuva, nem vou te ver vestida com minha camisa favorita pela manhã após termos uma noite só nossa. Não vamos discutir sobre o nome dos nossos filhos, não vamos mais fazer planos sobre o futuro. É estranho. Eu não sei, eu não sei… Eu gostaria de ao menos ter uma noção do que eu possa fazer pra te trazer de volta, entende? Mas talvez não seja dessa maneira, digo, te enchendo com minhas palavras amargas – Que aliás, hoje em dia não significam mais nada pra você –, muito menos tomar esse litro de uísque – Eu sei, é ridículo isso tudo, nem fui homem o suficiente pra te dizer tudo isso cara a cara, olha só pra mim, tô enchendo a cara pra ver se consigo te esquecer por um segundo sequer, ou melhor, esquecer por alguns instantes essa culpa que me cerca a cada minuto do dia –. Saca só, eu não vim aqui me desculpar, nem fazer teatro pra ver se você volta. É isso, não tem mais porém, acabamos. Dói, e você mesma sabe que dói. Mas cá entre nós, o que é essa dorzinha que tô sentindo, perto daquela que te causei? O que são minhas lágrimas comparadas aos teus choros desesperados? Ou melhor, o que sou eu sem você? Pra todas essas perguntas, uma única resposta: Nada!” Depois de uns 5 minutos escondido, ouvi o som do choro dela. Abaixei a cabeça e tive que engolir a seco tudo aquilo, corri o mais rápido que eu pude, corri entre os carros, levei alguns tombos e agora tô aqui. Eu sou um babaca, não é?! Não, não precisa me responder. Eu conheço bem a resposta. Talvez minha história não seja tão diferente das outras, como eu te disse, a minha é um desamor. Ah, claro, o porquê? (Risos). Aquela mesma carta eu terminei com: “Adeus, amor.
—  Osvaldo Fernandes
Eu gosto de você, gosto do seu cheiro, e do sorriso meio torto que da quando eu te abraço, dos seus olhos brincalhões, e da tuas mãos sem controle. Sei lá sabe, me sinto feliz quando estou contigo. Não sei se você sente a mesma coisa, mas se sentir, não vamos perder mais tempo. Vamos ver onde isso vai dar. Me dê a mão e se apaixona com o coração.
—  Danielly Martins.
Ei, garçom, trás um copo de Whisky, e pode deixar a garrafa. Dessa vez não é pra afogar as mágoas, é pra matar afogada a saudades. Senta aqui do meu lado; deixa eu te contar uns desabafos. Sei que você nem ao menos perguntou, mesmo assim vou falar. Se eu daria tudo pra voltar naquela festa só mais uma vez? (Engoliu uma dose de Whisky, então continuou), é claro que sim, mas ó, é só para vê-la brilhar naquele salão, encantando os marmanjos com aquele vestido azul, o mesmo, marcava suas curvas perfeitamente, como nenhum outro marcava, e se quer saber, que belas curvas! Mas sim, como é seu nome mesmo?… Não, não diga, isso não importa. Continuando, bem, eu daria tudo só pra ver tudo isso só mais uma vez. Se eu queria ver aquele sorriso de perto só mais uma vez? Oh seu garçom, não parece óbvio?! É claro que sim. Se eu daria qualquer coisa pra ver aqueles olhos cor de mel penetrarem os meus só por mais uma noite? Claro. O quê? Se eu queria voltar naquela festa para termos ao menos uma última dança ou um último beijo? Não, isso não! Pelo menos não um de despedida, mas sim, um de até logo. Oh garçom, trás outra garrafa de Whisky porque hoje a noite vai ser longa, e olha só, se eu morrer esta noite, diga à polícia que não foi a bebida que me matou, se tem algo que eu tenho morrido ultimamente, é de saudades.
—  Osvaldo Fernandes
Mas é que… É tão bom olhar para o lado e ver alguém. Mais do que isso até. Ver que alguém se preocupa com você, se preocupa se você está bem, se comeu, se dormiu direito, o que vai fazer a tarde, ou simplesmente alguém que te escute. É que, às vezes, não é necessário nada mais que isso.
—  Aghata Paredes.
Está Escrito (Maktub) - Cap.7

Gemini : Oi mãe, cheguei !

Lucy : Senti saudades.

Gemini : Demorei não né ?Vem cá, dá um abraço.

Lucy : Não estou acostumada a ver meu bebê sair assim, me senti sozinha filha.

Gemini : Mãe assim eu me sinto até mal sabe, deixar você aqui as vezes, dá próxima irá comigo.

Lucy : Não quero sair filha.

Gemini : Mas tem que sair, que isso, a senhora só fica em casa, quando não sai, tá assistindo TV, precisa ter seu lazer, uma diversão.

Lucy : Tá, posso pensar nisso.

Gemini : Pensar não, você vai, ou eu arrasto você mãe.

Lucy : tá achando que cresceu pra falar assim comigo Gemini ?

Gemini : Não precisa me chamar pelo nome, tava brincando .

Lucy : E eu também, te peguei , sua boba, vem ca, senta aqui comigo.

Lucy : Não conversamos muito, mas você sabe que o que precisar pode contar comigo né ?

Gemini : Sei sim mãe.

Lucy : Estou falando sério , tá ?

Gemini : Eu sei.

Lucy : Então tá bom.

Gemini : Vou pro meu quarto tá ?

Lucy : Tá bom,qualquer coisa chama.

~No Whatsapp~

- Ally ?

- Oi !

- Chegou bem ?

- Sim, só apenas com um pouco de saudades sua, é estranho.

- Também.

- Os amigos estão chamando pra outra festinha, só que não sei se vou, na verdade estou pensando se sim ou se não.

- Vai ser bom pra você Ally.

- Posso te contar uma coisa ?

- Pode sim.

- Tipo… Eu já beijei a Iohanna né, ela também já gostou de mim, e na verdade ainda gosta,e ela é uma das minhas melhores amigas, mas só a vejo como amiga, as vezes que eu beijava ela assim, mas sempre com a presença do grupo, ninguém se importava. E ai que … alguma hora ela vai notar , só te peço que seja paciente caso ela dê algum ataque pro seu lado,mas ela é gente boa.

- Não Ally, fica de boa, não vou nem ficar perto de você, quando a Iohanna tiver perto, vai que ela cria alguma maldade, sei lá. Ela não falou nada depois daquele dia ?

- Só falou que curtiu a festa, e que gostou de ter te conhecido, e tal, se eu tinha curtido te beijar, achei uma besteira ela ter perguntado isso,já que estávamos curtindo,mas respondi,fora isso tudo bem. E nada de não ficar perto, fica sim, quem te disse que te quero longe?

- Sei lá né, não gosto de brigas…

- Sabe o que acho estranho disso tudo ?

- O que ?

- Como as coisas acontecem da noite pro dia e como em pouco tempo o sentimento cresce. Pode ser rápido ou não, pode demorar anos, ou apenas dias. Você vê como as coisas acontecem Mini ? Eu não falava com você, não te conhecia, não sabia o quanto você era maravilhosa e uma pessoa excelente, cheguei até a querer ter te conhecido antes, pena que não dá né, é tudo no tempo certo e mesmo assim me sinto bem. Mas, o mais incrível é, a impressão que você me passa, eu pareço te conhecer a anos, e te conheço a dias, pareço já ter te conhecido de outras vidas, eu nunca conheci alguém tão , tão.. Qual palavra usarei ? Tão magnífica como você . Verdadeira… Sabe que o mundo falta pessoas verdadeiras ? Sim, falta, pessoas que saibam valorizar uma amizade, ou simplesmente amarem de verdade. Sabe o que senti a primeira vez que te vi ? Senti uma coisa que nem eu explicava, tipo, eu estava ali comprando, falando com você, mas eu te observava, você de cabeça baixa, nem me olhava. E a primeira vez que realmente olhei nos seus olhos, vi sua alma, como você é, por dentro e por fora,parece que aquele momento eu já tinha vivido. Talvez fosse pra acontecer, mas eu não consigo entender. Porque assim Mini, eu conheci diversas pessoas, e ao olhar pra elas, eu as via vazias, faltava alguma coisa nelas , sabe ? Sorriam, conversavam, andavam comigo, mas eram ocas. E aí eu te olho, e observo como você é completa. Quando você olhou pra mim e sorriu , isso ficou na minha cabeça. Eu sempre fui uma pessoa super liberal, tive na minha mente se eu gostasse de uma garota , eu ficaria com ela, ou um garoto, o que meu coração escolhesse. Meus pais me ensinavam desde pequena que o certo de menina era com menino . Até eu crescer e ver um casal de garotas juntas sorrindo com uma criança, aquilo me encantou, e até hoje tenho essa imagem na minha cabeça. Sabe, certas pessoas que conhecemos a gente nunca entende o por que delas entrarem na nossa vida. A gente se pergunta, se pergunta, e nunca chega uma resposta. Eu acho que é mais pra ser vivido , sabe ? Eu começo a imaginar que o que é pra acontecer, está escrito. Mini, se eu te disser que o que vejo em você é totalmente diferente do que vejo em todas pessoas que conheci até hoje você não acredita. Isso me faz querer ficar mais e mais ao seu lado, o ruim é sempre a hora em que você vai pra sua casa e eu pra minha, eu sinto saudades já. Você me entende ? A uns dias atrás eu não sabia seu nome, nem seu endereço, nem nada. E hoje eu sinto até necessidade de estar com você. Você já se sentiu assim ? Dependente de alguém ? Eu acho que é o bem que você me faz sempre que estamos juntas, eu nunca me senti assim ao lado de ninguém, nem com meus pais. Eles me deram tudo que sempre pedi e esqueceram do que eu mais precisava, atenção, carinho, as vezes parecem ligar só pra eles, e se eu os amo ? Sim, são meus pais. Por um segundo que você me olhou aqui, eu me senti segura,quando você me abraçou forte. Essas pequenas coisas, são grandes sabia ? Até o jeito que você sorri quando me vê. Logo eu ? Ainda me pergunto se mereço uma pessoa tão especial na minha vida como você. Mas sim,o que tenho a te dizer é que, você se tornou especial demais pra mim.

- Meus olhos encheram de lagrimas ao ler isso ,eu me sinto como você Ally . Tive a mesma impressão,é dessa forma. Você sempre esteve ao meu lado, esteve perto. Não se falávamos, mas mesmo que a alguns passos, estávamos sempre perto . Mas parece que tudo começa a fazer sentido , quando a primeira palavra é dita, quando o primeiro oi é dado, mesmo que seja na maior timidez o mundo. E daí a gente passa a se conhecer, passa a se ver de uma forma diferente. Eu jamais imaginaria que a menina que eu via passar todos os dias na minha frente e nunca olhar na minha cara, seria a menina que eu iria valorizar pra caramba, a quem me deu o primeiro beijo ,e pior, a que me fez perceber que nem sempre o que a gente ver, é o que a gente acha que é . Eu tinha uma impressão totalmente errada de você,achava metida sim,mas só era isso . E hoje vejo que você é a pessoa que , putz, qualquer pessoa iria querer ter ao lado, sabe … Eu até hoje não entendo como a gente foi se beijar, pra mim foi nervoso sim, uma garota, e ainda você Ally, e não vou mentir pra você que depois que isso acontece, fica na cabeça, e ficou na minha cabeça, eu estava sorrindo pra parede lembrando desse primeiro beijo, e lembrei de cada detalhe e de cada gesto seu, ao me olhar. E não imaginaria que aconteceria de novo, e aconteceu, na sua casa, e tipo . É pra ficar besta sim, você é tão … inigualável , tão única , você sabe disso ? Imagino que não né . E você é diferente de muitos . Existem pessoas da sua classe que pisam nas outras por que parecemos ao olhar deles “inferiores” , isso dói por que eles só olham nosso exterior e não sabem nem o que a gente passa na vida, o que fazemos todo dia pra sobreviver . Quem tem tudo, na verdade não tem nada, sempre algo o falta. Eu tenho tudo que Deus me deu, tudo que minha mãe pode me dar, e sou feliz,talvez a única coisa que faltasse pra mim era alguém como você… rs.

- Sempre me faltou algo também, eu sorria, eu pulava, corria, passeava, fazia de tudo, mas é como se a gente sentisse a necessidade de algo que não sabemos o que é. O que passo a enxergar é que depois que te conheci não me falta mais nada. È como se eu tivesse te esperando a vida toda . Eu sei que é só uma amizade (e que amizade né ?) Mas, já te tenho como uma pessoa importante e fundamental na minha vida, no meu ser.Acho que a cada dia que passarmos a conversar e se conhecer mais, vamos ver quantas coisas temos em comum .

- Isso ! Eu já chego em casa e pego logo o celular pra conversar contigo, este bendito celular que jamais esquecerei de onde veio.

- Agora vai ficar igual a mim , KKKK , com o celular na mão o tempo todo. Pelo menos agora você pode se comunicar com quem você quiser, e é claro, comigo.

- Trocaria as conversas aqui, por momentos ao seu lado.

- Agora você já tem uma grande amiga, olha eu aqui, a gente vai estar saindo sempre ok ? Você precisa conhecer muitas coisas , e convida a tia Lucy pra sair com a gente.

- Amando muito tudo isso.

- Ah um pedido u_u

- Qual?

- Que isso não demore !

- Espero que não.

- Adivinha quem vai dormir ?

- Isso mesmo, eu!

- Você também vai ? Mas eu ia primeiro

- Então vamos dormir juntas u.u

- Quem dera…

- O que ?

- Nada não !

- Você e seus nada não, rum.

- Se não sabe Ally , coloquei sua foto como plano de fundo,tá coisa mais linda ç.ç

- Isso é muito fofo, mas não fiz isso no meu ainda, a única coisa que fiz é por uma musica quando você chama, a ultima vez que meu celular chamou e tocou sua musica, quase cai da escada

- KKKKKKKK, que menina besta!

- È, pra você ver como você é importante.

- Sou né ?

- é sim, sabe que é ! agora vou me deitar, boa noite *-* , dorme bem <3

- Você também, amanhã a gente se vê .

- Ainda bem, bjs.

~ No dia seguinte~

Gemini chega mais cedo! E ali fica sentada, não só trabalhando mas olhando pra todas as pessoas com esperança de ser a Ally.

Allysson : Psiu , tá me procurando ?

Gemini : Que susto !

Allysson : Mandei o Bill estacionar lá atrás hahaha

Gemini : Que milagre é esse chegando cedo ?

Allysson : Ainda me pergunta? Falta 30 minutos pra aula começar, e não me importo de acordar mais cedo pra ficar aqui contigo.

Gemini : Sério que você não vai entrar e vai ficar aqui ?

Allysson : Sim ,ué

Gemini : Senta aqui.

Allysson : Não, eu vou ficar em pé mesmo, daqui a pouco sento…

Gemini : Então eu vou levantar também. Pronto !

Allysson : Por quê você está me olhando desse jeito ?

Gemini : Nada não

Allysson : Me constrange *abaixa a cabeça*

Gemini : Levanta cabeça Ally , olha pra mim rapidinho.

*ally olha nos olhos da mini*

Allysson : Tenho sempre a mesma impressão ao te olhar.

Gemini : Não sei por que ao mesmo tempo que olho seus olhos , olho sua boca.

Allysson : Olha onde estamos , *risos*

Gemini : Esse clima me pega nos lugares mais impossíveis .

~o tempo voa e a hora de entrar chega, enquanto isso mini atende as pessoas que ali estavam~

*Ally sai correndo antes que o portão feche*

* Mini a olha ir*

*Ally volta correndo e dá um abraço super apertado na Mini*

Allysson : Fica bem, até daqui a pouco , *beija a bochecha*.

~Gemini fica tão sem jeito, que depois disso seu sorriso era somente de felicidade~

(CONTINUA)