mais que imperfeita

Eu te fito, ou pelo menos queria. Suas costas nuas me resgatam de pensamentos insanos. É como se minha atenção fosse criada para lhe servir. Meu desejo aflora no corpo e só de saber quantas ruas te escondem de mim, já me flagro em desespero. Não há mal nenhum em fitar a esperança (?). Te desenho em minhas cenas esperando que salte do papel. Quanto de você cabe em mim? Quanto do nosso tempo é necessário para te ter pra mim? Que imperfeita mais bela, exala graciosidade e fogo. Te espero queimar em mim. Não consigo acabar, talvez por não ter começado. Talvez por não ter te beijado. Talvez por ser o tempo errado, talvez por ser você.
—  Wordland.