mais novo

Pessoas são como pássaros que voam em direção ao horizonte: alguns encontram seu destino antes de chegar, outros procuram apenas um galho seco para pousar e nunca encontram. Eu faço parte dos que encontram o seu destino antes de chegar. Encontrei mais que um destino, encontrei mais que um galho florescido na árvore mais bonita daquela floresta. Eu te encontrei, encontrei alguém que sempre pude descansar minhas asas, sempre pude esconder-me das tempestades debaixo das suas folhas… Talvez, algumas vezes, eu tenha sido um pássaro mal, apenas por não ter voltado algumas vezes para te fazer companhia. Então, desculpe-me por ter pensado em apenas bater as asas rumo à horizontes novos e ter, por alguns momentos esquecido daquele que tanto me curou da maldade do mundo. Agora estou aqui, de asas abertas para te abraçar, para te dar o carinho que você merece. Portanto, não deixarei que nenhum mal te aconteça, não permitirei mais que nenhum novo horizonte me faça te perder de vista. Feliz dia do amigo <3
—  Lucas Vasconcelos

Que bom que pode me encontrar aqui! É sério, de verdade, eu preciso muito contar isso pra alguém porque é tão importante que eu quase estourei um champanhe. Enfim, Tortilla foi ao veterinário hoje e como ela tem 14 anos eu sempre fico bem encucada, mas o médico disse que está tudo bem com ela e que ela é mais saudável que muito cachorro mais novo, então a notícia super hiper mega importante era essa! 

Mas o pior de tudo é que eu ainda confiro se a torneira está mesmo fechada, eu não consigo simplesmente fechá-la e seguir, sem olhar pra trás. Eu olho, olho de novo, dou mais uma olhadinha e passo todo o caminho pensando se ela não tá pingando, se eu fechei mesmo ou apenas sonhei ter fechado. Ter certeza não me deixa segura, só me enche de dúvidas.
—  Desencontrou.
Mas a lição que eu aprendi no sábado é que não vale a pena consertar um carro pela décima vez. É mais fácil comprar um novo e fim de papo. Afinal, eu bem que tentei consertar meu relacionamento com todas essas pessoas e só ganhei mais e mais poses e menos e menos verdades. Ainda que doa deixar pessoas morrerem, se agarrar a elas é viver mal assombrado.
—  Tati Bernardi.
Somos compostos de sonhos e sempre nos falam que devemos segui-los. A gente até tenta, mas ás vezes acaba se deparando com um caminho que não queríamos seguir. Porque, o mundo é uma enorme esfera circular e sua grande função é dar voltas. Pode ser que em uma dessas, o caminho se torne diferente e já não seja mais o mesmo que planejamos. E nossos reações já não são mais iguais, nossas atitudes deixam de ter motivações porque não está acontecendo aquilo que queremos no momento. A gente começa a se sentir perdido, sem razão, sem nenhum tipo de perspectiva: Por que não consegui? Não sou suficiente? Quando vai dar certo? As perguntas que começam a nos amedrontar são sempre as mesmas. A vontade de se arrumar se ausenta e nossa beleza se esconde dando lugar a um rostinho triste com expressões vazias. O celular não toca, nenhum resquício de chamada perdida, nada de e-mail na caixa de entrada. A vida se torna repetitiva, a rotina cansativa e ninguém mais surpreende. Nada novo. Nada emocionante. A gente perde a vontade de lutar e de ter o melhor porque no caminho que a vida nos permitiu andar, a gente já não tem mais ânimo pra correr. É triste pensar que nossos planos podem dar muito certo, mas também possuem capacidade para dar muito errado, e talvez esse seja o maior problema disso tudo, continuar insistindo em coisas que não nos complementam. Por que a gente sempre luta pelas nossas escolhas e elas nunca nos escolhem. Por isso tentamos idealizar uma vida perfeita, cheia de reticências e to be continued’s… Mas é doloroso pensar que tudo isso possa vir a ser o contrário caso a gente se depare com um ponto final.
—  Pedro Pinheiro e Iolanda Valentim.
E a gente promete nunca mais telefonar para quem nos faz sofrer, mas acaba telefonando, e ele atende, e implica, e a gente some, e ele chama, e a gente volta, e briga, e ama, e sofre, e ama, e ama, e ama, e desama, e termina, e quando parece que cansamos, que não há mais espaço para um novo amor, outro aparece, outro parto, começa tudo de novo, aquele ata-e-desata, o coração da gente sendo puxado para fora.
—  Tati Bernardi.
Oi, Deus. Podemos conversar?

Carreguei o meu melhor sorriso o dia todo. Confortei pessoas. Ouvi tantas outras. Me coloquei em segundo plano, só para ver alguém sorrir. Mas, Tu conheces o meu interior, e sabes que não sou de aço. Está doendo. Eu estou cansada. Me sinto sozinha, por um triz. Estou à ponto de explodir. De largar tudo. Mas eu não quero. Não posso. Socorro, Deus! Queria poder fugir. Mas, para onde irei, Senhor; se só me acho em Ti? Me ajude, por favor. Não quero ter que desistir. Vou ficar quietinha aqui. Me perdoe se eu chorar, tá bom? Mas, que Tu uses essas mesmas lágrimas, para regar a minha fé, e fazê-la mais forte. Amanhã é novo dia, tudo há de se renovar; essa é a promessa. Eu creio.

O destino deve estar me olhando com aquela cara de quem diz : não acredito que você fez merda de novo, trouxa mesmo, a mano vou ajudar mais não.
A cada sensação nova eu penso no quanto seria bom ter você para compartilhar cada pedaço disso, é muito triste pensar que você compartilha coisas novas com pessoas que para mim são estranhas. É muito triste não te imaginar no fim de tarde me dizendo o quanto tudo é tão chato e cansativo. É muito triste ver o tempo passar e minhas esperanças de ter você de volta irem embora junto. Mas a quem estou querendo enganar? Preciso dizer que sinto saudade de tudo o que vivíamos juntos. Sinto saudade dos teus pés que dormiam e acordavam entrelaçados aos meus, do cafuné que eu fazia em ti e tu fazia em mim antes de dormir e do café que tomávamos juntos de manhãzinha. Sinto saudade daqueles bilhetinhos que diziam “não esquece que te amo, mais que ontem e menos que amanhã”, que tu deixava nos sábados de manhã, quando eu insistia em ficar em casa e você, como sempre, hiperativo, saía pra correr. Sinto saudade dos teus olhos fitando os meus, sinto saudade do desenho da tua íris. Sinto tanta saudade… Toda essa saudade me fez aprender que sentir saudade não é, e nunca foi, o suficiente para trazer alguém de volta. Sentir saudade é só mais uma das consequências que a tua ausência causou. A saudade que sinto veio acompanhada pela dor, pelas lágrimas, pela nostalgia, pela vontade de te ver uma outra vez, nem que fosse de longe, pelo anseio de enxergar novamente teu sorriso lindo que cessou, pelo desejo de sentir novamente o toque caloroso que transmitias, por querer ouvir de novo, mais uma única vez, a casa barulhenta com aquelas suas musicas country. Amanhã é sábado e além de uma saudade sufocante me deixaste com uma dúvida absurda: se tinhas certeza que me amava aos sábados por que partistes numa sexta à noite como essa? Tudo aqui permanece igual, a casa, seus livros, nossas fotos, os bilhetes… Até a saudade me fez companhia. Só tu que foste embora.
—  Escrito por Lorrayne, Juliana e Marina em Julietário.

Nem sempre há solução. Não adianta falar, pedir, implorar, explicar seus motivos, colocar seus sentimentos e expor suas preocupações. Quando depende do outro você só aceita. Você tenta, tenta de novo, tenta mais um pouquinho, tenta até não ter mais jeito. Às vezes, tenta tanto, mas tanto, que o coração acaba em pedacinhos. E mesmo com todas as tentativas, nada muda. Mas, entenda, nem tudo merece seu esforço e desistir não é um ato de fraqueza, mas sim, de respeito por si e amor próprio, que se faz necessário em certos casos, pois só quando você desiste do que não tem solução e só te desgasta, é que você limpa sua vida do que te faz mal e abre espaço para algo novo te fazer feliz.
—  Uma menina chamada Madeleine
E que venham novas lembranças,
Novas pessoas,
Novos sorrisos,
Novas histórias,
Novos começos,
Novos lugares,
Novos ares…
—  Mais motivos para sorrir e só… , Flávia Oliveira