lugar nenhum

Quando eu olho pra você ♥

Quando olho em seus olhos, ainda vejo que você me ama. Quando olho em seus olhos, sinto seu coração bater aceleradamente. Quando olho em seus olhos, não dá vontade de olhar para nenhum outro lugar. Quando olho pra você, percebo que ainda fica nervosa. Quando olho pra você, sinto que isso que você sente nunca irá acabar por mim. Quando olho pra você, acredito que nossa ligação nunca irá se acabar. Quando olho pra você, fico sem saber o que pensar ou que fazer. Quando olho pra você, minhas pernas ainda tremem como da primeira vez que a gente se viu. Quando olho pra você, fico besta admirando a sua beleza. Quando olho pra você, meus olhos brilham mais que qualquer outra estrela. Quando olho pra você, ainda me lembro de tudo o que passamos. Quando olho pra você, quero desviar o olhar para você não perceber. Quando olho pra você, torço que possa olhar pra você amanhã de novo. Quando olho pra você, lembro que sou o cara mais sortudo por estar ali olhando pra você. Quando olho pra você, sinto as nuvens. Quando olho pra você, parece que estou á 220 km/h. Quando olho pra você, vejo o universo em segundos. Quando eu olho pra você, eu me acho, me perco e me sinto a pessoa mais feliz do mundo. E confesso, Eu amo quando olho pra você e você sorrir pra mim. Me sinto infinito quando olho pra você. É como se teus olhos castanhos fossem o arco íris no final da tempestade. Seu olhar é infinito, querida. Seu olhar é o que preciso. E se eu olhar pra você e em seguida sorrir, saiba de uma coisa: Eu ainda amo você.

Eu sabia que não era pra ser. Sabia desde o começo que isso não iria chegar a lugar nenhum. Porém a ingenuidade me alcançou e me fez ficar cega a ponto de alimentar esperanças das quais deveriam ter sido extintas desde o princípio. Tentar machuca, porque você não consegue desvendar o que vai te acontecer no final. Você acaba mergulhando em águas desconhecidas e elas podem ser tão profundas que você não consegue mais voltar; quando viu já te submergiu por inteiro. Os medos te privam, mas graças a eles que você evita muitas decepções. As inseguranças falam pra você todos os dias que é necessário mudar, parar, seguir para outra. Por mais que te doa, a melhor saída é desistir enquanto ainda é tempo, porque nem sempre desistir é sinal de fraqueza; é apenas a aceitação de que não adianta tentar e se machucar. Portanto, quando tiver certeza, recue.
—  Alícia Gither in Experiências.

 Quero voltar pra você, quero de volta o meu lugar. Não sou feliz sozinho, não sei bem qual é o caminho.

 Eu não vou a lugar nenhum sem você, não tenho lugar pra voltar. Eu estive só, estive sozinho… Quanto tempo foi perdido?

 Acende a luz, que eu quero ver você aqui pra mim… Esse é o dia que eu tanto esperei.

 Esquece tudo agora, só existe a gente aqui, então se deite e me beije e se solte muito mais.

 Vou me embriagar de você, eu vou me embriagar de você…

 Sorrir, chorar, viver, tentar entender essas coisas malucas da vida. Que bom que é ter você…

 Você é a melhor coisa que eu tenho na vida…

Marilia Mendonça

Sem você a vida não continua.

Eu e você, sem regra, sem lógica.

Me apaixonei pelo que eu inventei de você.

E seja como for, que venha um novo amor que eu já to de saída.  

Falando em saudade, tá aqui comigo a sua metade.

Dois estranhos perdidos tão perto e distantes do amor.

Falando em saudade de novo eu acordei pensando em você.

Nos traços do sorriso deu pra perceber O que será que tá faltando em você? O que falta em você sou eu!

Seu sorriso precisa do meu, sei que tá morrendo de saudade, vem buscar logo a sua metade.

Já faz um mês que não te vejo, trinta dias que eu acordo pensando em você.  

Quando se der conta, já passou, quando olhar pra trás, já fui embora .

A gente falava de amor, que pena que a nossa voz já se calou.

Fomos dois viramos um, hoje somos só metade, chegamos em lugar nenhum. 

A gente se dá tão bem entre quatro paredes que pouco me importa do quarto pra fora.

E meu assunto que não muda, minha cabeça não ajuda, loucura, tortura.

É tipo um vício que não tem mais cura, e agora de quem é a culpa? A culpa é sua por ter esse sorriso.

Eu lembrei de você hoje e pela primeira vez senti saudades. Em seguida percebi que a saudade não era de você, mas sim da dor que me causava, pois no fundo eu sabia que vivia uma mentira, um sonho… Um sonho que só existia dentro do meu coração e não estava presente em mais nenhum lugar, a realidade não tinha espaço pra nós. Eu senti saudade da tua dor, porque ela era de mentira. Eu senti medo da dor real e queria me esconder em baixo da minha cama e agarrar a dor disfarçada de esperança que pulsava no meu peito, porque a que eu sinto agora poderá nunca passar. Nós não fomos reais, mas meus últimos meses sim e eu tenho medo da dor que a realidade pode deixar depois que acabar.
—  Beatriz Pontes.