longa exposição

[…] — Não entendo porque insiste em continuar sofrendo — Indaguei, embora soubesse o quanto aquelas palavras eram mentirosas. É claro que entendia. Eu também ainda sofria.

— Dentre as opções que tinha, essa me pareceu a melhor. — Ele confessou, fechando momentaneamente suas pálpebras.

— Que opção poderia ser pior que essa?

— Tentar te esquecer. — Murmurou.

— Se me tirasse da sua vida, a dor iria embora. — Minha voz soara tão baixa quanto a sua. Naquele momento, nós sussurrávamos como se estivéssemos compartilhando segredos extremamente íntimos. E talvez aquilo não fosse mentira, de fato.

— E a alegria também. —Lucas deu de ombros. —Entre permanecer com o coração quebrado e te apagar dele, achei que a primeira ideia ao menos ainda traria algum sentido para minha vida.  […]

—  Amor de Livro