lidewij vliegenthart

Also *TFIOS SPOILERS*

Can we talk about how Lidewij was a badass? She was willing to deal with Peter Van Houten being a general asshole, but also didn’t think twice about resigning once it was just too damn much and she couldn’t stand by and watch his behavior anymore. And then, coming back to him to put him in his place, like, no bitch, I do not accept you, drunken stupid head, here’s what’s gonna go down, you’re gonna read this letter and you are going to like it! I fear I do not describe my feelings accurately. I just really, really like her. She’s also a ginger. And has a boyfriend named Bas who is there to help her restrain drunken ex-employers. I really wish I knew more about her and her boyfriend, oh my god, I have these awesome images in my head of their awesomeness. It’s a “what happened to Anna’s mother?” kind of situation, I just really wish I could know more about her, she’s my favorite side character, except I love EVERYONE.

Hoje faz exatamente um ano que Augustus Waters morreu. Não havia mais aqueles olhos azuis, não havia mais ligações durante a noite, nem metáforas. Só eu e meu câncer. Relembrar a morte dele era como ter água nos pulmões: Sufocante e doloroso, uma dor que nunca passava. Estava vivendo naquela terceira dimensão só nossa. Minha e do Gus. Desta vez, terrivelmente sozinha. Sou a paciente de uso contínuo mais longo do Falanxifor. O remédio funcionava para mim, mas não para todo mundo. Me sinto sozinha, e não vejo motivos para meus pulmões continuarem em sua luta contra essa praga de câncer. O dia começou como todos os outros. Me desliguei do biPAP, me liguei ao Felipe e assisti alguns episódios gravados de America’s Next Top Model na cama. Abri o email para reler os quatro anexos que Lidewij Vliegenthart havia lhe mandado um ano atrás. Isso era reconfortante, como se uma parte dele tivesse ficado comigo. Um novo email tinha chegado uma semana atrás, e eu nem tinha notado. “Querida Hazel, Desde que Peter leu as últimas cartas que Augustus escreveu, se encontra mudado. Parou de beber e começou a escrever um novo livro, sem nome definido ainda. Ele está contando sua história. De vocês, na verdade. Sua e de Augustus. E em breve te mandará os primeiros capítulos. Van Houten também pretende fazer uma continuação de Uma Aflição Imperial, contando o que aconteceu com a mãe da Anna, o Homem das Tulipas Holandês, Sísifo, o hamster e com todos os outros. Isso é o que podemos chamar de milagre não acha? Estou realmente muito feliz, acho que tudo vai dar certo agora. Espero te ver novamente. Sua amiga, Lidewij Vliegenthart.” Na mesma manhã, coloquei alguns sanduíches de tomate e queijo dentro de uma cesta de pique-nique, carregando o UAI e saí. Quando cheguei ao meu destino, sentei-me num banco e li um pouco do livro. Assim como Uma Aflição Imperial, a existência de Augustus foi, de certa forma, rápida, marcante e finita. Fui até a última página em branco, peguei uma caneta e comecei a escrever. “Augustus Waters, Uma vez, você me pediu um elogio fúnebre, e eu não disse nem a metade da metade do que deveria ter dito. Amo seu sorriso torto e amo sua voz. Amo o fato de me chamar de Hazel Grace, e não só Hazel como todos. Amo suas lindas pernas e o modo como você anda. É muito egoísmo da minha parte,mas queria ter morrido antes. Bem,o mundo não é uma fábrica de realização de desejos. Ah, Isaac está ótimo. Veio me ver alguns dias atrás - Não literalmente, claro. - E me contou que a Mônica apareceu em sua casa com o novo namorado para ameaçá-lo pelos ovos que vocês jogaram no carro. Ele apenas bateu a porta na cara dela e disse que no momento não sentiu nada, mas instantes depois foi jogar Counterinsurgence 2: O preço do alvorecer enquanto chorava. Sem troféus quebrados dessa vez. Seus pais espalharam mais encorajamentos pela casa. E está tudo bem com as suas irmãs. Meus pais choram bastante ultimamente. A unica coisa pior do que morrer com um câncer aos dezessete anos é ter um filho morrendo de câncer aos dezessete anos. Então respiro fundo - ou quase - E tento consolá-los. Sou uma granada, e aprendi que é impossível tentar salvar os outros de minha própria explosão iminente. E o que eu queria dizer aqui ainda não disse, não caberia nesse pequeno espaço em branco na folha. Afinal, não é todo dia que encontramos um cara que não tenha perna e ao mesmo tempo tenha as pernas mais lindas do universo. Um cara que gaste seu único desejo pra me levar à Amsterdã e beber estrelas comigo. E não, não me arrependo de ter ido à Disney, foi bem legal. “Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações.” Você não é um escritor tão ruim assim sabia? Alguns infinitos são maiores que outros, Augustus. O nosso infinito durou muito pouco. Mas agora, farei com que ele se prolongue. Da sua, Hazel Grace.” Arranquei um pedacinho do livro e escrevi: “Fui atrás de Augustus Waters, esse é o meu destino. Me desculpa. Amo vocês.” Tirei a cânula e esperei que a escuridão viesse. - Okay. - Disse num último suspiro.
—  A culpa é das estrelas
Um fã que não sei o nome, criou uma continuação de ” A Culpa é das Estrelas”. Leia até o final, você não irá se arrepender. "Hoje faz exatamente um ano que Augustus Waters morreu. Não havia mais aqueles olhos azuis, não havia mais ligações durante a noite, nem metáforas. Só eu e meu câncer.Relembrar a morte dele era como ter água nos pulmões: Sufocante e doloroso, uma dor que nunca passava. Estava vivendo naquela terceira dimensão só nossa. Minha e do Gus.Desta vez, terrivelmente sozinha.Sou a paciente de uso contínuo mais longo do Falanxifor. O remédio funcionava para mim, mas não para todo mundo.Me sinto sozinha, e não vejo motivos para meus pulmões continuarem em sua luta contra essa praga de câncer. O dia começou como todos os outros. Me desliguei do biPAP, me liguei ao Felipe e assisti alguns episódios gravados de America’s NextTop Model na cama. Abri o e-mail para reler os quatro anexos que Lidewij Vliegenthart havia lhe mandado um ano atrás. Isso era reconfortante, como se uma parte dele tivesse ficado comigo.Um novo email tinha chegado uma semana atrás, e eu nem tinha notado.” Querida Hazel,Desde que Peter leu as últimas cartas que Augustus escreveu, se encontra mudado. Parou de beber e começo a escrever um novo livro, sem nome definido ainda. Ele está contando sua história. De vocês, na verdade. Sua de Augustus. E em breve te mandará os primeiros capítulos.Van Houten também pretende fazer uma continuação de Uma Aflição Imperial, contando o que aconteceu com a mãe da Anna, o Homem das Tulipas Holandês, com o hamster e com todos os outros. Isso é o que podemos chamar de milagre não acha? Estou realmente muito feliz, acho que tudo vai dar certo agora. Espero te ver novamente. Sua amiga,Lidewij Vliegenthart “ Na mesma manhã, coloquei alguns sanduíches de tomate e queijo dentro de uma cesta de pique-nique,carregando o UAI e saí.Quando cheguei ao meu destino,sentei-me num banco e li um pouco do livro. Assim como Uma Aflição Imperial, a existência de Augustus foi,de certa forma, rápida, marcante e finita.Fui até a última página em branco,peguei uma caneta e comecei a escrever.” Augustus Waters, Uma vez, você me pediu um elogio fúnebre, e eu não disse nem ametade da metade do que deveria ter dito. Amo seu sorriso torto e amo sua voz.Amo o fato de me chamar de Hazel Grace, e não só Hazel como todos.Amo suas lindas pernas e o modo como você anda.É muito egoísmo da minha parte,mas queria ter morrido antes. Bem,o mundo não é uma fábrica de realização de desejos.Ah, Isaac está ótimo. Veio me ver alguns dias atrás - Não literalmente,claro. - E me contou que a Mônica apareceu em sua casa com o novo namorado para ameaçá-lo pelos ovos que vocês jogaram no carro. Ele apenas bateu a porta na cara dela e disse que no momento não sentiu nada, mas instantes depois foi jogar Counterinsurgence 2: O preço do alvorecer enquanto chorava. Sem troféus quebrados dessa vez.Seus pais espalharam mais encorajamentos pela casa. E está tudo bem com as suas irmãs.Meus pais choram bastante ultimamente. A unica coisa pior do que morrer com um câncer aos dezessete anos é ter um filho morrendo de câncer aos dezessete anos. Então respiro fundo - ou quase- E tento consolá-los. Sou uma granada, e aprendi que é impossível tentar salvar os outros de minha própria explosão iminente.E o que eu queria dizer aqui ainda não disse, não caberia nesse pequeno espaço em branco na folha. Afinal, não é todo dia que encontramos um cara que não tenha perna e ao mesmo tempo tenha as pernas mais lindas do universo. Um cara que gaste seu unico desejo pra me levar à Amsterdã e beber estrelas comigo. E não, não me arrependo deter ido à Disney, foi bem legal.” Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. ” Você não é um escritor tão ruim assim sabia? Alguns infinitos são maiores que outros, Augustus. O nosso infinito durou muito pouco. Mas agora, farei com que ele se prolongue.Da sua,Hazel Grace. “Arranquei um pedacinho do livro e escrevi:”Fui atrás de Augustus Waters, esse é o meu destino. Me desculpa. Amo vocês.”Tirei a cânula e esperei que a escuridão viesse.- Okay. - Disse num último suspiro."
Fault In Our Stars - Star Signs

Hazel Grace: Taurus

Hazels Mum: Capricorn

Augustus Waters: Aquarius 

Isaac: Cancer

Peter Van Houten: Pisces

Patrick: Cancer

Lidewij Vliegenthart: Gemini

*i obviously don’t own these characters John Green does and i don’t know their ‘real’ birthdays or anything so this is just for fun and entertainment purposes*

The Signs as John Green Characters
  • Aries: Isaac
  • Taurus: Alaska Young
  • Gemini: Radar
  • Cancer: Hazel Grace Lancaster
  • Leo: Ben Starling
  • Virgo: Quentin Jacobson
  • Libra: Lacey Pamberton
  • Scorpio: Peter Van Houten
  • Sagittarius: Augustus Waters
  • Capricorn: Lindsey Lee Wells
  • Aquarius: Margo Roth Spiegelman
  • Pisces: Lidewij Vliegenthart
A Culpa e Das Estrelas

Hoje faz exatamente um ano que Augustus Waters morreu. Não havia mais aqueles olhos azuis, não havia mais ligações durante a noite, nem metáforas. Só eu e meu câncer.Relembrar a morte dele era como ter água nos pulmões: Sufocante e doloroso, uma dor que nunca passava. Estava vivendo naquela terceira dimensão só nossa. Minha e do Gus.Desta vez, terrivelmente sozinha.Sou a paciente de uso contínuo mais longo do Falanxifor. O remédio funcionava para mim, mas não para todo mundo.Me sinto sozinha, e não vejo motivos para meus pulmões continuarem em sua luta contra essa praga de câncer. O dia começou como todos os outros. Me desliguei do biPAP, me liguei ao Felipe e assisti alguns episódios gravados de America’s NextTop Model na cama. Abri o e-mail para reler os quatro anexos que Lidewij Vliegenthart havia lhe mandado um ano atrás. Isso era reconfortante, como se uma parte dele tivesse ficado comigo.Um novo email tinha chegado uma semana atrás, e eu nem tinha notado.” Querida Hazel,Desde que Peter leu as últimas cartas que Augustus escreveu, se encontra mudado. Parou de beber e começo a escrever um novo livro, sem nome definido ainda. Ele está contando sua história. De vocês, na verdade. Sua de Augustus. E em breve te mandará os primeiros capítulos.Van Houten também pretende fazer uma continuação de Uma Aflição Imperial, contando o que aconteceu com a mãe da Anna, o Homem das Tulipas Holandês, com o hamster e com todos os outros. Isso é o que podemos chamar de milagre não acha? Estou realmente muito feliz, acho que tudo vai dar certo agora. Espero te ver novamente. Sua amiga,Lidewij Vliegenthart “ Na mesma manhã, coloquei alguns sanduíches de tomate e queijo dentro de uma cesta de pique-nique,carregando o UAI e saí.Quando cheguei ao meu destino,sentei-me num banco e li um pouco do livro. Assim como Uma Aflição Imperial, a existência de Augustus foi,de certa forma, rápida, marcante e finita.Fui até a última página em branco,peguei uma caneta e comecei a escrever.” Augustus Waters, Uma vez, você me pediu um elogio fúnebre, e eu não disse nem ametade da metade do que deveria ter dito. Amo seu sorriso torto e amo sua voz.Amo o fato de me chamar de Hazel Grace, e não só Hazel como todos.Amo suas lindas pernas e o modo como você anda.É muito egoísmo da minha parte,mas queria ter morrido antes. Bem,o mundo não é uma fábrica de realização de desejos.Ah, Isaac está ótimo. Veio me ver alguns dias atrás - Não literalmente,claro. - E me contou que a Mônica apareceu em sua casa com o novo namorado para ameaçá-lo pelos ovos que vocês jogaram no carro. Ele apenas bateu a porta na cara dela e disse que no momento não sentiu nada, mas instantes depois foi jogar Counterinsurgence 2: O preço do alvorecer enquanto chorava. Sem troféus quebrados dessa vez.Seus pais espalharam mais encorajamentos pela casa. E está tudo bem com as suas irmãs.Meus pais choram bastante ultimamente. A unica coisa pior do que morrer com um câncer aos dezessete anos é ter um filho morrendo de câncer aos dezessete anos. Então respiro fundo - ou quase- E tento consolá-los. Sou uma granada, e aprendi que é impossível tentar salvar os outros de minha própria explosão iminente.E o que eu queria dizer aqui ainda não disse, não caberia nesse pequeno espaço em branco na folha. Afinal, não é todo dia que encontramos um cara que não tenha perna e ao mesmo tempo tenha as pernas mais lindas do universo. Um cara que gaste seu unico desejo pra me levar à Amsterdã e beber estrelas comigo. E não, não me arrependo deter ido à Disney, foi bem legal.” Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. ” Você não é um escritor tão ruim assim sabia? Alguns infinitos são maiores que outros, Augustus. O nosso infinito durou muito pouco. Mas agora, farei com que ele se prolongue.Da sua,Hazel Grace. “Arranquei um pedacinho do livro e escrevi:”Fui atrás de Augustus Waters, esse é o meu destino. Me desculpa. Amo vocês.”Tirei a cânula e esperei que a escuridão viesse.- Okay. - Disse num último suspiro.“ (Via: sckvibess)

“Hoje faz exatamente um ano que Augustus Waters morreu. Não havia mais aqueles olhos azuis, não havia mais ligações durante a noite, nem metáforas. Só eu e meu câncer. Relembrar a morte dele era como ter água nos pulmões: Sufocante e doloroso, uma dor que nunca passava. Estava vivendo naquela terceira dimensão só nossa. Minha e do Gus. Desta vez, terrivelmente sozinha.
Sou a paciente de uso contínuo mais longo do Falanxifor. O remédio funcionava para mim, mas não para todo mundo. Me sinto sozinha, e não vejo motivos para meus pulmões continuarem em sua luta contra essa praga de câncer. O dia começou como todos os outros. Me desliguei do biPAP, me liguei ao Felipe e assisti alguns episódios gravados de America’s Next Top Model na cama. Abri o email para reler os quatro anexos que Lidewij Vliegenthart havia lhe mandado um ano atrás. Isso era reconfortante, como se uma parte dele tivesse ficado comigo. Um novo email tinha chegado uma semana atrás, e eu nem tinha notado. "Querida Hazel, Desde que Peter leu as últimas cartas que Augustus escreveu, se encontra mudado. Parou de beber e começou a escrever um novo livro, sem nome definido ainda. Ele está contando sua história. De vocês, na verdade. Sua e de Augustus. E em breve te mandará os primeiros capítulos. Van Houten também pretende fazer uma continuação de Uma Aflição Imperial, contando o que aconteceu com a mãe da Anna, o Homem das Tulipas Holandês, Sísifo, o hamster e com todos os outros. Isso é o que podemos chamar de milagre não acha? Estou realmente muito feliz, acho que tudo vai dar certo agora. Espero te ver novamente. Sua amiga, Lidewij Vliegenthart.” Na mesma manhã, coloquei alguns sanduíches de tomate e queijo dentro de uma cesta de pique-nique, carregando o UAI e saí. Quando cheguei ao meu destino, sentei-me num banco e li um pouco do livro. Assim como Uma Aflição Imperial, a existência de Augustus foi, de certa forma, rápida, marcante e finita. Fui até a última página em branco, peguei uma caneta e comecei a escrever. “Augustus Waters, Uma vez, você me pediu um elogio fúnebre, e eu não disse nem a metade da metade do que deveria ter dito. Amo seu sorriso torto e amo sua voz. Amo o fato de me chamar de Hazel Grace, e não só Hazel como todos. Amo suas lindas pernas e o modo como você anda. É muito egoísmo da minha parte,mas queria ter morrido antes. Bem,o mundo não é uma fábrica de realização de desejos. Ah, Isaac está ótimo. Veio me ver alguns dias atrás - Não literalmente, claro. - E me contou que a Mônica apareceu em sua casa com o novo namorado para ameaçá-lo pelos ovos que vocês jogaram no carro. Ele apenas bateu a porta na cara dela e disse que no momento não sentiu nada, mas instantes depois foi jogar Counterinsurgence 2: O preço do alvorecer enquanto chorava. Sem troféus quebrados dessa vez. Seus pais espalharam mais encorajamentos pela casa. E está tudo bem com as suas irmãs. Meus pais choram bastante ultimamente. A unica coisa pior do que morrer com um câncer aos dezessete anos é ter um filho morrendo de câncer aos dezessete anos. Então respiro fundo - ou quase - E tento consolá-los. Sou uma granada, e aprendi que é impossível tentar salvar os outros de minha própria explosão iminente. E o que eu queria dizer aqui ainda não disse, não caberia nesse pequeno espaço em branco na folha. Afinal, não é todo dia que encontramos um cara que não tenha perna e ao mesmo tempo tenha as pernas mais lindas do universo. Um cara que gaste seu unico desejo pra me levar à Amsterdã e beber estrelas comigo. E não, não me arrependo de ter ido à Disney, foi bem legal. "Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações.” Você não é um escritor tão ruim assim sabia? Alguns infinitos são maiores que outros, Augustus. O nosso infinito durou muito pouco. Mas agora, farei com que ele se prolongue. Da sua, Hazel Grace.“ Arranquei um pedacinho do livro e escrevi: "Fui atrás de Augustus Waters, esse é o meu destino. Me desculpa. Amo vocês.” Tirei a cânula e esperei que a escuridão viesse. - Okay. - Disse num último suspiro.“

Um fã
— 

que não sei o nome, criou uma continuação de “A Culpa é das Estrelas”. Leia até o final, você não irá se arrepender. Hoje faz exatamente um ano que Augustus Waters morreu. Não havia mais aqueles olhos azuis, não havia mais ligações durante a noite, nem metáforas. Só eu e meu câncer. Relembrar a morte dele era como ter água nos pulmões: Sufocante e doloroso, uma dor que nunca passava. Estava vivendo naquela terceira dimensão só nossa. Minha e do Gus. Desta vez, terrivelmente sozinha. Sou a paciente de uso contínuo mais longo do Falanxifor. O remédio funcionava para mim, mas não para todo mundo.Me sinto sozinha, e não vejo motivos para meus pulmões continuarem em sua luta contra essa praga de câncer. O dia começou como todos os outros. Me desliguei do biPAP, me liguei ao Felipe e assisti alguns episódios gravados de America’s NextTop Model na cama. Abri o e-mail para reler os quatro anexos que Lidewij Vliegenthart havia lhe mandado um ano atrás. Isso era reconfortante, como se uma parte dele tivesse ficado comigo. Um novo email tinha chegado uma semana atrás, e eu nem tinha notado.”Querida Hazel,Desde que Peter leu as últimas cartas que Augustus escreveu, se encontra mudado. Parou de beber e começou a escrever um novo livro, sem nome definido ainda. Ele está contando sua história. De vocês, na verdade. Sua de Augustus. E em breve te mandará os primeiros capítulos.Van Houten também pretende fazer uma continuação de Uma Aflição Imperial, contando o que aconteceu com a mãe da Anna, o Homem das Tulipas Holandês, com o hamster e com todos os outros. Isso é o que podemos chamar de milagre não acha? Estou realmente muito feliz, acho que tudo vai dar certo agora. Espero te ver novamente. Sua amiga, Lidewij Vliegenthart “ Na mesma manhã, coloquei alguns sanduíches de tomate e queijo dentro de uma cesta de pique-nique,carregando o UAI e saí.Quando cheguei ao meu destino,sentei-me num banco e li um pouco do livro. Assim como Uma Aflição Imperial, a existência de Augustus foi,de certa forma, rápida, marcante e finita.Fui até a última página em branco,peguei uma caneta e comecei a escrever.” Augustus Waters, Uma vez, você me pediu um elogio fúnebre, e eu não disse nem ametade da metade do que deveria ter dito. Amo seu sorriso torto e amo sua voz. Amo o fato de me chamar de Hazel Grace, e não só Hazel como todos. Amo suas lindas pernas e o modo como você anda.É muito egoísmo da minha parte,mas queria ter morrido antes. Bem,o mundo não é uma fábrica de realização de desejos. Ah, Isaac está ótimo. Veio me ver alguns dias atrás - Não literalmente, claro. - E me contou que a Mônica apareceu em sua casa com o novo namorado para ameaçá-lo pelos ovos que vocês jogaram no carro. Ele apenas bateu a porta na cara dela e disse que no momento não sentiu nada, mas instantes depois foi jogar Counterinsurgence 2: O preço do alvorecer enquanto chorava. Sem troféus quebrados dessa vez.Seus pais espalharam mais encorajamentos pela casa. E está tudo bem com as suas irmãs.Meus pais choram bastante ultimamente. A unica coisa pior do que morrer com um câncer aos dezessete anos é ter um filho morrendo de câncer aos dezessete anos. Então respiro fundo - ou quase- E tento consolá-los. Sou uma granada, e aprendi que é impossível tentar salvar os outros de minha própria explosão iminente. E o que eu queria dizer aqui ainda não disse, não caberia nesse pequeno espaço em branco na folha. Afinal, não é todo dia que encontramos um cara que não tenha perna e ao mesmo tempo tenha as pernas mais lindas do universo. Um cara que gaste seu unico desejo pra me levar à Amsterdã e beber estrelas comigo. E não, não me arrependo deter ido à Disney, foi bem legal.” Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. ”Você não é um escritor tão ruim assim sabia? Alguns infinitos são maiores que outros, Augustus. O nosso infinito durou muito pouco. Mas agora, farei com que ele se prolongue.Da sua,Hazel Grace. “Arranquei um pedacinho do livro e escrevi: ”Fui atrás de Augustus Waters, esse é o meu destino. Me desculpa. Amo vocês. ”Tirei a cânula e esperei que a escuridão viesse.- Okay. - Disse num último suspiro. desconhecido

-twitter

Hoje faz exatamente um ano que Augustus Waters morreu. Não havia mais aqueles olhos azuis, não havia mais ligações durante a noite, nem metáforas. Só eu e meu câncer. Relembrar a morte dele era como ter água nos pulmões: Sufocante e doloroso, uma dor que nunca passava. Estava vivendo naquela terceira dimensão só nossa. Minha e do Gus. Desta vez, terrivelmente sozinha. Sou a paciente de uso contínuo mais longo do Falanxifor. O remédio funcionava para mim, mas não para todo mundo. Me sinto sozinha, e não vejo motivos para meus pulmões continuarem em sua luta contra essa praga de câncer. O dia começou como todos os outros. Me desliguei do biPAP, me liguei ao Felipe e assisti alguns episódios gravados de America’s NextTop Model na cama. Abri o e-mail para reler os quatro anexos que Lidewij Vliegenthart havia lhe mandado um ano atrás. Isso era reconfortante, como se uma parte dele tivesse ficado comigo.Um novo email tinha chegado uma semana atrás, e eu nem tinha notado.” Querida Hazel,Desde que Peter leu as últimas cartas que Augustus escreveu, se encontra mudado. Parou de beber e começou a escrever um novo livro, sem nome definido ainda. Ele está contando sua história. De vocês, na verdade. Sua de Augustus. E em breve te mandará os primeiros capítulos.Van Houten também pretende fazer uma continuação de Uma Aflição Imperial, contando o que aconteceu com a mãe da Anna, o Homem das Tulipas Holandês, com o hamster e com todos os outros. Isso é o que podemos chamar de milagre não acha? Estou realmente muito feliz, acho que tudo vai dar certo agora. Espero te ver novamente. Sua amiga,Lidewij Vliegenthart “ Na mesma manhã, coloquei alguns sanduíches de tomate e queijo dentro de uma cesta de pique-nique,carregando o UAI e saí. Quando cheguei ao meu destino,sentei-me num banco e li um pouco do livro. Assim como Uma Aflição Imperial, a existência de Augustus foi, de certa forma, rápida, marcante e finita. Fui até a última página em branco, peguei uma caneta e comecei a escrever.” Augustus Waters, Uma vez, você me pediu um elogio fúnebre, e eu não disse nem a metade da metade do que deveria ter dito. Amo seu sorriso torto e amo sua voz. Amo o fato de me chamar de Hazel Grace, e não só Hazel como todos. Amo suas lindas pernas e o modo como você anda. É muito egoísmo da minha parte,mas queria ter morrido antes. Bem,o mundo não é uma fábrica de realização de desejos. Ah, Isaac está ótimo. Veio me ver alguns dias atrás - Não literalmente, claro. - E me contou que a Mônica apareceu em sua casa com o novo namorado para ameaçá-lo pelos ovos que vocês jogaram no carro. Ele apenas bateu a porta na cara dela e disse que no momento não sentiu nada, mas instantes depois foi jogar Counterinsurgence 2: O preço do alvorecer enquanto chorava. Sem troféus quebrados dessa vez. Seus pais espalharam mais encorajamentos pela casa. E está tudo bem com as suas irmãs. Meus pais choram bastante ultimamente. A unica coisa pior do que morrer com um câncer aos dezessete anos é ter um filho morrendo de câncer aos dezessete anos. Então respiro fundo - ou quase - E tento consolá-los. Sou uma granada, e aprendi que é impossível tentar salvar os outros de minha própria explosão iminente. E o que eu queria dizer aqui ainda não disse, não caberia nesse pequeno espaço em branco na folha. Afinal, não é todo dia que encontramos um cara que não tenha perna e ao mesmo tempo tenha as pernas mais lindas do universo. Um cara que gaste seu unico desejo pra me levar à Amsterdã e beber estrelas comigo. E não, não me arrependo deter ido à Disney, foi bem legal.” Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. ” Você não é um escritor tão ruim assim sabia? Alguns infinitos são maiores que outros, Augustus. O nosso infinito durou muito pouco. Mas agora, farei com que ele se prolongue. Da sua, Hazel Grace. “Arranquei um pedacinho do livro e escrevi: ”Fui atrás de Augustus Waters, esse é o meu destino. Me desculpa. Amo vocês.”Tirei a cânula e esperei que a escuridão viesse. - Okay. - Disse num último suspiro.
Hoje faz exatamente um ano que Augustus Waters morreu. Não havia mais aqueles olhos azuis, não havia mais ligações durante a noite, nem metáforas. Só eu e meu câncer.Relembrar a morte dele era como ter água nos pulmões: Sufocante e doloroso, uma dor que nunca passava. Estava vivendo naquela terceira dimensão só nossa. Minha e do Gus.Desta vez, terrivelmente sozinha.Sou a paciente de uso contínuo mais longo do Falanxifor. O remédio funcionava para mim, mas não para todo mundo.Me sinto sozinha, e não vejo motivos para meus pulmões continuarem em sua luta contra essa praga de câncer. O dia começou como todos os outros. Me desliguei do biPAP, me liguei ao Felipe e assisti alguns episódios gravados de America’s NextTop Model na cama. Abri o e-mail para reler os quatro anexos que Lidewij Vliegenthart havia lhe mandado um ano atrás. Isso era reconfortante, como se uma parte dele tivesse ficado comigo.Um novo email tinha chegado uma semana atrás, e eu nem tinha notado.” Querida Hazel,Desde que Peter leu as últimas cartas que Augustus escreveu, se encontra mudado. Parou de beber e começo a escrever um novo livro, sem nome definido ainda. Ele está contando sua história. De vocês, na verdade. Sua de Augustus. E em breve te mandará os primeiros capítulos.Van Houten também pretende fazer uma continuação de Uma Aflição Imperial, contando o que aconteceu com a mãe da Anna, o Homem das Tulipas Holandês, com o hamster e com todos os outros. Isso é o que podemos chamar de milagre não acha? Estou realmente muito feliz, acho que tudo vai dar certo agora. Espero te ver novamente. Sua amiga, Lidewij Vliegenthart “ Na mesma manhã, coloquei alguns sanduíches de tomate e queijo dentro de uma cesta de pique-nique,carregando o UAI e saí.Quando cheguei ao meu destino,sentei-me num banco e li um pouco do livro. Assim como Uma Aflição Imperial, a existência de Augustus foi, de certa forma, rápida, marcante e finita.Fui até a última página em branco,peguei uma caneta e comecei a escrever.” Augustus Waters, Uma vez, você me pediu um elogio fúnebre, e eu não disse nem ametade da metade do que deveria ter dito. Amo seu sorriso torto e amo sua voz.Amo o fato de me chamar de Hazel Grace, e não só Hazel como todos.Amo suas lindas pernas e o modo como você anda.É muito egoísmo da minha parte,mas queria ter morrido antes. Bem,o mundo não é uma fábrica de realização de desejos.Ah, Isaac está ótimo. Veio me ver alguns dias atrás - Não literalmente,claro. - E me contou que a Mônica apareceu em sua casa com o novo namorado para ameaçá-lo pelos ovos que vocês jogaram no carro. Ele apenas bateu a porta na cara dela e disse que no momento não sentiu nada, mas instantes depois foi jogar Counterinsurgence 2: O preço do alvorecer enquanto chorava. Sem troféus quebrados dessa vez.Seus pais espalharam mais encorajamentos pela casa. E está tudo bem com as suas irmãs.Meus pais choram bastante ultimamente. A unica coisa pior do que morrer com um câncer aos dezessete anos é ter um filho morrendo de câncer aos dezessete anos. Então respiro fundo - ou quase- E tento consolá-los. Sou uma granada, e aprendi que é impossível tentar salvar os outros de minha própria explosão iminente.E o que eu queria dizer aqui ainda não disse, não caberia nesse pequeno espaço em branco na folha. Afinal, não é todo dia que encontramos um cara que não tenha perna e ao mesmo tempo tenha as pernas mais lindas do universo. Um cara que gaste seu único desejo pra me levar à Amsterdã e beber estrelas comigo. E não, não me arrependo deter ido à Disney, foi bem legal.” Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. ” Você não é um escritor tão ruim assim sabia? Alguns infinitos são maiores que outros, Augustus. O nosso infinito durou muito pouco. Mas agora, farei com que ele se prolongue.Da sua,Hazel Grace. “Arranquei um pedacinho do livro e escrevi:”Fui atrás de Augustus Waters, esse é o meu destino. Me desculpa. Amo vocês.”Tirei a cânula e esperei que a escuridão viesse.- Okay. - Disse num último suspiro.
—  Hazel Grace