leiseca

Gangster e a Lei Seca em 1920

Em 1920 já haviam gangues em diversas partes dos EUA, em especial em Chicago e Nova York.

Como os Estados Unidos queria manter sua nação no caminho certo, resolveram implantar a Lei Seca, ou seja, abolição de bebidas alcoólicas, pois julgavam ser o álcool o fator dos males da sociedade americana. Dessa maneira, acabariam com os problemas sociais e salvar o país da pobreza e violência. Em vigor de 1920 a 1933 (13 anos), A Lei Seca era uma proibição oficial contra a fabricação, varejo, transporte, importação ou exportação de bebidas alcoólicas. Segundo a 18a emenda Constitucional ou Ato de Volstead, era considerada “intoxicante” qualquer bebida que tivesse mais de 0,5% de álcool (as cervejas mais fracas têm cerca de 2%).

Resolução nº432 do Denatran

Levou uma infração de embriaguez no trânsito?

Baixe agora a resolução 432 do Denatran, que dispõe sobre os procedimentos a serem adotados pelas autoridades de trânsito e seus agentes na fiscalização do consumo de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência, para aplicação do disposto nos arts. 165, 276, 277 e 306 da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 – Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Download aqui: Resolução Nº432 de 23 de Janeiro de 2013.

Abraço

#multa #transito

Gangsterismo durante a Lei Seca na década de 1920

Na década de 1920, foi implantada, nos Estados Unidos, a Lei Seca, que proibia todo o consumo, venda e fabricação de bebidas alcoólicas. Contudo, essa lei não foi eficaz, pois ocasionou na desmoralização das autoridades, aumento na corrupção e na criminalidade, principalmente com o enriquecimento das máfias, que forneciam bebidas alcoólicas para os bares clandestinos da época. Com isso, a figura mais respeitada e admirada era o gangster.

Por causa da proibição, contrabando de bebidas alcoólicas era muito lucrativo, atraindo muitos gangsteres que, por vezes, subornavam policiais, conseguindo que suas atividades ilegais fossem encobertas. Isso acarretou no aumento de corrupção nas forças policiais e no enriquecimento dos gangsteres, que se tornavam cada vez mais ricos, famosos e intocáveis.

Assim como os famosos atualmente, eles eram admirados, tinham muitos privilégios em eventos e muito dinheiro. Isso gerou a glamourização do crime, já que os gangsteres estavam sempre muito bem vestidos, com as roupas, os carros e objetos em geral mais caros e sempre cercados de mulheres.

Até hoje, a imagem do gangster é uma constante presença na mídia, principalmente em filmes. Eles se tornaram um mito, que influenciou largamente na cultura dos Estados Unidos.

instagram

Por qual razão eles insistem em me parar?

#LeiSeca
#TentemOutraVez
#AlcoolZero
#Parei
#SouSANTOS
(em Avenida Boa Viagem)

Made with Instagram

Desde 2008 esse suposto e-mail assinado por um Engenheiro Químico tem circulado por ai, já vi várias versões onde o nome do “engenheiro” é alterado.
Mas será que isso é verdade? Será que a policia realmente usaria um aparelho tão frágil que pode ser tapeado tão facilmente?
Será que nós (futuros) Químicos iremos usar nossa profissão para burlar a lei?

Explicação retirado do site How Stuff Works:
“ O bafômetro contém:
- Um sistema para colher uma amostra do hálito do suspeito;
- Dois frascos de vidro contendo a mistura para a reação química;
- Um sistema de fotocélulas ligado a um medidor que avalia a mudança de cor associada com a reação química.

Para medir o álcool, o suspeito respira dentro do dispositivo. A amostra de ar borbulha em um dos frascos através de uma mistura de ácido sulfúrico, dicromato de potássio, nitrato de prata e água. O princípio da avaliação se baseia na seguinte reação química:
Nessa reação:
- O ácido sulfúrico remove o álcool do ar em uma solução líquida;
- O álcool reage com o dicromato de potássio para produzir:
- sulfato de cromo
- sulfato de potássio
- ácido acético
- água

O nitrato de prata é um catalisador, uma substância que faz a reação ocorrer mais rápido, sem participar dela. O ácido sulfúrico, além de remover o álcool do ar, proporciona também a condição de acidez necessária para essa reação.
Durante essa reação o íon dicromato, de cor vermelho-alaranjada, muda de cor para o verde do íon cromo quando este reage com o álcool; o grau de mudança de cor está diretamente relacionado com o nível de álcool no ar exalado. Para determinar a quantidade de álcool naquela amostra de ar, a mistura que sofreu reação é comparada a de um frasco contendo uma mistura que não sofreu reação no sistema de fotocélulas, produzindo uma corrente elétrica que faz a agulha do medidor se mover do seu ponto de repouso. O operador, então, gira um botão para trazer a agulha de volta ao ponto de repouso e lê o nível de álcool a partir do botão: quanto mais o operador precisar girar o botão para retorná-la ao repouso, maior é o nível de álcool.”

Ou seja, o álcool que uma pessoa ingere aparece no hálito porque é absorvido da boca, garganta, estômago e intestinos para a corrente sanguínea. O álcool não é digerido após a absorção nem sofre modificações químicas na corrente sanguínea. À medida que o sangue passa pelos pulmões, parte do álcool atravessa as membranas dos pequenos sacos de ar dos pulmões (alvéolos) até o ar, pois o álcool evapora de uma solução, ou seja, ele é volátil. A concentração de álcool no ar alveolar está relacionada com a concentração de álcool no sangue. À medida que o álcool no ar alveolar é exalado, pode ser detectado pelo bafômetro. Ao invés de precisar tirar sangue do motorista para testar seu nível de álcool, o policial pode testar o ar exalado no próprio local e saber instantaneamente se há algum motivo para prendê-lo.“

A melhor dica ainda é: se dirigir não beba e se for beber não dirija.

Lei Seca 1920

Na história dos Estados Unidos, a Lei Seca, também conhecida como The Noble Experiment, caracteriza o período de 1920 a 1933, durante o qual a venda, fabricação e transporte de bebidas alcoólicas para consumo foram banidas nacionalmente como estipulou a 18°. Aditamento da Constituição dos EUA.

Em um primeiro momento houve um grande apoio à medida, mas depois o comércio e consumo ilegal de bebidas se tornaram corriqueiros, com o governo fazendo vistas grossas. Traficantes e comerciantes ilegais, como Al Capone, em Chicago, montaram grandes esquemas que lucravam com o consumo ilegal. A medida só seria revogada no governo de Franklin Roosevelt.

Al Capone

Alphonse Gabriel “Al” Capone (Nova Iorque, 17 de janeiro de 1899 — Palm Beach, 25 de janeiro de 1947) foi um gângsterítalo-americano que liderou um grupo criminoso dedicado ao contrabando e venda de bebidas entre outras atividades ilegais, durante a Lei Seca que vigorou nos Estados Unidos nas décadas de 20 e 30. Considerado por muitos como o maior gângsterdos Estados Unidos. Al - como era chamado pelo seu círculo íntimo, tinha o apelido de Scarface (“Cara de Cicatriz”), devido a uma cicatriz em seu rosto, que teve em uma briga na infância.

Infelizmente utilizar um carro batido pra ressaltar a importância de dirigir sem ingerir bebidas alcoólicas não tem o mesmo impacto de ser vítima ou perder uma pessoa que você ama num acidente que poderia ser evitado #leiseca #seguranca #transitoseguro #vg #mt #matogrosso #car #accident #conscientizacao #respeito (em Sesi Escola - Cristo Rei - VG-MT)

Made with Instagram