lanec

tomasyri  asked:

pls klance, maybe getting together at a party bc they're drunk and one of them blurts out how much they love the other

(this is an installment of drunk drpbbles, send me in a prompt while im sitll hammered to get a cool probally terribly and kinda incoherent fic out of it!)

“Keith.”Said Lance, slurring as he locked dsight onto the mullet-ed teen.

Keith scowed. “What.” despite his typical aggressive demanor, he swayed a little, and Lance could tell he had just as much (if not more) to drink than he.

“What do you do when you have a crus on someone and you’re not sure if they like you back>?” Asked lance, leaning onto keith heavily,

“I dunno. Are you telling me that you of all people have an unrequieted crush>”

Lance averted his gaze with a blush, but maintained his position at keith’s side. “I may be your modern-day casanova, but, i dunno, this person’s,” lance paused, eyes glazing over, “special.”

Unbeknownedst to Lance, keith felt like a rock had dropeed from his chest to his stomach. Of course Lance would be in love with someone, some pretty girl, some-one who wasn’t him. But, despite the tinny vouce inside hsi head telling him to keep lance to himself, keith knew he wanted lance to be happy more.

“Just, tell them how you feel. If they like you, that’s great, if they don’t, then at least you’ll know it’s time to move on.”

“But, Keithy,” whined lance, throwing his arms around keith’s neck, “whati f i don wanna risk messing up our friendhsip? What if i love htis mperson so much i couldn’t bear lsoing them ever?”

Keith frowned, shrugging in a half0hearted attempt to releace lance’s vice-like grip from around his neck. “If theyre a true friend, you two will eb able to move on from this. Just tell them.”

Lance looked to keith, eyes fearful, yet soft. “What do i tell them?”

Keith looked back at lance, his own dark eyes meeting lance’s baby lue. “that you love them.”

Lance steeled hijmself, took a deep breath, pursed  his lips, and stared keith straight in the face. “I love you.”

Keith nodded uninterestedly. “yeah, just like that.”

“No!” Lance shook is head rapidly, “you’re not getting it. I. LLOVE. YOU.”

“Yeah, yeah, you got it, now go say it to the person you’re in love with.”

At that, Lanec threw caution to the wind, and leapt forwards to clasp Keith’s face between his hands, so that they’re noses were touching and they could feel each-other’s breath on their lips. 

“Keith Kogane, you dumb, emo, mullet-headed conspiracy theorist, I, Lance McClain, am hopelessly, devastatingly in love with you. I have loved you ever since i first sw you from accross the quod, and you wer etrying to fight that peanut warrior for superiority. I. Love. You.”

Keith’s breath caught in his throat, as he stared into the eyes of the boy he has loved fr years. “I - what? You mean it?”

OF course i mean it you alien dummy!” exclaimed lance, and pressed their lips together.

After a second of stiffness, Keith melted into the kiss, running his tongue agains’t lance’s lips, and softening into his embrace. In the distance, gay fireworks explosded and a unicorn gave birth.

The happy end!!

~~~~~~~~~~~~

ALSO BONUS tomasyri do you have skype??? because i need to eXPLAIN you stuff because you’re awesoem

Meu pai sempre me dizia que namorado é a unica coisa que eu deveria escolher com o joelho. Eu confesso que nunca entendi aquilo. Como assim escolher com joelho?? Um dia desses ele me explicou que, para decidir qual roupa usar, poderia usar os olhos, para decidir a minha profissão eu poderia usar a cabeça.. Mas para escolher o cara que eu fosse passar o resto da minha vida, eu deveria usar o joelho, prostrado ao chão, e pedir a Deus que me desse alguém que realmente me amasse e que fosse me fazer feliz. A partir de então estou “escolhendo com o joelho” e tenho certeza que Deus irá fazer o que for melhor pra mim.
—  Lane C.
Gosto de você. Não porque tá na moda. Não porque você é bonitinho. Não porque eu não tenho mais nada pra fazer. Gosto de você porque quando eu to com você eu me sinto uma boba medindo palavras e controlando minha ansiedade quando você demora responder. Gosto de você porque quando você está longe eu sinto sua falta, eu conto as horas pra ter você por perto. Gosto de você porque a distância já deixou de impedir que eu sinta algo por ti. Gosto de você porque eu tenho vontade de matar todas as tuas “amiguinhas” e sem que eu percebesse fui criando um ciume estranho de você. Gosto de você porque passei a ouvir uma musca mais de mil vezes só porque ela me faz lembrar você. É estranho, é do meu jeito, mas gosto de você.
—  Lane C.
Não conheço ninguém mais educado que Jesus. Sério, a bíblia mesmo nos mostra isso. ‘Eis que estou à porta e bato’, não empurro, não esmurro, não arrombo, bato. Educadamente Jesus bate à porta do nosso coração. 'Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa’, se não abrir, por mais triste que seja, Ele não vai ficar lá berrando e apertando a campainha até você, cansado de Sua insistência, abrí-la. Se abrir, Ele irá entrar e estar com você e você com Ele. Se não, tudo bem… Ele sentirá muito, mas educadamente irá embora. Não é lindo?! Um Deus educado, carinhoso, amável… Cada dia me apaixono mais pelas inúmeras qualidades de Jesus.
—  Sobre Jesus, Ele é lindo! Lane C.
Pai, perdoa o meu jeito de achar que sou perfeito, vejo erro nas pessoas, e não olho meus defeitos. Justifico-me com o bem quando o mal eu pratiquei. No final, eu reconheço quando eu erro outra vez. Estou sempre declarando: “quero ser como criança” com o coração tão cheio de maldade e de vingança. Pai, perdoa o meu jeito de achar que sou perfeito, sou tão falho pecador detalhado de defeitos. Pai, a minha oração pode parecer tão dura é que essa realidade no meu peito só machuca. Não dava pra esperar, amanhã seria tarde, te entregar meu coração é minha prioridade. Me olhando nessa hora ainda não sou perfeito, mas eu sinto que me amas mesmo eu sendo desse jeito. Obrigado por me ouvir, não vou nem me despedir. Fica aqui dentro de mim, para nunca mais sair.
Pai, meu Pai, tenho muito que mudar. Pai, meu Pai, me ajude a melhorar.
—  Impercebida