lanchee

Devaneio de um pobre apaixonado

Eu penso em cada ônibus lotado
cada condução que tu pegas
na ânsia de estar ao meu lado
por desejar tocar meus lábios

me alegro, porque tu aceitas
eu assim desse jeito pobre
simples, até mesmo no nome

quantas vezes não pude pagar o lanche
e mesmo assim tu limpaste cada gota de suor
do dia de trabalho exaustivo
da luta por minha sobrevivência

contigo eu aprendi
que amor não enche barriga
mas o pouco que tenho
que te ofereço
se transforma em muito
quando tu sorri, dizendo que me ama

N.