jtcgif:all

『活発な狼娘ウェアドール』

- ブロッコリー×日本一ソフトウェア/ TCG『Z/X Zillions of enemy X ブースターパック第13弾「変革の疾風」』| カードイラスト

「水中任務 アインス・エクスアウラ」

- 富士見書房×メディアファクトリー / TCG『アンジュヴィエルジュ ブースターパック 第8章「目覚めし暁天の女神」』| カードイラスト

『弦階の誘惑 ヴィオラ』

- タカラトミー / TCG『WIXOSS-ウィクロス-  WX-08 ブースターパック 「インキュベイトセレクター」』| カードイラスト

WHAT THE ACTUAL FUCK I WAKE UP IN THE MIDDLE OF THE NIGHT BECAUSE I HAVE STOMACH PAINS AND I CHECK MY PHONE TO SEE THAT ONE DIRECTION DROPPED A NEW SINGLE OVERNIGHT YOU CAN’T SLEEP IN THIS FANDOM HOLY SHIT

Cheguei à academia de dança um pouco atrasada, mas suspirei aliviada ao perceber que a aula ainda não havia começado. Cumprimentei meus colegas e fui trocar de roupa para começar mais uma aula de tango. Sim, eu faço aula de tango há um ano e estava gostando muito de tudo que estava aprendendo.

Tango é uma dança sensual e por isso os dois dançarinos tinham que ter química e sintonia para que saísse perfeita uma apresentação e eu estava treinando muito para me tornar uma boa dançarina, a única coisa que me atrapalhava às vezes era o professor. Sim, o professor e não por falta de ensinamento, muito pelo contrario, era o excesso de ensinamento que acabava me distraindo.

O problema disso tudo é que o meu professor era muito gostoso e eu às vezes não conseguia me concentrar na aula que ele dava, alias não era só eu que achava isso, já escutei muitas mulheres comentando sobre isso nos vestiários.

Ele era um dos caras mais gostosos que eu já tinha visto na vida e com certeza toda aquela beleza dele tirava a concentração de qualquer uma e comigo não era diferente, a única diferença é que muitas vezes já peguei ele olhando discretamente pra mim. Tá, talvez não seja tão discretamente assim, mas o fato é que nós dois ficamos nos olhando durante as aulas e até agora nenhum dos dois teve coragem de fazer alguma coisa. O que não se podia negar é que tínhamos uma atração física bem forte pelo outro.

Muitas vezes já fui parceira dele nas aulas apenas para mostrar como se fazia algum passo, segundo ele, mas ele sempre se aproveitava disso para poder ter um contato maior comigo, já que nunca tínhamos feito nada, mas vontade com certeza não faltava.

Depois de um tempo o deus grego mais conhecido como Niall Horan entrou na sala e deu boa tarde para todos e começou a aula como sempre fazia, mas hoje estava faltando um aluno, então alguém ficaria sem par para dançar e ele disse que escolheria os pares, então todos apenas ficaram quietos esperando para ver quem seria o par de cada um nessa aula.

Estava quase no final da escolha das duplas quando ele disse:

- (S/N) hoje vai fazer dupla comigo.

Todas as mulheres me olharam com um sorriso não muito amigável, porque com certeza elas estavam morrendo de raiva por dentro por ele ter me escolhido ao invés delas.

Assim que ele terminou de escolher as duplas disse para todos se posicionarem que iríamos repetir a dança que havíamos feito na ultima aula e depois seguiríamos para outros passos.

Eu fiquei na frente dele e coloquei uma de minhas mãos no ombro dele, enquanto ele segurava forte na minha cintura e a outra mão se juntou a minha para que ele pudesse me guiar durante a dança.

A música começou e eu estava tentando me concentrar para não errar nos passos já que eu estava dançando com o professor, mas estava bem difícil, porque vez ou outra ele apertava com um pouco mais de força a minha cintura e às vezes descia um pouco mais a mão quase chegando à minha bunda. Eu queria que aquilo acabasse logo, porque se ele continuasse com essas brincadeiras eu com certeza não me controlaria.

[…]

- Por hoje é só pessoal – Niall disse desligando o aparelho de som – Até a próxima.

Assim que ele acabou de falar eu fui em direção ao vestiário, troquei de roupa e quando estava indo até a porta ele me chamou:

- (S/N), será que pode ficar aqui mais um pouco? Eu tenho que conversar sobre aquela apresentação que vamos fazer na semana que vem – ele disse e eu concordei.

Semana que vem teríamos uma apresentação em uma escola de artes e ele tinha que escolher uma de suas alunas para acompanhá-lo e ele é claro que me escolheu.

Ele esperou todo mundo ir embora e se sentou no chão me chamando para sentar ao lado dele. Já era final de tarde e não haveria mais aula, então ele fecharia a academia hoje, o que significava que estávamos apenas nós dois naquele lugar.

- Então, o que queria falar comigo? – perguntei me sentando ao lado dele.

- Não era nada de importante – ele disse olhando para o meu corpo descaradamente.

- Então porque pediu para que eu ficasse? – eu perguntei estranhando.

- Você realmente não sabe o que eu quero com você? Eu sei que você também quer (S/N) – ele disse colocando a mão na minha coxa e subindo devagar.

- Será que pode ser mais claro? – me fiz de desentendida, mas eu já imaginava o que iria acontecer aqui hoje.

- Que tal se eu te mostrar o que sempre quis fazer com você?

Apenas assenti com a cabeça e ele já tomou meus lábios para si num beijo intenso e um pouco apressado.

As pontas dos dedos dele estavam subindo e descendo pela minha coxa me causando um arrepio, enquanto a outra mão estava no meio dos meus cabelos.

Minhas mãos estavam na barriga dele, fazendo movimentos delicados para cima e para baixo com a unha, deixando ele completamente arrepiado:

- Sempre quis te comer, sabia? – ele disse dando beijos no meu pescoço e colocando a mão por baixo do vestido que eu usava.

Eu gemi baixo quando Niall deu uma mordida forte no meu pescoço, o que com certeza deixaria marca, mas eu não estava ligando pra isso agora, queria apenas aproveitar o que estava para acontecer.

Senti-o pressionar minha intimidade ainda por cima da calcinha e gemi um pouco mais alto dessa vez:

- Vou te fazer gemer bastante hoje – ele disse no meu ouvido.

Minhas mãos desceram até a calça dele abrindo o zíper e apertando o membro dele por cima da cueca:

- Já está excitado? – perguntei no ouvido dele.

Nós estávamos conversando aos sussurros apenas porque tornava todo aquele clima mais sensual.

O membro de Niall estava ficando duro conforme eu ia passando a mão nele e minha intimidade não estava diferente, estava molhada porque agora Niall estava me tocando. Ele havia colocado a calcinha de lado e estava brincando com o meu clitóris, enquanto eu tentava me concentrar no membro dele, mas estava bem complicado.

Tirei o pau dele de dentro da cueca e comecei a masturbá-lo, enquanto ele me penetrava com dois dedos. Nós estávamos sentados no chão da sala de dança ainda com roupas, mas um masturbava o outro. Meu gemido saia involuntariamente da minha boca e eu não fazia nada para impedir:

- Isso, geme pra mim… – Niall pediu aumentando a velocidade de seus dedos na minha boceta.

- Hummmm, vai Niall… – gemi fechando os olhos.

Minha mão subia e descia por toda extensão do pau dele e ele apenas fechava o olho encostando a cabeça na parede sem tirar os dedos de dentro de mim:

- Continua, vai… – ele disse de olhos fechados.

Ver a expressão de prazer de Niall aumentava ainda mais meu tesão e me deixava cada vez mais molhada.

Depois de um tempo masturbando um ao outro nós finalmente chegamos ao nosso limite e gozamos juntos, eu nos dedos de Niall e ele na minha mão.

Niall abaixou sua calça, ficando apenas de cueca e com o pau pra fora e tirou minha calcinha, erguendo meu vestido:

- Fica de 4 – ele disse num tom autoritário.

Fiz o que ele pediu e logo senti a língua quente dele na minha boceta:

- Ahhh Niall…

- Tão gostosa - ele disse ainda me chupando.

Niall mordeu de leve o meu clitóris e eu não estava mais aguentando de tesão, precisava dele dentro de mim e agora:

- Niall, por favor…

- O que você quer?

- Quero você…

- Pede direito…

- Por favor, Niall eu não aguento mais. Me fode…

- Seu pedido é uma ordem – ele disse e me penetrou de uma vez só.

Gemi alto e ele começou a meter rápido dentro de mim:

- Gemi bem alto pra mim, vai…

Ele fodia minha boceta enquanto eu gemia o nome dele alto e pedia por mais:

- Você é tão apertada…

Niall fez um rabo de cavalo no meu cabelo e começou a puxar com certa força enquanto metia forte em mim. Ele metia muito forte, mas eu não estava sentindo dor, a única coisa que eu conseguia sentir era prazer.

- Tão bom foder essa boceta… – ele disse puxando mais forte meu cabelo.

- Então come minha boceta…

Niall soltou meu cabelo e começou a apertar meus seios por cima do vestido enquanto me penetrava. Ele apertava com certa força e eu estava delirando de prazer com tudo aquilo.

- Vem pra aula dançar né? Então dança no meu pau…

Rebolei no pau dele e ele gemeu:

- Isso, continua safada…

Ele parou com os movimentos e eu rebolei no membro dele, enquanto ele dava tapas na minha bunda.

- Delicia… – ele disse no meu ouvido.

Niall voltou a meter e dessa vez bem rápido.

- Vou te fazer gozar no meu pau…

- Isso, mete que eu vou gozar.

- Goza enquanto eu como você, vai…

Não demorou muito e eu cheguei ao meu limite, me desfazendo no pau dele, enquanto ele ainda não havia chegado ao seu ápice.

- Ajoelha que agora eu vou gozar na tua boca…

Ajoelhei na frente dele enquanto ele se masturbava e segurava a minha cabeça. Eu estava com a boca aberta na frente dele, apenas esperando o liquido quente que sairia dele.

Não demorou muito e ele finalmente gozou na minha boca, me fazendo engolir tudo.

- Acho que vou pedir pra você ficar depois da aula mais vezes – ele disse sentando no chão ao meu lado.

- Eu ficarei com o maior prazer – disse sorrindo sacana pra ele.

Ficamos um tempo recuperando o fôlego e logo depois colocamos nossas roupas e fomos embora.

Essa aula com certeza foi a mais prazerosa, literalmente.