jessica-farro

D-E-S-I-S-T-O






Eu estou cansada. Sim, pra mim esse é o final! 

EU ESTOU DESISTINDO! Abrindo mão , renegando o que há tempos queria, nao quero mais, nao quero mais sofrer, entende? 

Toda as vezes que digo desisto eu lembro do que disse “ Não ouse desistir de tudo que sonhou”, mas e o meu coração onde fica? Você está destruindo minha vida, consumindo minhas forças. Estou começando a ter visões do mundo irreal , em que nao quero viver… todos os sonhos se transformaram em pesadelos.
 

Ás vezes em que passei por isso - por que foram varias até hoje- em todas elas quando chegava ao fim eu mudava, tentei por varias vezes ser algo que não sou. E que eu consegui com isso? Não me reconheço no espelho, e dessa vez só não queria me decepcionar. O mundo é feito de ilusões, e é ai que aprendo que não deveria mais tentar.

Da próxima vez em que  me ligar eu não vou mais  atender. Mensagens não irei  responder, seu nome já me esqueci e se você aparecer na minha porta… não saberei o que dizer. 

Foi/será a ultima vez, eu juro! 



Eu estou brincando com as palavras, apenas pra dizer o que tenho guardo. O que você não tem dado a minima e que faz uns dias que estou tentando dizer, mas me falta coragem.
Pois eu nao consigo jogar as palavras ao vento. Eu sempre penso que algo pode dar errado.

Me questiono se realmente cheguei no limite? Queria algo mais…

Enquanto você brinca de super-herói, salva vidas e quero sentir sua respiração-enquanto salva vidas quero apenas seu coração.
Me aproximo cada vez mais do penhasco, você viria me salvar pois é o mais próximo  do paraíso que poderia chegar .

A fragilidade de uma tarde a dois. Me mostre a verdade por'trás desse feitiço, me deixe viver a felicidade dos últimos dias…

“ Você diz que não precisa de ninguém pra ser feliz. Você diz que cansou de acreditar, e de se decepcionar. Você diz, inclusive, que procurar é pros românticos bestas, pros ingênuos e pros alienados. Você se esquece que te foram dados dois braços justamente para que você tenha como carregar o escudo e a espada. Então o que é que você faz com dois escudos? E por quê essa armadura envolve teu corpo, e esse muro envolve tua casa?

Saia para caminhar comigo e sinta o peso dos seus dois escudos. Tente equilibrar-se, lutando contra o forte vento que te quer levar com ele para onde quer que seja. Eu caminhei por tanto tempo com escudos iguais aos teus que, hoje, livre, meus passos são (des)cuidadosamente rápidos. Eu demorei, mas consegui me despir da armadura e me desprover dos escudos. Hoje eu aposto comigo mesmo quantos passos eu consigo dar com os olhos fechados. Isso me instiga. Na verdade, eu adoraria, de olhos fechados, me espatifar contra o teu muro. Já tentei uma vez, sim, aquela vez em que tomei uma rasteira. Mas vou tentar denovo e denovo, até que teu sono seja abruptamente interrompido pelo quebrar de meus ossos. E não vai ser só a sua armadura que eu vou tirar.” - Lucas Silveira
Calabouço

Nas ultimas semanas tudo se tornou nada e virce-versa.
 

Estava acostumada com a rotina dos dias, o teu olhar sempre me encontrava.

 

No estopim, na explosão de o meu sentimento, no teu momento de fraquesa- eu fui covarde e me esquivei.

Toda rotina, o encontro, seus olhos… mi'alma clama, e minha voz cala.

 

Não sei se o meu viver é o mesmo.



Antes existia um sentimento , hoje ele deu lugar ao desespero de se questionar sobre o amanhã.
 

VAZIO.
 

Fechei os olhos , imaginação, elevanção do pensar- não estava nos meus planos.

Preso em  um calabouço.
 

Recluso em um mundo preparado, calculado, onde apenas um pode ver o outro lado da porta.

Há um mundo atras dela, há velhas novidades e pesssoas com compartilhar.. e eu a te esperar.


- Jessica Farro. 

Oração

Hoje peço proteção.

Cansei de escrever cartas.

Elas nunca chegaram ao seu destino.

Proteção.

Do alto do meu farol, peço, imploro.

Todos os fantasmas que assolam o meu inconsciente.

Livrai-me do meu subconsciente, dos pesadelos.

Da dor.

Leve todos os pertences, todos os meus poderes.

Que não exista mais vida.

Mas que todas as lembranças sumam quando eu apagar a luz.

Que assim seja.

Que leve os dias que me restam.

Telefonema




Um encontro a mais, a espera se fez renovada no momento em que o telefone tocou .

Mas ele tocou, tocou e tocou..

-Você não vai atender?

Estarrecida e em um súbito sentimento que paralisou todos os meus músculos, enlouquecida de ódio que fulminava e queimava as minhas veias a cada momento minha cabeça girava e girava, enquanto o telefone tocava mais uma vez. E dessa vez eu atendi.

Aquela voz fez meu mundo girar novamente e nessa volta tudo mudou…

Horas depois eu não sabia mas quem era, só com quem queria estar …pra sempre