jdmquotes

Se eu fosse uma melodia, queria ser aquela que toca suavemente, e se torna a música preferida de muitos. Não quero ser classificada como uma garota boa ou ruim. Apesar do apelido de santinha, sonsa. Não sou nada disso, não sei qual o problema de guardar o que tenho pra o melhor. Sou aquela que ama sempre, e volta com o coração partido pra casa. Onde sempre encontro um chocolate quente em cima da mesa, e um ombro quentinho pra chorar. Por isso, me dizem que sou frágil, quando se fala em sentimentos. Por isso, não quero mais me mostrar chorando pra ninguém. E se eu chorar na sua frente, se preocupe. Significa que meus pés já estão cansados de atravessar contra essas marés. E mesmo sabendo de tudo isso, sei que a vantagem está do lado de quem sorrir. Mas é que permaneço me esquecendo de como é cuidar de mim, e me abandono. Passando a cuidar mais dos outros. Não tô disposta a aceitar o fácil. Mas é que essa coisa de crescer, se apaixonar, iludir, decepcionar, desiludir, se apaixonar de novo e depois ter a coragem de se reinventar outra vez, se tornou exaustivo pra mim. Pois é, mas agora tô afim de ser forte . Tô afim de ser rocha que tudo suporta, mesmo que as ondas emocionais tentem destruir minha beleza. Estou virando mulher,cansei da fase menina.
—  Malu Gonçalves
Chega desse bem me quer ou mal me quer.
Pois é, eu estou desistindo de você, de nós, pois depois de tudo que vem acontecendo ultimamente, eu não vejo razão pra continuar insistindo nesse amor, prometo que a partir de hoje eu vou seguir em frente, sem olhar pra trás, e todos nossos momentos vou colocar em um cantinho pra um dia eu poder olhar pra nossas fotos, e sorri, pois cansei de tentar mudar o destino, cansei de tentar mudar os planos de Deus, agora vai ser assim, eu vou abrir mão de você mas não pense que foi por que eu deixei de te amar, to desistindo sim, mas é por que já cansei de estar nessa guerra sozinha, cansei de fazer tudo em vão, CANSEI, passei muito tempo pedindo sorrateiramente, entre sussurros, que Deus ouvisse minhas preces e me desse certo discernimento das coisas que eu estava pensando em fazer. Mas o que eu pedia dependia de você. Ah,aí eu chorei, chorei até cansar. E o sono me acalmou, me confortou. Dormi não doeu, não pediu nada em troca. Dormir me fez sonhar. O que eu deveria ter feito antes era acordar, olhar no espelho e dizer a mim mesma que esse negócio de amor não se pede, não se implora, amor tem que ser recíproco. Mas agora eu descobri que para se aprender a receber amor, você primeiro tem que dar amor a pessoa que você está olhando no espelho. Foi isso que eu fiz, cansei amor, agora estou trabalhando no amor próprio.
—  Malu Gonçalves
Quem corre atrás de quem não presta é polícia, certo? Bom, corri atrás, não parava de te stalkear, mandava sms, ligava, fiz de tudo pra chamar sua atenção. Como você me disse um dia “quem está afim, liga, manda mensagem, torpedo, carta, sinal de fumaça e o caralho a 4”. Você sabe meu número, meu facebook, meu twitter e tenho certeza que leu todas as indiretas que eu te mandei. Se quiser minha atenção, agora você que corra atrás, agora eu quero que o circo pegue fogo, porque a palhaça cansou. Mas rezo que você perceba que eu cansei desses joguinhos antes que eu encontre uma pessoa melhor enquanto você brinca de me fazer de otária. Cansei de morrer na vida das pessoas. Por isso te matei. Cansei de amor pela metade, por isso me amo por completa. Estou cansada emocionalmente, fisicamente e mentalmente. Estou cansada de sempre eu cansar de tudo e tudo sempre cansar de mim.
—  Malu Gonçalves
Meninas sempre vão se machucar, só porque vão ficar a imaginar as centenas de cenas de amor, que serão revividas ao fechar seus olhos. Meninas vão sorrir, mesmo que tudo esteja desabando por dentro, sua vontade estará apenas adormecida, mesmo na presença de uma dor incansável. Meninas serão sempre anjos, e quando forem dormir, vão pedir pra Deus proteger aqueles que elas amam. Meninas vão fazer charme, mexer nos cabelos, exibir seu sorriso tímido – são sinais. Percebam caras, elas tão muito afim! Meninas não vão esgotar seus sentimentos, serão sempre bobas meninas. Meninas vão deixar escapar pequenos segredos, suas vontades não são guardá-los pra si. Meninas saberão sempre falar de coisas do coração, serão sempre glossários de amor e paixão. Meninas gostam de coisas simples: sorrisos correspondidos, palavras verdadeiras, olhar de conforto, pôr - do - sol com seu amor, abraço demorado, cafuné nos cabelos, um beijo carinhoso na testa (…) Meninas são sempre meninas! Meninas vão estar sempre apaixonadas, mas darão um jeito se proteger desse amor. Não por fraqueza, e sim por medo de um amor não correspondido. Meninas vão sempre esperar um amor. Sou uma menina e por isso, continuo te esperando - com muito amor. Só não demora viu, porque assim como todas as meninas eu costumo me livrar de tudo aquilo que for vazio de amor.
—  blair.
E aí a gente espera alguém. Alguém que nos acomode, que nos faça dar valor as coisas simples, que nos faça dar bom dia até ao sol, que nos escute, que exponha os seus próprios sentimentos, que não vire saudade, alguém que suporte nosso mau humor, que conheça nossos inúmeros sorrisos, que decifre nosso jeito de olhar, alguém que nos faça acreditar que nunca desistirá de nós, que suporte nossas queixas e atrasos, que não tenha dúvida de nossas pretensões, que nos faça lembrar palavras bonitas, alguém que nos faça contar histórias verdadeiras, que nos faça entender verdadeiramente o que é gostar de alguém. Mas, acima de tudo queremos aquele alguém que nos ame primeiro, e que pacientemente nos ensine a amá-lo cada dia mais. Esse alguém que nos cure do nosso medo de amar e amar novamente e entender suavemente o efeito mágico que ainda assim é o amor.
—  Malu Gonçalves
Era uma vez uma garota e seu coração.Que em uma manhã de setembro, acordou com um aperto no peito. Chorando. Não queria acreditar , mais uma vez, este certo amor. Então ela decidiu, que não pensaria mais naquilo. Mas aí que ela se enganava, pois este “tal amor” estava em tudo. Estava no abraço, no sorriso, na dança, no toque das mãos, no olhar, no beijo, estava no mais célebre cúmplice dele - no coração. Ela negava, mas estava gostando de alguém. Que escândalo de sentimentos, ela afirmou. Estava sufocando com o não ver, o não tocar no seu amado. Então, foi até ele e declarou-se. Tinha tanta coragem. Mas, o que te movia era a esperança. Só que ela não sabia, que a esperança é um forte aliado, mas não convence um o outro alguém. Uma pena. E esse tal alguém? Esse alguém mal entendia de sentimentos, esse alguém banalizava tão facilmente o amor, que não conhecia certos afetos, esse alguém não tinha nada a oferecer, nem mesmo a essa pobre dama que queria só o teu singelo amor. E aí, que a garota foi se convencendo, foi sobrevivendo, foi esquecendo do que não tinha sentido: amar a quem não te merece e merecer a quem não deve. Esta garota, já cansava de ouvir por aí: ESQUECE ELE, A GENTE SABIA QUE ELE NÃO ERA PRA VOCÊ. Mas as pessoas não sabiam, as pessoas não aprendiam que: Se doeu, você nunca vai esquecer .
—  Malu Gonçalves
Talvez os sonhos de amor, sejam só sonhos mesmo (…)
Difícil entender o que o nosso coração quer de nós. Neste momento, talvez seja incompreensível pra mim falar de bons sentimentos. Na verdade - não tô bem hoje. E não sou a melhor pessoa pra se falar de coisa alguma, principalmente de certas emoções. Porquê? É simples, por causa desse bendito amor! Logo ele, que as pessoas diziam despertar boas sensações… Pois é, apostei todas as minhas fichas neste traiçoeiro. Resolvi experimentar tudo o que ele tinha pra oferecer. E agora tô aqui – apaixonada, iludida, enganada, e talvez um pouco infeliz também. E cadê aquele sentimento bom que todos diziam? Bom mesmo era antes, quando esse tal de amor ocupava o papel de mero figurante em minha vida. Mas não, quem manda ser ambiciosa? Querer demais? Deixar-me levar pelas opiniões dos outros? Fui lá e deixei ele tomar conta do palco, e ele fez sua parte. Má feita, mas fez. E agora o que eu precisava mesmo era voltar a minha fase fria e calculista. É péssimo sentir-se assim, eu era feliz quando era fria e não sofria. Só chorava quando tinha dor física. Não precisava beber pra esquecer de minhas vontades, até porquê minhas vontades eram simples pra mim. Não precisava lembrar que tinha coração, pois ele não doía. Mas olha aí como é a vida: a gente prefere o tormento que o amor nos proporciona, do que a tranqüilidade de um coração vazio.
—    Malu Gonçalves 
Quero parar de lembrar de você, não porquê você deixou, finalmente, cair uma lágrima dos meus olhos. Mas porquê quero retornar em minha vida tudo o que era simplório antes de te conhecer, voltar a minha monotonia monocromática que já fizera parte de mim em outrora. E quem sabe em meio a essa desilusão a saudade me visita? Para talvez retornar aquela enlouquecedora vontade de estar contigo. Mas meu bem, te confesso - estou lembrando menos de você, pois ao provar do tal amor, descobri que ele é tão imperfeito quanto dizem.
—  Malu Gonçalves
Digo e repito – não se encante comigo. Porque talvez meu olhar não te diga tudo. O que eu falo, as vezes não concorda com o que quero. Meus ouvidos são rebeldes, só ouvem o que querem. Te observo fácil, e sei até onde devo ir pra não me deixar admirar por suas atitudes tão repentinas.N ão quero que você me diga que é fácil ou difícil me compreender, quero que você sinta prazer em me decifrar. A palavra “liberdade” não sai do meu bolso, mas não liberto quem eu quero. Sou inquieta por perseverança. Permaneço calmamente estável nos dias sem intensa ventania. Me prendo, te quero, te deixo, me desapego.Sou feita de fases. Minha pele se torna sensível, não me desaponte ao tocá-la. Diga-me que estou errada, mas fale sutilmente - meu choro é ágil. Não me dê motivos pra desistir de você, posso não querer mais voltar a me comportar como antes. Não me prejudique com suas frases-feitas ilusórias, não é um bom álibi pra ganhar meu coração. Vou tentar ser correta com você, até onde você for comigo. Sou inconstante, sou madura, sou menina-mulher, sou eu. Queira me conhecer, me divirta mais um pouco, e talvez eu faça você se encantar mais umas vezes por mim.
—  Malu Gonçalves (mortifica-r)
Seja doce, mas não deixe as pessoas te enganarem. Seja livre, mas não fique tão só. Seja sexy, mas que não seja comparado com o vulgar. Seja feliz, mas não esconda a tristeza com um sorriso. Seja maliciosa, mas faça amigos por aí. Seja verdadeira, mas não machuque as pessoas com suas palavras. Seja paciente, mas não se acomode demais. Seja útil, mas não faça besteiras. Seja emoção, mas também seja razão. Seja o amor de alguém, mas não a ponto de esquecer-se de quem é você, pois amar e deixar ser amado pode trazer o acumulo de afetos, mas também o desequilíbrio do coração.
—  Malu Gonçalves ~
Quem me dera, um dia ouvir de ti, juras de amor. Um sinal, ao menos, que revelasse por mim teus sentimentos. Juro-te, guardaria para sempre esse momento, cada palavra, cada gesto, em mim cristalizados. Mas, se as juras que desejo ouvir tu não podes falar, talvez eu precise acreditar que fui passatempo, alma ao vento, coisa de momento. Muitos encontros e desencontros marcaram nossa história. O que por ti sentir, e sinto, está em minha memória. A mim, custou entender. Não houve começo nem fim, ninguém apostou nessa história. Ninguém, além de mim. Por isso não vou mais obedecer ao meu imprudente coração. Só agora percebi: Preciso agir com a razão. Não quero mais sofrer por você. Então é o melhor a fazer é finalizar. Game over, cansei.
—  ás vezes malu, nunca maluzinha, sempre blair 
Eu sinto falta esse é o problema. Depois de todas as provas de que nós não temos mais acerto eu ainda insisto em sentir falta. Sentir de falta do seu sorriso que fazia eu me derreter toda. Sentir falta de quando falar um minuto com você fazia eu ficar feliz pelo resto do dia. Sentir falta do seu beijo que fazia eu me sentir nas nuvens. Sentir falta do seu abraço que fazia eu me sentir segura. Sentir falta de segurar sua mão e ter a certeza que enfrentaria o mundo se você não a soltasse. Sentir de falta das suas crises bobas de ciúmes que faziam eu me sentir a garota mais importante desse mundo. Sentir falta das nossas brigas, que sempre eram por motivos tão banais. Sentir falta daquelas suas frases melosas que eu sempre reclamava, mas na verdade adorava. Sentir falta de quando era nós e não eu e você. Sentir falta das cócegas que você fazia nos meus pés que você dizia que pararia se eu te beijasse. Sentir falta de você me chamando de baixinha e chata e falando que minha roupa não tava legal só pra me ver chateada. Sentir de quando eu tava mal e você fazia piadas e palhaçadas pra fazer eu me sentir bem. Sentir falta da forma que você afagava meu cabelos e me fazia dormir facilmente. Sentir falta de quando deixava eu ganhar no vídeo game pra fazer eu me sentir a garota mais foda desse mundo. Sentir falta do seu jeitinho bobo quando eu falava que você era meu mundo. Sentir falta de escrever textos lindos e românticos pra você. Sentir falta da época em que eu não me sentia vazia. Sentir de falta de quando meus dias pareciam ter cor só por você me dá um bom dia. Saudades de quando tudo não era tão complexo, difícil, complicado e defeituoso. Sentir falta de você, de mim, de nós.
—  Eu sinto falta, esse é o problema. Malu Gonçalves
Hoje, já tentei voltar ao passado e reviver o quanto foi bom aquele momento em que existia nós dois.Já parei de pensar nesse passado e voltar ao meu simplório presente sem você . Já gritei e só as paredes de meu quarto sentiram o eco dessa minha dor incansável. Já pedi pra Deus dar sua felicidade, mesmo que ela não seja parte de mim. Já chorei baixinho nesse meu travesseiro, que já está cansado de minhas lamentações por você. Já culpei a vida, por te colocar em outro caminho sem ao menos te fazer sentir falta. Já dormi pensando que era bom “nós” e acordei vivendo a dor de ser só “eu”. Já isolei as coisas que me fazem esquecer de mim e lembrar você. Já desisti, aos poucos, desse meu sentimento por você ; porquê uma hora a gente cansa ou prefere acreditar que chega de sofrer. Já decidi que me esquecerei desse sentimento estúpido, que sempre me espera toda vez que te vejo. Porquê se tem uma coisa que a gente aprende, sem saber, mas está engasgado no coração é que amor não se implora.
—   Malu Gonçalves  (mortifica-r)
Quero me acabar de afagos e amassos em meio a este congestionamento de emoções que estão agora em mim. Não demora, quero logo. Porquê estou desaprendendo como é me sentir verdadeiramente feliz. Eu preciso regressar a sensação de voltar pra casa, tarde da noite, porque deixei os prazeres tomarem conta do meu tempo. Eu sei, estou tentando reeducar esse meu hábito de querer tomar alguém num gole só, pois eu sempre acabo aqui nessa saudade que me atormenta. Não quero mais acabar com a moral, que ainda resta dessas minhas histórias de carinho. Vou fugir deste instinto de querer a quem não me quer. Me entregarei a quem não quero. Será bem mais fácil de desapegar depois. E ainda evitarei várias buscas, que sempre terminam com sedes afetivas insaciáveis. Uma quase desconhecida sensação,os sentimentos nos deixam cruéis. Hoje você sofre. Amanhã você brinca de fazer os outros sofrerem. Mas eu aprendi, e a pobre apaixonada saiu de cena. Agora coração,quem vai mandar nessa porra sou eu.
—  Malu Gonçalves ~
Irei embora, viajarei por aí querido. Talvez para esquecer que meu amor por você, tenha deixado de ser amor, mais uma vez. Porquê decidi que é hora de dar um tempo. Tempo pra me fazer parar de acreditar nestes sentimentos que me deixam com a cara de boba, atitudes instintivas e olhar comprometedor. Seguirei, sem olhar pra trás. Sem sentir pelo passado, que insisti em me conter, me iludir e me deixar com saudade. Deixarei aqui o sorriso que me encantava e as palavras que eram pronunciadas como cantigas em meu ouvido. Nesta viagem, cuidarei das tristezas alheias, para que então eu possa esquecer o quanto as minhas doem. Continuarei seguindo, trilhando destinos e lembrando das pegadas que deixei para alguém interessante, algum dia, me encontrar. E então, conhecerei novas pessoa , com novos pensamentos que me ensinarão a sorri de novo. Não esquecerei de levar comigo, nesta viagem, centenas de espinhos no bolso da minha blusa, bem perto do coração. Porque se por um acaso eu quiser encostar meu coração para sentir o do outro, o espinho irá me ferir , para que finalmente me lembre do perigo que é se apaixonar.
—  Malu Gonçalves ~