Não, não. Eu nunca quis ser alguém que brinca com outro alguém, nunca foi minha intenção ser uma pessoa que levasse outra a sofrimento. Muito pelo contrário, eu sempre busquei ser o melhor de mim, de vez ou outra até me deixando em segundo plano. Se eu machuquei alguém foi por maldade não, foi uma consequência infeliz.
—  Juliana A.
Sou o tipo de pessoa que dá segundas chances para tudo e para todos. Sei que pode me machucar bastante, porém também sei que pode dar certo.
—  July, 1997