insistindo

Eu não tive ninguém por muito tempo. Nunca conheci ninguém tão corajoso que teve a audácia de se arriscar e ficar do meu lado por um longo período. Já cheguei a pensar que o problema era propriamente comigo, que às vezes não consigo lidar muito bem com as coisas boas que disponho. Tenho mania de colocar na cabeça que se eu parar de demonstrar tanto valor para as pessoas ou parar de correr atrás delas, as coisas se resolvem. Mas ninguém sabe que isso é apenas o meu jeito interno de proteção. E não me protejo porque quero. Apenas não aprendi a deixar a guarda baixa. Eu sou uma pessoa com uma incrível facilidade de amar e exatamente por isso que me reprimo tanto. Tenho medo de me encantar novamente por alguém que simplesmente deixe a magia acabar meia-noite. Que não luta, não se esforça e permanece neutro vendo tudo se acabar rapidamente. Na mesma velocidade que começou. Mas queria que com você fosse diferente. Te imploro que continue insistindo em mim porque ainda tenho esperanças. Me faz acreditar que ainda vale a pena lutar por alguém, nem que seja apenas uma pequena porção, que vale a pena ir contra tudo pela nossa felicidade. Olha na minha alma, encara o meu ser, vai além da minha pele e me marca com o seu amor. Sei que uma hora essas armaduras que entornam meu peito e me bloqueiam de confiar e amar de novo vão cair. Só preciso que você seja forte o suficiente e tenha vontade de derrubá-las. Eu acredito nisso. E preciso que você acredite também. Porque senão eu continuo fixo nesse modo de proteção com medo de me machucar mais uma vez. E se você me perguntar porque eu sou assim, eu respondo que por muito tempo dependi demais das pessoas e acabei sempre assistindo o mesmo cenário: Todas indo embora. Ainda estou um pouco surpreso que alguém permaneça.
—  Allax Garcia e Pedro Pinheiro.
Somos compostos de sonhos e sempre nos falam que devemos segui-los. A gente até tenta, mas ás vezes acaba se deparando com um caminho que não queríamos seguir. Porque, o mundo é uma enorme esfera circular e sua grande função é dar voltas. Pode ser que em uma dessas, o caminho se torne diferente e já não seja mais o mesmo que planejamos. E nossos reações já não são mais iguais, nossas atitudes deixam de ter motivações porque não está acontecendo aquilo que queremos no momento. A gente começa a se sentir perdido, sem razão, sem nenhum tipo de perspectiva: Por que não consegui? Não sou suficiente? Quando vai dar certo? As perguntas que começam a nos amedrontar são sempre as mesmas. A vontade de se arrumar se ausenta e nossa beleza se esconde dando lugar a um rostinho triste com expressões vazias. O celular não toca, nenhum resquício de chamada perdida, nada de e-mail na caixa de entrada. A vida se torna repetitiva, a rotina cansativa e ninguém mais surpreende. Nada novo. Nada emocionante. A gente perde a vontade de lutar e de ter o melhor porque no caminho que a vida nos permitiu andar, a gente já não tem mais ânimo pra correr. É triste pensar que nossos planos podem dar muito certo, mas também possuem capacidade para dar muito errado, e talvez esse seja o maior problema disso tudo, continuar insistindo em coisas que não nos complementam. Por que a gente sempre luta pelas nossas escolhas e elas nunca nos escolhem. Por isso tentamos idealizar uma vida perfeita, cheia de reticências e to be continued’s… Mas é doloroso pensar que tudo isso possa vir a ser o contrário caso a gente se depare com um ponto final.
—  Pedro Pinheiro e Iolanda Valentim.
Mas aí, daqui uns dias…. você vai me ligar. Querendo tomar aquele café de sempre, querendo me esconder como sempre, querendo me amar só enquanto você pode vulgarizar esse amor. Me querendo no escuro. E eu vou topar. Não porque seja uma idiota, não me dê valor ou não tenha nada melhor pra fazer. Apenas porque você me lembra o mistério da vida. Simplesmente porque é assim que a gente faz com a nossa própria existência: não entendemos nada, mas continuamos insistindo.
—  Tati Bernardi.

você é daqueles que rasga a alma de um jeito bonito, 
beijando os buracos da pele cansada
como quem não sabe ficar.
você é daqueles que fuma, fuma, fuma
e tem as pontas dos dedos marcados de uma queimadura que não sara,
como um monge insistindo pela paz. 
você é daqueles que não se contêm, 
permanecendo refém daquilo que te convêm, num caos só teu.
você é um desses poucos
que me salvam de um naufrágio
sem sequer saber usar um bote. 
obrigada por acalmar meu coração já exausto.
me aceita. me aceita. me aceita.

A gente morre insistindo em algo que nasceu pra não dar certo. Isso foi algo que meu avô me ensinou, eu era uma pirralha, não entendi nada com nada na época, e hoje tudo faz sentido. Amizades, paixonites, amores, tesão. Alguns a gente precisa deixar ir embora, alguns a gente insiste até acabar com a nossa alma. Sonhos, oportunidades, empregos, decisões. Por vezes não temos como opção a nossa escolha. E ter que desistir de algo ou de alguém é difícil e machuca. Quando paramos para pensar parece que nada em nossa vida quer funcionar direito.  As coisas vêm e vão na velocidade da luz. De vez em quando é difícil de acompanhar e a gente acaba se perdendo. Tentamos até esgotar as esperanças, nos machucamos pois todo caminho que trilhamos nos traz o mesmo resultado. Talvez a vida esteja tentando nos mostrar algo porém não conseguimos entender o que é, talvez nós apenas estamos seguindo esses caminhos e errando por que é isso que a gente quer, loucura, mas é, sempre queremos e damos tudo de nós por algo que até sabemos que não dá certo, mas como dizem por ai: tentar e não desistir. Eu me peguei analisando os conselhos do meu avô e o impacto que isso me causou, toda uma vida baseada em tentar consertar as coisas, quando não existe mais conserto. Talvez seja esse o ponto, quando não existe um novo começo, é por que já é o fim e tudo que podemos fazer é agarrar nossas decepções e fragilidades e seguir com a vida. E é claro que pra aprendermos que não se pode insistir em algo que não tem futuro, nós repetiremos o erro várias vezes, porque somos apegados e somos insistentes, sempre juntando os caquinhos e tentamos fazer o errado dá certo. Essa é a minha vida e eu preciso fazer tudo o que posso e mais do que isso para melhorar, continuar acreditando que as coisas vão dar certo e que eu mereço o melhor, mesmo que isso acabe comigo.
—  Escrito por Paula, Glória, Aline e Naiara em Julietário.

Foi você que me mostrou que os olhos nos falam coisas, basta saber decifrar, e eu poderia passar dias e mais dias tentando decifrar cada pedacinho deles. Foi você que me mostrou o poder de um sorriso, que ele pode mudar o dia de uma pessoa. Foi você que me mostrou o que é ter borboletas incontroláveis no estômago. Foi você que me mostrou que fazer planos para o futuro é bom, mesmo sendo bobos. Foi você que me mostrou o que é passar o dia inteiro pensando em alguém, querendo saber se está tudo bem e imaginando o que ela está fazendo. Você não vê? Foi você que me mostrou tudo isso e também mostrou que são essas pequenas coisas que me fazem ter forças para continuar insistindo em nós.
—  Relatos de um amor não correspondido.
Distância é apenas uma palavra que no nosso caso, pode ser explicada por alguns quilômetros, que separa nossos corpos um do outro. Mas nossos corações sempre estão conectados/ ligados, um ao outro. Às vezes, me bate aquela vontade de estar ao seu lado, de poder olhar no fundo dos teus olhos, sei que fazendo isso, vou ganhar o sorriso mais perfeito desse mundo, o seu. Mas em seguida, eu poderia lhe dizer o quanto eu te amo, e em seguida novamente, pra alcançar a grandeza do que eu sinto…Talvez, seja até insuficiente dizer com palavras, mas eu vou demonstrar com atitudes todo esse amor que tenho por você. Amo cada detalhe seu principalmente, seu modo meigo de me fazer sorrir, isso me encanta. Até por que, meu sorriso, depende totalmente do teu. Eu amo ouvir sua voz, sua risada, e amo quando você canta pra mim, outra coisa que me deixa completamente perdido ao ouvir. Por mais que você não goste da sua voz, e até mesmo eu fique insistindo para que você cante, quando você canta, eu sinto uma felicidade tão grande dentro de mim, que você não imagina. Sua voz me da paz, me faz feliz, me traz emoções. É a única coisa que posso lhe dizer e afirma, concordando com o Projota, é: Não posso tocar sua pele, mais eu sinto o seu amor. Sinto cada emoção sua, ele mais pulsando dentro de mim, mexendo com o meu sorriso, e transbordando todas essas palavras. Eu sou assim, meu interior é assim, e ele tá te aceitando da forma mais bela que eu tenho.
—  Alef Santos.
Às vezes ficamos insistindo com certas coisas, que não vai nos levar a lugar algum, e só vamos perceber que estamos no caminho errado tarde demais, pois nem sempre o que queremos é o que realmente merecemos ter.
—  Silmara H.
Eu te olhava. Tantas coisas a dizer, eu estava repleta de palavras. Escrevia e apagava… Melhor não escrever nada. Meu silêncio já rouco de tanto gritar, insistindo em falar por mim, um infinito de palavras entaladas.
—  Nanda Marques

sinto muito, não queria ser eu a partir seu coração. preferia que fosse o contrário. mas ao partir, eu me partir. e por um momento essa era a decisão certa a ser tomada. sei que você acredita que quem se vai nunca amou. mas sempre batemos de frente sobre isso. quem ama parte e faz isso por achar que é o melhor a ser feito.

tudo bem, eu sei que você não acredita em mim. eu quebrei minhas promessas. desmanchei nossos sonhos. mas não era pra ser assim. era pra ser nós dois. em um fim de tarde tranquilo de mãos dadas como um casal normal. com você eu me sentia normal. e era bom. porque pela primeira vez não havia longas discussões e nem noites perdidas em claro. pela primeira vez eu me sentia segura.

eu queria fazer dá certo. e você também, eu sei. quando você disse suas últimas palavras eu queria que não fosse. eu queria ter respondido que sim, sim podemos recomeçar. mas eu não podia. não posso quebrar seu coração de novo. não sei se aguentaria. a verdade é que eu sou fraca demais pra admitir que eu queria que você tivesse insistindo um pouco mais, porque certamente eu ficaria. a culpa é minha.

desculpe, não sei quem eu sou, e por isso não posso me permitir ser de alguém.

a.s
Eu poderia.

Eu poderia continuar insistindo, querendo, lutando, tentando, gostando e me importando. Mas me diz, pra quê? Eu não posso mudar quem você é, meu bem. E quem você é agora só me machuca, suga minha energia, me faz ser alguém que eu não quero ser. Por isso eu desisti. Não vale a pena eu me perder pra te ter, me machucar pra te curar, apagar a minha luz pra acender a sua. Você sugou tudo aquilo de bom que eu tinha pra te dar, meu bem. Eu finalmente sai do abismo que você é mas eu não tenho mais confiança, dignidade, vontade e nem estômago pra gostar de ninguém, não agora. Você acabou comigo e eu percebi tarde demais.