insistindo

Foi você que me mostrou que os olhos nos falam coisas, basta saber decifrar, e eu poderia passar dias e mais dias tentando decifrar cada pedacinho deles. Foi você que me mostrou o poder de um sorriso, que ele pode mudar o dia de uma pessoa. Foi você que me mostrou o que é ter borboletas incontroláveis no estômago. Foi você que me mostrou que fazer planos para o futuro é bom, mesmo sendo bobos. Foi você que me mostrou o que é passar o dia inteiro pensando em alguém, querendo saber se está tudo bem e imaginando o que ela está fazendo. Você não vê? Foi você que me mostrou tudo isso e também mostrou que são essas pequenas coisas que me fazem ter forças para continuar insistindo em nós.
—  Relatos de um amor não correspondido.
Distância é apenas uma palavra que no nosso caso, pode ser explicada por alguns quilômetros, que separa nossos corpos um do outro. Mas nossos corações sempre estão conectados/ ligados, um ao outro. Às vezes, me bate aquela vontade de estar ao seu lado, de poder olhar no fundo dos teus olhos, sei que fazendo isso, vou ganhar o sorriso mais perfeito desse mundo, o seu. Mas em seguida, eu poderia lhe dizer o quanto eu te amo, e em seguida novamente, pra alcançar a grandeza do que eu sinto…Talvez, seja até insuficiente dizer com palavras, mas eu vou demonstrar com atitudes todo esse amor que tenho por você. Amo cada detalhe seu principalmente, seu modo meigo de me fazer sorrir, isso me encanta. Até por que, meu sorriso, depende totalmente do teu. Eu amo ouvir sua voz, sua risada, e amo quando você canta pra mim, outra coisa que me deixa completamente perdido ao ouvir. Por mais que você não goste da sua voz, e até mesmo eu fique insistindo para que você cante, quando você canta, eu sinto uma felicidade tão grande dentro de mim, que você não imagina. Sua voz me da paz, me faz feliz, me traz emoções. É a única coisa que posso lhe dizer e afirma, concordando com o Projota, é: Não posso tocar sua pele, mais eu sinto o seu amor. Sinto cada emoção sua, ele mais pulsando dentro de mim, mexendo com o meu sorriso, e transbordando todas essas palavras. Eu sou assim, meu interior é assim, e ele tá te aceitando da forma mais bela que eu tenho.
—  Alef Santos.
Sendo eu, um aprendiz.
A vida ja me ensinou que besta é quem vive triste lembrando do que faltou.
Magoando a cicatriz e esquece de ser feliz por tudo que conquistou.
Afinal, nem toda lágrima é dor.
Nem toda graça é sorriso.
Nem toda curva da vida tem uma placa de aviso.
E nem sempre que você perde é de fato, um prejuízo.
O meu ou o seu caminho não são muitos diferentes.
Tem espinho, pedra, buraco pra mode atrasar a gente.
Não desanime por nada, pois até uma topada empurra você pra frente.
Tantas vezes parece que é o fim.
Mas no fundo é so um recomeço.
Afinal, para se levantar é preciso sofrer algum tropeço.
É a vida insistindo em cobrar uma conta difícil de pagar.
Quase sempre por ter um alto preço.
Acredite no poder da palavra “desistir”.
Troque o “D” pelo “R” que você tem “Resistir”.
Uma pequena mudança.
As vezes nos traz esperança e faz a gente seguir.
Continue sendo forte.
Tenha fé no Criador.
Fé também em você mesmo.
Não tenha medo da dor.
Siga em frente a caminhada e saiba que a cruz mais pesada o filho de Deus carregou.
Eu não imagino você me esquecendo. Não imagino você passando um dia se quer sem falar comigo. Dormindo bem, sem ouvir minha voz desafinada cantado pra ti ninar. Não imagino você acordando ao meio dia, sem ser comigo te ligando pra lembra que “comer é importante”. Não imagino você indo na esquina da sua casa sem minha companhia. Ou, assistindo algum filme no Netflix, sem eu insistindo para que seja uma comedia romântica. Não imagino você abrindo o whatsapp sem me chamar, sem implicar comigo. Não imagino você deitado no chão frio, reclamando da vida e do calor, sem ter eu do outro da linha para ouvir. Eu não imagino como seria você sem mim. A gente se fundiu um no outro, lembra amor? Se doí em você, doí em mim e vise versa. Então, se estamos sangrando, porque não juntamos nossas partes? Você perdeu a memoria ou o caminho? Sei que nosso amor não se perderia assim.  Amores como os nossos, não se perde por ai. Fica dentro da gente. Então meu amor, estou deixando mais esse texto aqui. Como pedaços do meu coração, para que você encontre e venha até mim. Estou te esperando Bebê. Se cuida por mim.
—  C. for G. 

LASM vem com varias dicas para vocês! Seja ela para seu blog ou uso pessoal. Hoje estamos vindo com Dicas de Filmes. Fiquem a vontade para fazer pedidos, iremos atender a todos.

  • Cinquenta tons mais escuros

Data de lançamento: 9 de fevereiro de 2017
Direção: James Foley
Elenco: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Bella Heathcote
Gêneros Romance, Drama, Erótico 
Nacionalidade EUA
Sinopse: Incomodada com os hábitos e atitudes de Christian Grey (Jamie Dornan), Anastasia (Dakota Johnson) decide terminar o relacionamento e focar no desenvolvimento de sua carreira. Ele, no entanto, não desiste tão fácil e fica sempre ao seu encalço, insistindo que aceita as regras dela. Tal cortejo acaba funcionando e ela reinicia o relacionamento com o jovem milionário, sendo que, aos poucos, passa a compreender melhor os jogos sexuais que ele tanto aprecia.

  • A Bela e a Fera

Data de lançamento: 16 de março de 2017
Direção: Bill Condon
Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans
Gêneros Fantasia, Romance, Musical
Nacionalidade EUA
Sinopse: Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana

  • Power Rangers

Data de lançamento: 23 de março de 2017
Direção: Dean Israelite
Elenco: Dacre Montgomery, RJ Cyler, Naomi Scott
Gêneros Ação, Aventura, Ficção cientifica
Nacionalidade EUA
Sinopse: A jornada de cinco adolescentes que devem buscar algo extraordinário quando eles tomam consciência que a sua pequena cidade Angel Grove - e o mundo - estão à beira de sofrer um ataque alienígena. Escolhidos pelo destino, eles irão descobrir que são os únicos que poderão salvar o planeta. Mas para isso, eles devem superar seus problemas pessoais e juntarem sua forças como os Power Rangers, antes que seja tarde demais.

Eu sei que você está aí, vendo as minhas tentativas frustradas de lhe aproximar de mim, e insistindo para que ainda exista “nós”. E eu insisto mesmo, porque por mais que a gente brigue, discuta, se odeie… Eu sempre vou estar aqui por nós.
—  Bianca Menezes.

Antes de dormir, leia isso!

Desistir não é feio. Feio é ficar insistindo em algo improdutivo, em algo que você já sabe que não vai dar em nada. Feio é perder noites de sono, se humilhar por uma atenção, por um boa noite que nunca vai chegar. Para, porque a partir do momento que você decidir esquecer e seguir em frente, vão começar correr atrás de você. E aí você que decide se vai continuar sendo idiota ou se vai mostrar que desapegar foi a melhor opção. Agora desliga o celular, guarda essas palavras e vê se amanhã começa fazer tudo diferente, porque chega uma hora, que chega né?

Eu tinha tanto amor guardado aqui dentro de mim, hoje, restou uma coisa seca, sem graça. Não sei se era amor, até porque, eu nunca tive preparo algum para dar nomes às emoções, nem mesmo para entendê-las. Mas, confesso que, essa coisa seca que restou dentro de mim foi a coisa mais verdadeira que eu pude conhecer, e é a minha essência. Confesso que, como qualquer humano, eu penso em desistir, em deixar que o vento leve tudo, mesmo sabendo que o vento nunca trás nada de volta exatamente como era antes. Mas, não se preocupe, eu não vou desistir. Tem coisa mais autodestrutiva que insistir sem fé nenhuma? Mas, eu continuo insistindo naquele vazio que preenche, no amor sem explicação, naquele tipo de drama que foge dos clichês. Como já dizia Caio Fernando Abreu:  “Quando você não tem amor, você ainda tem as estradas.” Aqui dentro, o que não quer sair e nem descer, como se fosse um espinho preso na garganta. Na verdade é uma pressa, uma urgência, uma compulsão horrível de querer quebrar imediatamente qualquer relação bonita que mal comece a acontecer. Uma vontade de sair correndo, de negar que no fundo eu sei que as histórias que eu considero clichês são as melhores para serem vividas, vontade de tirar com a mão tudo o que possa me fazer sofrer. Aqui dentro, aquele medo daquele vazio que preenche e transborda, daquele sentimento confuso e certo demais, daquela coragem repentina que nos faz tomar decisões que jamais pensávamos tomar. Aqui dentro, uma vontade de me enfiar em livros e escrever vários outros livros, ocupar a cabeça com tudo o que não me faça pensar que eu sou um ser humano como qualquer outro e tenho um coração capaz de amar também, assim como qualquer outro. Vontade de enterrar as probabilidades de me apaixonar.
—  Bailarina Torta.
Ana morreu naquele dia,

o porquê eu não sei.
Talvez tenha morrido de medo, mas medo de quê também não sei.
Ana não gostava do cabelo, será que morreu por causa disso? Ou será que morreu porque queria agradar a todos menos a si mesma?
Ana se achava feia, mesmo eu insistindo o contrario.
Ana tinha um lindo sorriso; dentes brancos que doíam os olhos. Mas se olhassem para ela e dissessem que em vez de branco eram amarelos, Ana escovava até sair sangue da própria gengiva.
Eu adorava passear no parque com Ana, dizia a ela que a beleza das flores não chegava a seus pés. Só que Ana achava que eu estava zombando dela, e voltava para casa, aos pranto, deixando-me só.
Ana morreu naquele dia, e eu não consigo entender porque.
Encontraram-na morta ao pé da cama, tinha tomado remédios demais.
Sinto tanta falta dela, do seu sorriso lindo, do seu cabelo ondulado, dos seus olhinhos pretos.
Ana morreu…
E é tão difícil dizer isso, é tão difícil ir ao parque sozinho.
As flores não têm mais graça,
os pássaros perderam a voz,
o céu perdeu o azul,
eu perdi a vontade ir ao parque, a vontade de comer, a vontade de sair, a vontade de viver.
Ana nem me avisou,
foi e me deixou.
Ana nos matou porque queria agradar o mundo.
Ela nem me notou. Se tivesse prestado atenção teria visto que eu a amava.

REAÇÃO DO BTS ao você querer terminar o namoro após uma briga.

Rap Monster (Kim Namjoon): Mon a muito tempo tinha amado uma garota e enquanto vocês liam composições antigas e nunca usadas para ver se alguma tinha utilidade a que cairia na sua mão seria uma feita para essa garota. Mesmo sendo uma paixão antiga você iniciaria uma discussão sobre isso e quando ele dissesse que você precisava aceitar quem já tinha sido importante para ele seu coração apertaria. Colocaria a letra sobre a mesa e levantaria, insistindo que ele deveria ficar com quem achava importante.

Ele viria atrás de você pelos corredores e quando te alcançasse te abraçaria por trás, fazendo seu corpo se chocar ao dele, um beijo seria depositado sobre seus cabelos e ele afagaria seu corpo.

“Mas você é quem é importante para mim.”

Suga (Min Yoongi): Suga andava muito sobrecarregado e isso estava afastando vocês, fazendo com que toda vez que finalmente se encontrassem acabassem brigando. Os elogios e “eu te amo” rotineiros estavam escassos e quando novamente brigavam por conta de toda a distância você se exaltaria e diria que não queria continuar com ele.

Yoongi não teria uma reação quanto a isso, apenas ficaria parado e quando visse você saindo de casa no meio da noite iria atrás de você, impedindo que chegasse ao menos na esquina.

“Está brincando não é? Eu ando muito ocupado ultimamente mas é óbvio que ainda te amo. Vamos entrar e resolver isso da melhor forma possível, não seja mimada!”

Jungkook (Jeon Jungkook): Vocês eram novos e um pouco imaturos, brigavam por qualquer motivo e terminavam constantemente mesmo que os términos só durassem algumas horas, porém, mesmo que isso sempre acontecesse aquela vez tinha sido diferente, pois por mais que o motivo fosse bobo as palavras foram duras de mais. Os olhos dele deixariam as lágrimas rolarem e os fixaria na parede branca do cômodo, refletindo todas as frases estúpidas e desnecessárias e procurando as palavras certas pra te manter perto dele.

“Mas… (S/N)… E-eu não posso ficar sem você… Vamos esquecer tudo isso, por favor!”

Jin (Kim Seokjin): Vocês estavam em um restaurante, apesar de terem brigado naquele dia tentavam fazer as coisas ficarem bem, porém nada ajudava, estavam ambos magoados. Você começaria a chorar disfarçadamente mas Seokjin veria e afagaria seu rosto, perguntando o motivo. Quando você dissesse que não aguentava mais aquilo e que queria terminar Jin largaria a comida no prato e olharia em seus olhos, assustado porém tentando manter a calma.

“Isso é só uma fase, meu amor, namorados brigam… Eu amo você e nós vamos fazer dar certo.”

Jimin (Park Jimin): Mais uma briga por ciúme sem motivo, quando não era você surtando por fãs abusadas de mais era ele por amigos próximos ao extremo. Ao te ver tirando foto com um homem, mais precisamente seu amigo mais próximo na Coréia, Jimin surtaria e puxaria seu pulso, te tirando de perto do garoto sem se importar com a falta de bons modos. Os gritos que trocavam na frente do prédio não eram nem um pouco discretos e quando sentiu seu corpo esquentar disse com toda a raiva que tinha dentro de si que era melhor acabar tudo já que não confiavam um no outro.

Jimin arregalaria os olhos e negaria freneticamente com as mãos nos cabelos, quando visse que você viraria para ir embora ele te seguraria e abraçaria seu corpo, mesmo não sendo correspondido.

“Eu confio em você, não confio é neles… Por favor jagiya, não me deixe nem agora nem nunca.”

V (Kim Taehyung): Taehyung sempre exigia que você fosse vê-lo em seu país, mas ele próprio nunca podia largar seus compromissos para vir ao Brasil. Você estava farta dele agir sempre como um garoto mimado e quando ele dissesse que o trabalho dele era importante de mais para ele viajar você explodiria, diria que a fama dele não fazia ele ser melhor que ninguém e que não largaria seu trabalho para atender nenhum capricho. O que mais lhe irritaria seria quando ele dissesse com toda a calma do mundo que com a existência dele em sua vida você não precisaria trabalhar e poderia morar na Coréia, após uma série de frases sobre independência e submissão você desligaria a chamada dizendo que era melhor terminar se ele achava que poderia te dominar daquela forma.

Tae encheria seu celular de mensagens que você se recusava a olhar, mas quando toda a raiva passasse e o desespero de querer tê-lo batesse você correria para o aparelho.

“Eu amo você, não queria te magoar eu só queria te ter aqui todos os dias”

J-Hope (Jung Hoseok): Quando você dissesse que não queria mais continuar com ele o medo o dominaria e seus olhos brilhariam assustados, Hoseok ouvia o barulho da chuva forte que parecia ser o efeito sonoro para aquela briga, porém, a tempestade era pior dentro de si. Ele viria até você e agarraria seu pulso com firmeza, porém de forma doce e olharia em seus olhos, ele deixaria as lágrimas rolarem livremente e imploraria para que você não desistisse de tudo.

“Não (S/N)! Não, não e não… Nós podemos resolver isso.”

Avisa para ele aí

Você não manda em mim, eu não vou me entregar aos seus encantos, eu tenho um lado terrível e eu estou pronta para te mostra. Não tente passar pelas minhas barreiras, você vai se machucar, eu estou avisando, eu estou avisando.  

Você não esta pronto para me ver sem armadura, você não esta pronto para me ter, ao menos você parou pra perceber que eu sei todos os seus passos? Você parou para pensar que eu sei que você mente pra mim como todos eles? Por que continuando insistindo? Va embora, é melhor pra você e para mim, eu não terei que “machuca” mais um coração e fazer você perceber que estais sendo como todos os outros, vai conquistar como se eu fosse um troféu, mas depois vai embora deixando seus rastros de destruição no meu coração.

É como se o mundo inteiro estivesse contra nós, mas ainda assim estamos insistindo, porque amamos e o amor não pode ser controlado, apenas sentido.
—  Kristina Épicas
Desisto, eu nunca vou superar você. Você me afeta menos que antes, mas ainda afeta. Eu te amo? Não sei dizer, minha mente está em conflito com o coração e isso me deixa confusa. Ao mesmo tempo que não te quero, eu te quero. Ao mesmo tempo que eu te odeio, não te odeio. Ao mesmo tempo que eu digo adeus, eu quero ficar. E sempre será essa indecisão, esse sim e esse não interminável. Mesmo eu tendo desistido, eu não sei se rio ou se choro por saber que talvez a gente nunca mais seja o nó que sempre fomos, ou também pelo fato de que você é você, ninguém nunca será como você, pois você foi o único que soube me amar. E é por isso que eu desisto, ninguém nunca vai superar você, ninguém será você, ninguém irá me machucar como você fez, ninguém irá me amar como você e por fim, ninguém vai me fazer desistir e continuar insistindo nessa incerteza como só você faz.
—  Cuidarias trocou dores com Jardineira