imuner

3

“I’m at a loss, darlin’.”  Jax confessed as he ran a hand through his hair.  “What’s a guy gotta do to get you to go out for drinks with him?”

“I am out for drinks with you, Teller.”  You countered, holding up your beer glass as the SAMCRO party around you continued to rage on.  Jax exaggeratedly rolled his eyes.

“I mean somewhere besides the clubhouse.”

Grinning widely to yourself you slid off the barstool and picked up your glass.  Patting Jax lightly on the back you walked past him and disappeared into the crowded clubhouse.

Tentang Tujuan Hidup

Ada teman yang setiap kali saya posting sesuatu di facebook, dia akan menyangkutpautkan dengan pernikahan. Entah bagaimana caranya dia akan selalu melakukan itu. Sampai suatu waktu kawan-kawan saya yang lain bertanya apakah ia tidak bosan dengan pertanyaan begitu terus di tiap postingan saya? Terbayangkan sampai kawan saya jenuh? Saya sendiri sudah imun dengan dia, jadi ya, memaklumi. Mungkin itu life goal dia. Sehingga ketika sekarang dia sudah menikah dan punya anak dua, dia mungkin tidak punya goal lagi. Fyi, saya masih single dan tidak ada masalah dengan itu semenjak saya tidak menjadikannya sebagai life goal. Menikah urusan mudah buat saya. Kalau saya mau, sudah dari bertahun-tahun lalu. Tapi, kalau bukan life goal, buat apa saya memusingkannya?

Meski memang terkadang ketika mengevaluasi diri sendiri saya nampaknya jauh tertinggal dibandingkan dengan teman-teman lain yang saat ini tiap hari posting foto anak-anak mereka, sudah punya cicilan rumah, kemana-mana pakai mobil, posting makanan dan minuman ala XXI dan restoran terkemuka, dan apa-apa yang kalian bisa bayangkan sendiri. Saya? Hidup masih dari beasiswa, kadang dapat fee dari projek, mobil-motor tidak ada uang, apalagi cicilan rumah, foto-foto lucu anak-anak? Ya itulah saya. Saya cuma bisa posting sudut perpustakaan, segelas es cendol yang berharga, keluhan karena biasa pakai LTE tetiba hanya bisa pakai 3G, serta kekesalan karena tidak bisa mengakses Wikipedia karena diblokir pemerintah Turki. Itu saya.

Tapi saya sungguh tidak peduli dengan tujuan hidup orang lain, apalagi jika saya tidak bisa memberikan kontribusi terhadapnya. Apa hak saya mengomentari kehidupan mereka? Terlebih saya punya life goal sendiri yang bukan orang lain yang akan memberikan, tapi buah dari kapalan jari-jari saya pribadi. Jika saya harus menjadi seperti kebanyakan orang, saya bisa saja memilih untuk berkarir di tvOne setelah empat tahun bekerja di sana. Atau saya terus bekerja untuk kemanusiaan di ACT dengan posisi senior dan gaji yang lumayan. Atau di tempat lain yang lebih baik. Motor saya sudah punya, mobil karena malas saja di Jakarta sudah terlalu penuh dengan keegoisan, atau HP bagusan, ah saya bisa. Atau menikah? Well, percayalah, saya bisa saja dengan si biduan kampus yang susah sekali didapatkan namun dengan saya mudah. Haha, gaya! Tapi ini serius. Tampang saya pas-pasan, tapi soal komitmen, bisa diadu. Dan saya sangat menghargai wanita sebagai partner, bukan di bawah ketiak laki-laki. Tapi masalahnya, life goal saya bukan itu. Ketika saya harus kehilangan orang yang saya cintai karena life goal di depan mata, saya rela. Dengan catatan bukan karena saya yang mau pisah. Ketika saya harus meninggalkan kenyamanan di Jakarta demi sesuatu yang telah lama saya impikan, saya rela.

Saat ini saya sedang berjuang menyelesaikan PhD saya dengan santai. Penuh kesulitan, tapi saya menikmati (makanya tidak selesai-selesai, jangan diikuti, haha). Sambil mendapatkan pengalaman baru jalan tidak jelas di negeri orang. Tahun depan saya berangkat Erasmus ke Jerman. Dulu, waktu kuliah di UI, baca tentang Erasmus saya pasti minder duluan. Apalah saya ini tidak punya prestasi, IPK sekarat, English blepotan, tidak pernah terpikirkan untuk daftar. Namun takdir berkata lain, di pengumuman penerimaan Erasmus di Istanbul University, nama saya muncul setelah sebelumnya saya tidak berharap banyak. Saya punya cerita khusus tentang ini sebenarnya. Nanti bisa saya ceritakan. Well, insallah saya berangkat. Ini adalah bagian dari life goal saya yang tidak terduga. Dan saya sangat menikmati ke-tak-terdugaan dalam hidup.

Ada hal-hal yang harus kita korbankan untuk mencapai atau menjadi sesuatu. Jika itu adalah paradigma umum; menikah atau bekerja, tak masalah. Ulat harus bersemedi lama untuk menjadi kupu-kupu. Kecebong harus bersabar untuk menjadi katak. Lalu kita manusia apakah tidak bisa bersabar untuk menjadi dan mencapai sesuatu? Ada hal-hal yang mungkin orang lain sudah capai, tapi ada juga hal-hal yang ada di dalam diri kita dan mereka tidak punya. Jadilah dan capailah sesuatu dengan tangan kita; tidak perlu berusaha sefrekuensi dengan tujuan hidup orang lain.

Foi escutando “ I wanna be yours” do Arctic Monkeys, que bateu aquela sensação. Aquela sensação de pensar em alguém que se encaixa na letra, na melodia. Aquela sensação de estar fodido. Porque o amor fode qualquer um, não dá pra ficar imune pra sempre. E eu estava seriamente fodido, porque eu queria ser dela. 24 horas por dia, de segunda a segunda, eu queria ficar mesmo nas crises de tpm, quando ela era capaz de enlouquecer até o mais paciente dos monges. Tá certo, ninguém é perfeito, mas cara, essa mina, juro que não sei como ela faz isso. Me deixa puto e em cerca de minutos inverte tudo, aquele jeito de saber me deixar bem onde ela quer, como lhe dar com isso? Eu sou louco por ela.
—  Doses de desabafos - Manuscrite 

The Last Of Us! AU

The broganes au that no one did for some reason so I took matter with my own two hands ლ(ಠ__ಠლ)

Keep reading

I guess pitting minorities against one another is a full-on marketing strategy now.

So, this morning I learned about The Ray, Cwseed’s upcoming animated show that takes place in an universe where the Nazi won WWII and Supergirl, the Flash and Arrow are part of a pro-nazi group of superheroes called the Reichsmen.

There has already been a reaction from the jewish community of fans on tumblr such as this response by @murdershegoat and I want to stress that they are reason enough to boycott this bullshit show until the end of time, period.


Where I get personally offended though, as a gentile lesbian, is that the channel is genuinely trying to pass this bullshit off as progressive because it has a gay lead (and leads of color, as far as I can judge from the trailer). This is not only a gross lie, but it’s also preying on the legitimate wishes of LGBTQ+ fans and fans of color to see themselves on screen so that we will accept an antisemitic premise on the basis that The Ray has LGBTQ+ representation and representation of characters of color.

I mean, we all know that there is a tendency to believe that only one kind of diversity can appear in the same show at any given time—it’s this pervasive idea that if you have A Gay you can’t have A Black, or if you have A Disabled you can’t have A Jew, etc, etc—but with The Ray it feels to me like they’re making it into marketing strategy : like they expect us LGBTQ+ people and/or people of color to just throw jewish people under the bus so we can see ourselves in superheroes.

(Superheroes who, by the logic of the premises, will most likely have a shit time of things, so that means we’d probably better brace ourselves for homophobia and racism, but it’s okay because have a lead like us, right?)


I’m just. The project in itself is disgusting but the way they’re promoting it adds a layer of terrible, and honestly I dread seeing this series complimented as ‘finally having representation’ when there is too much terrible surrounding it to make it worth it. :/

Tudo bem, menina, não é pecado se sentir cansada. A vida é dura. Sua alma não é fortaleza. Seu coração não é imune contra as falhas. Chega de tantas pancadas. Apenas descanse.
—  Laureane Antunes.
Em meio a uma sociedade cheia de pessoas desesperadas por atenção e por coisas que elevem a sua auto-estima, o evangelho se tornou algo totalmente distorcido.
Pergunte a Estevão que foi apedrejado até a morte por causa de Cristo se a vitória dele teve sabor de mel. Pergunte aos milhares de cristãos assassinados e perseguidos por causa do evangelho. Pergunte ao próprio apóstolo Paulo, que também foi apedrejado e sofreu muito durante sua caminhada cristã.
A questão é que o evangelho pregado nos púlpitos de hoje excluem a possibilidade do sofrimento, como se um cristão não pudesse sofrer e fosse imunizado das preocupações e dos problemas deste mundo. NÃO, VOCÊ NÃO É IMUNE!
Nós queremos uma vida de conforto enquanto tantas pessoas morrem pra pregar algo que temos total liberdade de falar, e ainda assim, muitas vezes não falamos.
Nós queremos ir a igreja pra ouvir músicas que alimentem o nosso ego, músicas antropocêntricas que não exaltam a Deus, e sim ao homem.
Nós queremos ouvir o pastor dizer que somos amados, mas reviramos os olhos quando ele fala de SOFRER POR CRISTO, de PERSEGUIÇÕES, de SE ENTREGAR TOTALMENTE em nome da Verdade.
Nós queremos aceitar as coisinhas que o mundo nos impõe com discurso barato de “não julgueis”, simplesmente porque isso nos deixa confortáveis, mesmo quando sabemos que a bíblia condena o pecado.
Não existe meio cristão.
Se você faz parte do amor de Cristo, você também faz parte dos sofrimentos dEle.
Sim, nós sofremos, nós choramos, a vida real não é a música da Damares, mas nós sabemos que, mesmo sendo completamente indignos da Graça de Deus, Ele olha pra nós com olhar de misericórdia, e é isso que nos conforta.
NÓS PRECISAMOS URGENTEMENTE VOLTAR AO VERDADEIRO EVANGELHO!
—  Larissa Lima (coracaoreformado)
Jesus não morreu para que nós fôssemos ricos, poderosos ou imunes às dificuldades da vida. Ele morreu para que nós fôssemos salvos, para que pudéssemos ser filhos de Deus. Ele não prometeu dinheiro, carro, casa, fama. Pelo contrário, Ele disse que no mundo teríamos aflições, que seríamos perseguidos, rejeitados. Mas Ele nos garantiu que, assim como Ele venceu o mundo, nós também iremos vencer. Cristo está ao nosso lado em qualquer situação, sempre nos lembrando que o alvo é o Céu. E é por isso que O adoramos, porque mesmo sem merecer, Ele nos perdoou e garantiu a nossa Salvação. Glória ao Pai e ao Filho que teve misericórdia de nós, pecadores miseráveis. Ele vive!
—  Allenylson Ferreira.

anonymous asked:

HC about when Penny is sick? Both with just a little cold and really sick. Please and thank you.

YESH!

Headcanon when Pennywise catches a Cold 


Normal Cold;

  • WILL totally freak out when sneezing for the first time ever
  • Will be vERY OVERDRAMATIC
  • Thinks the dizziness is a sign of him dying
  • Literally dies.. mentally
  • “Little one, it was nice meeting you.” *dramatic pose*
  • He can’t handle his constantly running nose, so it’s gonna be VERY gross until you teach him how to use tissues properly
  • Does not like being enabled to taste
  • POUTY BOI


Bad cold and high fever ;

  • You shall and should stay at this clowns side until he’s all better
  • He doesn’t know how to cure himself, so he needs help
  • Due to the commonness of catching a cold , you know what to do
  • His powers and strength are extremely limited
  • WEAK BOI
  • His imune system being very strong and now suddenly overcome by a rather normal virus that is unbeknownst to his body and imune system, the virus is hitting him harder than it even should
  • He will be extremely submissive towards you, trusting you to get him healthy again
  • Rests most of the time
  • When he’s awake though, he wants you to stay by his side
  • Wants to cuddle the whole time
  • Very clingy indeed
  • You will probably get infected too
  • Got to enjoy tea with honey in it
  • When you finally get him healthy again he would never underestimate you again and become very submissive, thus less possesive and dominant towards you
  • YOU GAINED HIS COMPLETE TRUST WOW


A few extra Hc’s for continuing the “Probably you will get infected too” thing

  • Now with both of you being sick, things will get either dramatically bad or heckin funny
  • FEVER TALKS
  • Him feeling better than you already due to your previous caring program
  • This is where hIS CARING PART COMES UP
  • Also his protectiveness grows heavily
  • Still sick, he adorably and messingly mimicked your “Anti-virus healthcare program”
  • Tries dizzily to make you some soup and SUCCEEDS but DON’T go into your kitchen afterwards please
  • Makes you tea because that’s the one thing he can do best
  • Fever cuddles
  • SNEEZES EVERYWHERE
  • Basically you two are cuddling the whole day, keeping each other warm
  • He will be sooo happy when you’re healthy again
  • “Little one, I never ever want to go through this hell of being ill again.”
  • He will
Alguns relacionamentos tendem a declinar depois de algumas discussões, indas e vindas, mas não o nosso caso, claro que não fomos imunes a isso mas passamos com louvor ainda que tem dia que a gente não se aguente mais  voltamos no final dizendo sentir saudades. Amor é isso, nem sempre ir, mas o voltar que dá aquele gostinho de casa e aconchego, aquele alívio e segurança. É isso, nosso relacionamento sempre foi aquele drama, aquelas risadas e com aqueles olhares de outras pessoas pensando consigo mesma que queriam ter um relacionamento igual ao nosso, que mesmo com discussões, voltassem, que mesmo quando se detestavam, se amassem. Éramos um só, sabíamos que apesar das brigas, era um ao outro que queríamos, acho que por isso que duramos, porque sabemos que não acharemos em outra pessoa o que temos, sabemos que fomos feito um para o outro, e por isso, nos entendemos. O nosso relacionamento é real, e o amor também tem seus espinhos. Mas o que me deixa feliz, é saber que esses espinhos não nos afastam, aprendemos a lidar e cuidar de todos eles, afinal, quando regamos a flor, o espinho também é regado. E regamos com amor. E é por isso que estou aqui pra te dizer que, os teus braços são o meu lar, e mesmo você indo, o meu coração estará sempre te aguardando, pois sei que irá voltar, porque os meus braços também são o teu lar. Já estou com saudades, volta logo, quero te regar. Eu te amo.
—  Escrito por Amanda T., Dai, Grazi e Mirelle em Julietário.

As pessoas não entram ilesas em uma relação.
Veja, antes de você houveram outras marcas, feridas, passagens, descobertas e receios. Ninguém passa imune por decepções amorosas ou expectativas desfeitas. As pessoas carregam histórias e com elas podem existir traumas e medos. Ninguém chega limpo de todas as desilusões para nos aceitar assim, plenos.
É necessário que tenhamos paciência com o tempo do outro. E entender que superamos e encaramos as experiências de maneiras diferentes. Quando alguém levar um susto pela aproximação ou se sentir inseguro com declarações amorosas ou qualquer coisa do gênero, pare, tenha calma, e entenda. Não é sobre você. Não é sobre a forma como o faz e nem o que você lembra.
Haverá a ressignificação. Haverá o momento em que ela não irá generalizar as relações por conta de uma vivência ruim. Mas tudo isso ocorrerá em seu tempo.

textos cruéis demais para serem lidos rapidamente.

Ela odeia gente folgada que não corre atrás do que deseja, porque ela acorda todo dia visando seus sonhos e trabalha para eles virarem realidade, possui milhares de manias que não abre mão de jeito nenhum, precisa dormir abraçado com algo e com um travesseiro entre as pernas, não consegue dormir com calor ou fome, se incomoda com quartos bagunçados, principalmente se as roupas estiverem amassadas, não que ela seja a organização em pessoa, mas tem um certo cuidado, parte porque odeia ter que ouvir as pessoas reclamando da bagunça.

Cisma que não sai bem nas fotos e tira mil e uma para escolher a melhor, ela é vaidosa, mas não se incomoda com um banho de chuva(desde que ela não tenha nada valioso na bolsa), anda pra cima e pra baixo com um braço cheio de pulseiras, brincos e anéis também fazem parte do visual às vezes, usa uma gargantilha ou um colar, quando não os dois, se sente nua sem seus adereços.

É dotada de uma capacidade incrível para descobrir merdas, dificilmente algo passa imune àqueles olhos, descobre curtidas no instagram, facebook e quiçá no twitter. Sabe quem você segue ou deixa de seguir, está constantemente atentas aos comentários nas suas fotos, ela é a Sherlock Holmes em pessoa. Não que ela seja possessiva, só odeia ser feita de idiota, às vezes pode ser um pouco ciumenta, mas só às vezes. Odeia ter seus defeitos expostos…