imuner

Jesus não morreu para que nós fôssemos ricos, poderosos ou imunes às dificuldades da vida. Ele morreu para que nós fôssemos salvos, para que pudéssemos ser filhos de Deus. Ele não prometeu dinheiro, carro, casa, fama. Pelo contrário, Ele disse que no mundo teríamos aflições, que seríamos perseguidos, rejeitados. Mas Ele nos garantiu que, assim como Ele venceu o mundo, nós também iremos vencer. Cristo está ao nosso lado em qualquer situação, sempre nos lembrando que o alvo é o Céu. E é por isso que O adoramos, porque mesmo sem merecer, Ele nos perdoou e garantiu a nossa Salvação. Glória ao Pai e ao Filho que teve misericórdia de nós, pecadores miseráveis. Ele vive!
—  A. S. Ferreira.
esse texto não é sobre você

é sobre a insanidade que restou em mim quando você foi embora e sobre o meu laudo psiquiátrico que te pune por culpa. é sobre eu não conseguir me curar de você e se sentir fraca demais para te superar. você é como uma doença auto-imune e a minha imunidade é zero. esse texto não é sobre você, é sobre quando você me deixou chorando no meio fio da tua rua em meus dias turbulentos e eu só queria te ver. esse texto não é sobre você, é sobre aquela ligação em que você desligou na minha cara e eu me senti a pessoa mais miserável possível. é sobre você ter destruído a minha autoestima e eu sequer consigo me olhar no espelho. é sobre eu ter dado as duas faces do meu rosto e você fez questão de dar tapas em ambas. é sobre você ter destruído toda a ingenuidade que havia em mim. esse texto não é sobre você, é sobre a dor que você me causou.

Sou cristã, mas isso nunca me fez imune à tristeza que todo ser humano sente de vez em quando. A diferença é que eu sei quem cura e leva embora tudo que me faz mal. Não estou imune à dias ruins, mas eu sei quem transforma dias ruins em alegrias futuras. A diferença entre quem crê e quem não o faz, está aí. Saber de onde vem o socorro bem presente. Não estou na mão do acaso… Estou nas mãos de Deus.
—  Amar e Orar
Quantas coisas por nós passam despercebidas e são confundidas com a inexistência, de tal forma que acabamos acreditando que, de fato, não estão presentes. A maioria dos olhos está acostumada a ser imune à simplicidade. Os corações insensíveis reprimem o amor. A beleza do mundo anda ofuscada pela fumaça das grandes metrópoles. Os arco-íris acinzentaram-se, as chuvas ácidas, as estrelas perderam o brilho, bem como as pupilas opacas de seres tão desgastados. Falta calma no peito, abraços mais demorados, simplicidade nos gestos. Falta humanidade. Há tamanha carência de compreensão das pequenas coisas. Enxergas aquilo que dos teus olhos passam desapercebidos. Captura minúsculas coisas e faz destas o teu infinito. Aprende a ver com o teu coração. Ainda não há cura para a cegueira de almas petrificadas.
—  Hematopoéticos
E as máquinas de entranhas abertas, e os cadáveres ainda armados, e a terra com suas flores ardendo, e os rios espavoridos como tigres, com suas máculas, e este mar desvairado de incêndios e náufragos, e a lua alucinada de seu testemunho, e nós e vós, imunes, chorando, apenas, sobre fotografias, — tudo é um natural armar e desarmar de andaimes entre tempos vagarosos, sonhando arquiteturas.
—  Cecília Meireles.
pindah

salah satu kecakapan paling penting dalam hidup, supaya bisa terus punya hati yang adem dan tenteram, ternyata adalah kecakapan move-on.

nggak mesti dalam masalah perasaan, hati, pasangan, nggak mesti dalam hal jodoh. move-on penting dalam hampir semua sisi hidup, termasuk cita-cita, mimpi, jalan hidup idaman, sampai sesederhana pulpen kesayangan yang tintanya habis.

pasalnya hidup adalah rangkaian perpindahan dari satu ke yang lain. meskipun kita nggak pergi ke mana-mana, kita selalu berpindah dalam waktu. tinggal kita yang milih mau terperangkap di dalamnya atau jadi penjelajahnya.

kita semua tau pentingnya move-on. sayangnya kebanyakan dari kita nggak tau gimana caranya move-on dan hanya berkhayal-khayal bisa move-on. sekarang saya baru nemu kenapanya.

karena, kebanyakan dari kita melihat hidup sebagai rangkaian kekhawatiran, bukan rangkaian kenikmatan. karena, kita sering kurang bersyukur sama perasaan yang kita punya–termasuk perasaan yang nggak nyaman. padahal, kenalan sama berbagai jenis perasaan itu penting, supaya hati kita semacam punya sistem imun terhadap perasaan-perasaan yang nggak nyaman. supaya kita bisa santai tanpa harus melawan.

karena, kebanyakan dari kita berkhayal punya hidup yang bahagia setelah move-on. padahal, bahagia nggak akan pernah hadir jika bahagia kita jadikan tujuan hidup bukan cara menjalani hidup.

mungkin yang harus diperbaiki bukan niat move-on nya, tapi caranya. mungkin yang harus diganti adalah bagaimana kita melihat dan menerima yang kata Allah jalan terbaik. bagaimana kita bersyukur dan berbahagia. bahwasanya hidup ini adalah rangkaian perpindahan, bukan dari satu kegalauan ke kegalauan lain, bukan dari satu kegalauan ke kenikmatan, melainkan dari satu kenikmatan ke kenikmatan lain. satu kebahagiaan ke kebahagiaan lain.

move-on itu, seharusnya kayak kita kalau buang air. setelah hajatnya selesai, nggak kepikiran kan sama seberapa enak makanan dan minuman tadinya. atau seberapa mahal, sehingga sesayang itu untuk kita buang. wehe.

selamat move-on saudara sejagat. semoga adem dan tenteram. semangat!
liefs.