imaginebelieberhot

Você estava deitada ao lado de Justin, enquanto assistem a um filme de pornô, quando você percebe o volume em sua calça. Aproxima-se para beijá-lo, ele começa a passar a mão por todo o seu corpo, você começa a acariciar a sua barriga, e em seguida desliza sua mão até seu pênis, e Justin, em seguida, suspira. Você vai descendo o beijo, chupando seu pescoço e em seguida tira sua camisa, começa a chupar e dar beijinhos em quanto vai em direção ao Jerry, desabotoa a suas calças, e logo depois tira sua cueca com a boca, leva sua mão até o pênis de Justin e começa a masturbá-lo devagar, depois abaixa a sua cabeça e passa a língua na cabeça do Jerry, isso faz com que Justin estremeça… E logo você começa a chupá-lo, lentamente, e escuta gemidos baixinhos de Justin, aumenta o ritmo um pouco e percebe que ele vai gozar, e logo para. Você tira a sua blusa, e ele quer retribuir o oral, Justin agora está em cima de você, ele começa a ter beijar e a passar a mão na sua vagina por cima de seu shorts, você solta um suspiro, ele desce o beijo, começa a chupar seu pescoço, e tira seu sutiã, ele passa a língua pelo bico do seu peito, e você geme baixinho, ele ficando ainda mais excitado com seu gemido começa a chupar o mesmo, enquanto está com a mão em seu outro peito massageando-o. Logo ele para, e vai em direção para seus shorts com intenção de tirá-los, ele desabotoa o mesmo, e você rebola um pouco para ajudá-lo tirar, em seguida ele tira sua calcinha e desliza sua língua por toda sua vagina, fazendo-a delirar de prazer. Você gemia baixinho enquanto acariciava os cabelos de Justin; ora ele lambia ora penetrava sua língua dentro de sua vagina, você já se contorcia de tanto prazer, e então ele parou e foi penetrar o Jerry em você. Ele enfiou a cabeça, e depois foi enfiando tudo, começou a fazer um vai e vem lentamente, suas mãos deslizava pelas costas de Justin, as vezes até arranhava as mesmas, gemia em seu ouvido e isso fazia ele delirar de prazer. Ele começou a meter mais forte, chegando uma hora que você e Justin não agüentaram e gozaram, ele deitou ao seu lado, olhou pra você, sorriu e sussurrou: Eu te amo.
—  Selena Surfistinha. — Imagine Belieber Hot.n
Like a Pyramid: Cap. 36 - Com roupa?

  O ultimo show foi demais! Depois teve uma festinha para comemorar. O Jus ficava toda hora dançando shuffling. Depois fomos dormi e de manha bem cedinho voltarmos pro Canadá. Quando chegamos no Canadá, eu tive que contar todos os detalhes pra minha mãe. Ela é super curiosa.

  Depois de arrumarmos tudo certinho e ter implorado pra minha mãe, ela deixou eu ir pra Los Angeles com o Jus, já que ele tinha que terminar seu album de Natal. Sempre que saímos eramos cercados por paparazzis, eu ficava tonta com tantas perguntas e fleches.

  Graças a Deus as coisas estavam maravilhosas. Acordava, estudava, ia pro estúdio e depois curtia o resto de tempo que sobrava. Não brigamos mais, as vezes discutíamos mas não tem como ficar com raiva dele, ele é um palhaço e me faz rir em segundos… tirando o fato de estarmos mais íntimos, mas ainda não aconteceu nada. Antes ele só passava a mão no meu bumbum, mas agora a mão dele percorre quase todo meu corpo e eu que não sou boba nem nada também aproveito.

  Certa noite a gente estava no quarto, ele com o notebook dele e eu assistindo tv, ele desligou o notebook e me puxou fazendo eu me “deitar” no colo dele.

Eu: O que você quer?

Jus: Seu corpo nú!

Eu: Hahahahahaha seu bobo!

 

Jus: Então, você sabe né, eu sou um menino, tenho minhas necessidades e tals, já estou a quase 5 meses sem sexo e ter uma namorada gostosa e não poder fazer nada não é legal….

Eu: Prossiga…

Jus: Então eu andei pesquisando algumas coisas sobre isso e li uma historia de um menino que estava na mesma situação que eu e queria deixar o clima mais quente entre ele e a namorada, ai algumas pessoas deram algumas dicas e tals e falo pra ele conversa com a namora já que ela não queria perde a virgindade, então que pra ela se sentir mais a vontade e menos tímida que eles começassem tipo as preliminares sabe?!

Eu: Hum…. e o que você realmente quer me dizendo isso?

Jus: Que a gente faça o mesmo, tipo, eu te toco e você me toca.

Eu: Você não acha que já toca demais em mim não?

Jus: Hum… não.

Eu: Hahahaha.

Jus: Então….

Eu: Então o que?

Jus: Você topa?

Eu: Ah, é… não sei… Mas onde que você quer tocar em mim?

Jus: Tipo, tudo!

Eu: Tudo tudo?

Jus: Tudo tudo!

Eu: Hum posso pensar no seu caso.- eu me sentei no seu colo e comecei a beija-lo.

Jus: Pensa bem….

Eu: Hum…- eu comecei a beijar seu pescoço enquanto passava minhas unhas em seu abdômen.

  Ele desceu suas mão que estavam na minha cintura ate meu bumbum e o apertou me puxando mais pra ele. Ele mordeu meu lábio inferior e o beijo se intensificou. Ele segurou em meu bumbum e começou a fazer movimentos de vai e vem. Eu passei minhas mãos em volta de pescoço dele e comecei a puxar seu cabelo de leve, o que fez ele soltar um leve gemido.

Jus: Sofie…é melhor a gente parar!- disse ele meio abafado.

Eu: Você não queria brincar? Então vamos brincar!

  Eu o empurrei na cama e voltei a subir em cima dele. Ele me olhou e sorriu, eu retribui o sorriso e voltei a beija-lo. Ele segurou em minha cintura e voltou a me fazer “rebolar” sobre ele. Eu comecei a beijar seu abdômen e notei que ele já estava bem excitado. Eu decidir deixa-lo mais louco, peguei suas mãos e as segurei acima de sua cabeça, comecei a me movimentar em cima de seu membro. Ele fechou os olhos e gemeu. Eu sorri e comecei a me mexer mais rápido. Agora a respiração dele estava falhando, ele mordia os lábios e gemia bem baixinho.

Eu: Você gosta disso?- eu sussurrei em seu ouvido e pude ouvir um gemido mais alto como resposta.

Jus: É melhor você para….

Eu: Por que eu pararia?- eu aumentei o ritmo para provoca-lo.

Jus: É que eu to…. ai meu Deus….Sofie eu vou….- eu sentir seus músculos relaxarem e sua respiração falhar. Eu parei de me mexer e o encarei.

Eu: Satisfeito? 

External image

Jus: Oh… acho melhor eu ir…- ele apontou pro banheiro.

Eu: Concordo.

  Eu sai de cima dele e ele foi pro banheiro, eu fiquei rindo de mim mesma. Confesso que agora me bateu uma vergonha disso, mas de fato deve me deixar mais relaxada em relação a isso. Ele voltou do banheiro e me olhou rindo.

Jus: Eu vou me vingar!

Eu: Hahaha você que pediu.

Jus: Mas a sua vez vai chegar.- ele me beijou.

  Ele se deitou na cama me puxando junto e me fazendo ficar deitada sobre seu peito, eu fiquei passando minhas unhas nele de leve e logo peguei no sono.

Like A Pyramid: Cap. 32 - So...Thanks Mom!

    Depois que Baby acabou, ele se despediu das meninas e voltou pro camarim. Eu fui pra lá e ele estava sozinho em uma salinha. 

Jus: Gostou da surpresa? 

Eu: Eu não gostei… eu amei! Foi perfeito!- Eu o beijei e ele me puxou pela cintura, fazendo com que nossos corpos se colassem. Já estava ficando sem fôlego, ate que a Lari bateu na porta. 

Lari: Vocês dois, no hotel vocês terminam isso, mas o Scooter ta chamando pra irmos a uma festa! 

Jus: Ah é mesmo, já estamos indo!- ela saiu da sala e ele voltou a me beija. 

Eu: Que festa é essa? 

Jus: Vai ser la no hotel mesmo, o pessoal todo vai pra la, inclusive seu amiguinho, o Nathan. 

Eu: Humm…Ciumento!- eu o beijei - Agora vai trocar essa roupa, lá no hotel você toma um banho. 

Jus: Ta, mas não precisa sair da sala, pode ficar ai, você já me viu de cueca mesmo. 

Eu: Ta bom.- eu me sentei no sofá e ele estava se trocando na minha frente. Jesus, como que um ser humano consegue ser tão…gostoso?!!!  Eu quase babei, mas tudo bem. 

Jus: Você ta imaginando meu corpo nu, né sua safadinha! 

Eu: Eu?… eu não! 

Jus: Ta bom, sei que não ta! Vem, la no hotel eu deixo você ver meu corpo nu!- eu me levantei e ele me abraçou por trás e deu um beijo em meu pescoço. 

Eu: Hahahahahaha Justin para com isso! 

     Voltamos pro hotel, eu fiquei no salão de festas com a Lari e o Chaz,  o Jus foi tomar banho. Depois que ele voltou, foi uma farra. Mesmo tendo adultos lá, o Jus tomou umas caipirinhas e ficou bem animadinho, mas não bêbado. Eu também tomei, alias todos tomaram. O Jus só queria ficar dançando, mas não me soltava. Acho que é por causa do Nathan. Ate que ele foi falar com o Chaz e o Nathan veio falar comigo. A gente estava conversando, e ele é muito fofo. Logo, o Jus grudou em mim e o Nathan foi com a banda pro quarto deles. A festa ainda estava bem animada, ate demais. O Jus me levou pra uma parte mais escura e isolado, então ele me atacou. Ele me empurrou na parede, me beijava e ficava com a mão na minha perna. Uma loucura!

 Jus: Eu acho melhor a gente ir pro quarto!-  disse beijando meu pescoço.

   Saímos de fininho e fomos pro quarto, mais ele não parava de me agarrar.  Como o andar todo era da nossa equipe, estava totalmente vazio. Antes dele abrir a porta, ele me beijou de novo, abriu a porta me beijando, fechou a porta me beijando, e foi assim ate a cama. Eu me deitei e ele veio pra cima de mim, ele se deitou no meio das minhas pernas e me beijou. Ele desceu e começou a beijar meu pescoço, eu ficava puxando seus cabelos de leve, ele alisava minhas pernas e subia para minha cintura. Ele começou a subir a mão da minha coxa e começou a aperta meu bumbum. Então ele tirou a blusa dele, eu o virei e fiquei em cima dele, tirei minha blusa e voltei a beija-lo. Ele fico com a mão em meu bumbum, fazendo com que eu me mexesse em cima dele. Ele foi descendo a mão pro meu shorts e o desabotoou. Eu foi descendo a mão pelo seu abdomen e tirei seu cinto (que eu não sei pra que ele usa) e desabotoei sua calça. Ele me virou e ficou por cima de mim, quando ele estava prestes a desabotoar meu sutien meu celular começou a tocar; Ele parou de me beijar e eu me estiquei pra pegar meu celular na minha bolsa no chão, eu olhei no visor e estava escrito Mãe. 

Eu: Droga! É minha mãe, eu tenho que atender!- revirei os olhos e o Jus sorriu.

Jus: Tudo bem!

    Eu me levantei e fui conversa com minha mãe, demorou um pouco, minha mãe fala demais. Depois que desliguei eu voltei pro quarto e o Justin já estava dormindo.“ Tadinho, ele deve estar tão cansado!” pensei, o cobri com o lençol e dei um beijo na bochecha dele. Eu fui tomar um banho e durante o banho eu fiquei pensando, se minha mãe não tivesse interrompido teria acontecido? De repente me veio um nervosismo, acho que eu não teria coragem de ir até o fim, pelo menos não agora. Eu me troquei e voltei pro quarto, eu me deitei na cama e me cobri, logo sentir a mão do Jus em minha cintura, ele se aconchegou atrás de mim e assim dormimos.

Like a Pyramid: Cap. 35 - Well, I love him.

Sofie On

Se isso esta me machucando e se eu estou chorando? Há e muito! Cara, como ele pode dizer isso? 

  Bateram na porta e eu fui olhar quem era, era a Larissa, eu abri a porta e ela me olhou.

Lari: Ah Sofie!- ela veio e me abraçou- Não fica assim. 

Eu: Como não ficar?- eu fechei a porta e me sentei na cama, a Lari veio e se sentou do meu lado, me puxou e me fez deitar no colo dela!- Eu ainda não acredito que ele disse isso.

Lari: Nem eu acredito! 

 Depois de um tempo o Chaz veio chama a gente pra ir pro quarto do Scooter, teria uma reunião sobre o show e tals. Eu me arrumei e fui. Quando chegamos la eu bati na porta e o Justin atendeu, eu só entrei sem falar nada e me sentei do lado da Lari. Ele ficou me olho mas logo abaixou a cabeça e se sentou do lado do Scooter. Nem eu nem ele não falávamos nada, apenas confirmava com a cabeça. Quando a reunião acabou eu fui ate a cozinha que havia no quarto beber agua, eu senti os olhos do Justin em mim enquanto andava.

Justin ON

 Eu não fui mais no quarto depois que ela subiu, fui pro quarto do Scooter pois teria uma reuniãozinha. Logo depois ela chegou e se sentou do lado da Larissa, e não disse nada. No final da reunião ela se levantou e estava indo em direção da cozinha. Eu pensei um pouco e decidir ir falar com ela. Quando cheguei la ela estava bebendo água.

Eu: Posso falar com você?!- ela apenas se virou pra mim, cruzou os braços e ficou me encarando.- Nem sei por onde começar….

Fifi: Não sabe mesmo?

Eu: Sofie, me escuta!

Fifi: ESCUTAR O QUE JUSTIN? VOCÊ NÃO ACHA QUE JÁ DISSE O BASTANTE?

Jus: Não, deixa eu falar!

Fifi: FALAR QUE COM AQUELA VACA FOI MELHOR, SÓ PORQUE ELA DEU O QUE VOCÊ QUERIA E EU NÃO? 

Eu: NÃO É ASSIM SOFIE! 

Fifi: AH NÃO?

Eu: VOCÊ SABE O PORQUE EU FIQUEI COM RAIVA E DISSE AQUILO.

Fifi: CLARO, A CULPA FOI MINHA, EU FIQUEI TE PROVOCANDO ENTÃO VOCÊ PERCEBEU QUE NÃO IA TER O QUE QUERIA E RESOLVEU SE LAMENTAR POR TER TERMINADO COM ELA E TER FICADO COMIGO. ENTÃO VAI ATRAS DAQUELA VADIA E FAZ O QUE VOCÊ TANTO QUER!- ela saiu passando por todos e saindo do quarto, eu tentei ir atras dela, mas a Lari não deixou, disse que era melhor deixar que ela fosse falar com a Sofie.

Sofie On

Ele ainda tem a cara de pau de querer colocar a culpa em mim! Eu deixei ele falando sozinho e voltei pro quarto, eu escutei baterem na porta, mas olhei antes quem era.

Lari: Abri Sofie, sou eu.- Eu abri a porta e ela entrou- Sofie, por favor, para de chorar!

Eu: Não da Larissa. Isso doí muito!- ela me abraçou e ficou na cama comigo ate eu ficar mais calma.

Lari: Ta mais calma?

Eu: Sim…

Lari: Eu fiquei com medo na hora que você saiu da sala, parecia um leão com raiva. Todos ficaram assustados!

Eu: Nossa que vergonha de ter dito aquelas coisas na frente de todos!

Lari: Você não acha melhor chamar ele e conversa, logo tem show e vocês vão cantar juntos brigados?- eu não respondi.- Ele ta mau também, eu quis bater nele só que eu sei que, mesmo ele te magoado, você bateria em mim!

Eu: E bateria mesmo.- ela riu.

Lari: Fala com ele, vai? Eu não gosto de te ver assim e ele ta com uma carinha de cachorro sem dono, da muita dó.

Eu: Não sei, você sabe que eu não consigo ficar com raiva dele, mas você viu o que ele disse.

Lari: Sim! E eu sei que se ele vier aqui falar com você, daqui a pouco você já vai ta ai rindo! Pode chamar ele? 

Eu: Hum… ta bom Larissa.

Lari: Ok, então adios e vai lavar o rosto que seus olhos estão inchados.- ela se levantou e saiu do quarto, eu fui ate o banheiro lavar o rosto, logo escutei o barulho da porta batendo. Eu me olhei no espelho e amarrei o cabelo. Voltei pro quarto e ele estava sentado na cama.

Jus: Oi.

Eu: Oi.- eu me sentei do outro lado da cama e cruzei os braços.

Jus: Você não vai gritar comigo né?

Eu: Não sei.

Jus: Olha pra mim Sofie, por favor?- ele se aproximou e segurou meu rosto me fazendo olhar nos olhos dele, que estavam brilhando- Eu não quero ficar brigado com você por besteira, eu disse uma coisa e me arrependo muito. Eu estava de cabeça quente e disse bobagem, eu sei disso. Sim, eu sinto falta de ter aquilo, mas isso não me faz te amar menos. Se eu terminei com ela por sua causa, não é porque você é bem mais gostosa que ela, é porque eu te amo, e te amo muito. Te ver chorar me corta o coração e saber que a culpa é minha me deixa pior…Me desculpa, por favor? 

Eu: 

Jus: E então?

Eu: Hum… eu te perdoou!- eu falei quase que um sussurro.

Jus: Eu não ouvi.

Eu: Eu disse que te desculpo!- eu olhei pra ele que estava sorrindo, aquele sorriso que me derrete.

Jus: Só falta fazer uma coisa agora.- ele se aproximou.

Eu: O que?

Jus: Isso!- ele segurou em meu rosto e me deu um beijo calmo, ele segurava em minha cintura me puxando pra mais perto dele.- Senti falta disso.

Eu: Você é um idiota! 

Jus: E eu te amo.

Eu: Também te amo, idiota.- ele me abraçou e me deitou na cama ainda abraçado comigo.- Eu tenho que pedir desculpas também, eu sei que parte de tudo isso a culpa foi minha.- ele olhava pra mim com um sorriso fofo no rosto.

Jus: Bom, eu te desculpo.- ele colocou um mexa do meu cabelo pra trás. Eu sorri e ele me beijou mais uma vez.

      Um tempo depois tinhamos que ir pro show, claro que eu pedi desculpas pro povo por ter falado aquelas coisas na frente deles. O show foi muito bom. Mas nessa noite não teve nenhuma provocaçãozinha.