idiota-não

Confuso

é quem recebe carinho mas prefere ficar sozinho.
É você mesmo, idiota.
Colheu todo o amor que cultivou mas o estragou com mentiras.
Você é a erva daninha que estragou não só o meu jardim, mas vários outros. Todos que te regaram verdadeiramente e viram o amor se transformar em adubo.
Confuso é você continuar por aí, fingindo que nada aconteceu. Sabendo que estragou vidas. Dormindo tranquilo.

Comida, fogata y todos en el campamento al rededor de algo ardiendo, sonaba algo divertido si no fueses alguien como Beau que prefería hacer eso con un numero de gente reducida ni menor de edad pidiéndole cigarros, igual no se los negaba, amaba ver como tosían fingiendo saber fumar. Se sentó en uno de esos troncos y estiró una vara para encender un cigarro sin acercarse al fugo, miró una cara conocida y le habló. “¿Piensas azar malvaviscos? podrías hacerlo y me das uno. Te lo cambio por algo que quieras.” 

Fracasso da vez.
Melhor exemplo de todos
De como não se deve fazer
Deveria lançar a vídeo aula
Que ensina "a arte do segundo lugar.“
Pagou suas contas e guardou
Os seus recibos pra cobrar
Mas no balcão de informações
Ninguém sabia de nada
Sabia de nada.
Quem vê não acha que ele pode
Mas ele tenta e vai atrás
Negando o seu trofeu de maior idiota do mundo.
—  Tópaz