humanizando

Há vezes em que penso no hoje como se fosse castigo; e como se fosse redenção. Levando em consideração a condição de redenção, penso que há algum erro. Esta parte se parece com a parte em que avisto qualquer coisa que não gostaria de ter avistado. É meu grande problema.
Às vezes, durante a noite, acordo e olho diretamente para o espelho; depois, indiretamente; sempre finjo uma entrevista em que o assunto principal é como me sinto em relação à tal pessoa: me impressiona a sinceridade. Digo coisas que não diria a mais ninguém, nem a mim mesmo, num momento em que estivesse mentalmente são. É o tipo de coisa que me assusta. É o tipo de hábito do qual gostaria de me livrar.
—  Gradim
Tudo que quero.

Poupa-me do teu discurso,
Que esse já sei de cor!
Quando dormias de bruços,
Olhava-te, às vezes, só.

E só não digo-te verdades todas,
Pois tenho em fé em ti;
E sei que de tantas coisas,
Sobrou algo de mim.

Nem que tenhas de andar vales e vales
Poderias encontrar o que falta te faz;
Quero é que encontres o abismo,
De onde chama-te Satanás.  

youtube

Al loro a cómo este toro literalmente salta de alegría tras ser liberado.

“Si la tauromaquia no existiera, los toros de lidia se extinguirían”. Bueno, de ser así creo que preferirían extinguirse dando saltos de alegría, que perpetuarse como especie generada para el ocio humano a costa de su sufrimiento agonizante.

Lo mismo estoy equivocado y hasta les conviene vivir de puta madre unos años para acabar muriendo en un día de corrida tortura, pero como humano, me parece que transmite unos valores que sinceramente sobran. Desde pequeños atribuimos a animales sentimientos y comportamientos humanos erróneamente (porque no son humanos), y por ello mismo cuando les vemos sufrir, humanizamos ese sentimiento y sobredimensionamos la empatía hacia ellos. Por lo tanto, y para ser coherentes: o dejamos de humanizar a los animales y pasamos a tratarlos como poco más que objetos, o los seguimos humanizando y dejamos de torturarlos para regocijo del personal.

Yo opto por lo segundo, aún siendo consciente de que igual que una hormiga no es igual de consciente que un toro, un toro no es igual de consciente que un humano.