hauehuaheu

Talvez eu seja. Talvez eu só seja. Talvez me seja… o ser serelepe. A gota d'água, o canto dos pássaros; Talvez miragem de marejo. Talvez eu seja só uma eclipse, ou outro fenômeno eslovêno. Quem sabe cúmulo de duodêno. Talvez eu seja. Talvez eu só seja. Talvez me seja.. Vulgaridade. Menina morena proéica ruptiosa e redondonhosa. Praxe sem laste; arco e flecha. Talvez só seja à mim. À mim devaneada de insegurança. À mim; Àmem; Àmenizar; Escanioso jeito de matar. Bruta e compactada. Presa de lastimaria. “Vai. Grita”. Livrai-te males. Tu te vingas pra receber o que sempre foste teu. Orgulho, querida. Ou desapego? Tanto faz, só te procuras. E hoje acha bem. Acha-te a novo equilíbrio. Mesmo que não tenhas paciência. Talvez eu seja amostra de vigor, as vezes louvor, quem sabe imaturidade; Desdonha de bondade à modo de claridade. Talvez eu seja o brinquedo fajuto de quinta não comprado e largado em prateleiras quebráveis de ponta a ponta. Talvez só seja a garota a escrever, com preguiça de crer como é envelhecer. Vai e vem. Hipocrisia de menina que desdêm. Talvez eu seja. Talvez eu só seja… Mania furtilizada de arrogância. Cigarro na boca, ruas enfatizadas de mesmice. Arrogância. Talvez eu seja só uma criança aprendendo a andar. talvez hoje eu rasteje, amanhã eu engateio, após ande, pudera até correr. Só depende de mim, do destino, se me despusse a poder. Talvez eu seja. Talvez eu só seja. Talvez me seja…