gif:tcd

não tem como superar alguém que te marcou muito, porque não tem como esquecer ou apagar a memória. alguém que colocou a mão na nossa pele, destrinchou os pensamentos mais ocultos, resgatou nossa vontade de amar. mesmo depois do fim, mesmo que os braços já não se enrolem ou que os pés não se entrelacem, mesmo que as músicas se tornem vazias e os textos sem sentido, mesmo que se siga em frente porque é a única opção, a gente não supera. não tem uma fórmula matemática para se superar alguém. você não acorda numa terça-feira e diz “pronto, te superei”. porque pessoas não são barreiras; mas sim sensações, sentimentos, gestos, gostos. a gente só segue em frente, como quem perdeu as chaves de casa e precisa fazer outras, adequar o formato, se preocupar com quem possa invadir. perder alguém é isso: saber que não há volta, mas que pode-se preservar alguma coisa bonita. e que se precisa seguir, não importa para onde, porque marcou. superar é seguir em frente.
—  textos cruéis demais para serem lidos rapidamente

mas não é mais sobre você voltar pra minha vida.
é sobre o imenso ciclo de alguém chegar e ir.
você ia depositando em mim pequenas decepções como se eu fosse um copo que nunca fosse transbordar.
você foi honesto ao ir embora porque tinha medo, porque não me queria tanto ou porque precisava ir.
mas eu precisava ser honesta também: eu não conseguia entender.
você vai se apaixonar de novo e eu também.
a vida é um ciclo
que bom te ver por aqui.

textos cruéis demais.

quando a gente termina um relacionamento, a gente sente falta de como a pessoa nos fazia sentir
mas
não é necessariamente dela.

explico: a gente sente sim saudade daquele ser humano com quem um dia fomos capazes de prometer uma eternidade utópica.
mas às vezes essa pessoa já não existe faz tempo, às vezes ela nunca existiu (era só projeção)

a gente sente falta do que ela fazia. seu corpo sente falta da sensação da presença dela
sabe, o amor é isso.
quer você queira aceitar ou não. no seu íntimo, o amor é a sensação boa que alguém te causa
sei que soa meio insensível isso

mas términos são crises de abstinência
e é importante que se dê conta disso.
teu cérebro tá confuso tentando entender porque perdeu a fonte de tanto prazer emocional
e ele vai fazer de tudo pra te-la de volta, mesmo que aquela relação já não estivesse te fazendo bem em tantos outros aspectos

a graça? vai passar
porque todo seu corpo vai se acostumar àquela ausência
seu cérebro vai entender que vocês precisarão encontrar outro ponto de satisfação

minha dica?
faça de si mesmo esse ponto.
come um brigadeiro, faça uma bebida quente, se dê algo de presente

o amor é lindo, mas é químico
reações se findam para darem início a novas

vai passar

que nenhuma relação consuma sua saúde mental a ponto de você questionar o seu valor, seu lugar no mundo, suas conquistas, aquilo que você é e construiu, o seu percurso até aqui. que nenhuma relação se aproprie da sua essência a ponto de você se culpar mesmo quando não há culpa.